Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2016

Dreamcatcher

O caça-sonhos mais bonito, feito pela minha mãe. Alegre e colorido, para combinar comigo. Já está no varão da cortina do nosso quarto. Para trazer todos os sonhos até nós. :)

Como não adorar a PSP?

Aqui me confesso uma defensora das nossas forças policiais. Claro que também faço os meus comentários menos positivos (não sou cega, surda e muda), mas defendo a PSP e a GNR, porque acho que têm um trabalho ingrato, com condições nada dignas e porque têm um povo ingrato que passa a vida a criticá-los. Há uns meses que a página da Polícia de Segurança Pública, lá no Facebook, começou a ser gerida por alguém diferente. Não se sabe se é homem ou mulher, sabe-se apenas que tem um sentido de humor do caraças, que aproxima os cidadãos com boa disposição e que está sempre em cima dos acontecimentos. Hoje partilhou esta, que é a minha favorita de sempre.  "GATO DENUNCIA PLANTAÇÃO DE CANÁBIS No passado domingo, em Faro, pelas 18h40, a PSP foi chamada a uma ocorrência em que uma cidadã ouviu um intenso e insistente miar de um gato, durante várias horas. Ao procurar o animal aflito, a PSP acabou por encontrar uma plantação de canábis, que foi apreendida na sua total

Instaweek

Já tenho a minha moeda de 2 euros com o Coração de Viana. Esplanada nocturna com direito a um mimo. Escolhas de Verão. Finalmente tenho a minha bola Boles d'Olor, da Conto de Fadas. Purifica o ar e perfuma que é uma maravilha! Domingo com sardinhada e churrascada na casa de família. https://www.instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Da União Europeia

Vamos lá esclarecer uma coisa: eu defendo a União Europeia. Num mundo globalizado como o nosso, defendo a livre circulação, as livres trocas comerciais, e acho que não fazia qualquer sentido ter de andar a mostrar passaporte para sair do nosso cantinho à beira mar plantado e ir ali à vizinha Espanha. Também dá imenso jeito poder ir de avião para qualquer lado da UE sem complicações, poder comprar on-line a vários países e não pagar mais por isso. No entanto, também consigo ver algumas desvantagens nesta "livre" circulação e "livre tudo e mais alguma coisa". Este post é apenas sobre as desvantagens que reconheço na UE, apesar de, volto a dizer, ser a favor da mesma. Tornou-se muito mais fácil para os nossos "cérebros" saírem do país. É um direito que lhes assiste, claro, mas não deixa de ser triste ver o investimento que o país faz na nossa formação (profissional e académica) a ser utilizado pelos outros países. Não critico quem saiu, como me par

Factos

Só gostava de ser uma daquelas pessoas madrugadoras, com força de vontade para acordar cedo e aproveitar melhor o dia. Ontem trabalhei até depois da meia-noite, hoje tive de vir a um serviço às 8h30... Mas estou aqui, estou a pensar que, mal termine, me vou meter de novo na cama. 

Raisparta o Euro #2

Ainda estamos em choque com este jogo. Lá nos safamos... mas não sei se fiquei convencida...

Raisparta o Euro

Eu já nem me queixo de o facto de a nossa selecção estar a ficar aquém das expectativas (certamente que os jogadores não gostam desse facto)... queixo-me sim é de ter de gramar com jogos todos os dias na televisão da sala cá de casa. A hora de jantar é sempre cá uma animação...

Instaweek

Estava a precisar de uma semana assim: com sol, momentos com amigos, passeios quase diários. Sangria com colegas. Diz que era almoço de trabalho.  Oh, o meu Pirata. Nunca é demasiado mostrar o amor que tenho por este meu cão.  Pão com chouriço quentinho. No dia seguinte, pão com chouriço e queijo... ai, senhores! Fresquinha e cheia de cor. Pequeno sobrinho a fazer asneiras. Viana medieval. Discreta, eu? Pois sim. Dourado purpurina.  https://www.instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Vaidades

Compras uma peça de roupa nova. Nem 24 horas depois, já está a ser estreada. 

Vantagens do comércio tradicional...

