Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2019

Odiozinho de estimação

Gente sem modos.
Gente que não percebe que não é admissível cuspir para o chão, coçar a genitália em público ou ficar a olhar fixamente para os outros.
Não consigo perceber de baixo de que pedra é que esta gente sai. Vejo tanto jovem, tanto rapaz e tanta rapariga (meninas, por Deus!) a cuspir para o chão. Não terão pais em casa? Não saberão o que são lenços de papel? Não imaginam o asco que provocam nos outros, que se vêem confrontados com o ruído e com a imagem da expectoração alheia?
Nos mais velhos, ainda tento entender... Mas na juventude? 
Por Deus.

Ser uma Equipa

Hoje, em conversa com colegas, falou-se da importância de um casal construir projectos a dois.
Não têm de ser projectos grandiosos. Não têm de ser grandes obras. Nem grandes férias. Nem avultados investimentos.
É mesmo só serem uma equipa e gostarem de projectar tudo juntos.
Quando essa conversa surgiu, dei-me conta de quão afortunada sou. Tenho um futuro marido que é o meu melhor parceiro de equipa. Discutimos muitos. Temos imensas zangas. Mas é sempre para ele que vai o meu primeiro pensamento quando aparece alguma decisão para ser tomada.
Esta semana andámos às turras por causa da mobília da sala. Ele queria alterar para uma certa disposição e eu queria o exacto oposto. Depois de muita discussão, chegamos a uma certo meio termo - um pouco mais pendente para o meu lado, vá.
Não há nada mais precioso do que ter uma equipa forte. Uma equipa de discute, que se zanga, que ralha, que discorda e volta a discordar... Mas que, no fundo, luta sempre para o mesmo lado.
Continuemos a ralhar e…

Dos Filhos

A propósito do triste desfecho do Julen, revolta-me perceber que há tanta gente que adora atirar pedras para o ar, ignorando os seus telhados de vidro.
Com a maternidade, só vim confirmar que não existem mesmo verdades absolutas.
Podemos fazer tudo supostamente bem e ter maus resultados... Ou fazer tudo supostamente mal e ter bons resultados. Muitas vezes, temos apenas Sorte. Ou Azar.
"Os pais foram negligentes", já li por aí em diversas caixas de comentários.
Acaso saberão quão fácil é uma criança tirar a mão e fugir? Acaso conseguirão imaginar que nem sempre (ou quase nunca) é culpa dos pais?
Refiro-me a este acidente infeliz que roubou a vida ao menino espanhol mas podia falar de qualquer situação da rotina normal de um casal com filhos.
Sim, eles tropeçam e caem sem termos tempo de segurar.
Sim, eles esticam as pernas, fazem pressão na mesa da cozinha e conseguem atirar a cadeira de papa ao chão. Esta já aconteceu cá em casa.
Sim, eles estão a brincar livremente e conse…

Do Jejum Intermitente

Quem me segue no Facebook já sabe que desde 1 de janeiro de 2019 que ando a praticar Jejum Intermitente.
Atenção que não tenho qualquer pretensão com este texto. Não sou especialista. Pouco sei sobre o assunto. Este meu texto é apenas um testemunho da minha experiência, não é para ser tido em consideração sem se falar com um médico. 
A verdade é que eu sou preguiçosa no que às dietas diz respeito. Não consigo, mesmo, fazer dieta do género "corta todos os hidratos de carbono, não comas pão, come sempre saladas ou legumes". Essas dietas, comigo, duram uma ou duas semanas e depois passa-me o entusiasmo.
Em dezembro, durante a ida a Lisboa, estive com um colega do desporto e com uma colega desportista e ambos teceram bastantes elogios ao jejum intermitente.
Resumidamente, o jejum apresenta-se como um método para purificação do organismo e auxílio ao emagrecimento que visa intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação, fazendo com que o corpo utilize as nossas reservas…

ASOS, não me falhes!

Já há anos que ouço falar na ASOS. Toda a gente diz bem, o método de compra / troca / devolução parece ser super simples... Os vestidos são maravilhosos... 
Como eu preciso de dois vestidos (primeiro, baptizado da criança na igreja... depois siga para a quinta, para o casamento), andava a procurar on-line uma solução para o baptizado.
Arrisquei e hoje encomendei estes dois exemplares na Asos... A ver vamos!

