Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2018

Eu acho que sou dura...

Mas esta mãe vai três dias para a capital na próxima semana, a trabalho. Por um lado, está entusiasmada e acha que sair da sua concha e fazer algo completamente diferente é uma oportunidade. Por outro lado, é cá um aperto...

Instaweek

No sábado passado, a aproveitar os raios de sol!
No passado Domingo fizemos a árvore de Natal cá de casa. E este é o meu Natal, todos os dias.
Decorações pela casa toda...
Os pendentes mais bonitos, d'A Loja do Gato Preto.
Na cozinha também não faltam detalhes.
Ontem o meu pequeno recuou pelo menos um ano... e adormeceu no colo da mãe. Duas horas e meia a dormir no meu peito. Coisa boa (mas rabo dormente).
Doentinho, mas sempre feliz!
O nosso eterno Natal, a nossa família.
Boa semana!

Invasão à Worten ou da insanidade mental

Quando vejo aqueles vídeos surreais do pessoal a amontoar-se para entrar em lojas, aproveitando descontos das Wortens e companhia, só consigo perguntar:
Mas precisam assim tanto de tecnologia? 
O que é que pode justificar tamanha histeria? 
Não são bem essenciais. A maioria das promoções acontece em artigos dispendiosos, que continuam a custar bastante dinheiro - no que às tecnologias diz respeito. É estatuto? É assim uma necessidade tão urgente?
Como dizem os mais velhos... Se fosse para trabalhar, não corriam vocês assim. 😸😸😸

Experiências gastronómicas

Admito que em algumas coisas sou muito básica e a gastronomia é uma delas. Tenho um gosto eclético, gosto de praticamente tudo, só dispenso sushi, lampreia, caracóis e pouco mais.
No entanto, não sou pessoa de experiências gastronómicas. Sei o que gosto e onde gosto de comer... Vai daí, sempre que almoço ou janto fora, gosto de ir aos mesmos sítios. Algumas pessoas gostam de experimentar, de provar, de arriscar... eu tenho sempre receio de gastar dinheiro e sair desiludida.
Vai daí, no sábado à noite fui ao Porto, jantar com as amigas do mestrado, e o plano era para ir matar saudades da francesinha do "Diu". Era um restaurante snack-bar que frequentava imenso, enquanto estive na faculdade, e adoro ir lá uma vez por ano, para comer a francesinha deles - para mim, das melhores, a par do "Capa Negra", do extinto "Barrigas", em Vila Nova de Gaia (não sei se existe em mais algum lado, eu costumava ir a um que ficava junto à praia) e do "Manjar das France…

Divagações

Deus sabe que, muitas vezes, sinto que não fui talhada para esta incrível tarefa que é ser Mãe. 
Sinto-me sempre cansada, muitas vezes estou sem paciência, irritada ou apenas muito chata.
No entanto, também julgo que, apesar desta minha falta de perfil, sou dedicada, esforço-me para que coma sempre boa comida, sopa e fruta sempre caseiras, as paparocas dele nunca falham... 
Sei lá, acho que esperava que fosse como algumas mães, que vêem unicórnios e purpurinas em tudo... eu sou mais de ver nuvens negras.
Mas este sorriso paga tudo. Quando ele se abraça às minhas pernas, eu sei que devo estar a fazer um bom trabalho. Ontem de tarde sentei-me no sofá com ele, deixei-o ver 10 minutos de televisão (é outra das minhas pancas, não o deixo ver televisão... dez minutos de manhã, outros dez à tarde) e ele sentou-se ao meu lado e deixou cair a cabeça para cima do meu ombro. Foi a primeira vez que se encostou a mim e foi tão bom.

Como é que é? Black friday!

