Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2010
A marca de biquíni que eu tenho no rabo pode ser facilmente descrita numa palavra: ridícula.
Torta e maior de um lado que do outro. É isso.


Síndrome Maria Pataqueira (a origem das espécies, by S*)

Não sabem o que isso é? Hum? Hum?


Pois o síndrome Maria Pataqueira atinge muito boa gente. Sintomas? Não conseguem falar baixo. As pessoas que sofrem deste mal, têm um grave problema que consiste em não conseguirem falar nunca baixo. Gostam de ser o centro das atenções. De ser os líderes do grupo.

Como identificar um Maria Pataqueira? Piece of cake.

Na praia, são aquelas chagas que não se calam um minuto. Uma pessoa está a passar pelas brasas e há-de sempre acordar com algum jovem histérico aos gritos.

Quanto o grupo se reúne para jogar à bola, o Maria Pataqueira é quem dá as instruções. Ele grita, ele manda e torna a mandar. Não se cala por mais de 10 segundos seguidos - teoria comprovada por mim. Quando o grupo é misto, o Pataqueira é geralmente um rapaz. Um rapaz gabarolas, com pinta de engatatão e que acha uma graça desgraçada a dizer palavrões o mais alto possível.

Eu posso estar a 500 metros de um Maria Pataqueira mas, se ele quiser, eu vou conseguir ouvi-lo na perfeição.

Que coisa mais boa!

Porque raio os anúncios publicitários dos pensos Evax são sempre assim uma coisa a atirar para o chungoso?

Um bando de mulheres aos pulos de felicidade, radiantes por estarem com o período. As nuvens no céu e o ambiente paradisíaco... ui que é mesmo isso! As calças brancas, as mini saias, as roupas coquete.

Que idiotice. Estamos a falar de menstruação. Não é mesmo a oitava maravilha do mundo.

Olá meninas!

Não gostei que tivessem vindo sem avisar. Não gostei que tivessem trazido convosco aquela sensação de que "não pode ser mesmo". No entanto, é bom sentir-vos. Mesmo que fiquem pouco tempo por cá. Mesmo que não mudem nada.

Ai aqueles olhos...


(habituem-se, acho que vou voltar à fase lamechas)
Como se combate a saudade?

Vá, sejam amigos. Sugestões.

Que fazem vocês quando têm saudades de alguém e não dá mesmo para estar junto? Saudade de amigos, namorados, família, o que for... Quais as vossas tácticas? Como acalentam o coração?


Vida chata...

O drama, o horror.

Acordar cedo, pegar na bicicleta, tratar de imprimir CV's e alapar-me a ler o jornal.
Era tão fácil apaixonar-me por ele.

E não posso. Não posso mesmo.

Uma chatice.

Resta-me ser amiga dele. Já vale a pena.

Acordar às seis da manhã para vir ao Porto buscar o resto das tralhas. Fazer de burra de carga e de empregada de limpeza. Receber um telefonema do tio a dizer "minha linda, arranjei-te um emprego". Ter a viagem a Lisboa em risco porque o fofo do meu professor não entregou um papel e não me querem pagar. Deixem-me estar. Confusão.

Viver no Norte é...

Ver uma mulher espetar duas lambadas nas fuças de um homem já bem bebido... porque lhe tratou mal o cão.

Os homens sentados na esplanada do café, a assistir à cena, e a mulher e bater-se de frente com o senhor emborrachado.

Daí a poucos minutos, o homem já conseguira ser ameaçado por outro senhor, certamente por dizer o que não devia.

Qual televisão por cabo qual quê... Os filmes passam-se é na rua.

Ah que saudades de estar em casa...

Saudades de não conseguir dormir bem de noite porque o histérico do gato Figo desatou a miar. Acordar com o rodas baixas do cão da vizinha a ladrar.

Ouvir a minha mãe aos gritos logo de manhãzinha porque a Cookie partiu mais um vaso, o Fred roubou mais alguma coisa ou o Figo fez xixi em algum canto da casa.

Acordar com a minha mãe a abrir de rompante a porta do meu quarto porque é para ir para a praia.

Ouvir as piadinhas irónicas do meu irmão.

Passar o dia com a minha tia, que tem quase sessenta anos mas é uma modernaça.

