Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2011
23 páginas de tese. Capítulo mais extenso, mais moroso e mais complicado finalmente terminado.

Desta vez, não vou comprar nenhuma cesta para celebrar. Vou antes pedir Sol para o fim-de-semana. Eu, o Sol [:)], e o meu amor. Um céu perfeito.*


* Coisas nossas.
Às vezes reclamo, mas sei que tenho o melhor namorado do mundo. Tem os seus defeitos, tem as suas manias, mas ninguém me trata tão bem como ele. Ao lado dele sinto-me sempre especial e isso é óptimo.

Asos

Pois que depois de tanto ouvir falar sobre a Asos, fui espreitar o site. Meninas, aquilo é confiável? Uma pessoa compra, paga e as coisas chegam mesmo? Quanto tempo demora? Já agora, qual é a equivalência entre £ e os euros? Pode-se pagar com cartão normal ou é preciso de crédito? É que eu não tenho cartão de crédito.
Roupa não compro sem vestir, mas sapatos e malas é simples. Achei essa da imagem uma fofura, perfeita para a Primavera/Verão.

Da gentalha

Agora, à hora do almoço, ia eu descansada a caminho de casa, a ouvir música, quando um tarado-bacalhoco decidiu apalpar-me. Mas apalpar-me à força toda. Fiquei tão chocada, tão absolutamente enojada, que nem consegui dizer-lhe nada. Virei costas e continuei a caminhar, enquanto ouvia bocas. Choraminguei até casa, toda a tremer. Nunca pensei que estas coisas se passassem aa minha cidade, sempre tão calma e pacata. No caminho de volta ao trabalho, vim a olhar para trás de cinco em cinco segundos. Enfim. Não acontece só aos outros.

Ora vamos lá ver uma coisa...

Se eu entro num café e peço com "pão torrado com manteiga", é mesmo isso que eu quero: um pão torrado com manteiga.
Não gosto do sabor da margarina, mesmo que seja margarina da boa, Planta ou Becel. Não gosto do cheiro da margarina. Margarina, para mim, é o que se usa nos cozinhados e nos bolos. Admito que algumas pessoas possam gostar de margarina, mas eu não gosto.
Por falar em pão torrado... No outro dia entrei aqui no café ao lado do trabalho e pedi "uma torrada". Daí a pouco aparece-me a empregada: "mas quer só pão torrado ou quer com manteiga?". Errrr... mas há alguma alminha que peça torradas secas?
Às vezes, gostava que ele gostasse menos de mim.

Custa, custa muito, mas acho que o facto ainda nos vai trazer problemas. E é muito mau escrevê-lo, quando a única coisa que quero é que ele me ame e poder amá-lo de volta. Gostava que as coisas fossem simples assim: eu gosto de ti, tu gostas de mim, esquece o resto.

Da Família

"Para uma família ser feliz, é necessário haver sedução. Os filhos têm de ser charmosos para encantar os pais, os pais têm de se esforçar para educarem convincentemente os filhos. E marido e mulher, caso queiram permanecer juntos, têm de passar a vida inteira a engatar-se. O mal da família é a facilidade. É pensar que aquele amor já é assunto arrumado."
Miguel Esteves Cardoso, crónica completa aqui.
Era isto que eu queria escrever no post anterior. Exactamente isto.

Das ilusões

A propósito de uma coisa que vi agora de manhã...

O mal de muitas relações é que as pessoas pensam que, mesmo sem se esforçarem, o outro vai continuar a gostar de nós. Mesmo sem dedicação, sem esforço, sem preocupação, alimentam a ilusão de que vão continuar a ser amadas/os. E não vão. Lá porque alguém nos ama hoje, não temos a garantia de que nos vá amar amanhã. Os sentimentos não são constantes. Os sentimentos mudam. As pessoas mudam. A garantia só existe se houver esforço diário, de parte a parte.
O amor, sempre acreditei, tem de ser alimentado diariamente. Devemos dar ao nosso parceiro razões para nos amar, diariamente. Pequenos detalhes ou grandes gestos que façam o nosso parceiro olhar para nós e pensar "é isto, continua a ser isto". O amor constrói-se, fica sólido, mas precisa sempre de ser alimentado. E bem alimentado.
Depois de 16 (dezasseis!) páginas de tese, decidi presentear-me. Sim, sim, que isto não é só trabalho. Isto não é só chegar do trabalho e ficar duas horas a escrever na tese. E a escrever, acho eu, bem.

