terça-feira, 25 de agosto de 2015

Boys will be boys... parte 2!

Esta noite, depois de um convívio em casa de amigos, finalmente cama.


Ele - Importas-te que eu vá um bocadinho para a sala ver televisão?

Eu (já quase a dormir...) - Ah?

Ele - É muito cedo, não vou conseguir dormir.

Eu - Cedo?!? São duas da manhã!

Ele - Mas eu não consigo dormir! Estou com o entusiasmo do carro novo, como as crianças em véspera de Natal. Entusiasmo com o novo e nostalgia com o Kia (o "velho").


E lá foi ele. Excitações infantis aos 35 anos de idade. 


35 comentários:

  1. O Parolo deitou-se tardíssimo porque esteve....a jogar playstation com o comando novo que lhe ofereci e que não conseguiria dormir a não ser que jogasse... 34 anos

    ResponderEliminar
  2. Ahahah!
    É assim quando se tem um "brinquedo" novo :)

    ResponderEliminar
  3. Nunca é tarde para viver emoções como se fossemos uma criança :)

    (falta a muita gente na verdade o facto de saber brincar como uma criança, para poder brincar com elas)

    ResponderEliminar
  4. Vocês só se interessam por sapatos e malas, não entendem a paixão por coisas verdadeiramente importantes. ahahah

    ResponderEliminar
  5. Porque é que te haverias de importar? Ele pediu-te para ir para a sala? Não percebo este diálogo...

    ResponderEliminar
  6. Parei na primeira pergunta. É preciso ele te pedir para ir para a sala ver televisão? Se te importasses, ele não ia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso eu não gosto de dormir sozinha. Mas a questão não é essa, que muitas vezes ele vai para a cama depois de mim - coisa que eu não aprecio, mas respeito, pois nem sempre temos horários que batam certo. E obviamente que ele ia na mesma, porque eu não sou pateta ao ponto de me importar. Não aprecio, porque gosto de dormir com ele, mas não me importo.

      Eliminar
    2. Que comentário idiota. Não se trata de pedir autorização, é uma questão de cortesia de quem tem uma relação e tem o mínimo de consideracao pelo outro...

      Eliminar
    3. Nao me parece mal a pergunta. Pelo contrário. Faz-me sentido que, enquanto casal, e sendo horários mais ou menos iguais claro, haja o ritual de deitar junto. De partilhar mais um momento! E portanto, nem que seja por educação perguntar se se importa, qual é o mal???? acham que tudo é pedir por favor?

      Eliminar
    4. É sinal que se respeitam um ao outro e não vive um para cada lado. Nitidamente o anónimo não sabe o que isso é.

      Eliminar
    5. Continuo a achar ridículo mas é uma opinião e, como tal, vale o que vale.

      Eliminar
    6. Epá, tu tens cá uma paciência para idiotas...
      Dás muito protagonismo a atrasados/as mentais. ahahahahah

      Eliminar
    7. Malta, vamos manter o nível. Infelizmente o primeiro comentário, do primeiro anónimo, era mesmo uma criticazinha implícita, mas aceito-a na boa. Graças a Deus, na minha relação, perguntamos um ao outro se o outro se importa com algo. Faz parte do amor.

      Eliminar
    8. Eu por acaso também acho estranhíssimo essa pergunta, nunca me ocorreria perguntar se o outro se importaria que eu me levantasse da cama e fosse ver televisão, ou comer ou ir á casa de banho .
      Não acho que isso seja sinal de amor ou falta de amor.
      Se a televisão estivesse no quarto e fosse incomodar automaticamente o sono do outro, ai sim, acho que se deve perguntar, seja o outro namorado, amigo, irmão pai, etc

      Eliminar
    9. Anónima das 22:40, "estranhíssimo", para mim, seria dormir sozinha, quando tenho uma relação de 5 anos.

      Eliminar
    10. "Faz parte do amor".

      Hum... não, não faz.

      Eliminar
    11. Mas não é dormir sozinha, ele esta com insomnia e vai queimar tempo para o sofá da sala.
      Quando se tem insomnia é muito difícil estar na cama. Isso não tem nada a ver com dormir ou não sozinha, nem tem nada a ver com amor, ou com longevidade das relações.
      As pessoas misturam tudo.

      Eliminar
    12. Como alguém disse lá em cima, é uma questão de cortesia, uma avisar que "se acordares e deres pela minha falta, é porque estou com insónias e fui um bocado para a sala".
      Eu não o faço pois tenho insónias quase todas as noites e o meu marido tem um sono bem profundo (e não dá pela minha presença ou ausência enquanto dorme), pelo que só para ter este gesto de cortesia teria de o arrancar ao seu belo sono. Mas gosto que ele o faça comigo já que desperto várias vezes por noite e estranharia ter a cama vazia ao meu lado (porque quando se vai comer qq coisa ou ir à casa-de-banho é uma situação rápida e facilmente se volta a ter companhia rapidamente; ir para a sala ver televisão pode levar a uma ausência de uma hora, duas horas....).

      Não é pedir autorização da mesma forma que não é isto que define se há amor ou se a relação vai longe. São formas de estar entre casais, da mesma forma que há quem ache normalíssimo dar puns à frente um do outro e há quem não o faça por achar falta de respeito.
      Quem acha estranho o gesto do namorado da S* provavelmente faz coisas com os próprios companheiros que levariam a S* pensar "Mas porque é que eles fazem isto? Há necessidade?". Cada relação com a sua maneira de ser.

      Eliminar
    13. Anónimo das 23:36, tal e qual. Juro que já me assustei, durante a noite, ao acordar sozinha. Tenho sempre de me levantar para verificar que ele está bem na sala. Podia, sei lá, ter-lhe dado um qualquer ataque ou caído no trajecto para a cozinha. Parece parvo mas pode acontecer.

      Eliminar
  7. ahah seremos sempre crianças, eles principalmente

    ResponderEliminar
  8. O que chamas de excitação infantil por um carro é o mesmo que muitas das mulheres têm por roupa, calçado ou até quando é a nível de cozinhados, e que se lê por essa bloga afora... :)
    Nós crescemos a imitar os adultos e se formos a ver no fim de contas, um carro é e sempre será um brinquedo - de crescidos claro! :)
    Ana

    ResponderEliminar
  9. Ao menos ainda te perguntou! Eheheh Os homens quando estão entusiasmados são mais queridos. :D

    ResponderEliminar
  10. Oh S*, não é coisa de homem, é coisa de quando estamos ansiosos com algo bom! :D

    Eu sou igual...se sei que no dia seguinte, vou passear a algum sítio diferente, ter algo para fazer importante, etc...preciso de dormir...mas o sono vem? Não! :D

    Para mim até é coisa de Marlene...sou igual! eheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marlene, olha, eu estou entusiasmada porque amanhã vou escolher o sofá novo da nossa sala. Excitação infantil versão feminina!

      Eliminar
  11. Eheheheh... mesmo ansiedade como as crianças

    ResponderEliminar
  12. ahah, os homens são eternas crianças

    ResponderEliminar
  13. Ahahaha que fofo, boys will be boys indeed. :)

    ResponderEliminar