Ficar na treta até às duas da manhã na internet e saber que não vou ter que me levantar cedo no dia seguinte.

Trocar aqueles olhares cúmplices com a minha irmã e ouvir as tiradas irónicas dela.

Isto de regressar às origens até que pode ser engraçado... Pelo menos animação é garantida. :D

Soajo - Parque Nacional Peneda Gerês

Água de nascente, piquenique, família, a cadela mais tola e um calor abrasador. Perfeito.

Bye bye

O drama, o horror. Canção melodramática para marcar a saída do Porto. :P

Diz que vou passar a tarde num sítio chamado Poço Negro, no Soajo. Se não voltar, já sabem porque foi...

Birra

Eu podia sair de casa, visto que está um calor do caraças.

No entanto, estou a fazer birra. Não quero sair da minha casa e diz que tenho de sair dela já amanhã.

A não ser que algum jeitoso me leve por maus caminhos, recuso-me a sair daqui. Fico aqui a derreter, entre o duche e a cama e a cama e o duche.


Por falar em jeitoso, alguns homens são meeeeesmo perigosos, valha-me Deus. E eu sei que a Menina Wow e a Miss G sabem do que eu estou a falar. Deus seja bondoso comigo e me dê coisas daquelas. De preferência solteiros.

Acabadinho de ouvir na TVI

[enquanto comia o meu pão de leite com queijo]


"A ciência já sabia que o calor dilata os corpos e agora descobriu que também estimula o apetite sexual.

Este fim-de-semana, os termómetros vão chegar perto dos 40 graus".


Hum... queres dizer-nos alguma coisa senhor jornalista? Não que eu ache que não tens razão - concordo contigo - mas isso soou-me muito... escaldado.

Lembram-se...

Da minha querida bitch?

Pois parece que a fofa anda por aí a dizer alto e bom som que me adora. Claro que me adora, só diz mal de mim nas horas vagas.

Diz ela que me adora e que não percebe porque é que eu não lhe falo. Logo a ela, que me tem tanta estima!

Eu também não percebo algumas coisas. Como por exemplo ainda não te ter mandado para pró... [introduzir aqui aquela palavra sinónima do órgão sexual masculino].
FÉRIAS!


Amanhã só me levanto à hora do almoço. Até ia à praia, se não tivesse deixado o biquíni em Viane du Chateaux. Sendo assim, fico a pastar até ao jantar. Pode ser que vá até aos Jardins do Palácio de Cristal, que leve um livro e me deite na relva a pensar na vida.
Sim, eu fiz um horário. Vê-se logo que não tenho muito para fazer, caso contrário não perdia tempo a fazer isto.

A programação, por agora, é esta. Ter tempo livre é bom. Para passear. Sozinha ou acompanhada. A ver vamos.
A blogosfera é uma fofura.

Já tenho um almoço e um jantar marcados para quando for a Lisboa.

Snif snif.

Lisboa City

Faltam exactamente duas semanas.

Vai ser bom. 5 dias sem família, num sítio que não é o meu. Pode parecer parvo, mas nunca saí debaixo das saias da família e fazer alguma coisa sozinha entusiasma-me.

De 5 a 9 de Agosto é bom que suas excelências arranjem tempo para contactar comigo. Eu quero é passear. Uma amiga vai-me acolher, não permitindo que durma ao relento. Já tenho um amigucho que se ofereceu para me guiar pela cidade no primeiro dia. :D

Ando ansiosa por todos os motivos e mais alguns...
Não olhes para mim assim que não penso dar-te...



Interprete-se de acordo com a fotografia. Ou não.
A beleza é uma questão de atitude.

Uma pessoa com a atitude certa fica automaticamente mais bonita, mais interessante, capaz de agradar a qualquer pessoa.



E até podia apresentar provas da coisa, mas deixem-me estar caladinha. Não vou gozar comigo...
Agrada-me o mistério. Gosto de pessoas misteriosas, que nos espicaçam a curiosidade. No entanto, mistério a mais leva ao inverso. Nao gosto que não se revelem. Não gosto de não perceber alguém. Sinto que nao se dão a conhecer. O interesse quebra-se.

Leituras 2

Ele diz: [olha para o relógio ]"São duas da manhã."