Uma alcofa da Carolina Bernardo. Como diria a L'Oréal... Porque eu mereço. ;) Desta vez recuso-me a pedir para trazer o sol com ela, que quando chegou a cesta... começou a chover.

Ao passo do caracol...

Depois de acharem que eu sou uma rapariga com posses, pois que fui declarada bolseira.

Resta saber quando raio me vão pagar a bolsa de estudo. Vamos lá ver... Comecei oficialmente o ano lectivo em Setembro. Fiz o pedido de bolsa em Novembro. Estamos a entrar em Abril e o ano lectivo termina daqui a dois meses. Ainda não me pagaram nem um cêntimo.

Temos tempo meus amigos, temos tempo.

Uma parte (só uma parte)

Os abraços,
O cheiro,
O toque,
A pele,
A boca,
As mãos,
O sorriso,
Os olhos, ora claros, ora escuros,
A forma como me trata,
A segurança que me transmite,
O investimento que faz em nós,
A forma como conduz,
A inteligência,
O riso,
O carinho constante,
A integridade,
A dedicação,
O estilo relaxado,
As palhaçadas,
Os momentos de adoração,
O entusiasmo,
O desejo,
A loucura,
O nervosismo provocado,
O facto de gostar de animais,
O facto de gostar dos meus animais,
O chamar-me "amor",
Os elogios constantes,
Os planos a dois,
O olhar-me nos olhos quando me diz que me ama,
O entrelaçar dos dedos nos meus,
Os cafés à beira mar,
O dormir em conchinha,
Os bilhetinhos,

Uma parte do tudo que me faz amá-lo cada vez mais.
O chatinho de se querer ter momentos íntimos a dois em casa, é que quando se olha para o lado tem-se um gato de olhos esbugalhados a meio metro da nossa cara.

8 páginas de tese. Começo a gostar da coisa.

FMI

Não tenho medo do FMI. Ou melhor, tenho.

Tenho medo dos despedimentos que poderão acontecer em massa no sector público. Tenho medo das reduções de salário. Tenho medo dos cortes. Do aumento do IVA. Dos juros altíssimos. Disso tenho medo.

Mas porra, certamente que vão dar resultado. É gente que sabe o que está a fazer. Podem-nos lixar a todos, mas ficaremos melhor. Já com esta gentalha que estava no Governo, lixamo-nos na mesma e nunca vemos resultados. Não sou pessimista em relação ao FMI. Será mau, mas ao menos deve dar resultados.

E de repente...

A professora manda um email a perguntar:

"Já escreveu alguma coisa? Quer marcar alguma reunião para debater a tese?"
Acham que serve responder simplesmente:
"Não e não."
Trabalho melhor sob pressão. Já sei que a tese vai ficar para a última da hora. Já sei. A verdade é que sempre me safei. Por isso, olhem para o meu ar de preocupada...
"JOSÉ SÓCRATES MARCA COMUNICAÇÃO AO PAÍS PARA AS 20.00 HORAS"
DN

Vamos todos rezar. Vamos todos acender uma velinha. Vamos todos fazer figas a ver se é desta que ele se pira e deixa de lixar o país.

Recordações de infância

Comia areia. Não me perguntem porquê. Suponho que era simplesmente parva.

Um dia apanhei uma formiga e decidi comê-la também. Ardia para caraças, aquela coisa minúscula.

Também comia malaguetas. Depois a tia metia-me manteiga nos olhos, que os coitados ficavam vermelhos como tomates.

