Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2015

Insta Last Days

Vaidades de quatro patas.
Os brincos da avó.
A cidade.
A procissão ao mar.
A minha "Maria".
Os trajes.
Cãochorro lindo.
À rainha. Mas em prata dourada.
Um pulo ao Porto, paragem no Munchie. 
As botas Bússola saíram à rua aproveitando a chuva dos últimos dias.


Colares Sfera. Como é que eu nunca tinha descoberto esta loja antes?

https://instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Mimos

Os senhores meus tios foram dar um passeio e regressaram com o 9º presépio da minha pequena mas variada colecção. 
Diz que é de madeira italiana. Elegante e diferente.
Eu, labrega como sou, acho que é lindo mas que é minorca e que foi caro pra burro.

Girls will be girls

Depois de andar a massacrar-me durante meses a fio, ele lá tem o seu novo carro. Agora é a minha vez de ir escolher um sofá para a sala cá de casa. E um roupeiro a combinar com a renovada mobília do nosso quarto.
Hoje é a minha vez de dar pulos de contentamento!

Boys will be boys... parte 2!

Esta noite, depois de um convívio em casa de amigos, finalmente cama.

Ele - Importas-te que eu vá um bocadinho para a sala ver televisão?
Eu (já quase a dormir...) - Ah?
Ele - É muito cedo, não vou conseguir dormir.
Eu - Cedo?!? São duas da manhã!
Ele - Mas eu não consigo dormir! Estou com o entusiasmo do carro novo, como as crianças em véspera de Natal. Entusiasmo com o novo e nostalgia com o Kia (o "velho").

E lá foi ele. Excitações infantis aos 35 anos de idade. 

Romaria

Sou de uma terra com o brilho do mar, a calma do rio e a beleza do monte. Sou de uma terra com o nosso Templo de Santa Luzia e a velhinha Ponte Eiffel. Sou de uma terra com magia, com trajes coloridos e que dançam o folclore. Sou de uma terra de lenços sempre enamorados. Sou de uma terra com a riqueza do ouro, o encanto dos brincos à rainha, as contas de Viana, as custódias, as arcadas, as carniceiras, os cordões e as borboletas. Sou de uma terra de boa comida e bebida ainda melhor (ao que dizem, que eu sou pouco dada a vinhos). 
Sou de uma terra com chieira nas tradições. Sou de Viana.

Até gostava, mas não sei ser diferente

Não sei ser reservada, não sei fechar o livro e guardar para mim aquilo que é muito meu. Sempre fui assim, um livro demasiado aberto, demasiado franca e fácil de ler.
É uma chatice, que isto de ser pura de alma já é chão que deu uvas. Já não se usa. Hoje em dia, temos de guardar muito de nós. Dizem que é melhor assim, que é mais seguro, que é para nos sentirmos mais protegidos.
E eu tento, juro que tento. Mas depois começo a falar, entusiasmo-me, acabo a contar este mundo e o outro sobre mim. 
Os que gostam de mim aconselham-me, dizem-me para ser mais ponderada. E eu pondero, volto a tentar, mas volto a falhar.
Até gostava, mas não sei ser diferente. E talvez por não ser diferente é que acabo por ser diferente dos demais. Penso pouco, sinto mais.

Instaweek

Orgulho nas minhas tradições.
Fruta fresca.

Blusas muito vianenses.
Mala nova, uma oferta simpática.
Tardes de sol.
Viana prepara-se para a Romaria d'Agonia - de 20 a 23 de Agosto.
A selfie possível.


Passeio a Vigo com o mais-que-tudo, mana, cunhado e sobrinho.
Lanches em família.

https://instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Hoje, resta-me partilhar

"Chão dos Bichos - Associação (LOURES)
Esta tarde (segunda-feira) o abrigo da Chão dos Bichos foi rodeado por um intenso incêndio que cercou todos os lados do mesmo. O incêndio deflagrou fora do abrigo e ainda a alguma distância mas percorreu toda a vegetação pela encosta numa fracção de minutos, o tempo suficiente para soltar os animais dos vários recintos e boxes. Infelizmente o fogo chegou mais depressa a 5 companheiros e perdemo-los. Os que conseguimos soltar seguiram diferentes rotas não sendo possível delinear de todo um percurso provável.
Conseguimos resgatar cerca 80 cães, destes vários necessitaram de assistência veterinária no local e outros seguiram para internamento, outros tantos em estado de choque encontram-se agora em famílias de acolhimento temporário para que retomem assim que possível ao abrigo.
Todas estas situações estão salvaguardas, o nosso pedido de urgência destina-se PARA JÁ à procura e resgate dos cerca de 50 cães que ainda andam em parte incerta. 
Precisam…

E os pirómanos, senhores?

