Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2012
"Quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião". Abraham Lincoln A mãe diz que é a sua citação favorita. E eu adoro. Era bom que todos pensassem e sentissem assim.

Facto

Os meus pés não foram feitos para saltos altos, por mais compensados e confortáveis que sejam os sapatos/as sandálias... ao fim de umas horas parece que os pés gritam "socorro, libertem-me!" .

Old style

Haviam de ter visto o olhar de crítica severa que a minha avó me lançou na passada quinta-feira, quando eu recusei tirar a pele das batatas cozidas do Dom mais-que-tudo. Ora essa. Um dia destes quer que mastigue a comida por ele.

Medula óssea - pedido de ajuda

Há causas pelas quais nunca se luta demasiado. "A Arina, quatro anos adoráveis, lindos e cheios de vida, é natural de Cabo Verde. Foi internada há seis meses no Hospital Dona Estefânia com uma aplasia medular gravíssima, o que quer dizer que a medula óssea deixou de funcionar e portanto precisa de transfusões sucessivas para sobreviver. Praticamente não tem sistema imune que lhe permita sequer sair do quarto de isolamento e sobreviver a uma infecção por mais leve que seja. Já teve mil complicações, quer da doença quer dos tratamentos. A tudo tem resistido porque a vontade de viver é indómita. (Talvez não seja do conhecimento geral, mas o Hospital Dona Estefânia recebe muitas crianças vindas dos países africanos de expressão portuguesa. Vêm com doenças graves e muitas vezes ficam internadas meses a fio.) A Arina não tem ainda dador de medula compatível, apesar do esforço de quem a assiste. Já foram feitas análises à família toda e as buscas constantes nos bancos de medula nacio

Bruxelas - dia 3 (o último)

O dia começou com uma visita ao Parlamento Europeu. Gostei muito da arquitectura exterior, é moderna mas ao mesmo tempo consegue ser acolhedora. No interior, adorei a escultura Confluence, que simboliza a união entre os 27 países membros da União Europeia. A escultura é em aço inoxidável, tem 36 metros, e se um dos ferros se mexer... os outros também mexem. Tivemos oportunidade de assistir a um debate no hemiciclo, local onde reúnem os eurodeputados. Depois, e porque já passava das 11 horas, arranjei uma cookie gigante, com pepitas de chocolate. Comi de manhã, comi à tarde... e acabei a deitar o resto fora, de tão grande que era. Aproveitei o resto da manhã para visitar a cidade à la pata. O Palácio Real é fabuloso, grande e com traços imponentes. Tenho de admitir que o mais fascinante são os portões, pretos e dourados. Fui também ao Jardim de Bruxelas, grandioso e muito bonito. Pelo caminho, fiquei encantadas com esta igreja: Coudenberg. Antes de almoçar fui de metro até à Mini Eu

Good news

Diz que Sôdona Mala já foi encontrada. Diz que estará no meu local de trabalho até ao fim da manhã. Digo eu: fico contente, mas escusavam de ter ligado às 7 e tal da matina a avisar. Fiquei tão baralhada que nem sabia dizer a morada do meu trabalho.

Bruxelas - dia 2

Foi um dia mesmo longo. Às 7 da matina estava a acordar, banho tomado, e lá fui eu para o pequeno-almoço delicioso do hotel. Depois disso, toca a ir até à Comissão Europeia. Tivemos direito a uma visita guiada e visitamos até o 13º andar, o andar do presidente Durão Barroso. Muito prático, simples, imponente mas sem luxos. As paredes estavam decoradas com esculturas e pinturas de artistas portugueses, obras emprestadas pela Calouste Gulbenkian. Estivemos no salão protocolar, sentamos na cadeira por onde passaram Obama, Merkel, todos os chefes de estado. Sala de imprensa da Comissão Europeia. Enorme! A velhinha mesa da primeira reunião da Comissão Europeia. Depois almoçamos num dos restaurantes da Comissão Europeia. Peço desculpa pela linguagem, mas a comida era uma valente porcaria. Salmão fumado, mas versão má. Salmão em posta - esse era bom. Depois só saladinhas de mexilhão e pimentos, coisas que eu não aprecio nada. De seguida, carne, uma espécie de carne assada... mas cor de ro

Ah e tal, os gatos são lindos...

