Avançar para o conteúdo principal

Quase nos 30... sobre a realização pessoal!


Ora bem... Esta semana celebro 30 anos de vida.

E afinal, o que é que eu tenho?

Tenho um homem cinco estrelas. O meu melhor amigo, o meu confidente. o meu porto de abrigo (e saco de pancada, assumo...). O meu pilar.

Tenho um bebé que é uma alegria, com um sorriso contagiante, um cabelo loiro e macio, um cheirinho inebriante. Deixa-me de cabelos em pé, mas quando me abraça as pernas, tudo passa. Ele cura tudo.

Tenho uma família forte, robusta, unida.

Tenho um trabalho que amo de paixão. Um trabalho que me desafia, que me entusiasma, que me dá nervos, mas que me proporciona muitos sorrisos. Ainda por cima, com uma equipa fantástica.

Gosto cada vez mais de mim.

Nunca estive tão gorda. Nunca estive tão em baixo de forma. Não tenho tempo nem vontade para queimar uns quilos e assumo-o perfeitamente. A verdade é que, apesar de saber que a balança não mente, nunca gostei tanto de mim. Nunca me senti tão segura. Sei o que sou, o que valho... E não acredito que o facto de perder dez quilos vá mudar assim tanta coisa no meu dia-a-dia.  Dava jeito, claro. Podia ficar mais gira, gostar de me ver mais ao espelho... Mas, decididamente, não acredito que fizesse de mim uma mulher mais feliz.

Sinto-me bem, realizada e sortuda. Que mais posso eu pedir? Venham daí os 30.

S*, a quase trintona. Quase.

Comentários

  1. Olá!

    Parabéns antecipados!!!

    Acredito mesmo que uma das maiores conquistas da vida é conseguirmos gostar de nós próprios. Termos admiração por nós, sabermos quem somos, o que queremos ou, pelo menos, o que não queremos.

    Parabéns por já gostar de si antes de chegar aos 30 anos!! Por vezes, vivemos uma vida inteira sem sabermos quem somos ou o que queremos e, menos ainda, sem nos aceitarmos como somos, sem críticas.

    Desejo-lhe muitas felicidades e continue assim!

    Beijinhos
    Margarida

    https://minhacasadopatio.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Por aqui já trintona. Só me falta o bebé mas ainda "não fiz" por ele. Continua assim :)

    ResponderEliminar
  3. Seja a caminho dos 30, dos 40 ou dos 50 a ideia é precisamente essa: sentir-se bem consigo própria!
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Que bom, é muito bom assistir a isso, alguém que reconhece a vida boa que tem e se considera uma sortuda! Há pessoas dramáticas e se não têm motivos para reclamas quase os inventam! Ainda não vou te dar os parabéns mas já desejo que entres com o pé direito no novo ano e que a vida te traga sempre motivos para sorrires ! Bjs

    ResponderEliminar
  5. Não há anda melhor que gostarmos de nós! Que os 30 sejam maravilhosos!

    ResponderEliminar
  6. E isso nota-se na tua escrita, acredita! A tua felicidade é tão boa! E o facto de seres tão genuína, de mostrares o dia-a-dia tal como ele é, sem paninhos quentes, ajuda-nos a perceber que somos todas iguais, todas temos dias de mau (péssimo!) humor por vezes, mas que isso não anula a super-mulher que somos!
    Quanto à questão do peso, és muito mais do que um número, claramente! Quando pensares mais nisso, recomendo perder peso com alguma atividade que gostes (qualquer coisa, a cena mais básica serve) e a tentares fazer disso um hábito. Digo isto apenas por uma questão de saúde! Sou estudante da área da saúde e tenho visto em consulta cada vez mais casos de complicações associada ao excesso de peso. :( Sendo algo em que se pode atuar por nós mesmas, vale a pena o esforço para evitar problemas de saúde a curto e longo prazo. :)
    Um grande beijinho e continuação de uma vida cheia de coisas boas, sua (quase) trintona! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada. De coração.

      Eliminar
    2. Tambem gosto de seguir blogs de pessoas "normais"... Que mostram o dia-à-dia sem grandes filtros.😊
      Não ha nada melhor do que nos sentirmos felizes com aquilo que temos. Sem duvida 🙂
      Ja varias vezes li a S. a falar do seu suposto excesso de peso e mesmo alguns comentarios !! Serei a unica a achar que a S. e uma pessoa sem excesso de peso ? O que eu vejo nas fotos e uma pessoa normal, com um peito grande. Mas ter seios grandes não significa ter excesso de peso ! Se o IMC da Sonia for normal, nao ha excesso de peso !!
      Assusta um pouco achar que as pessoas comecam a achar o padrao "normal "as miudas que vemos nas revistas, tv... E que muitas delas ate tem o IMC abaixo do" normal "!

      Eliminar
    3. Eu tenho excesso de peso. Uns dez quilos a mais. Parece maior do que sou por causa do peito grande... Mas sei perfeitamente que tenho peso extra. Mas estou óptima de saúde, que é o realmente importante. :)

      Eliminar
  7. Já passei essa barreira há uns anos. E posso dizer-te que, sendo completamente fora do "padrão", não sou casada, não tenho namorado, não tenho filhos, sempre fui mais magra, sempre chamei trintonas às mulheres acima dos trinta... mas eu nunca me senti tão bem. Sem falta de quase nada e muito grata pelo que tenho, pelo que sou pelo que vou mudando mas sempre a sentir-me bem.
    Minha querida, o resto que se fod@. Importa mesmo é estarmos bem com nós mesmas.

    ResponderEliminar
  8. O mais importante é quando nos sentimos bem, felizes e estamos bem de saúde. Sem preocupação com números ou peso :)

    E os 30 são incríveis. :)

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  9. Tão bom esse sentimento de aceitação de nós próprios. Acho que não se podia pedir melhor para entrar numa nova etapa :)

    ResponderEliminar
  10. ...quisera eu não ser paranóica com relação ao peso...no meu país sensual, quilinhos a mais é coisa a se pensar; tenho que me policiar mais!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.