Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2020

Baby It's cold outside

Eu bem andava a adiar, a adiar, mas hoje foi dia de vestir um casaco quente de Inverno. Já passei a fase do "quem tem brio não tem frio" . Quando me recordo da minha adolescência, de ir para a escola de mini-saia e camisa no pico do Inverno... Até me benzo. Agora estou mais velha e mais rezingona. Gosto é dos meus casacos quentes, dos cachecóis, das 1001 écharpes às costas durante o trabalho. Com uma caneca de chá nas mãos, para aquecer o corpo, de preferência.

Keep changing

O meu próximo plano é instalar um escritório / quarto de brincar / camas dos animais no terceiro quarto cá de casa. Tenho lá um roupeiro montado que posso desmontar e arrumar. A secretária que está na sala será enviada para este "escritório" improvisado, porque na sala não está a fazer nada e só ocupa espaço.  O pequeno já tem quase três anos e meio. Está na altura ideal de tentar que comece a brincar noutro espaço, para deixar a sala mais livre dos seus 1090343 brinquedos. Na verdade, não me importo nada que brinque na sala, só não quero ter lá a banca de ferramentas, os camiões e tudo mais exposto. Tem um móvel de gavetas do IKEA, já chega e sobra. Preciso de novos porta-retratos, de quadros para colocar fotografias novas, aproveitando os furos já existentes nas paredes. Também já "contratei" o Mestre Biscateiro (AKA meu cunhado) para me vir resolver umas questões pendentes, mas a agenda dele é preenchida face às inúmeras solicitações. Dos candeeiros novos do me

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.

Ai pandemia, pandemia...

 Já cheguei àquela fase em que me sinto mal se andar na rua sem máscara.  Felizmente, na minha cidade vêem-se muitas pessoas de máscara, mesmo na rua, em espaço público. Não todas, claro, mas acho que talvez metade. Hoje tive a brilhante ideia de mudar as coisas da mala antes de sair de casa e esqueci-me da bolsa onde coloco as máscaras. Sabia que no local de trabalho tinha máscara reutilizável para colocar, mas teria de entrar pelas traseiras, para não passar por qualquer local de trabalho a não ser o meu gabinete (a porta é directa, pelas traseiras). Mas senti-me mesmo mesmo mal ao andar na rua, naquele percurso de 10 minutos, sem máscara.  Senti-me irresponsável e egoísta. Entendo que muita gente evite usar máscara na rua, mas acho que 2.608 novas infecções e 21 mortos só no dia de hoje justificam em pleno a eventual obrigatoriedade de usar máscara na rua. Da minha parte, ando sempre com ela no rosto e tiro apenas para "ganhar fôlego" ou quando estou em locais mais isolado

Ser feliz exige Coragem

 As últimas semanas mostraram-me, de forma bastante inequívoca, que ser feliz exige coragem. Coragem para assumir que não estar mal não é sinónimo de estar bem. Não ser infeliz não é sinónimo de ser feliz. É possível ter uma vida boa, mas não a vida que queremos para nós. É possível estar tranquilo, mas não estar satisfeito. É possível estar bem, mas não estar pleno. E é preciso coragem para dar o passo em frente. Para prescindir, lutando por mais. Para mudar, sem saber exactamente para o quê.  Já me senti mal. Já tive vergonha. Já chorei. Já duvidei. Já quis voltar atrás... Mas assumi um compromisso de amor por mim mesma. Procurar o meu bem-estar e a minha felicidade. Casei há um ano. Estou divorciada. Não está tudo bem. Mas vai ficar tudo bem. 

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.