Vai-se a ver e é por isso que sou um bom garfo. Como de tudo.

Maria Nabiça

Tirem-me o cartão da carteira que eu não páro de gastar dinheiro. Sou uma desgraça. Até sou muito poupadinha mas quando não tenho motivos para poupar, sou como a Maria Nabiça - tudo o que vê, tudo cobiça.

Acho que tenho desculpa, desta vez. A Carolina Bernardo conquistou-me (mais uma vez) com este colar. Esperemos que o trevo me dê sorte. :)
E é derreter-me sempre que olho para ele. Mais do que derreter-me quando olhamos um para o outro, gosto de ficar a observá-lo quando ele não está a olhar para mim. Ficar a ver como age, como fala, como se comporta. Fico embevecida a admirá-lo. Amar também passa por aí... por admirá-lo.
Tal como ele diz, estamos a entrar numa fase muito boa. Estamos mesmo.
Dói-me a cabeça, tenho sono (um mal do qual sofro diariamente, especialmente quando acordo... :P ). Quero apanhar sol, mas tenho de ir trabalhar. Quero fazer uma caminhada ao fim da tarde, mas tenho de trabalhar na tese. Vidinha chata.

Sorte

Aquilo de que mais gosto, em Nós, é do facto de me sentir sortuda todos os dias por o ter. É pensar que nos conhecemos por um destino do acaso e que, se não fosse o Facebook, provavelmente nunca teria cruzado o meu olhar com o dele.

Gosto de acreditar que se um dia o visse, no meio da rua, seria capaz de sentir algo especial entre nós. Ele marcou-me tanto, de uma forma tão estranhamente boa, desde o primeiro minuto, que acredito que o destino só poderia ser este.

Somente isso. A sorte de um acaso. Foi por mero acaso que encontrei alguém que me faz tão feliz.

Irritantezinhos da TV

O André Sardet, que deve ter um grande tacho, já que é chato todos os dias mas tem sempre tempo de antena nas rádios;
O "Minuto Verde" do telejornal da manhã, na RTP1. Lamenta-se, nada contra o ambiente, mas aqueles senhores têm um ar de tédio, de totós, de grande bocejo;
Marta Leite e Castro, também conhecida por "engraxadora de serviço";
Daniel Oliveira, o "engraxador de serviço" por excelência, especialmente dos jogadores de futebol. O novo programa dele, em que tenta comover os famosos, é de bradar aos céus. É que nem original ele é, repete sempre as perguntas. "Pediu desculpa a toda a gente que mereceu ouvir um pedido de desculpas seu?". Yeah, right.
Ricardo Pereira, dizem que é jeitoso, mas eu acho que é uma grande seca. O típico menino-bonito sem carisma.

Sintam-se à vontade para aumentar a lista...
Lá está, sempre ouvi dizer que o fruto proibido é o mais apetecido.

É quando não podemos concretizar que mais me apeteces.


ahahahah

Amor é

Ver o Boavista. :)
E lá estamos nós, em mais um fim-de-semana a dois. O post foi agendado, que eu tenho mais que fazer do que estar aqui a escrever.
Desta vez, por terras portuenses. Com um tempo bonito, uma cidade bonita e a companhia perfeita, adivinham-se dias maravilhosos.
O namorado diz que eu não sou muito apaixonada. Diz ele que eu o amo mas que é um sentimento calmo. Tem dúvidas relativamente ao meu entusiasmo, que é como quem diz, acha que me falta a paixão.

Esquisito. É que eu não conheço ninguém mais apaixonado e entusiasmado do que eu.

5 meses

Ainda que eu, às vezes, seja demasiado orgulhosa;

Ainda que ele, quando chateado, diga uma data de disparates sem sentido;

Ainda que eu não tenha jeito com as palavras;

Ainda que ele critique demasiado o facto de eu não ter jeito com as palavras;

Ainda que eu faça birras;

Ainda que ele duvide do que eu sinto;


Cinco meses da minha maior felicidade. Não poderia pedir mais.