Há uns anos que tento sempre comprar no comércio tradicional. Nem sempre é possível, há alturas em que me apaixono por algo das cadeias nacionais e internacionais (ou pelo preço), mas é um esforço que tenho vindo a fazer. Cá na cidade, tem vantagens variadas: - Tratam-te pelo nome. Gosto dessa proximidade. Conheço a Célia, gosto dela, simpatizo com ela, e ela conhece-me. Ontem lá lhe fiz uma visita e só reforcei essa vantagem; - Conhecem os teus gostos. Gostei de uma blusa, mas ela foi buscar a mesma blusa em rosa, que é sempre uma das cores que mais uso. Aposta acertada, foi a que trouxe; - A maioria das vezes, não te aldrabam. Não te dizem que estás bem, quando estás uma bela porcaria; - Se queres um número que não têm, tratam logo de fazer o pedido. Não se limitam a um "não temos"; - Mesmo nas redes sociais, "taggam-te" para que vejas as novidades. Cada dia mais fã. :)

Ao jornal "i"

Hoje o Nuno Markl publicou esta fotografia de um trabalho do jornal "i". Qualquer pessoa minimamente atenta reparou que este jornal, há umas semanas, publicou uma série de artigos a "defender" as touradas ou, pelo menos, a tentar mostrar o lado "bonito" das mesmas. Tentaram dourar a pílula, vá. Agora saem-se com esta. Comentou o Markl: " Ainda me lembro do tempo em que era um prazer comprar o i, ler o i. Hoje em dia, entre os dossiers sobre tourada que só ouvem o lado dos aficionados, as análises insultuosas a pessoas que têm animais de estimação e o alarme monstruoso criado por páginas como estas duas de hoje, permitam-me que não use o outrora inteligente, moderno e decente jornal nem para forrar uma caixa de areia de gato. A propósito, para quando o dossier "gatos: como acabar com essa praga"?" Acrescento eu: Falta saber... quantos cães foram atacados por pessoas; quantos cães foram abandonados por pessoas; quant

Retribuir

Quando, num dia mau, uma pessoa conhecida te surpreende com uma oferta regional. Acredito que o que damos aos outros, nos é devolvido. É bom receber amizade. 

Instaweek

Tons de Verão. Prática e grande, ideal para o trabalho. Os cansados. Ou os larápios de sofá. Experiências. Até que ficou bom! Arroz de tomate com miolo de camarão e mexilhões. A saga continua, ocuparam a cama... Três anos de muito amor. O aniversariante teve direito a uma bola Waboba. No Sábado, fomos até à praia. Se há coisa que ele adora, é explorar a natureza. Calças floridas e fresquinhas para os dias quentes. Sandálias novas, todo-o-terreno. https://www.instagram.com/asminhaspequenascoisas/

E se fosse consigo? Violência doméstica

Na semana passada o programa da Sic era sobre a violência doméstica. Resumidamente, colocaram actores a simular uma discussão agressiva. O homem insultava-a, humilhava, puxava-a, empurrava-a, dizia-lhe que ela não podia sair de casa porque tinha de fazer o que ele mandava. Fiquei chocada com o facto de este ter sido dos programas em que menos pessoas agiram. O verdadeiro "entre marido e mulher não se mete a colher". As pessoas que intervieram, eram pessoas que tinham uma mãe (na maioria dos casos) que tinha sofrido violência por parte do marido. Penso que foi esse o factor que gerou a empatia pela situação criada para as filmagens. A maioria ignorava. Olhava, ouvia, mas continuava caminho. Uma situação absolutamente caricata (mas sem ter graça) foi a de um senhor mais velho: durante muito tempo, a equipa de televisão filmou a reacção dele. O casal discutia numa esplanada, ele ouvia, mostrava-se enojado e até emocionado. Depois a Conceição Lino foi ter com ele e ele

Ai

Mais-que-tudo faz anos amanhã. Hoje à noite temos amigos cá em casa. Amanhã temos a família dele e a minha - nossa, portanto. Estou oficialmente em modo dona-de-casa: limpar, arrumar, ir ao supermercado, cozinhar...  Que canseira.