Ela diz: "E?" [Pensa... Olha o estupor a querer pôr-se na alheta]

Ele diz: "E nada. São duas da manhã. Que queres que diga? Que é uma da manhã?"



Confiança é o meu nome do meio.

Leituras

Ele diz: "Bem, vou-te deixar dormir que já é tarde".

Ela entende: "Olha o estupor a querer pôr-se na alheta..."



Admito que pensei. Admito que me enganei.

Não és minha, mas ainda és minha

Já repararam que a maioria das pessoas mantém uma espécie de possessividade em relação aos ex-parceiros?

Não querem nada com a pessoa, mas também não querem que a pessoa esteja com mais ninguém. Faz-lhes comichão.

A mim só me faz espécie se a pessoa ainda me disser algo. Admito. E nesse caso, oh diabo...

24 de Julho - novo jantar

Por sugestão da Menina Wow, cá estou eu a escrever novo post sobre novo jantar. Agora a malta está visto que não quer outra coisa... Ler mais aqui. Desta vez a ideia não foi minha, por isso entendam-se com ela. ahahah

É já no próximo Sábado. Achei uma boa ideia, especialmente para quem não pôde no anterior mas se mostrou interessado em participar. Toca a aderir que não comemos pedaço.

Como diz a própria,

"24 de Julho de 2010 Ponto de Encontro Cais de Gaia Restaurante: Caves da Cerveja (Para comer a bela da francesinha)"


Para participar contactem a Menina Wow para menina.wow@gmail.com.

Quem quiser, chateie-me a mim que eu passo palavra... sanxeri@gmail.com.



Para os que se queixam de ser do norte, fiquem já a saber que vou estar em Lisboa na primeira semana de Agosto. Depois venham dizer que não podem e tal, a ver se não vos lixo. :P


Do you know what you started
I just came here to party
But now we're rocking on the dance floor
Acting naughty
Your hands around my waist
Just let the music play
We're hand in hand
Chest to chest
And now we're face to face



A prova de que o cantor faz a música. A versão Rihanna não me dizia nada.

Não tentem roubar-nos a taça

O título de "Cidade com as praias mais ventosas e com água mais gelada" vai directamente - sem margem para dúvida - para Viana do Castelo.

Quem nunca provou, não sabe do que falo.

Uma pessoa chega à praia e é logo bafejada com uma rajada de vento. Quando finalmente consegue estender a toalha para se deitar, daí a cinco minutos parece um croquete feito de areia.

Do optimismo

Ando para aí a dizer que dia 23 de Julho entro de férias.

Para ser realista, eu vou mas é entrar no lindo mundo dos desempregados. Volto à minha maison em Viana du Chateaux, com uma licenciatura concluída e um mestrado a meio. Para dizer a verdade, não sei que raio vou eu fazer a seguir.

Mas há-de correr bem... Tem de correr bem.
I like the way you, look at me with those beautiful eyes,
I like the way you, act all surprised,
I like the way you, sing along,
I like the way you, always get it wrong,
I like the way you, clap your hands,
I like the way you, love to dance,
I like the way you, put your hands up in the air,
I like the way you, shake your hair,
I like the way you, like to touch,
I like the way you, stare so much,
but most of all....
Yeah..
most of all....

I like the way you move.....
I like the way you move.....


Adoro. Amanhã já é sexta-feira. Adoro ainda mais.

Das Amizades

Algumas amizades são mais companheirismo do que amizade. Lidamos com as pessoas, saímos com elas, conversamos, rimos, divertimo-nos... Mas não passam de colegas.

Depois temos os amigos para toda a vida. Aqueles cujos laços são inquebráveis, mesmo que não haja sangue a unir-nos.

Depois existem aquelas amizades que parecem muito fortes mas que, sem nada o fazer prever, desaparecem. Assim, de um momento para o outro.

Não preciso que as pessoas estejam sempre lá para mim. Mas preciso que as pessoas se preocupem minimamente. Não preciso que inventem justificações para não nos poderem ver. Se não querem, não são obrigados. Sempre pus os outros na minha frente e sei que não o devo fazer. Faz-me mal. Eu devo vir em primeiro. Mas colocarmo-nos sempre na frente dos outros também não é correcto.