Não são não. São uns estuporzinhos manhosos. Sôdona Evita, feliz e contente com o regresso da dona, resolveu ferrar-nos e arranhar-nos os pés durante toda a noite. Ainda por cima a gata deve ter veneno nos dentes, que fiquei com uma comichão horrorosa nas feridas, durante toda a noite. Não satisfeita, resolveu petiscar alguma coisa durante a noite... e ferrou-me o fio do carregador do telemóvel, partindo-o em dois. Cozinha. Durante uns dias dorme na cozinha, de castigo. Agora vou comer sardinhas, que diz que hoje é São Pedro. Até amanhã (mais textos sobre Bruxelas, pois claro).

Bruxelas - dia 1

Chegamos a Bruxelas lá pelas 20 horas de segunda-feira mas como só começa a anoitecer lá para as 22 horas, ainda deu para ver muita coisa. Tenho de admitir que achava que Bruxelas era uma cidade de negócios (e é), mas desconhecia o lado profundamente histórico da mesma. No autocarro, a caminho do hotel, fiquei com a impressão de que era uma cidade cinzentona, escura, bem ao estilo do Porto. Não deixa de ser verdade... mas também é encantadora. Os prédios de escritórios, todos em vidro, são imensos e imponentes. No entanto, Bruxelas também é muito verde, com pequenos jardins em tudo o que é lado. Também importa referir que tem imeeeeeensas estátuas. E o rei Leopold II deve ser um dos ídolos cá da zona, que tem direito a estação de metro e a imensas estátuas. Depois de arrumadas as malas, fomos jantar. O grupo tinha imensos empresários e decidiram alapar-se numa marisqueira. Bom, eu não sou adepta de marisco (e muito menos do preço), mas lá sentei. Abrimos a carta... e tínhamos mexilhõ

Lição aprendida durante a viagem

Nunca, mas mesmo nunca, voltes a enfiar as tuas peças de roupa/roupa interior favoritas todas na mesma mala. Por um acaso do destino, e com o avião cheio, pode ser a tua mala a desaparecer. Ontem foi o dia. A ver vamos se a descobrem. Prometeram ligar quando soubessem onde anda a minha mala perdida... e eu já estou a chorar a minha roupinha favorita. Posto isto, BOM DIA! Estou de volta. Prometo inundar-vos com textos sobre a viagem (maravilhosa!) nos próximos dias.

Os meus óculos de sol...

Lamenta-se, mas não são óculos fashion. São da C&A, custaram 10 euros em saldos e já os tenho há dois anos. São impecáveis, ficam-me bem e protegem suficientemente os olhos. Se pudesse escolher, queria estes meninos, da Vogue.

Um outfit de Verão

Sendo eu fã de calções e de roupa colorida, este seria um dos meus conjuntos ideais. Calções giraços, coloridos e diferentes. Um top simples mas com renda na parte superior, para não perder o lado feminino. Uma sandálias de cunha e com muita personalidade. * Tudo da H&M. Sendo mais realista, aqui está um outfit meu, postado aqui no Verão passado. Calções relativamente compridos, para o trabalho, túnica azul, mais comprida e largueirona, para um Verão que se quer confortável. Como mala, as cestas do costume.

See you later!

Por esta hora está o meu avião a descolar, com destino a Lisboa city. Depois de três horas de seca no aeroporto, lá vou eu para Bruxelas. Divirtam-se todos, que eu vou divertir-me ainda mais. Amor, cuida das crianças! Prometo voltar inteira.

Sabe pela vida:

Um abraço bem apertado das minhas amigas. Um daqueles abraços que diz "podemos não nos ver muitas vezes, mas gosto de ti tanto quanto tu gostas de mim". Tenho poucas, mas tenho boas amigas. Muito boas.

São João

Sim, fotografia minha, só para não dizerem que nunca publico fotos. Foi muito divertido. Claro que uma pessoa tinha 1001 planos, encontrar estes, encontrar aqueles... e acabamos todos desencontrados. Os telemóveis deixaram de funcionar, as mensagens não chegavam ao destino, telefonemas eram impossíveis de ouvir. Acabamos com um casal amigo a ver o fogo de artifício, na escadaria que desce até ao rio, na zona dos Guindais. Viu-se muito bem, o fogo não foi espectacular, mas valeu a pena. Depois passeou-se por aquela zona, entramos no Guindalense, um café que estava a abarrotar, com música de bailarico. Ainda tive direito aos meus 20 minutos de pânico, com senhor mais-que-tudo desaparecido em combate. Lá nos voltamos a encontrar. Foi-se até aos Aliados, ao centro da festa. O DJ Fernando Alvim começou a animar a noite. Umas escolhas meio esquisitas... passou a música do Pingo Doce ( "venha ao Pingo Doce de Janeiro a Janeiro..." ), passou a música da Idealina ( "Parabéns à

Clic! clic!