Vocês digam-me tudo sobre a Black Friday, que é já para a semana.
O que vale mesmo mesmo a pena comprar? Quais as lojas que capricham nos descontos? Quais as lojas que enganam a malta?
Este ano quero ver se me ponho esperta para as prendas de Natal e se faço compras inteligentes.
Queria ver se conseguia passar no outlet de Vila do Conde, que as minhas colegas acham uma maravilha, mas onde eu nunca arranjo nada de jeito.

Sou uma nabiça nisto dos descontos e promoções, nunca sei de nada... só sei que quero ver se a Zara põe o meu casaco lindão em saldos, que custa 90 euros e eu não estou com vontade de gastar tanto.

Instaweek

Cheia de coisas boas!

Tenho mesmo muita pena de não ter mais tempo para aproveitar a minha Bimby - a melhor compra de sempre.

Pastéis de nata em família.
Aquela fome ao fim do dia...
Fim-de-semana de experiências. Bolinhos de canela, tão bons!
Dia de São Martinho, com as obrigatórias castanhas.
Bolo de cenoura delicioso para um lanche de aniversário com amigos.
Boa semana!

Gestão de conflitos

Não sou uma pessoa de confrontos. Não sou minimamente de discussões. Não gosto de entrar em conflitos. Não sou de perguntar pela veracidade do "diz que disse". Só confronto alguém quando tem mesmo-mesmo-mesmo de ser.
Vai daí, que opto sempre por, de alguma forma, tentar ser superior.
Ai alguém andou a dizer mal de mim? Deixa para lá.
Ai alguém disse que eu disse aquilo que não devia? Acredita quem quer - e quem não me conhece.
Se devia impor-me em algumas situações? Claro. 
Mas o desgaste vale a pena? Não creio. 
Prefiro ir vivendo e ignorando. Sou tão mais feliz assim. Tão mais leve. 
Sorrir e acenar, já diziam os pinguins do Madagáscar.

Dos Aniversários

Adoro fazer anos. São sempre dias alegres, de comemoração, de telefonemas, mensagens, de falar com pessoas que, no dia-a-dia, acabam por me "escapar".
Hoje não foi excepção. 
Acordei. O futuro marido levou o cão à rua e agora foi comprar os melhores croissants da cidade, para um pequeno almoço a três.
Eu tomei um banho demorado. Geralmente despacho-me em dois minutos, mas hoje estive a aquecer debaixo do chuveiro, a estrear o meu esfoliante de ameixa do Boticário.
Agora é vestir, para poder ter uma refeição demorada, com os melhores da vida.
Vai ser um dia bom. Porque eu mereço.

Parabéns a mim e à minha irmã.

Quase nos 30... sobre a realização pessoal!

Ora bem... Esta semana celebro 30 anos de vida.
E afinal, o que é que eu tenho?
Tenho um homem cinco estrelas. O meu melhor amigo, o meu confidente. o meu porto de abrigo (e saco de pancada, assumo...). O meu pilar.
Tenho um bebé que é uma alegria, com um sorriso contagiante, um cabelo loiro e macio, um cheirinho inebriante. Deixa-me de cabelos em pé, mas quando me abraça as pernas, tudo passa. Ele cura tudo.
Tenho uma família forte, robusta, unida.
Tenho um trabalho que amo de paixão. Um trabalho que me desafia, que me entusiasma, que me dá nervos, mas que me proporciona muitos sorrisos. Ainda por cima, com uma equipa fantástica.
Gosto cada vez mais de mim.
Nunca estive tão gorda. Nunca estive tão em baixo de forma. Não tenho tempo nem vontade para queimar uns quilos e assumo-o perfeitamente. A verdade é que, apesar de saber que a balança não mente, nunca gostei tanto de mim. Nunca me senti tão segura. Sei o que sou, o que valho... E não acredito que o facto de perder dez quilos vá …

Admito!

Nas noites frias, chamo sempre o cão para dormir comigo. Às vezes ele não quer, mas eu arrasto-o para o ninho. 
Podia ser amor... Mas é mesmo só porque ele é um excelente aquecedor.