Não sou parva e reparo quando não correspondem mais ao que era suposto darem-me.

Um afastamento assim não é uma quebra irreparável na amizade. Mas é - pelo menos para mim - sinal de que as pessoas não se impo…

Da família e dos problemas

O respeitinho é bonito e eu gosto.

Quem não respeita os meus, não me respeita. Não posso aceitar isto. Não dormi de noite a pensar nisto. Fui acordada pela minha irmã à uma e meia da manhã para falarmos disto. Como é que uma única pessoa parece estar a criar uma guerrinha entre uma família que sempre foi unida. Sempre. Unha com carne. Os sete, os sete sempre juntos. Não tolero isto e parece-me inadmissível que o permitas. Peço-te que te lembres de nós, sempre unidos, sempre inabaláveis. Não vou permitir algo diferente disso. Não voumesmo.
Tal como escreveu a minha muy nobre irmã ...

Deus pode pesar uns figos de vez em quando, só que nunca dorme...


A todas as pessoazinhas detestáveis por este mundo fora. À minha pessoazinha em particular. Mais dez dias e não me pões mais a vista em cima, graças a Deus.

Acordaram assim?

A blogosfera feminina adora publicar posts a dizer... "Hoje acordei assim". Ilustram com uma fotografia de uma qualquer modelo/actriz boazuda. Ninguém percebe bem o intuito da mensagem nem a semelhança entre a senhora da foto e a senhora do blogue.


Ai acordaram assim? Olha que bom...


Eu acordei mais assim.

Eu não sou uma pessoa má...

Mas porque raio os velhotes gostam de ocupar as filas de supermercado/peixaria/talho/finanças/outro-locais-que-metam-muita-gente exactamente na mesma hora em que as pessoas que trabalham lá estão?

Podiam ir o dia todo - afinal, estão reformados - mas adoram ir à hora do almoço ou ao final do dia, quando as pessoas que trabalham saem do trabalho.

Não tenho nada contra os senhores reformados e consigo entender que eles gostem de ver gente... mas são uns verdadeiros empatas.

Eu não sou má pessoa... sou só um bocado má língua.

Do brio

Eis que a blogosfera descobriu um mundo novo para comentar... O concurso Miss Maxmen 2010. Ora bem, eu podia dedicar-me a falar das mulheres horrorosas que se candidataram. Podia falar das fotografias tiradas em casas sujas. Do ar de quem ataca na Trindade (ou no Intendente, para os lisboetas). Podia falar dos trajes ridículos e das fronhas feias. Podia dizer que eu estaria no top 10, se decidisse concorrer, tamanha é a qualidade das candidatas.

Mas não, optei por falar do melhor. Isto, meus amigos, é a mais votada.

Esta lady com uma lingerie duvidosa. A mulher é bonita e jeitosa, se escolhesse uma coisa mais apropriada, até eu votava nela. Para usar em privado, pode haver quem goste - não duvido que o machame aprove. Para se candidatar a Miss Maxmen é simplesmente chunga.

Ias ali à Intimissimi que fazias melhor figura.


Isto aqui é do melhor que eu já vi.
Tenho saudades de ter saudades de alguém.

A minha capacidade de me apaixonar anda meia comprometida. Não passam de fogachos. Vão e vêm tão rapidamente que nem tenho tempo de ter saudades.

"A" conversa

Enchi-me de coragem e disse-lhe tudo aquilo que me estava entalado da garganta.
Amar é também tentar abrir os olhos à outra pessoa. Só quero que sejas feliz e não me parece que ele seja o caminho para a felicidade. Disse-te tudo o que tinha para dizer. Sei que te magoei mas teve de ser. Alguém tinha de o fazer.
Espero daqui a uns meses ver que todas as minhas desconfianças não passaram de um erro.
Vou dar mais uma oportunidade. Vou confiar no teu bom senso.
A propósito de um texto neste blogue (o da Neni), apercebo-me do motivo que me leva a querer ser tão mimada no que toca ao sexo oposto.
O meu primeiro namorado. Lembrei-me de como era adorada e bem tratada naquela altura. De como não o sou nesta altura - por exigir de menos. Do facto de adorar cada presentinho, por mais absurdo que fosse. Lembro-me que uma vez me trouxe um livro daqueles pequenitos (para crianças) do hipermercado Continente só porque tinha na capa a palavra "princesa". Lembro-me de me ter dado um mealheiro cor-de-rosa em forma de coroa... de rainha. Ainda hoje o tenho, está na mesa de cabeceira cá de casa.
Guardava de tudo. Bilhetes de cinema, post-its com mensagens, papéis de embrulho. Recordo-me que, numa certa altura, tinha 7 ramos de girassóis gigantes (os meus favoritos) em cima da secretária. Todos velhos e a pedirem para serem deitados fora, mas insistia em guardá-los.
Lembro-me dele a imitar o detective Horation Caine do CSI Miami. E das parvoíces que d…

