Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2012

Sabes que Deus não é um tipo nada romântico...

Quando resolves fazer uma tarte de limão para o mais-que-tudo e, quando vais a tirar a tarte da tarteira de ir ao forno, te cai um grande pedaço ao chão e os restantes pedaços ficam neste estado. Ao menos que esteja boa de sabor, que te aspecto está uma valente borrada.

Das mulheres despeitadas

Ontem eu e senhor meu namorado fomos tomar café à noite, aqui nos arredores. Ficamos na esplanada e enquanto ele foi lá dentro pagar eu tive direito a ouvir uma conversa bastante deplorável por parte de duas meninas dos seus 25 anos, já com idade para terem juízo. Ou melhor, uma falava e a outra ouvia. Então era qualquer coisa deste género: "E não é que o cabrão nunca mais me falou? Mas eu também o lixei. Quer dizer, andava comigo, metia os cornos à namorada comigo e ainda foi dormir com outra. Pois resolvi lixá-lo. Abri o Facebook, entrei na página da namorada e mandei-lhe uma mensagem. - Olha, é só para tu saberes o namoradinho que tens. Para que saibas, passado duas semanas de vocês se terem chateado ele foi para a cama comigo. Não foi preciso muito para o convencer, não penses, é que ele também me deu muita treta. E para que saibas não foi só comigo, também foi com a X (não me lembro) e com a Y (também não me lembro). É só para saberes como ele é". Entretanto o se

Sabem...

Às vezes, o maior favor que alguém pode fazer é "deixar-nos". Temos depois tempo de abrir os olhos e de perceber que ter sido despachada por aquela criatura foi um grande favor que nos fez. Ah, a paixão (amor não é isso) deixa-nos cegos, mas também surdos e mudos.

Alma de pobre

As bolachas Maria são das minhas bolachas preferidas. Como, como, como, sem nunca me cansar. Então molhadas em café - que é o que estou a fazer de momento -, perfeitas. Atenção, Maria Dourada.

Não entendam isto mal...

Acho a Rita Pereira uma mulher muito bonita... mas ri-me a bom rir com esta maquilhagem. Ainda pensei que pudesse ser da fotografia, mas em todas as fotos parece um frango churrascado... ainda por cima brilhante. Sapo Fama

Joana Duarte na Playboy de Setembro - duas observações

Bem jeitosa e com ar sensual pela frente. Ainda melhor no que toca à visão traseira.

Do futebol

Não sei quem é o Cristo mais Cristo. O meu Benfica que vai jogar com o Barcelona (mais o Spartak de Moscovo e Celtic) ou o Braga que vai enfrentar o Manchester United (mais Galatasaray e Cluj) na Liga dos Campeões. Bom, à primeira vista está pior o Benfica. Do FC Porto já nem falo, que ganha sempre e os Dínamo de Kiev, Dínamo de Zagreb e Paris SG até me parecem acessíveis.

Da partilha a dois

Claro que gosto de ter os meus momentos de "independência" , com as minhas amigas, os meus colegas, as minhas coisas... Mas nunca vou entender aqueles casais que acham perfeitamente normal "tu sais com os teus amigos e eu saio com os meus" . Já me aconteceu ele ter uma coisa marcada e eu ter outro compromisso, mas tentamos sempre juntar os dois planos, nem que seja ao fim da noite. Agora essa visão do "não quero cá misturas, os meus amigos são meus e tu não tens que lidar com eles" é coisa que sempre me causou alguma comichão. Nós não somos propriamente gémeos siameses, mas gosto de incluir o mais-que-tudo em tudo o que faço. Afinal de contas, partilho casa com ele... porque não haveria de partilhar tudo o resto?

Facto

Sim, é um facto, as mulheres adoram mãos de homens. Mãos grandes, dedos compridos, pele preferencialmente morena. E já agora, também preferencialmente sem tantos pêlos como um macaco. Afinal de contas, gostamos de ser agarradas por coisas bonitas... certo?

Diz que estamos em contagem decrescente!

Já andamos a contar os dias para as férias. Duas semanas inteirinhas para nós no início de Outubro. Madrid nos espera. Só estou à espera de receber o subsídio de férias e puft , reservo o hotel por três noites em Madrid. O resto não vou reservar, vamos indo e vamos vendo. O objectivo é passar um dia em Segóvia e outro dia em Toledo - sim, adoro cidades com muita história. Depois, em Novembro, temos mais outra semana para nós. Até agora aproveitaram vocês, daqui a um mês aproveitamos nós. Vai ser um regabofe meus amigos, um regabofe! Só voltamos para casa quando o dinheiro destinado para as férias começar a escassear. ahahah

Diferenças

Existem as mulheres que não dão grande importância às unhas... E existem outras, como eu, muito vaidosas das suas mãos. Tenho uma tara pelas mãos, acho que se forem bem cuidadas e com unhas bem arranjadas, podem ser extremamente sensuais.