Alguém...?

Alguém que diga à Telepizza que as pizzas deles nem sequer na televisão têm bom aspecto. Ao vivo, não sei, porque com uma publicidade tão miserável, apesar de ter uma loja da cadeia na minha cidade, nunca lá fui. E Deus sabe que eu sou menina que adora uma boa fast-food.
Alguém aproveite e lhes diga que pizzas "lasanha de bacalhau" e "farinheira" são ideias que só de imaginar já são capazes de causar alguma repulsa. A pizza de "leitão" também me parece um tanto estranha... e se falarmos na "kebab" e "pimentango"... Credo cruzes canhoto.
Estou aqui para vocês, meus amigos. Posso dar um jeitinho e explicar-vos que o pessoal gosta é de muito queijo, muito tomate, fiambre, chouriço... escusavam de inventar muito mais. Mais do que seis ingredientes já soa a abuso.


PS: Claro que, desde que tenho a Bimby, faço massa de pizza caseira e é muito melhor do que a de qualquer fast-food...

Da Pandora

Há já dez anos que tenho a minha pulseira Pandora, mas se nos primeiros anos, no aniversário ou Natal, me davam peças novas, entretanto o entusiasmo foi passando e a pobre pulseira tem a mesma imagem há uns bons oito anos.
Lembro-me perfeitamente que a minha actual Pandora (tive uma outra, oferecida por um ex-namorado, que ma roubou à socapa quando terminei a relação... sacana!) foi-me oferecida pela minha mãe num dia em que estava particularmente chorosa, depois de descobrir que era traída pelo segundo ex-namorado. Sim, eu tinha extremo bom gosto para homens.
Ofereceu-me uma pulseira simples e uma conta coração. Entretanto tenho o mocho, uma flor rosa, um sapo, a pedra do signo Escorpião e a cobra da sorte. Tenho poucas e quero ter mais. 
É uma pulseira intemporal e que fica sempre bem.
Estas são as minhas favoritas... 
Conta Rena PANDORA Rose, 59 euros Clip Gelo PANDORA Rose, 49 euros
Conta Disney Shimmering Minnie Portrait, 79 euros
Conta Coroa PANDORA Rose, 49 euros
Conta Bruno T…

Do Casamento

Nisto do casamento, sou super hiper mega relaxada.
Estando com o meu futuro marido há oito anos e meio e partilhando casa há já sete anos, o casamento é apenas um momento de celebração e partilha com aqueles de quem mais gostamos. Vamos baptizar primeiro o nosso filho e casar depois pelo civil, numa quinta.
Não estou minimamente preocupada, porque é um casamento pequeno, para meia centena de pessoas, entre família, amigos e colegas. 
Mas meus amigos... A minha única preocupação foi casar exactamente na quinta que queria. Aquela que sabia que nunca me falharia em termos de comida. Ah e tal, é um casamento, a comida não é importante... Mentira! É, provavelmente, das coisas mais importantes. Se as pessoas vão estar horas e horas num espaço, querem comer bem, sentir-se bem, ser bem recebidos. 
Escolhi primeiro a quinta e marquei a data em função da disponibilidade da quinta. Se só podia num sábado de Setembro, pois é nesse sábado que vou casar. É um descanso saber que a quinta assegura n…

Obrigada!

Diz que hoje é Dia Internacional do "Obrigado".
Ouvi na rádio, esta manhã, e fiz logo uma lista mental das pessoas a quem posso diariamente dizer obrigada.
Primeiro, obrigada ao meu ratinho Rafael. Obrigada por gostar sempre de mim, apesar do meu mau humor, da minha impaciência... Apesar de ralhar com ele sem motivos, só porque estou cansada e stressada. Obrigada por me brindar sempre com sorrisos apaixonados e olhares brilhantes.
Obrigada, meu amor. Meu companheiro há oito anos e meio. Meu melhor amigo, meu cúmplice, meu pilar. Obrigada por teres continuado a amar-me apesar de eu ter passado de uma menina porreira e sorridente (pela qual te apaixonaste) a uma mulher mandona, irritadiça e não tão sorridente. Ontem estava a olhar para ti, enquanto marcávamos a hora do baptizado do nosso filho, e a pensar que sou uma sortuda do caraças. Fazes-me sentir protegida a toda a hora e provocas-me ataques de riso dentro de uma igreja. Que mais podia eu pedir?
Obrigada, família minha.…

Vaidades femininas

Como os gostos mudam... Nunca fui pessoa de usar sapatilhas, tenho apenas dois pares, que adoro de paixão. Calçado baixo, quase sem sola, não me encanta muito, pelo que as tradicionais Gazelle e All Star nunca me seduziram.