Sim, eu sou daquelas cromas que tira 1001 fotografias, a tudo, a nada... tiro até dez fotografias à mesma coisa, na mesma perspectiva, à mesma distância. Câmara fotográfica carregada. Cartão de memória inserido. Adivinho que vou tirar centenas e centenas de fotografias nos próximos dias. Para começar, hoje temos São João. Temos o fogo de artifício fabuloso. Tenho as minhas amigas, que não vejo com tanta frequência quanto isso. Hoje tenho muito para fotografar. Até amanhã.

Consigo prever que os próximos dias vão ser fabulosos

Vejamos: - Hoje é dia de regressar ao Porto. Mais logo ao fim da tarde vamos para o Porto, comemos qualquer, e vamos ter com as minhas amigas e amigos de mestrado, para celebrar o São João; - Domingo é dia para namorar. Durante a tarde, quero ver se tomo um café com as amigas (saudades vossas, I. e A.); - Segunda-feira tenho de acordar cedo, porque tenho de estar no aeroporto às 10 e pouco. Um pedaço depois, Bruxelas aí vou eu. E adivinham-se três dias fabulosos por terras belgas. Posto isto, estou muito entusiasmada. Há bastante tempo que não tinha um fim-de-semana assim tão recheado! E a canseira que foi escolher o que vestir por terras belgas? OK que eu tinha direito a bagagem de porão, mas achei um bocadinho ridículo, visto que são apenas três dias. Dediquei-me a manhã inteira a esmifrar a roupa dentro de um saco de mão.

Cuecas-extra

A sério que sou a única pessoa do mundo que anda com umas cuecas-extra na mala? Quer dizer, eu sou uma pessoa fresquinha. Pode-me acontecer algum "acidente". O namorado pode querer ir para a rambóia e eu gosto de andar arranjada. Sabe-se lá! Há todo um leque de possibilidades que justifica andar com umas cuecas extra na mala. * A propósito de um post da Cláudia , sobre o que levamos na mala.

Da crise

"O primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, anunciou, esta quinta-feira, um "corte imediato" de 30% nos salários de todos os ministros e disse que vai "limitar ao mínimo" a utilização dos veículos do Estado". JN Finalmente, alguém que sabe onde se deve começar a cortar. O corte deve ser feito nos muito ricos, depois ainda nos muito ricos, depois nos ricos... depois nos da classe média (será que ainda existe?) e só em último recurso nos pobres.

Um cheiro de Verão...

O cheiro da relva molhada, acabada de regar. O cheiro da maresia. O cheiro das noites quentes. O cheiro do protector solar, com leve aroma a coco. O cheiro da fruta fresca. O cheiro das farturas e dos churros. O cheiro das sardinhadas e do caldo verde. O cheiro a sal, que fica na pele depois de um banho no mar.

Sugestões da S* - Shame on you, blogueira

Se há coisa que eu não gosto de fazer é voltar atrás na minha palavra... mas vai ter de ser. Na última semana li duas bloggers e falarem do engraçado que era o site " Shame on you, blogueira ", um site brasileiro que se dedica a denunciar os atentados ao bom gosto que andam espalhados pela blogosfera (99% dos exemplos são de blogues brasileiros). Dei uma espreitadela e disse às duas bloggers o politicamente correcto: evito blogues que gozem com outros blogues. Mais tarde voltei a ler sobre o site. Resolvi dar novo oportunidade. Ainda não parei de me rir. Deus vai-me castigar. Comecei ontem e já estou na página 90. É absolutamente hilariante. A autora (desconhecida) denuncia e brinca, mas não é maldosa e não goza em concreto com ninguém. É aí que está a grande diferença em relação aos blogues que costumam fazer o mesmo tipo de "serviço". Ide espreitar, ide .

Quero!