Facto

A quantidade de miúdas novas que se vê por aí acompanhadas do respectivo carrinho de bebé é uma coisa impressionante. Não vou fazer julgamentos, até porque algumas podem ter querido engravidar (embora não duvide que todas querem o filhote), mas é sempre coisa que me deixa um bocadinho... hum... nervosa. Nos dias que correm, com a crise que existe, é de ficar nervosa. Pelo menos imagino que se eu ficasse grávida teria bastantes dificuldades em cuidar bem de um filho - o que não me impediria de amar a criança mais do que tudo na vida, claro.

Try to honor it.

O amor deveria ser honrado, estimado, mimado. É pena que muita gente ainda não tenha percebido que com o coração não se brinca. Sempre levei o meu coração muito a sério (até porque, em pequenita, o dito cujo já teve a sua dose de problemas... long story ), mas o dos outros levo ainda mais a sério. Sempre tive mais medo de magoar os outros do que de me magoar.

Da mãe natureza enraivecida

Sempre que vejo as tragédias que a natureza pode causar, dou graças a Deus pelo nosso rectângulo à beira mar plantado ser tão pouco dado a essas coisas. Ele é o furacão Isaac, tsunamis, tempestades tropicais, cheias, secas prolongadas em calor infernal, tremores de terra... Ufa, Portugal, lá esse defeito não tens. Infelizmente, também dizem os especialistas que fomos nós, os humanos, que provocamos algumas destas "zangas" da natureza.

Das vidas demasiado fáceis

Admito. Tem dias em que sinto inveja daquelas pessoas que têm vidas demasiado fáceis. Pessoas que não têm de contar os tostões, pois sabem ter a conta bancária recheada. Pessoas que não têm de se preocupar com questões monetárias e que se podem dar ao luxo de jantar fora e ir ao cinema sempre que querem. Sinto alguma comichão quando converso com pessoas que viajam imenso, que já conhecem meio mundo e que vão conhecer o outro meio em breve. É incómodo ficar a olhar para o sucesso alheio, a nível laboral, e perceber que nem sequer tiveram de se esforçar para o conseguir. Por outro lado, é tão melhor assim. Gosto de ter de lutar pelos meus objectivos, de subir etapas e derrubar barreiras. Nessas alturas, sinto alguma pena de quem tem a vida facilitada... provavelmente nunca conhecerá o verdadeiro sabor do sucesso. E é claro que só me refiro a quem viu o sucesso cair-lhe no colo... Pelos que se esforçam e conseguem chegar longe sinto outra coisa bem diferente: orgulho.

Se não é karma, é bruxedo

Têm estado uns dias frescos, com chuviscos e muito vento. Todos os dias tenho chegado a casa toda molhada. Hoje, armada em esperta, vesti uma túnica com manga 3/4, ainda que num tecido fino... toma, toma S*, para a próxima não queiras fintar o São Pedro... agora faz calor e estás a abafar dentro da túnica.

Sabes que o mundo está perdido...

Quando, no Facebook, encontras uma música sobre... txaraaaaan... o ténis! "Eu jogo ténis, bola vai e vem, vai e vem, E agora ganhei, que eu jogo ténis, jogo ténis, jogo ténis Eu jogo ténis, bola sobe e desce, bola sobe e desce E agora perdi, que eu jogo ténis, jogo ténis, jogo ténis" Diz que o grupo se chama "Miúda" , diz que a miúda é gira, diz que a música é uma bela imbecilidade.

Incomodam-me...

As pessoas que não dão ponto sem nó. Não dão nada sem pedir algo em troca. É assim tão difícil ser despretensioso? Bom, não façam como eu, que sou o extremo oposto. Isso também não é nada bom.

Diferenças

Existem pessoas que conseguem dançar a noite toda, aguentam noites e noites seguidas em discotecas, bares e afins... E depois existem aquelas - como eu - que lá para a uma e meia da matina já estão fartinhas de bocejar. Por essa hora os meus pés já pedem clemência e eu já morro de saudades da cama. Sou uma fraca, é o que é.

Amor é...

