Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2014

Olá, giraças!

Sou ou não sou um arraso de cão?

It feels like Home

O meu novo espaço. Mudámos ontem de casa.

Update das mudanças

Isto é cansativo, mal tenho tempo para me coçar, mas é óptimo ver quase tudo pronto.
Água - Ligada Gás Natural - Ligado EDP - Liga amanhã Meo - Perdida em combate... ficaram de ligar, mas nicles.
Quanto às coisas que precisávamos de comprar, também já me tramei e comprei tudo. O dinheiro parece que voa, aparece sempre alguma coisa nova. Neste momento, apenas faltam comprar toalhas de banho. Quero comprar umas novas, que não estejam roídas pelo senhor Pirata.
No Sábado, fazemos as mudanças propriamente ditas, com a mobília maior e as coisas mais pesadas. 
No Domingo, a ver se já levamos a bicharada para a casa nova. 
Cansadaaaaa... Mas tão feliz!

Estava de dieta...

Mas ontem à noite deixei de estar. Até é desperdício não comer quando existe fartura desta.

Facto

Isto de fazer mudanças é super cansativo, trabalhoso e chato. Mas sabe tão bem ver a nova casa a ganhar forma. Até dá gosto lavar os copos, pôr os pratos no lugar, arranjar tudo ao nosso jeito.

Boquiaberta

"O desafio do fotógrafo Kirill Oreshkin é levar as 'selfies' a um patamar mais elevado. Literalmente. Sobe a edifícios altos e é aí que faz os autorretratos mais arriscados do mundo.

"Comecei a fazê-lo porque queria ter pontos de vista diferentes", explicou o jovem artista russo, citado pelo jornal ABC. "Gosto de fotografar a cidade e as pessoas que estão à minha volta."
No DN



Olho para estas imagens e até fico arrepiada. Isto é homem para ter um grande par de tintins...

Brrr

Amanhã regressa The Following - Os Seguidores. Aposto que também vão regressar os meus pesadelos. Raisparta a série, tão viciante e assustadora.

Detalhes de uma mudança

A explorar a casa nova, enquanto eu procedia às limpezas.
Estou apaixonada por esta caixa do pão. É grandalhona!

Casa nova, louça nova. Promoções lá do Continente.
Hoje limpei a casa nova. Amanhã (a mula d') o mais-que-tudo começa a carregar as tralhas para o novo lar. Daqui a uma semana deve estar tudo pronto!

Facto

Quem diria que comprar pratos e copos podia ser tão entusiasmante? Ainda comprei uma caixa de pão giríssima.
Deram-me a dica, por isso eu partilho: Acaba amanhã uma campanha especial de coisas para a casa, no Continente. Todos os produtos marca Kasa estão com 50% de desconto em talão. Tem coisas giríssimas, toca a aproveitar.  ;)

Começar o fim-de-semana com o pé direito...

Vejam só o que eu tenho aqui... As chaves do nosso novo ninho.

Nojo de gente

Há umas semanas soube-se que a Dora, que sempre foi cantora, teve de se fazer à vida e arranjar emprego para pagar as contas. Só consegui aplaudir, pois se há coisa que me enerva é gente malandra. A Dora arranjou trabalho no McDonald's. Certamente não é um emprego de sonho para a maioria das pessoas, mas pagava as contas e era isso que mais importava. A imprensa soube, as pessoas começaram a tecer comentários. Uns aplaudiam a veia trabalhadora dela... outros torciam o nariz. 
Agora a senhora veio dizer que saiu do McDonald's pois, apesar de a empresa a ter recebido de braços abertos, era humilhada por clientes.
"Assim como houve pessoas que manifestaram o seu apoio, outras tantas fizeram de mim uma espécie de macaco do circo. Atiravam coisas ao chão para eu apanhar, filmavam e ficou muito complicado. Acabei por sair". Pode ler-se no JN.
Que espécie de canalha é esta? Que espécie de bardamerdas goza com o trabalho dos outros? Que espécie de traste atira coisas ao chão…

Bom dia!

(quem resiste a isto?)

Dias de sol

Pela manhã, brincadeiras de irmãos. Evita na árvore, Pirata na vigilância.
De tarde, passeio na praia, com direito a banhos de sol na esplanada.
Para o lanche, morangos acabados de cortar. 
Um Domingo perfeito, com a bênção de ter uma família que me enche o coração.


Facebook do blogue aqui.

Say yes to the... house!

Sempre acreditei que escolher uma casa (ou, neste caso, um apartamento), fosse um processo muito mais emocional do que racional. Há dois anos e três meses, quando fomos viver juntos, entrei no antigo apartamento e senti "é este". Infelizmente, vivemos lá um ano e acabamos por ter de nos mudar. Desta vez, foi igual. O mais-que-tudo, que dizia que tínhamos de ver com calma, apaixonou-se por este apartamento. Apaixonou-se e ponto final. Eu apaixonei-me com ele.
Se há áreas que valorizo, é a sala e a cozinha, pois acabam por ser os espaços mais sociais de um lar. E este apartamento tem uma sala enorme, uma cozinha grande. É realmente apaixonante. Em quinze minutos decidimos que é ali que queremos viver nos próximos anos. 
Esta semana assinamos o contrato, se tudo correr bem.
Ali vamos ser muito felizes.

Do profissionalismo

Tiramos este Sábado para visitarmos apartamentos. Começou bem, a nossa busca por um novo lar.
Marcamos visita para as 11. Pouco antes, o senhor da imobiliária liga-me e pede para adiar meia-hora. OK, podia ter acontecido uma emergência. Às 11:30, estamos no local marcado. Ficamos vinte minutos a torrar ao sol, sem que o senhor apareça. Resolvemos pirar-nos.
Já passou mais de uma hora e nem se dignou a telefonar-me, a pedir desculpa... Nada.