Não gosto de saber que há gente que, por vaidade pessoal, por tara ou por maluquice, anda a atear fogos um pouco por todo o país. O meu distrito está em chamas e é uma tristeza de se ver.
Detesto verdadeiramente aqueles pirómanos fantasmas - os que pegam fogo aos terrenos por interesses económicos. São fantasmas porque, em cinco anos de trabalho, nunca ouvi falar de uma acusação concreta. Toda a gente sabe que existem, muitos até sabem quem eles são... mas acusar, que é bom, nada.

Sobre aquilo do abandono de animais...

Gente que abandona animais, só vos desejo uma coisa: uma morte lenta e agonizante. 
Acabo de ver o vídeo daqueles monstros que foram apanhados pelas câmaras de vigilância de um centro de uma sociedade protectora dos animais perto de Pontevedra, a atirar um cão por cima das grades, abandonando-o.
Ah e tal, o perdão é divino. Pois é. Mas eu sou humana e só desejo mesmo que sofram como tudo e depois desapareçam da face da terra.



Nota: Aos hipócritas do costume, antes de dizerem "quem és tu para desejar a morte a alguém? Assim só revelas que és igual a eles" e tretas do género: ide à merda. Vejam e calem-se. É de perder as palavras.

Circos com animais

O Cardinali diz que são amigos para sempre. Algum vianense achou por bem desenhar lágrimas no leão.
Vianense 1, Cardinali 0.
Os circos com animais são das coisas que mais me revoltam. Os animais vivem em condições hediondas, fechados em jaulas minúsculas, ao sol, à chuva, ao frio e ao vento. Eu vi com estes meus dois olhos que a terra um dia irá comer dois leões absolutamente esqueléticos, com aspecto deplorável, enfiados numa jaula que devia ter uns 3 metros de comprimento por dois de largura, há uns anos, no parque de um circo cá na cidade. Isso só aumentou a minha certeza de como os animais são tratados no circo. São tratados como negócio puro e duro. Já para não falar da maneira como são treinados, com base na dor e no castigo.
Para quem tem dúvidas, aqui e aqui.

Insta Last Days

É do coça-coça que o Pirata gosta...
Alguém anda com calor...
Amores pequenos.
Na semana passada procedi ao resgate de mais um gato - devido ao bigodinho à Hitler, "baptizei-o" de Adolfinho. Esteve uns dias internado numa clínica veterinária e já foi adoptado. Esperemos que para toda a vida. :)
Rainha Evita a acordar-me.
Preguiças a preto e branco.
As sandálias da polémica. Adoro-as!
A retornada Princesa na sua tarefa habitual.
A Bella agora deu em dona-de-casa e passa a vida a dormir em cima do fogão.
Quando se vive rodeado de amor, é relativamente fácil ser-se feliz.

https://instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Vergonha alheia

Coisas que me provocam vergonha alheia: esta mania de perseguir os supostos VIPs, andar atrás deles, tirar fotografias onde os ditos importantes aparecem lá ao fundo, como se estar relativamente perto de um rico & famoso fosse algo do outro mundo.

OK que as pessoas tenham os seus ídolos, que admirem alguém. Mas caramba, andar atrás do Jorge Mendes e companhia, esperar horas e horas para ver o Cristiano Ronaldo por dois segundos (e ele nem notar a vossa presença), só para tentar ter um vislumbre do alegado casamento do ano?
Provoca-me uma certa vergonha.

Piratices

Cobiçando o meu pequeno-almoço. 
(um privilégio de Domingo, para desfrutar na cama, por oferenda do meu mais-que-tudo)

Esplanadar

Com a chegada do mês de Agosto, usemos e abusemos da nobre arte de esplanadar.