Ficarmos embevecidos a olhar para a nossa Blackie de cada vez que ela vem para a nossa beira. Ela é desconfiada, pelo que cada vez que ela resolve dar-nos um voto de confiança acabamos a sorrir um para o outro. PS: A coleira fui eu que fiz, nada de dizerem mal.

Facebook

Eu sei que estou a ser uma chata do caraças com isto, mas ontem divulguei aqui o meu Facebook e algumas pessoas mostraram-se surpreendidas por eu ter duas páginas: o perfil pessoal do blogue e a página. Então era o seguinte: para criar a página tinha de ter um perfil associado, vai daí criei as duas. Como as pessoas aderiram muito melhor ao perfil alegadamente pessoal, fui deixando estar... mas hoje foi o dia de dizer "adeus" ao perfil pessoal. Disse também "adeus" à página antiga. Agora só tenho uma página de fãs. Vai daí, peço desculpa, eu sei que sou chata... mas é só clicar aqui ! A página de fãs anterior está a ser excluída e a página de amigos virou a nova página. Snif... vá lá... http://www.facebook.com/sasterisco.asminhaspequenascoisas

Até me ia dando uma coisinha má...

Quando, a caminho do trabalho, passei numa loja de vestidos de noiva/fatos de noivo, e vi um fato de noivo branco. Branco, creme, pérola, uma cor dessas. É medonho, senhores, medonho. Não façam isso. Não se queiram armar em diferentes, azul ou cinzento cai sempre bem.

Piadas blogosféricas #2

"Ó S., não consegues escrever mais do que 100 carateres e juntar tudo num só post? É uma maçada ler-te tantas vezes e não acompanhar o teu ritmo". Ele há gente exigente - e anónima, sempre anónima. Para além de se queixarem do conteúdo, ainda me azucrinam a paciência por causa do número de posts que coloco no blogue. Eu até nem obrigo ninguém a ler-me e muito menos forço alguém a acompanhar "o meu ritmo"...

Rubrica - Piadas blogosféricas

Incentivada por uma leitora, e porque eu sei que há muito comentador que faz os possíveis e os impossíveis por ser extremamente engraçado, hoje lanço a rubrica das "Piadas blogosféricas" , com os comentários mais engraçados que me deixam. Vou excluir os maldosos, que esses nem merecem tempo de antena. Na caixa de comentários do texto sobre o fim da RTP1, trocava impressões com alguns leitores e referi-me ao pessoal mais da zona centro-para-sul/sul do país como mouros. Diz-me então assim uma leitora, visivelmente indignada: "Assim como a utilização do substantivo "mouros" que já teve o seu prazo de validade. (...) Acho que um pedido de desculpas aos seguidores de Lisboa só te ficava bem". Pessoal de Lisboa que se tenha sentido verdadeiramente ofendido com o uso da palavra "mouros" , o meu mais sincero pedido de desculpas. Mil perdões por ter usado uma ofensa tão grave para vos referir. Como diria outra leitora, ele há gente que se pica com

31º lugar no Blogómetro

Poucos meses depois de ter criado o meu blogue (o que aconteceu em Janeiro de 2009) inscrevi-o no sitemeter. Por algum motivo, o contador não contabilizava o número de visitas do senhor meu blogue e, por isso, passados uns tempos traí o sitemeter e registei-me no Histats. Nos últimos meses ouvi falar do Blogómetro, que é o contador oficial dos blogues portugueses. Voltei a tentar resolver o meu probleminha com o sitemeter, mas nada feito. No Sábado mandei um email aos senhores responsáveis pelo Blogómetro e eles, uns amores, responderam logo e resolveram a questão. Começaram a contabilizar as visitas do blogue só nos últimos dias, mas vamos esquecer essa chatice. Fiquei então a saber que o meu blogue é o 31º mais lido do país. Estou inchada que nem um peru em véspera de Natal - com a vantagem de que não vou ser comida (bom, isso aí dava pano para mangas... ahahah ). Obrigada pessoal. Para comemorar, não me deixem solitária no Facebookas . PS: Antes que perguntem, para aparecerem

Os casais de hoje em dia

Os casais de hoje em dia não têm a vida nada facilitada. Nada facilitada em termos românticos. Já nem vou falar da questão financeira, parece que vivemos sempre a esticar o salário. Vejamos: - Férias a dois, hoje em dia, é praticamente impossível. Felizmente, no meu trabalho até tenho alguma facilidade, mas ele não tem. Portanto, eu tenho de adaptar as minhas férias às dele. Esqueçam aquela ideia de "vamos tirar o mês todo, os dois". Impossível. - Os horários de trabalho são tramados. Não há um único dia da semana em que acordemos à mesma hora. Só consigo estar com ele à noite. Nos dias bons, ele chega a casa quase às 20 horas... nos dias maus, chega perto das 22:30. Uau, é a loucura... Jantamos, tratamos da cozinha, e depois disso temos uma mísera hora para nós. - Fins-de-semana a dois? Esqueçam. Conseguimos estar os dois de folga dois dias por mês... e não digas a ninguém que vais daqui. É complicado, claro que é. E imagino que a maioria dos casais esteja como nós. Inf