Conselhos de amiga

Enquanto o prato principal não chega, vai petiscando os aperitivos.

Isto de ter reuniões de trabalho/cusquices/conversas-de-gaja no Facebook até que é divertido. Mas só depois do trabalho, que eu sou uma pessoa que trabalha.

Quanto à tese...

Hoje estou mais virada para as amêndoas da Páscoa (tirem-mas da frente, que eu vou-me a elas!) e para a sorna. Depois não quero ficar uma texuga. Milagres não acontecem.

Não se pode estar sempre inspirada. ;)
Só dar porcaria na televisão tem as suas vantagens... já trabalhei duas horas na tese. Que orgulho em mim! :)

Dizem que o amor é cego...

Eu digo que além de cego, é surdo e mudo.
Surdo porque, algumas pessoas, quando amam, parecem não querer entender as coisas más que o companheiro diz.
Mudo porque, algumas pessoa, quando amam, não protestam. Calam-se para não incomodar o companheiro, com medo de o perder.
É triste. Amor cego, surdo e mudo.

Novamente, nada comigo, que eu até tenho os olhos bem abertos e resmungar é comigo. :D

Depois de ver o "Discurso do Rei" tenho a dizer algumas coisas:

1 - O namorado estava a pesar figos (que é como quem diz, a dormitar);

2 - Eu fartei-me de bocejar;

3 - A história é interessante mas o filme é parado;

4 - O Colin Firth é fantástico, salvou o filme;

5 - O jeitoso do James Franco, no "127 horas", também merecia o Óscar. E eu gostei bem mais do "127 horas", enquanto filme.
Ele ainda nem foi embora e eu já estou aqui toda nostálgica.

O amor é uma coisa linda, é. Mas uma pessoa fica triste por toda a qualquer distância.

Vou ali enroscar mais um bocadinho. :)

Weekend

Pois parece que vou ter um daqueles fins-de-semanas românticos. Já não sei viver sem eles. Já nem me lembro de passar um fim-de-semana sem ele.
É sair daqui, ir ao supermercado, chegar a casa, tirar o verniz velho das unhas, jantar, banho, secar o cabelo, fazer as unhas, vestir uma farpela em condições, fazer um saquinho e ala! Ser feliz. :)
Bom fim-de-semana *

Se eu pudesse escolher...

Seria assim. Tal e qual. Sofá para os cães e gatos incluído.

Desire to Inspire

Um milhão!

Nilton versão Mourinho.

Vão à merda!

ahahah

Odiozinho de estimação (já me perdi na conta)

Comentários para lá de vazios.
VamoLáBer... Eu escrevo uma coisa toda sentida, inteligente ou não, e perdem tempo a comentar.
Com a porra de um smile. :)
Ou com um LOL (???).
Se tiverem mesmo muita lata, escrevem "visita o meu blogue". Discretos que só eles.
Das duas, uma... ou são retardados e não percebem o que eu escrevi ou comentam blogues a torto e a direito para serem comentados.
Nas três hipóteses, não contem com uma visita minha.

Encomendada

Encomendadíssima à Carolina, que tem talento para dar e vender (vende as cestas, né? Ok... piada seca) e é uma simpatia. Agora é esperar que chegue. E que traga a Primavera com ela, que é para eu poder exibir a minha cesta giríssima.

Sou

Sim, sou muito apaixonada. Sou. Não estou e amanhã deixo de estar. Sou.

Sorte a minha, ah?

O bater do coração mais forte é óptimo, claro que é. Gosto de o sentir sempre que o vejo, o ouço ou leio uma sms dele. Mas é melhor ainda estar tranquila ao lado dele, por confiar na nossa felicidade. Toda a gente devia encontrar um amor como o meu.
Pois eu já sei que tu não gostas. Mas eu adoro o Seal. E ouvir esta música nunca fez tanto sentido como ao ouvi-la ao teu lado.

Digno de filme

Que os senhores da CP queiram fazer greve para lutar pelos seus direitos, tudo bem.