Rosa Jade

Sou utilizadora da Risqué. Também gosto da Andreia. Agora descobri a Rosa Jade. A Rosa Jade é uma marca portuguesa e tenho a dizer que é muito agradável. Verniz homogéneo, cores fortes. Eu pinto mal as unhas mas até ficou bonito. Imagine-se quem tem talento para a coisa... Gostei meninas, gostei. ;)

Era só o que me faltava...

Reparei agora mesmo, numa fotografia, que os meus dentes da frente estão a encavalitar. Sempre tive os dentes perfeitinhos graças ao meu rosto redondo de texuga. É a coisa que mais elogiam em mim. É a parte de mim que mais gosto. Nem pensar que os sacaninhas dos dentes do siso os vão pôr tortos.

Mal entre de férias, fora com os sacanas! Mi aguardi...

Houston, we've got a problem

O meu problema não é com os saltos altos.

O meu problema é com o malho que eu dei dois metros depois de sair de casa. Não precisei de mais tempo. Dei dois passos e espetei logo com os joelhos no chão.


Estou bem, apenas um bocadinho dorida.

Teorias de gajo (e das parvas)

Três mulheres e um homem passeiam à beira mar, à noitinha. Passam por carros - os típicos carros de casais estacionados à beira mar.

De repente, e sem nada que o fizesse prever, o macho lança a pérola:

"90% das mulheres que estão nestes carros estão a abocanhar"[foi este o termo]

Desato-me de rir com a observação. Olho-o de esguelha, tentando perceber de onde tirou tal ideia. És capaz de estar a exagerar um bocado, não amigo?

"É garantido! 90%."

Nos teus melhores sonhos meu caro... Nos teus melhores sonhos.

Da minha boca não vão ouvir dizer...

"Ah, deixa lá a francesinha... Hoje vou comer uma salada".

Yeah right! Não fui feita para fazer dietas. Não me aguento. Se me apetece, como. Depois quando vou comprar roupa, queixo-me. Mas sinto-me bem, apesar de me queixar dos quilinhos a mais. Se me sinto bem e sou saudável, não sinto grande necessidade de fazer dietas. Claro que consigo cortar à ração e acreditem que já comi bem mais do que como.

Salada para mim é acompanhamento. Não refeição.

Pacote

Não sei qual a empresa que faz os anúncios da Sapo, mas são para lá de giros. Sempre originais e cheios de bom gosto.

Este último, com o Sapo a abanar o pacote é uma coisa muito divertida. Ainda por cima criaram um concurso que consiste em pedir aos clientes que mandem fotos do segundo melhor pacote. E há gente que manda... Quer dizer, ao menos tinham algum brio. Vi lá uns senhores de boxers que deviam deitar aquela peça de roupa ao lixo.

Aprovado, apesar de tudo. :D

Mixed feelings

Estás tranquila, segura de ti, crente de que és inabalável. De repente uma pequena coisa, um detalhezinho, faz o teu coração bater mais forte. Provoca-te um aperto no coração, magoa-te... Tentas perceber aquela mistura de sensações, forçando-te a não entrar em dramatismos.

Sabem aquela frase feita de que a vida muda num minuto? O meu coração não precisou de mais do que um segundo, um olhar, para mudar.


Fico lixada com estas coisas.

É do calor III

Ando a precisar de um banho de água fria. Gelada, geladinha mesmo.

Por todas as razões e mais algumas - que não são difíceis de adivinhar e não incluem apenas as altas temperaturas.