Manhãs de Domingo

Sempre gostei das manhãs de Domingo. Manhãs preguiçosas, com o despertador proibido de tocar. Manhãs de pequenos-almoços prolongados, entre torradas com doce e café com leite. Os banhos que se podem prolongar, o cuidar de nós sempre a um ritmo vagaroso. Manhãs que antecedem os sempre deliciosos almoços de família preparados pela mãe e regados com boa disposição. Hoje estou bem disposta. Tive uma boa manhã de Domingo, com direito a sumo fresco numa esplanada do centro da cidade, brindada com o sol de Agosto. .

Nove mil casais desempregados em Portugal

Isto mete-me uma aflição, caramba. Como consegue esta gente viver? Há tanta gente com vidas tão complicadas e o Estado não apoia nem com um cêntimo... depois temos imensa malandragem a receber subsídios atrás de subsídios, durante anos a fio, fazendo dos subsídios uma forma de vida. Nem quero imaginar a aflição que isto é. Sei que se um de nós ficasse sem trabalho seria incomportável mantermos a casa... nem quero imaginar como será quando os dois não têm emprego. Reportagem sobre o assunto na Visão, para ler aqui .

Este têm mesmo de ver!

O filme é f-a-b-u-l-o-s-o. A primeira frase do filme diz tudo: a história é sempre contada pelos vencedores. Portanto, não saberás quanto da história da condessa é verdade e quanto será um mito, mas é tudo baseado em factos alegadamente reais. A Condessa Elizabeth Bathory é tida como uma das mulheres mais sanguinárias de sempre. Diz-se que achava que o segredo para manter a pele jovem era limpando a mesma com sangue de meninas virgens. Vai daí, começou por fazer pequenos cortes numa das empregadas, mas a sua sede de juventude era tanta que acabou por matá-la. Convencida de que o sangue estava a deixar-lhe a pele mais jovem e suave, mandava raptar jovens pobres (e depois jovens de baixa nobreza) e metia-as numa "gaiola", onde eram sangradas até à morte. Tudo isto era protegido pelo facto de ser uma viúva muito rica, com muitas terras e muito poder. O tema em si já é explosivo, mas a história conta ainda o motivo pelo qual ela terá tido esta vontade inigualável de manter a

Venham a mim!

7,95 euros. Adoro estas golas! 39,95. Práticas, dão com tudo. 29,95. Tem ar de ser um casaco mais fino, mas é bem bonito. 59,95. Casaco discreto, linhas direitas, versátil. Gosto. 24, 95. Vestido amoroso. Tão giro e baratinho. 9,95. Tudo da H&M. Pronto, mal aparece um bocadinho de chuva eu começo a sonhar com a colecção Outono/Inverno. E logo eu, que acho a roupa de Inverno mais charmosa.

Do romantismo masculino

Cenário: Na cama, enquanto nos ajeitamos para o descanso merecido. Lembro-me que faz nesse preciso dia 23 meses que nos conhecemos... e informo-o do facto. "Oh, era o que mais faltava, já comemoramos a data do namoro." "Também não é para celebrar, é só para assinalar. Oh..." (e começo a explicar os nossos primeiros encontros, tim-tim por tim-tim) Ele resolve interromper. "Espera. Vou apagar a luz e pôr-me em posição para dormir, só enquanto tu contas". E basicamente foi isto. Fui ignorada. O que me vale é que sou teimosa que nem uma mula e passei a restante meia-hora a chateá-lo, a perguntar-lhe se se lembrava disto ou daquilo. E ele lembrava-se. :)

Ai que me dói...

Estive para aqui a limpar a casa. Quem me mandou esforçar-me demasiado? Parece que tenho uma faca espetada nas costas, aqui num sítio específico. Não estou bem em posição nenhuma. Ai namorado, quando chegares não te livras de me fazer uma massagem.

Mundo cruel

Os últimos dias têm sido macabros, mortes atrás de mortes. Hoje, mais cinco jovens perderam a vida numa estrada portuguesa. Hoje, mais um tiroteio em Nova Iorque. Hoje, o psicopata do Breivik pediu desculpas... por não ter executado mais pessoas.