Mas esquecerem-se de ligar as carruagens do comboio à máquina e deixarem os clientes para trás é que já não me parece razoável. Vai-se pedir o dinheiro de volta já que "o comboio está vinte minutos atrasado" e ouve-se dizer que o comboio já partiu. Os totós todos à espera que o comboio saísse da estação e afinal o sacaninha já tinha saído. Deixou foi as carruagens. Ahahah Made in Portugal.

Ao menos tenho mais tempo com o mais-que-tudo.
Já vos disse que o acho lindo a conduzir? Afff, é uma coisa que até me causa calores. Não sei porquê, acho entusiasmante. Qualquer coisa de irresistível. É dos braços, é dos braços. E das mãos. E da sensação de domínio. Afff.
ahahah

Eu tenho dois amores, tra la la...

(e um dos amores tem as mãos mais lindas...)
Nunca estivemos tanto tempo seguido juntos. Vai ser a loucura. O regabofe. O recorde dos recordes.

4 dias e 3 noites juntos.

A ver se investimos com especial afinco na parte das 3 noites.

Divirtam-se! Eu vou-me divertir... e não vai ser pouco.

A vingança é um prato que se serve frio...

E despido!

Diz-se que não há pior que uma mulher traída. O adágio é velho e comprova-se nas novas tecnologias dos tempos actuais. Uma mulher, que se apresenta como Taylor Morgan, colocou as roupas do ex-namorado à venda no eBay, conhecido sítio de leilões na Internet.

Taylor Morgan decidiu aquecer a manifestação de despeito tirando as próprias roupas para promover os artigos do ex-namorado em fotos com pouca e muito sexy roupa interior. Um dos últimos artigos que vendeu, uma camisa, foi colocado à venda por 49 dólares (35 euros) arrematado por 87,5 dólares (62 euros). Taylor admite que deu início ao leilão para se vingar do namorado, que correu de casa quando soube da traição. Uma ideia que, entretanto, a arrebatou. "Não se trata de ser vingativa. Talvez, no início, tenha desejado vingar-me, mas agora não sinto isso. É divertido", disse Taylor Morgan, citada pelo tablóide britânico "The Sun".
JN
Acho muito bem. Ele é que é o homem, ela é que tem os tomates.

Eu não fa…
ahahah

É só mesmo isto. Achei giríssimo.

O que não faltam aí são "abraços destes". Sorrisinho pela frente e facada por trás. ;)
De três em três dias, a minha vida ganha mais brilho.

Não há nada melhor do que estar nos braços dele.

É só esperar até ao fim do dia. :)

Quebrar preconceitos

Vou ver a novela.

Eu vejo novelas, sim senhor. E rio-me com a revista "Maria" que a minha avó compra, especialmente com a parte do diário sexual. É cada pérola... uma risota.

Ao contrário do que muitas vezes tentam insinuar, ler revistas cor-de-rosa e ver novelas não é coisa de gente burra. Se só lermos/virmos disso somos, no máximo, limitado. Não necessariamente burros. Eu não sou burra, ora essa. Apenas gosto de ver de tudo, ler de tudo, saber de tudo. Curiosidade, defeito de profissão.

Depois há gente assim, que tem talento...

E eu fico sempre maravilhada a olhar para as coisas que ela faz.
Carolina Bernardo. Podes crer que um dia vou ter uma alcofa das tuas.

Não se faz

"O "jornal i" escreve que os estagiários vão passar a receber muito menos. As bolsas atribuídas pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) com licenciatura, mestrado ou doutoramento reduzem de dois para 1,65 indexantes dos apoios sociais (AS), passando de 838,44 para 691,73 euros.

A estes 691,73 euros são ainda descontados 11% para a Segurança Social e impostos. Ou seja, um jovem solteiro e sem filhos acaba por receber 581,13 euros, em vez dos 838,44 que os estagiários recebiam até agora.
" DN
Snif snif. Hoje começa oficialmente o meu estágio e os sacanas alteram as regras.