Por falar em modas...

Ainda não sei se gosto ou detesto da nova tendência para esta Primavera: sapatos compensados, ou lá como se chamam.


Modelos daqui.

Por outro lado...

Temos a minha querida Lanidor, sempre cheia de vida, de cor, de jovialidade. Não é marca que se adapte à minha carteira, mas babo-me com tudo. Quero tudo.


Ahahahah

Eu gosto da Zara. Não sou grande fã da marca nem da roupa, mas gosto. Mas caramba, eu sou MUITO FÃ das fotos horrorosas que coloca no site, para promover as roupas. Não sei quem é o responsável por estas campanhas, mas deviam oferecer-lhe um par de óculos com urgência. 
As meninas parecem umas moscas mortas que andam a arrastar-se dentro de roupas que mais parecem pijamas. As roupas, mesmo que giras, parecem sacos sem formas. Impagável de tão mau (e tão divertido!) que é.
A Sôdona Bernardete estava pronta para dormir, de conjunto branquinho e chinelo no dedo, quando aconteceu uma emergência. Pegou no casaco e saiu de casa nesta figura.
A vizinha do lado foi acudir a mesma emergência e fotografada exactamente na mesma figura. Mas tinha umas calcinhas de pijama mais quentinhas e uns sapatões ainda mais feios.
I rest my case. 
Sapatunfos estilo turista-inglesa. Até o tom de pele dos turistas ingleses é semelhante, antes de ficarem cor-camarão com o nosso sol. Da roupa, enfim, nem falo. T…

Coisas que o mais-que-tudo me envia...

Que gracinha!

Mulheres...

Não podem ver um bocadinho de Sol, que começam logo a querer comprar roupa para a Primavera. Contra mim falo. Tenho de fugir das lojas, pois estou perdidamente apaixonada pelos tons pastel, pelas flores, pelas sandálias, pelos colares fininhos...

É um ciclo vicioso

O namorado tem pavor a aviões.

O namorado borra-se de medo só de pensar em andar de avião.

O namorado gosta de ver programas sobre desastres de avião.

O namorado conta-me as histórias dos programas sobre desastres de avião.

O namorado tem ainda mais pavor a aviões.


Facto dietético

Isto de fazer dieta a dois é muito mais simples. Um puxa pelo outro. Ou melhor, estamos a tentar comer melhor. E tem resultado. Só nos portámos menos bem ontem à noite, que a fomeca era alguma.
Hoje, chegamos a casa às 22 horas, aqueci a sopa de legumes, preparei morangos com um iogurte para a sobremesa. Bem bom. Fiquei satisfeita.

InstaWeek

Nova cor, um rosa discreto.
O pequeno-almoço na cama, feito pelo mais-que-tudo, no fim-de-semana passado.
Demorou mas chegou, a minha pechincha comprada no ebay.
Novo livro, novas leituras.
Cão-panheiro.
Voltou o Sol!
Vaidades.
Adoro sopas.
Arroz de polvo, no almoço de sexta-feira. Tão bom!
Fim-de-semana de muito passeio com a bicharada.
Domingo foi tarde para descanso.
Flores de sabonete, oferta cheirosa da mana.
Sorriso de segunda-feira.
Fruta da época!

Dos planos a dois

Por um lado, seria engraçado ter um mini-mais que tudo, que seria certamente um daqueles rapazes traquinas. Por outro lado, gostava de ter uma princesa. Daqui a um ano, quem sabe?

Dia das Gatas

Faz hoje dois anos que adoptei as gatas mais lindas e maravilhosas de todo o sempre. 
A minha Evita, muito simpática, carismática e sociável. Protectora em relação ao seu lar, rosna quando sente algum desconhecido nas redondezas. Mas é uma mimalha que passa a vida a ronronar, a dar turras, a pedir carinho. Gosta de mamar no meu robe e não prescinde de dormir na nossa cama, entre as duas almofadas.
A Blackiezinha, a gata mais medrosa de sempre, e que acaba por ser o meu rubi, por saber que é um animal mais difícil e que precisa de muito mais carinho. Ela dispensa bem o meu carinho, mas não resisto a fazer-lhe festas naquele pêlo cor de carvão, enquanto lhe digo que é a minha puma, a minha pantera, a minha azeitoninha. Foge de mim como o Diabo da Cruz, apenas pede festas quando - pasmem-se! - estamos sentados no trono do wc. É uma gata difícil de acarinhar, mas incrivelmente fácil de amar.
Obrigada pela companhia, princesas.


Imagens de hoje.

Os tascos

Ontem senti-me mesmo burrinha por nunca ir a tascos, tascas, tabernas, como lhes queiram chamar.
Depois de um dia de trabalho, fui levada a lanchar a uma tasca típica, cheia de velhotes a jogarem dominó. Comi a melhor bifana no pão de todo o sempre. Um pão do tamanho de dois pães bijus, refira-se. Estava deliciosa... e custou 1.50 euros.

Presentes e mais presentes

Este meu cão... sempre a trazer-me presentes para casa. E a furar tapetes, já agora.

Bom dia!

E o bem que me faz levantar-me da cama e ver esta barrigudinha Blackie a rebolar-se na minha frente, numa clara chamada de atenção, como quem diz "é hora de me dares o tacho"?
É isso e o Sol. O Sol também me faz muito bem.