Oh cum caraças...

Agora o blogger mete publicidade no meio dos nossos posts. Sublinham palavras, uma pessoa aproxima o cursor do dito link... e surge publicidade! Juro que não fui eu que meti isto no blogue. Irritante. Adenda: E pelos vistos é um problema que só eu vejo. ahahah

Gostei

Não sei porque carga de água, mas dois anos depois do artigo ter sido publicado, a blogosfera voltou a falar do polémico (e muito idiota) artigo que a Margarida Rebelo Pinto escreveu sobre as gordinhas, para o "Sol". Estive a ler aquilo de novo, só para me relembrar do parvo que era, e nem vou comentar novamente. Vou deixar-vos com um comentário de um homem. Ou melhor, de um Senhor. Ele merece o título. "ruicraveiro, 24.08.2012 - 11:25 Ele ficou com a "gordinha", não foi? Não foi por ela ser gordinha. Talvez tivesse ajudado por ter formas. Ao contrário de o que possa pensar, nós homens não gostamos de sacos de ossos. Gostamos de curvas. Mas, se calhar foi sobretudo porque não gostamos de mulheres mal humoradas, com a mania que são boas e giras e que todo o mundo as quer papar. Gostamos de mulheres divertidas, intelectualmente honestas, sem preconceitos bacocos (do estilo giras vs gordinhas) e capazes de verem os vários tons de cinzento em vez de só cons

Da obrigação do Estado

Eu acredito que o Estado tem obrigações informativas e educativas. Acredito que é função do Estado colocar à disposição das pessoas instrumentos para que possam ser cidadãos bem informados e instruídos. Vai daí, não concordo nem posso concordar com o fecho da RTP2 e com a possível concessão da RTP1. Mas ok, dou de barato que fechem uma das televisões, alegadamente para reduzir despesas. E também dou de barato que seja o canal 2 a fechar, apesar de todos sabermos que a RTP2 tem programas mesmo bons, daqueles que nos fazem pensar. No entanto, também sabemos que poucas pessoas vêem a RTP2... e o bolso dos portugueses está a pagar um canal que ninguém vê. É pena, claro, mas admito que não vejo mais de uma hora da RTP2 por semana e imagino que a maioria dos portugueses seja como eu. Quanto à RTP1, parece-me inadmissível a possível concessão. Supostamente, a RTP1 seria um órgão de informação isento, sem pressões, com informação de qualidade. Não há dúvida alguma que, dos três canais genera

Ainda há quem duvide que os gatos são fabulosos

Cenário: Casa da minha mãe à hora de almoço. A mãe opta por fechar algumas portas, porque temos um gato que adora marcar território. Estava eu sentadinha na cozinha e o Fred miava, miava, miava. Arre, ele só costuma miar quando anda atrás de moscas, por isso ignorei. 5 minutos, 10 minutos. Não pode ser, a mosca tem de ter fugido! Lá vou eu pelo corredor, abro a porta número um, nada. Porta dois, nada. Porta três... e tinha o gato Figo fechado no que era o meu antigo quarto. Os bichos são solidários, pensam o quê? :)

Sou uma fácil

As pessoas pedem-me e eu não sei dizer que "não". No Facebook, é ver-me a curtir todas as páginas, a tentar divulgar todos os projectos e a votar em tudo o que seja concurso. Sou uma querida, é um facto... mas, pelo amor de Deus, não me mandem convites para jogos.

Bom dia!

Por estes dias tenho sido a primeira a acordar. O meu pensamento varia entre o "fica tão lindo a dormir" e o "estupor do raio, melhor fosses tu a levantar-te primeiro".

Oh sim, os homens são uns durões

Não sei quem inventou essa teoria de que os homens são duros. O de cá de casa é capaz de resmungar "Evita, pára!" dezenas de vezes seguidas, enquanto ela lhe tenta roubar os filtros dos cigarros... mas é incapaz de lhe dar uma palmada. Diz que não consegue. Uh huh. Deixou-se foi seduzir por aquele rabo peludo.

Sobre esta questão do Pingo Doce deixar de aceitar pagamentos multibanco para valores inferiores a 20 euros...

O problema não é o Pingo Doce. O Pingo Doce, enquanto empresa, tem o direito a fazer o que quiser para poupar dinheiro. O problema é que existem milhares e milhares de portugueses que chegam ao fim do mês com 9,99 euros na conta - ou ainda menos. Vai daí, não podem levantar os 10 euros mínimos que o multibanco exige... e ficam ali com dinheiro do qual precisam preso.