Dia de Portugal

Com todos os defeitos - o nosso país não tem defeitos, quem os tem são as pessoas, principalmente os políticos -, acredito piamente que vivemos num país do caraças. Um país lindo, com paisagens encantadoras, praias de sonho, com imenso potencial. Temos um povo caloroso, amigo, solidário e hospitaleiro. Somos guerreiros, conquistadores, embora andemos muito passivos no que toca aos políticos. Temos história, monumentos e lembranças do nosso passado por todo o lado. Já fomos donos de meio mundo, mas isso não nos subiu à cabeça (mas fugiu-nos das mãos). Temos um cantinho à beira-mar plantado cheio de sol, de verde, de areia e de belezas naturais.  O hino arrepia-me sempre. Não poderia ser mais orgulhosa do país onde nasci, apesar de tudo. Sou Portugal.  Dia de Portugal... e, já agora, Dia do Pirata, o meu cão nasceu também a 10 de Junho. ;)

Birkenstock

Podem ser todas. :) No Verão só uso deste género (mas made in Portugal, não desta marca). Os modelos de enfiar o dedo são os meus favoritos: dão com tudo, versáteis e muito confortáveis. Da Birkenstock Portugal .

Admito...

De vez em quando dá-me uma crise de raiva, infernizo o meu rapaz, pelo facto de ter a casa sempre cheia de pêlo, com bolas de pêlo escondidas a cada canto, apesar de varrer a casa diariamente e de passar a esfregona de dois em dois dias... e apetece-me mudar para um apartamento com o dobro do tamanho - apesar de o meu ser um T2 jeitoso, com sala e cozinha de dimensões grandes. Depois penso que fazer mudanças dá uma trabalheira desgraçada. Recordo-me que compramos mobília nova de quarto há um ano e que desmontar e montar pode estragar uma mobília boa. Depois penso que a gata Bella é absolutamente impossível de agarrar... E até me dá vontade de rir! Da primeira (e única vez) que levou uma injecção, o veterinário teve de vir cá a casa: atirou-lhe uma toalha para cima, ela entrou em pânico, borrou-se toda (e o Pirata comeu em menos de dois segundos, levando o veterinário a um momento de gargalhadas... sim, eu escrevi isto, choquem-se!). É isto. Não posso mudar de

Instaweek

Maravilha: sumo de laranja natural com muito gelo. A preguiça ataca todos! Vestidinhos de Verão para aproveitar os raios de sol. A minha Viana. Quinta-feira fomos até à casa de família... onde os gatos são uma dezena... E os cães bebem de um balde.  A minha malinha Bulaggi, perfeita para passeios. Sexta-feira fomos até ao Porto. Caminhei tanto que hoje me doem as ancas. :D O resumo da caminhada... Se estás feliz, que importa o resto? Nada. :) https://www.instagram.com/asminhaspequenascoisas/

A "taróloga" da SIC

Taróloga da SIC aconselha vítima de violência doméstica a dar amor Se é verdade que as pessoas, nos dias que correm, se exaltam facilmente e atiram logo sete pedras aos outros, também é verdade que existem erros que não merecem perdão. Neste caso, por melhor profissional que seja a senhora, é inadmissível continuar a dar-lhe palco. Tem claramente de ser afastada da televisão, para ponderar bem o que fez, o que disse, o tipo de mensagem que passou para milhares de telespectadores. A violência doméstica é crime. É crime público. Não pode, nunca, em momento algum, ser justificada, perdoada, desculpada com isto e aquilo. Não há nada que justifique os maus tratos físicos e mentais. Quem está mal, muda-se. Se a outra pessoa nos enerva, nos irrita ao ponto de partirmos para a violência, temos de saber usar os neurónios que Deus nos deu para perceber que, muito provavelmente, precisamos de apoio psicológico. Temos de saber assumir as nossas falhas, nunca culpar a vítima. Dizer a

Temo o pior...

Chega aquela tramada altura do ano em que tens, inevitavelmente, de abrir a gaveta da cómoda e experimentar o biquíni do ano anterior. Não sei o que será pior: não me servir... ou servir e ficar ridículo. Ahahahahah!

Internem-me!

Estou sem trabalhar há 7 dias, a gozar folgas, e cheiinha de saudades das minhas rotinas laborais. O que vale é que está sol e ando farta de passear... Mas toda a gente está a trabalhar nesta altura, o que torna os dias livres menos interessantes. Amanhã arrisco-me a dar um pulinho até à praia, se estiver calor como esteve hoje!