No entanto, agora dou por mim a olhar duas e três vezes para os novos modelos e ontem fiquei apaixonada pelas que a Pipoca (a mais doce, claro) apresentou. 
Adidas, modelo Falcon, coisa mais linda. Mas com cor, que eu sou menina de muita cor!



No Inverno, não é muito a minha onda... Mas a Primavera me aguarde, que eu vou pedir desforra e adquirir um destes meninos. Espero que valham muito o preço.

Quão deprimente?

Eu gosto é de francesinhas. De bife com ovo a cavalo. De lombinhos de vitela com molho de natas e cogumelos inteiros. De bacalhau de cebolada. De lasanha. De arroz de pato. De rojões. De cozido caseiro, feito pela minha tia.
No entanto, ontem estava com um desejo imenso de comer couve flor e brócolos.
Apetecia-me mesmo o raio da couve flor e os benditos brócolos, envolvidos num simples molho branco.
Fui a dois supermercados. Não havia nem num nem noutro.
Deus meu, podias ajudar. Das raras vezes em que me apetece comer saudável, podias não me dificultar as coisas.

PS: Comprei couve penca e comi cozida com um fio de azeite.

Olha a gorda!

Um dia tinha de falar nisto.
Aqui no blogue recebo praticamente todos os dias comentários maldosos. Sempre anónimos, sempre básicos, sempre com maldade.
Há um ponto quase sempre comum: és gorda. 
Gorda, baleia, o que preferirem. É praticamente diário.
Eu sinceramente... Estes comentários maldosos não dizem absolutamente nada sobre mim... Mas dizem tudo sobre as pessoas que os escrevem. 
Tão básicos, tão fracos, tão ruins. 
Mas acham mesmo que eu não tenho espelho em casa? Eu não me acho uma top model, escusam de me dizer que tenho peso a mais.
E tendo eu peso a mais... O que raio têm estes anónimos a ver com isso? Em que é que os afecta? Por que motivo lhes suscita o meu excesso de peso tamanho interesse e raiva?
Este texto não é para ter comentários, por favor, porque não há muito a comentar.
Fica apenas esta afirmação. É mesmo uma afirmação, sem discussões.
Gente que anda nas redes sociais a insultar os outros e que usa os blogues para destilar veneno, vocês são uma merda. Amargos,…

Sortuda! Olá 2019!

Pertenço ao raro e muito sortudo grupo de pessoas que adora trabalhar. Adoro trabalhar porque tenho a sorte de trabalhar na área que escolhi e porque tenho ainda mais sorte por trabalhar com gente boa. No entanto, já tive outros trabalhos, por menos tempo, e apesar das dificuldades, também sempre gostei de trabalhar.
Há oito meses, quando mudei de emprego, tinha um medo tramado de não voltar a ter a mesma sorte... Afinal, tinha trabalhado sete anos e meio numa empresa onde era feliz todos os dias, apesar de todas as dificuldades, dos horários malucos e das exigências cada vez maiores.
Arrisquei, mudei e fui tão abençoada... Continuo realizada, a amar cada vez mais o que faço e os novos colegas não me podiam ter recebido melhor...
Venha daí esse 2019. Estou noiva do homem da minha vida, tenho um filho que é um amor de perdição, um trabalho que me preenche totalmente e sinto-me cada vez melhor na minha pele.
2019, chegaste bem, podes continuar no mesmo caminho. Não vale a pena inventar…

Das festas

Uma pessoa fica tão indisposta de estar tanto tempo sentada à mesa de jantar e a comer bacalhau assado no forno e leitão que quando chega à parte dos doces já nem tem barriga...
Estou aqui, estou arrependida de não ter comido a torta de chocolate da minha mãe, a torta de café que a minha irmã comprou... nem o arroz doce da minha tia eu provei.
Passamos dois dias a comer e não deu para comer tudo o que me apetecia.
Só dramas!