Não gosto!

Não gosto de ter obrigações familiares, de ter de participar em jantares onde não me apetece participar, perder tempo e ter conversas que não me apetecia ter. Escusam de me dizer que nada me obriga a isso, que não sou forçada a fazer o que não quero. As coisas não são assim tão simples e, pelo bem da minha sanidade mental e para o bem-estar familiar, mais vale fazer fretes de vez em quando.

Minha senhora, mais valia ter ficado quietinha...

"Uma senhora na casa dos 80 anos decidiu 'restaurar' um fresco que está exposto na Igreja do Santuário da Misericórdia em Borja (Aragão), Espanha. A intenção era boa mas o resultado, que aqui mostramos... foi hoje divulgado pela autarquia." No DN . Desculpem, mas sobre isto só tenho uma coisa a dizer: Ahahahah.

O seu a seu dono

Isto de ter convencido o namorado a comprar tabaco de enrolar é mesmo positivo. Para além de sair muito mais barato (gasta menos de metade do que gastava por mês), demora quinhentos séculos a fazer, pelo que ele anda a fumar bem menos. É chato é que passe as noites a fazer cigarros, que aquilo é mais lento do que uma tartaruga. Well done, S*!

Odiozinho de estimação

Gente que se queixa de tudo e de nada, que está sempre a dizer mal de tudo. Se é branco é porque é branco. Se é preto é porque é preto. Se tem ossos é porque tem ossos. Se tem espinhas é porque tem espinhas. Irra!

Das pessoas

Existem aquelas pessoas que recusam tomar banho depois de uma refeição (o namorado)... E aquelas pessoas que se estão marimbando para isso (eu). Desde que a água esteja à temperatura do meu corpo, é suposto não constituir perigo. A água quente é que é uma chatice.

Da nova Miss Mundo

Tenho algumas coisas a dizer. 1 - A nova Miss World, chinesa, estava tão ensaiada que parecia o RoboCop. 2 - A portuguesa era linda, muito mais bonita, é que nem há comparação. 3 - E agora pergunto... cadê os concursos de Mr World? Aquilo sim era engraçado. Cada um mais feioso do que o outro, mas como eram jeitosos de corpo, estavam aqui inchados que nem perus em véspera de Natal.

Ressabianço

Não há quem aguente mulheres ressabiadas... aquele tipo de mulheres que podem levar 1001 coices do homem, mas insistem porque insistem que o macho em questão tem de ser delas. Podem saber que não são amadas, que ele tem outra, que ele está-se a borrifar para elas... mas são piores que lapas, não largam!

É complicado

Temos uma certa tendência a assumir que as mulheres que "aceitam" levar porrada dos maridos são: - pessoas com baixa auto-estima, - sentem-se isoladas, - dependem financeiramente do parceiro, - têm filhos pequenos. Depois vemos estes casos, como a da menina-bonita-ricaça-bem sucedida Rihanna, que admite ter saudades do Chris Brown, que foi o fulano que lhe pôs a cara feita num oito. Não sei o que diga, há gente que parece que não quer ser feliz. Eu sei que nunca se pode dizer que desta água não beberei, mas ainda está para nascer o homem que me ponha o dedo em cima. É que eu tenho uma boa família... se me pusesse um dedo em cima, suponho que a família lhe pusesse as mãos inteiras em cima.

Detalhes da festa

Oh... a romaria termina hoje e já deixa saudades. No entanto, esta tarde temos um dos momentos mais bonitos e arrepiantes, a Procissão ao Mar. É aproveitar até ao último minuto.

Facto

Esta Olivia Palermo é um pão-sem-sal. Veste-se bem, sim senhora, mas parece que se vai partir a qualquer momento. E não é por ser magra, é mesmo pelo constante ar apático. Só ela e a senhora do jeitosão do Beckham. Eu até gostava de perguntar, sem ser mal interpretada... afinal quem é ela? É que li algures que é filha de um milionário e que nos EUA é gozada pelo facto de ter enviado emails aos socialites e ricaços de lá, a pedir para frequentar os eventos da moda.