Ando tão engraçada.Quer dizer, pelo menos eu acho piada. :P

Terrinha

Até fico deprimida de saber que daqui a menos de três semanas volto à terrinha.

Depois de viver na cidade grande quatro anos, fazer amigos, arranjar companhias, conhecer lugares e pessoas especiais... voltar a casa soa mau. A família está lá, claro. Mas não estão as amigas nem os amigos. Não estão as colegas de mestrado. Não estão aqueles amigos. Não estão os jardins do Palácio de Cristal nem a meia dúzia de shoppings abertos todos os dias. Não temos as imensas salas de cinemas nem os restaurantes a funcionar toda a noite.

Pode ser que daqui a uns meses a telha me passe, mas por agora fico deprimida só de pensar que vou regressar a casa.


Objectivos futuros: Porto ou Lisboa, daqui a no máximo dois anos.

Terrinha é exagero meus amigos. Viana do Castelo city, das cidades mais lindas mas infelizmente pouco movimentada.
A voz minhas amigas, a voz... Aquela voz a sussurrar ao meu ouvido todos os dias fazia de mim uma mulher feliz.

lol

Ter um curso

"Vê-se logo que não tem um curso".

Eu que pensava que em pleno século XXI já não se diziam imbecilidades destas. Pensava que as pessoas já não eram avaliadas pelos diplomas que têm. Pensava que as pessoas eram justas e que valorizavam mais o carácter que os graus académicos.

Burrice minha meus amigos. Burrice minha.


Quanto ao diploma (que tu ainda nem sequer tens), mete-o num sítio que eu cá sei...

Motivos para...

Me apaixonar novamente.



Jardins do Palácio de Cristal. Apaixonante, de facto. By moi.

Do jantar

Voltei a reforçar uma ideia que já tinha. A blogosfera é um sítio repleto de gente espectacular, com quem a empatia pode ser grande. Tudo bons rapazes, diria eu. Gente simpática, acessível, interessante.

Tinha receio, claro. Receio dos silêncios, da falta de entendimento, de atitudes de desconfiança... mas gostei imenso e fica a vontade de repetir a experiência.

O Homem da minha vida

Faz hoje anos. É o homem mais dedicado que conheço. Dedicado à família. Aos seus animais. Ao trabalho. Poderia escrever mil posts e nenhum serviria para mostrar quanto o amo. Mas nao é só Amor. É admiração. É respeito. É um orgulho imenso quando falo dele. É saber que, passe o tempo que passar, surja a distância que surgir, vai ser sempre uma das "minhas" pessoas. Nao é falador nem meigo por aí além, mas a simples presença dele acalma-me. Sei que enquanto ele estiver por perto todos estaremos bem. Ele garante-me isso. Vejo nele o meu ideal de família. Vejo nele o melhor tio do mundo. Parabéns. :)

Assumir as vergonhas

A propósito deste texto do Miguel, lembrei-me de uma fase que é das mais patetas que tenho na vida.

Quando era pequenita, tive uma paixão pelo jogador de futebol Dani. Para quem não se lembra, o Dani era jovem, famoso e bonito. Tornou-se um sucesso na sua altura. Se jogava bem? Pois isso já não sei.

Eu tinha um poster do Dani. O poster durou pouco tempo, tal a quantidade de beijos que eu lhe dava. O papel não resistiu, coitado. Era pequenita mas já queria andar no "bem bom"...

Hoje em dia o rapaz tem uma pinta de engatatão descomunal. A sua profissão parece ser aparecer nas revistas. Há que assumir, continua a ter uns olhos bonitos. Valha-lhe isso.

Vamos lá a revelar essas embaraçosas paixões de juventude.

E o autógrafo chegou...

A propósito deste post o Patife resolveu presentear-me. Seu fofinho armado em dirty boy. :P

Faz muito bem ao ego ir às compras.

A carteira queixa-se, coitada. Desta vez mandei-a calar. É que eu sou mesmo mulher. Mulher que é mulher não pode ver dinheiro extra na carteira sem pensar em ir comprar umas coisinhas "que me fazem falta". :)
Acho que a minha patroa se enganou no valor de final a contrato a transferir-me.

Mas ei, transferiu dobro do que estava à espera. Olha que chato...


Nota: Não enganou nada, escusam de me chamar ladra. Apenas não estava à espera.