Avançar para o conteúdo principal

Vaidades (em tempo de confinamento)


Hoje fui retirar o gelinho das unhas. Há uns sete anos que faço verniz gel e já não me lembro de pintar as unhas com regularidade. Na primeira fase, optei por ter as unhas "despidas" ou apenas com verniz transparente.

Vai daí, agora fui adquirir o kit básico pré confinamento. Sem arranjar as unhas é que não posso ficar, ou "como-as" em três tempos. Dramas femininos, é o que é.


Comentários

  1. Também faço verniz gel que felizmente aguenta 4 semanas.
    Espero que o confinamento seja por um mês, quando já tiver necessidade de as arranjar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em princípio, à partida, será por um mês.

      Eliminar
    2. Ou melhor: para já, está definido para um mês, menos não será, mas infelizmente poderá ser renovado.

      Eliminar
  2. Eu faço verniz gel a mim própria em casa. Comprei o catalisador e os vernizes e é muito fácil. Há vídeos no YouTube e eu aprendi assim. Ficam impecáveis.

    ResponderEliminar
  3. O verniz gel foi a minha salvação para deixar de doer as unhas.
    Também comia as minhas em três tempos e fui uma roedora de unhas durante muitos anos.
    Tentei de tudo, verniz amargo, vernizes coloridos “normais”, mais tarde unhas postiças há uns anos valentes e depois unhas de gel.
    As unhas de gel até gostei mas não tenho paciência para ir ao salão de X em X tempo (já me chega quando vou pintar o cabelo...).

    A solução ideal para mim é mesmo o verniz gel e feitas em casa.
    Faço quando quero à hora que me apetece.
    Ando sempre com as unhas arranjadas sem gastar muito dinheiro e sem perder tempo em marcações/deslocações.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Vinha aqui dizer a mesma coisa. Acho que têm uma ótima relação qualidade/preço.

      Eliminar
  5. como funssiona, tambem queria mas nao tenho maquina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fala de verniz gel precisa mesmo da máquina.
      O verniz gel só seca com máquina, luz led/uv.

      Eliminar
  6. Eu não tenho jeito nenhum ( nem paciência ou tempo ) para fazer as unhas... adoro andar com elas arranjadinhas mas isso não é muito comum.

    Esta semana comecei a trabalhar e tive que pintar porque a pessoa que me faz as unhas está em isolamento. Já não pintava há anos e está um belo 💩...

    A inveja que eu tenho de quem tem jeito para fazer em casa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com em tudo na vida, questão de praticar mais,
      Claro que tem jeito.

      Eliminar
  7. Como eu te percebo. Se não tiver as unhas pintadas, também as como!! Mas confesso que às vezes não as pinto e acabo por ceder à tentação. No meu caso, prefiro usar verniz normal, mas com boa camada de verniz protetor por cima (assim duram mais ou menos 1 semana - tb n estou sempre a mexer na água).

    ResponderEliminar
  8. Fiz as minhas unhas uns dias antes de fechar tudo, por isso espero que entretanto volte tudo ao normal antes da minha próxima marcação. Se não melhorar, de certeza que vou resgatar os vernizes da Kiko à caixinha onde estão guardados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para tirar o verniz gel em casa é muito simples.
      É só tirar o brilho do verniz com uma lima (limar um pouco o verniz, muito pouco mesmo).

      Depois embeber um algodão com removedor ou acetona na unha e colocar papel prata a toda à volta.
      Esperar 10-15min. e remover os restos de verniz com espátula ou pau de laranjeira.

      De seguida passar o bloco branco polidor para limpar ou “alisar” a unha.

      Por fim, colocar novo verniz da sua preferência.
      Verniz gel ou verniz normal.
      Para verniz normal gosto das marcas Kiko e Andreia.

      Eliminar
  9. Por aqui, a pensar seriamente em tirar as unhas de gel durante uns tempos .

    ResponderEliminar
  10. Fala-te daqui uma ex-roedora de unhas que usou gel durante quase 10 anos e que, no confinamento de março, se viu obrigada a ficar sem as suas unhas de gel... E, nem imaginas! Foi a melhor coisa que me poderia ter acontecido... vario imenso a cor das unhas e, pintá-las, é quase uma terapia! Descansa-me e acalma-me... é maravilhoso!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.