Facto

Não suporto que fumem à minha beira. Se, cá em casa, o namorado só fuma à janela, imaginem o meu ar quando alguém decide sacar de um cigarro e fumar mesmo perto de mim. Eu bem viro a cara para o lado, mas nada evita levar com a fumarada - e o cheiro da fumarada - mesmo nas fuças... e no cabelo, e na roupa, e nas lentes de contacto que começam logo a reclamar.
Depois de três dias sem conseguir seguir blogues e responder a comentários, e ao ver a caixa de email cheia, peço desculpa, mas a única solução foi mesmo apagar todos os emails e começar do zero.
Isto de me deitar tarde e levantar cedo não pode ser... Estou de rastos. Não tive direito a fim-de-semana e ando com os sonos completamente atrasados. Quero dormir. Nem tenho vontade de ir para a festa à noite, só quero dormir.
Tenho os pés feitos num oito. Cortejo etnográfico de quase quatro horas, mais passeio nocturno com senhor meu namorado. Amanhã à tarde espera-me a manifestação anti-tourada... e Deus queira que seja muito concorrida! Boa noite.

Detalhes

Ontem foi dia de entrar na Kiko para comprar umas coisas. Acho que já aqui escrevi N vezes que não me maquilho, vai daí dispenso produtos caros. Assim como assim, é para usar uma vez por semana. Uma base muito discreta. Pode parecer clarinha, mas olhem que não... eu estou morena, a menina da Kiko maquilhou-me, e não me fez ficar branca. O corrector em lápis também é discreto mas efectivamente aquilo resulta, as minhas olheiras desapareceram como que por milagre. Quanto ao verniz, ia comprar um tom diferente - um que já tenho mas está a acabar - mas como não havia... optei por este verde azeitona. Bem bonito. Agora é só usar os produtos... quando me começam a falar em bases, correctores, iluminadores, pós, blush, batôn, sombras e afins, até me assusto! Não sou nada dessas coisas.

Sabes...

Sabes que estás em plena Romaria D'Agonia quando recebes um telefonema matinal da avó a perguntar se queres usar algum do ouro da família. Sim, nestes dias vou usar ouro, que é coisa na qual nem toco durante o resto do ano.

Coisas da gataria

Eu até dormia mais uma hora, tendo em conta que me deitei tarde, mas a sôdona Evita é uma gata carente e exigente. A partir das 9:30 começou a arranhar a porta do quarto... fui abrir. Saltou para a cama, ronronou, mordiscou-me as mãos a exigir mimos. E lá tive eu, entre bocejos e espreguiçadelas, de cofiar a gata incessantemente.

Porto, aqui vou eu!

Agendei o post. Nesta altura estou a chegar à cidade invicta. Primeiro, para a companhia dos meus colegas. Um restaurante italiano, os meus amigos, a festa de aniversário da Martxinha, amiga, colega e confidente desde o início da faculdade. Depois, para os braços do mais-que-tudo mais tudo do mundo, para um regresso a casa feito a dois.

Ai a minha vida!

Se já acho arriscado e até meio pirosinho gravarem no corpo o nome do companheiro... Imaginem o que acho de quem grava no corpo diminutivos do nome do companheiro, tais como "Zezinho", "Nita" e "Nicas". Um destes acabei de ver na página de uma ex-parceira de faculdade. Bonito.

Sobre a lei que determina a actualização das rendas anteriores a 1990...

Eu bem sei que as pessoas alugaram as casas tendo em conta determinada renda... mas convenhamos, isso foi no tempo da Maria Caxuxa. Pagar 30 ou 40 euros de rendas é absurdo. Absurdo especialmente para os proprietários, que não têm culpa de uma lei ridícula que não soube prever que o mundo ia mudar. Os inquilinos, ai esses esfregam as mãos de contentes. Acho muito bem que se abram excepções para os reformados e velhotes, mas caramba... esta lei do arrendamento já precisava de uma bela actualização. A minha irmã viu a renda aumentar 25 euros só este ano, e há gente que paga 25 euros pela casa onde está há 60 anos. Justo, hein?

Não sei o que é pior...

O tradicional homem que só fala de futebol e de carros... Ou esta nova espécie de homem que percebe mais de moda e de tendência que a maioria das mulheres. Boring. Não tenho nada contra, mas muito menos me atrai.

Coisas que eu nunca vou perceber

Aquela mania que as mulheres têm de comprar biquínis de atar com o fio atrás do pescoço... e depois atar o dito fio atrás das costas, para evitar marcas. Senhoras, há por aí muito biquíni cai-cai e muito biquíni com alças amovíveis. Ao atarem os fios que eram de atar ao pescoço atrás das costas, lamento informar, mas esmagam o peito, empurram-no para baixo, fica feio... e ainda dão uma visão completa das mamocas, quando vistas de lado. Eu cá não sou de intrigas, mas achei que gostariam que alguém vos avisasse. De nada, escusam de agradecer.

