Avançar para o conteúdo principal

Um ano a dois

Como o tempo voa, hoje celebro um ano de um relação calma, que me foi conquistando aos poucos e que, hoje em dia, me dá todas as certezas.

Quando nos conhecemos, em Abril do ano passado, viramos amigos. Na verdade, tornou-se meu confidente e aturou-me durante semanas e semanas a "chorar-me" por outra pessoa. Já eu percebi que ele gostou de mim no primeiro café que tomamos, mas como é tão ou mais discreto que eu, nada feito. Ficamos assim, entre avanços e recuos, entre conversas diárias e afastamentos semanais. Ao meu lado quando fui operada e nos dias que se seguiram. Eu ainda sem rumo, à procura de algo que não sabia ainda o que era.

Foi no dia 6 de setembro de 2021 que a amizade evoluiu para algo mais. 

Desde o primeiro dia que não me deixou dúvidas de que queria estar ao meu lado. Acho que foi exactamente isso que (de forma um pouquinho "umbiguista") me fez apaixonar por ele. Sempre percebi que gostava de mim. Sempre me senti acarinhada, querida e desejada. 

Durante uns bons tempos achava estranho ser tudo tão simples, fácil e calmo. "Faltava-me" aquela emoção que a dúvida, a incerteza e o ciúme nos fazem viver. Efectivamente, nunca tive dúvidas, incertezas e (raramente) ciúmes. 

Eu gosto dele e ele gosta de mim. Ele dá-me a mão e eu agarro-me aos braços dele. Ele ajuda-me em tudo e eu incentivo-o quando assim deve ser.

Pode ser simples. É simples. Amamo-nos.

Comentários

  1. Lembro-me de comentar que seria incapaz de ter uma relação como a que tinhas. Que para mim as coisas têm de ser calmas, fáceis, sem discussões, sobressaltos, amuos e outras coisas que tais. E que também sei que para muita gente relações assim parecem mornas, sem excitação, quando na verdade há outras maneiras de ser excitante sem ser através de discussões, ciúmes, desconfianças. :P Não é a fórmula para o sucesso (nada é) mas acho que relações assim trazem paz e tranquilidade à nossa vida. Aproveita bem. :)

    Tété

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estava de todo a acusar o teu ex-marido de algo até porque não o conheço. :D E portanto sempre assumi e continuo a assumir que a relação que tinham era por causa do feitio dos dois, de coisas por resolver entre os dois, etc, sem tomar partidos. :)
      Não sei como está o mercado, admito, mas do que vejo por amigas não está fácil. :P E acho que mesmo mais velhas e a saber melhor o que se quer, é fácil aceitar algo que não resulta tão bem ou que não é fácil só para não se ficar sozinha. E também acho que ainda há quem ache que uma relação tem de ter sofrimento, dúvidas, ciúmes, amuos, lutas diversas, para os momentos bons parecerem ainda melhor, e que o normal são estes carroceis emocionais constantes (que a mim me cansam só de assistir :) ).

      Tété

      Eliminar
    2. Tété, verdade, quando se está habituado a algo mais inconstante, é difícil perceber que ser constante não é ser chato ou menos excitante. É apenas tranquilo e bom. Olha que demorei a perceber!!

      Eliminar
    3. Aproveita bem então! :D

      Tété

      Eliminar
  2. Felicidades. Que a vida vos possa proporcionar muitos mais anos de companheirismo.

    ResponderEliminar
  3. Que venham mais anos :)
    Muitas felicidades querida S*

    ResponderEliminar
  4. Eu li bem? Escreveste no Facebook "só me apetece ganir"?????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se lembra do senhor do primeiro Big Brother? Era o máximo.

      Eliminar
    2. Acho essa expressão super brejeiro, mas ok…..

      Eliminar
    3. Também sou bem disposta e continuo a achar a expressão imensamente brega, sobretudo vindo da boca de uma mulher.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Facto

Apaixona-te por alguém que te tire fotografias "só porque sim" .  Esta é novidade para mim e admito que fico sempre algo comovida. Acho muito bonito.