sábado, 8 de março de 2014

Os tascos

Ontem senti-me mesmo burrinha por nunca ir a tascos, tascas, tabernas, como lhes queiram chamar.

Depois de um dia de trabalho, fui levada a lanchar a uma tasca típica, cheia de velhotes a jogarem dominó. Comi a melhor bifana no pão de todo o sempre. Um pão do tamanho de dois pães bijus, refira-se. Estava deliciosa... e custou 1.50 euros. 

40 comentários:

  1. A "jubentude" só conhece o McDonald. Na baixa de Lisboa ainda há umas tascas que fazem umas bifanas feitas naquela molhanga que um gajo até tem que levar uma vasilha extra para meter o colesterol. eheheh
    E nós costumamos ir de propósito a uma aldeia na zona das pedreiras do concelho de Sintra, que fazem umas bifanas e uns pregos na chapa, que só de falar nisso, estou a salivar que nem os cães do Pavlov. eheheh

    ResponderEliminar
  2. Sim é verdade que muitos têm condições um tanto ao quanto estranhos... Mas a verdade é que têm sempre petiscos divinais ;)

    ResponderEliminar
  3. Realmente a aparência pode induzir a nossa opinião erradamente!
    E também eu nunca fui a uma taberna, acho eu!

    ResponderEliminar
  4. Assim vale a pena** Bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  5. Coincidência das coincidências, esta semana invoquei na minha memória (e na minha carta) a tasca da aldeia natal do meu pai, que apesar de já não restar absolutamente nada dela, permanece na memória de quem lá vive.
    Um bem haja

    ResponderEliminar
  6. ahah também adoro tascas, é do melhor que há e muito barato,sempre!

    https://theloveisskinny.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Eu não percebo como é que tu ocupas o teu tempo :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe, a fazer comentários idiotas nos blogues dos outros, não é certamente...

      Eliminar
    2. Estes anónimos... Só à chapada...

      Eliminar
    3. Não conhecendo a S* pessoalmente, presumo que ela ocupe o seu tempo como os restantes comuns mortais: trabalhar, dormir, família, séries, filmes, livros, pc, esplanadas, passeios, jantares... Não entendo o que a forma como a S* ocupa o seu tempo tem a ver com conhecer ou não as tascas.

      Eliminar
    4. Anónimo das 21:28, não tente entender o estranho pensamento dos blogosféricos anónimos...

      Eliminar
    5. Porque a miúda já disse que começou a seguir séries recentemente, já admitiu que tem poucos amigos e quase nunca sai da toca.

      Eliminar
    6. E qual é o problema de sair pouco da toca? Algumas pessoas são mais viradas para a rambóia do que outras. Nem todas as pessoas sentem a necessidade de andar sempre a sair. Isso não as torna menos importantes ou mais aborrecidas do que as outras.

      Eliminar
    7. E quanto aos amigos: poucos mas bons, sempre ouvi dizer.

      Eliminar
    8. Felizmente tenho os amigos de que preciso. O conceito de diversão não é universal, por isso nem vale a pena responder a provocações.

      Eliminar
  8. Eu sempre adorei tascas, geralmente comem-se dos melhores petiscos que há e mais barato, e gosto do ambiente de descontracção.
    xx

    ResponderEliminar
  9. pois...normalmente nessas tascas a comida é de comer e chorar por mais!

    ResponderEliminar
  10. Do melhor que há... E tão portuguesas!

    ResponderEliminar
  11. Apesar de na maioria ser melhor nem saber como e em que condiçoes são confeccionados (hihihi....) sem dúvida que as tascas têm os melhores petiscos, bifanas inclusive ;) kiss

    ResponderEliminar
  12. São os meus sítios preferidos, no Porto então ui ui. Moelas e bifanas. Que beleza!

    ResponderEliminar
  13. IH!! Mesmo bom pra uma lontra como eu!

    ResponderEliminar
  14. Nunca foste ao caçana? E às moelas do Necas? E eu q n sou de viana..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joanita, fui ao Necas, mas moelas nunca comi. Ainda ontem se falou do Caçana, está na moda, mas desconheço!

      Eliminar
    2. Já não vou lá há algum tempo mas tens de provar a receita (q tem canela) e os petiscos tb são bons. Mas vale pela vista no verão;)

      Eliminar
  15. As tascas são o melhor sítio para se comer os chamados petiscos:) É do melhor e normalmente, bem barato.
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  16. Eu adoro a própria palavra "Tasca" e o conceito das mesmas. A atmosfera. Frequentar não frequento, mas também não frequento cafés ou restaurantes. O bom é ir descobrindo esses lugares.

    ResponderEliminar
  17. Nada como uma boa tasca ou uma casa de petiscos para se comerem maravilhas.

    ResponderEliminar
  18. Ohh milheri convido-te a ires comigo a uma tasca!!! adooooorooo! bifanas no pão, rissois gigantes, pataniscas binhaça da boa, ambiente do best e preço amigo!!! Anda la comigo que eu "ocupo-te bem o tempo filha" hahahahahhah ahahhaha ahahhahah

    ResponderEliminar
  19. S* não me digas que não conheces a Taberna Soares (ou Casa Primavera)? Tem pratos típicos e marisco a precos muuuuuito Apetecíveis e o ambiente é mesmo castiço, mesmo à tasca

    ResponderEliminar
  20. Tens de ir também ao Caçana, que ja te aconselharam aqui e ao Sr Júlio (O Lavrador) em Azevedo.

    ResponderEliminar
  21. Tem petisquinhos bons e baratos e um arroz de cabidela óptimo e um cozido à portuguesa de comer e chorar por mais. E no final, para digerir, uma queimada galega que alegra até os anónimos mais irritados com a vida

    ResponderEliminar