Isto é por "modas"

Já tivemos balizas a cair em cima dos meninos, nas escolas. Já tivemos os rottweilers assassinos, os pitbull assassinos... agora estamos nos dogue argentinos assassinos. Das duas uma: ou as notícias são tendenciosas como o raio, ou os cães da mesma raça piraram todos ao mesmo tempo. Aposto na primeira opção. Claro que há raças de cães mais perigosas, porque o cão é maior, mais forte, mais teimoso, mais isto ou aquilo. Mas também sei que quando o cão não tem raça, as notícias optam por dizer "segundo os populares é um arraçado de pitbull" . Vale. Super rigoroso. Não gosto desta diabolização dos bichos. Diabolizem aquele cão, aquele bicho em concreto. Não diabolizem as raças. É quase tão imbecil como dizer que toda a gente que vive na Cova da Moura é gatuna. Lá por alguns gatunos são de lá, não se pode nem se deve dizer que são todos gatunos.

Jovem matou o pai para defender a mãe de violência doméstica

"Um homem de 20 anos matou o pai, com cerca de 50 anos, ao início desta quinta-feira, em Mira Sintra, Sintra, disse fonte da PSP. A defesa da mãe estará na origem do sucedido". JN Perdoem-me os mais sensíveis, mas isto para mim nem é crime. Se se confirmar que o jovem matou o próprio pai para defender a mãe, deveria apanhar uma pena mesmo leve. Há gente que não merece o chão que pisa, e um pai destes parece-me ser uma dessas pessoas. Nem quero imaginar o que aquela família passou para o filho tomar uma decisão drástica como esta.

Das pessoas fabulosas

Às vezes pensamos que temos uma vida meio complicada, e depois acabamos a conversar com pessoas que - essas sim - passaram por grandes dificuldades e mesmo assim conseguiram vencer na vida, conquistar metas e ser felizes. Admiráveis.

22 meses

Um ano e dez meses de nós. O traiçoeiro foi para o Porto e deixou-me a celebrar mais um mês com as gatas... mas, mesmo assim, hoje e sempre, Amo-te.

Dos emigrantes

Em Agosto a cidade enche-se de emigrantes. Isto é bom, a restauração, a hotelaria e os serviços agradecem. Eu também agradeço, tenho de admitir que os avecs - os emigrantes em França - costumam ser para lá de divertidos. * Aquela mania de fingirem que já não se lembram de como se fala português pode gerar situações bem engraçadas. Aquela ideia de usarem calças de fato-de-treino brancas, tshirts sem mangas e crucifixos ao pescoço desmascaram-nos por completo. Nos mais jovens, as pulseirinhas de ouro, os brincos de brilhantes e o cabelo cheio de gel. No trânsito, parece que o código da estrada muda de país para país, visto que eles desconhecem as regras que nós conhecemos. Nos restaurantes e nos cafés toda a gente dá pela presença deles, falam alto, riem, palitam os dentes descaradamente (bom, isto é mania portuga, seja aqui ou na Paris de France ). Nos pés, a bela da sandaloca masculina. As camisolas da selecção, com o Cristiano Ronaldo como figura de destaque. Os carros todos enfeita

Grão a grão

Sete meses depois, comprei finalmente as cortinas para a sala. Isto de "fazer casa" sai caro, temos de decorar a casa grão a grão, que é como as galinhas enchem o papo.

Karma é:

No dia em que podia dormir até às tantas, tive a filha de uma senhora da vida de uma enxaqueca que me fez ficar acordada até às cinco ou seis da matina.

Da alegada censura

Frequentemente leio bloggers a escreverem que não moderam os comentários porque não querem censura no blogue, blá blá blá. Oh meus amigos, se vocês estiverem na rua, a viver a vossa vidinha, e alguém vos vier insultar, rebaixar ou tratar mal, vocês ficam ali a ouvir, pacientemente, como se nada fosse? Até podiam fazê-lo. Ouviam um insulto, ouviam dois, talvez três, mas a partir daí viravam costas. É assim na vida real, tem de ser assim na blogosfera. As pessoas adoram ser mal-educadas. Não têm que aceitar tudo o que é comentário para não serem apelidados de lápis azul. Moderar comentários e rejeitar comentários idiotas não é censura: é exigir respeito.

Nahhhhh...

Até que nem acho as alpercatas muito feias, mas homens, pelo amor de Deus, em vocês não ficam nada bem. Ainda por cima aquilo é fechado, usa-se sem meias, e no tempo quente faz-me impressão.* Posto isto, usem o que vos apetecer. Também uso o que quero, sem me importar com o que os outros pensam. :) * Não sou má língua, tenho espírito crítico desenvolvido.