Preciso de um perfume que fique no corpo durante horas e horas. Preciso de um perfume como o que cheiro em algumas mulheres - aquelas mulheres que passam e deixam uma fragrância no ar. É isso que eu quero. O meu é bom, dura, mas não é assim intenso e marcante. Sugestões?

Dos "substitutos"

Há dois dias, em brincadeira, o namorado dizia que tínhamos de tratar de nos despedir, para caso de o meu avião resolver cair. Depois, ainda mais em jeito de brincadeira, perguntou ele: "E quanto tempo é que tinha de esperar, até depois arranjar outra mulher?" Nenhum. Ou melhor, não defino prazos. Não vejo as coisas desse modo. Consigo entender perfeitamente as pessoas que, depois de perderem o parceiro (seja fisicamente seja apenas emocionalmente - através de um divórcio, por exemplo) querem arranjar um "substituto" para amar. Quem é que define o período de "luto"? O coração, digo eu. Esse pode precisar de um mês, de seis meses, um ano, dez anos. O ser humano precisa de amor, precisa de carinho, de companhia. Se eu morresse (cruzes credo), queria mais é que ele fosse feliz. Obviamente que as coisas não eram assim tão simples se apenas nos separássemos... ninguém gosta que o ex-parceiro arranje nova companhia em duas semanas. Eu não era capaz de o faze

Do hotel

E o hotel onde vou ficar na viagem a Bruxelas, senhores? Pobre de mim, desgraçada. Um quatro estrelas perto da Grand Place. Gosto disso. E chamem-me texuga, mas já fico feliz só de saber que vou ter pequenos-almoços no hotel. ahahah É triste ser pobre!

Do casamento ideal

Hoje alguém perguntava, no Facebook, como seria o meu casamento ideal. Nunca pensei muito no assunto, mas desde que fui a um casamento de uma senhora que trabalhava com a minha mãe que sei exactamente qual era o cenário ideal. O casamento aconteceu num cenário absolutamente perfeito. Pelos vistos, só o aluguer da quinta custou 2500 euros, mas oh well ... sonhar não custa! Uma quinta. Enorme. Com uma alameda aí de 200 metros, para entrada dos carros, com árvores gigantes de ambos os lados. Magnífico. Imponente. O casamento em si aconteceu numa zona da quinta que tinha um lago grandão. Eu sempre tive o sonho de casar num lugar com um lago... com patos e cisnes. Tinha uma pequena ponte, super romântica, a atravessar o rio. Do outro lado da ponte existiam pequenas grutas artificiais, onde os convidados bebiam champanhe. O copo de água foi uns metros ao lado, na zona de restaurante... que tinha uma vista soberba: centenas e centenas de metros de vinhas. Portanto, o meu casamento ideal e

Querida CGD...

Eu até que estou contente com a nossa relação. Escolhi-te, Caixa Geral de Depósitos, para seres dona e senhora das minhas (nossas) poupanças. Todos os meses, é para ti que enviamos o dinheiro "comum". Vai daí, e como eu sou meio aselha e medrosa nessas coisas, hoje tentei falar contigo. Só assim para saber se não vou ter problemas em utilizar o teu excelso cartão em terras belgas. Liguei-te duas vezes. Fiquei à espera de uma resposta, de cada uma das vezes, mais de dez minutos. E tu nada. Só me dizias "a sua chamada vai ser atendida dentro de momentos" ... e os momentos multiplicavam-se que nem cogumelos. Não gostei. Senti-me ignorada. Se faz favor, passa a mensagem a todas as tuas amigas que possuem linha de atendimento ao cliente, alegadamente a funcionar durante 24 horas: 10 minutos em linha de espera é ridículo, atendam a porra dos telefonemas.

Conversas entre o casal

Cenário: Ontem à noite, na cama. Ele, deitado que nem um congro. Eu: Olha lá, porque é que andas com as cuecas do avesso? Ele: Porque tu não as pões direitas, como a minha mamã fazia.* Olhem-me a lata! Não perdes pela demora. Para a próxima vez, arrumas tu a ver se arrumas melhor. * Obviamente em tom de gozo...

As minhas leituras de Verão...

No Verão leio menos do que é habitual. Todos os tempos livres são aproveitados no meio da natureza e os livros acabam por não me parecer tão chamativos. Vai daí, no Verão opto por livros mais leves, mais curtos, mais fáceis de ler. E que tal um romance, daqueles de bolso, bem ao estilo Harlequin? Eu gosto! Ideais para tardes na praia. Lêem-se rápido. Por falar nisso, na adolescência lia dois ou três destes livros de bolso por dia... deve ser por isso que sou uma romântica incurável.

Eu não sou de humor negro...

Hosni Mubarak morreu 17 dias após ter sido condenado a prisão perpétua "Hosni Mubarak, que governou o Egipto durante 30 anos e que foi derrubado pela revolução da "primavera árabe", foi declarado esta terça-feira clinicamente morto. A informação foi veiculada pela agência noticiosa oficial do Egipto e confirmada por uma fonte hospitalar. O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak tinha sido transferido esta terça-feira da prisão onde se encontrava para um hospital militar, depois de ter sofrido um ataque cardíaco. Mubarak, de 84 anos, tinha sido condenado este mês a prisão perpétua". JN Mas neste caso safou-se de boa. Da prisão perpétua. De pessoas assim não costumo ter pena, mas uma morte é sempre uma morte.

Perdi a esperança

Ontem o namorado ficou mal disposto só de me ouvir dizer "Em Setembro vamos viajar e vamos de avião. Não queres ir? Vais na mesma! Vais, e vais e vais!". Aquele homem tem um medo absolutamente irracional dos pássaros gigantes.

Bruxelas - a planear a viagem

Nunca viajei sozinha. Não tenho por hábito planear viagens... mas desta vez vai ter de ser. Vou imprimir o mapa de Bruxelas e preciso de sugestões para ir apontando. Já sei que as batatas fritas, os chocolates e as cervejas são recomendadas. Agora preciso de sítios giros. Sítios dignos de visita. Preciso de experiências reais, de quem já lá esteve e adorou. Estive a pesquisar na internet e fiquei realmente assustada com a quantidade de coisas que aconselham a visitar... só tenho dois dias para efectivamente poder visitar a cidade... não há tempo a perder! Vá, dicas das boas, precisam-se.

Imagem de perfil - modo Verão

E já está, já arranjei imagem nova para o perfil, adequada ao Verão. As minhas sandálias favoritas, já com mais de um ano mas hiper confortáveis. E viva o Verão, que hoje voltou o Sol! Ah... Escusam de dizer que fiquei com os dedos tortos. Eu sei!

O terror dos concessionários

Suspeito que o namorado é o terror dos concessionários da marca do nosso carro. Como o carro está dentro da garantia, todos os meses ele vai à concessionária oficial aqui da cidade. Ou ouve barulhos ali, ou sente coisas esquisitas acolá. Eu não digo que ele não tenha razão... mas aquilo ali tem ouvidos mais apurados do que um cão. Pelo menos no que diz respeito ao carro. E como a visita deste mês já estava a tardar, lá foi ele... para descobrir que tinha um prego enfiado num pneu. Visto que os pneus já iam nuns brilhantes 85 mil quilómetros (eu já disse que ele é super cuidadoso com o carro, não já?), decidimos que era altura de mudar os pneus, em vez de estarmos a arranjar o que estava furado. Para começar bem a semana, toca a abichar umas centenas de euros para os pneus novos. Weee!

Um dia no campo...

Sempre adorei o campo, a relva, as árvores, o chilrear dos passarinhos. Para mim, o Verão sempre fez sentido com muitos piqueniques, no campo, na relva. Gosto de piqueniques que começam ao nascer do dia e terminam ao cair da noite. Gosto de ficar na relva, entre sestas, conversas, comida, baralhos de cartas e momentos felizes. O campo é sempre maravilhoso, mas ganha um encanto especial no Verão.

Facto

O namorado está cada vez mais magro e eu estou cada vez mais redonda. Depois, quando os outros o vêem, perguntam-lhe sempre se passa fominha, coitadinho... bom, se ele passa fome, certamente que não vive na mesma casa que eu. ahahah Já me tinham avisado de que os primeiros meses de vida em comum eram tramados...

Sabem o que é a confiança?

É nem sequer te lembrares de desconfiar. Talvez alguns achem que sou crente... mas confio tanto na minha relação ao ponto de nem sequer pensar em desconfiar. Desconfiar de emoções, de sentimentos, de fidelidades, de dedicações. Nem me lembro o que a palavra "desconfiança" significa.