Brasileiros denunciam: ONU no Haiti está a ajudar os ricos

"Segundo investigadores brasileiros no Haiti, a capital Port-au-Prince está caótica e os haitianos foram abandonados pela missão da ONU naquele país, a Minustah, que terá dado prioridade ao resgate de "ricos hóspedes estrangeiros" que estavam nos "hotéis de luxo" da cidade.

O blogue dos investigadores da Unicamp no Haiti (Universidade Estadual de Campinas, Brasil) denunciou na terça-feira o abandono da população daquele país depois do sismo de grande intensidade que assolou a capital, Port-au-Prince, no passado dia 12, segunda-feira.

De acordo com o relato de Otávio Calegari Jorge, um dos autores do blogue, "o povo haitiano está se perguntando mais do que nunca: onde está a Minustah [Missão da ONU no Haiti] quando precisamos dela?" Otávio é categórico: "Posso responder a essa pergunta: a Minustah está removendo os escombros dos hotéis de luxo onde se hospedavam ricos hóspedes estrangeiros."

DN


Tsc tsc tsc... Assim se deita a credibilidade da ONU por terra.

Comentários

  1. Que bonito...Com tanta gente a necessitar de ajuda, com tantos mortos ainda na rua, com tanta fome, e isto a acontecer...

    Kisses*
    Fénix*

    ResponderEliminar
  2. Acredito perfeitamente...

    Em relação ao comentário no meu blog, tens toda a razão.Pessoa acima de tudo!

    ResponderEliminar
  3. Não admira, há sempre interesses. Eu faço donativos à AMI, em que confio plenamente.

    ResponderEliminar
  4. Não me admira nada, no final a ONU mais não é um que uma forma politicamente correcta de os grandes dominarem os pequenos, fazendo-lhes crer que fazem parte de um todo igual!

    PS: Não sabia qua havia hotéis de luxo no Haiti!

    ResponderEliminar
  5. È muito triste isto, daqui a pouco vão comesar a aparecer pessoas a fazerem se passar por instituições a pedir dinheiro e coisas do genero :S

    ResponderEliminar
  6. Que dizer a isso?

    Choca? Choca! Espanta? Nem por isso...

    Bjx

    ResponderEliminar
  7. Fico envergonhada com essas notícias...

    ResponderEliminar
  8. Muito mesmo... :S

    E o pessoal da ONU anda doido!

    ResponderEliminar
  9. Sempre foi assim, sempre assim há-de ser, haverá sempre alguém que fica para trás... mas agora vou ser fria, mas acho que o pior ainda está para vir.
    Mover as coisas em prol do dinheiro e dos mais poderosos, deixar morrer os pobres é a maldade humana na sua pura essência, pura e dura.

    Abraço grande S*
    Com carinho
    Sairaf

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente é uma realidade!
    Sou uma leitora assidua do teu blog gosto muito :)Adicionei-te no meu que foi criado recentemente espero que nao se importe.

    ResponderEliminar
  11. Já se sabia que havia de ser uma coisa do genero! Ainda dizem que neste genero de catastofres nao há ricos nem pobres são todos tratados por igual!

    ResponderEliminar
  12. se assim é, é triste. se, porque eu tenho dúvidas. não no sentido de não acreditar, no sentido de não agir consoante isso.
    porque se é triste que a ONU (ou os funcionários da ONU) tenha feito uma coisa dessas, também é triste que nos esqueçamos de que eles podiam não estar lá, simplesmente. a tragédia atingiu um país individual e, seja como for, pensando bem nas coisas horríveis que o ser humano é capaz de fazer , eles estão lá, no meio da lama e da morte. e nós estamos cá a falar do assunto no conforto da nossa cama com o portátil em cima das pernas.

    ResponderEliminar
  13. As instituições humanitárias, deixam-me sempre em dúvida! Por a ganância e mentira de umas acabam por pagar aqueles que têm realmente desejo e vontade de ajudar!

    É triste!

    ResponderEliminar
  14. e é isto o mundo, também a claudia schiffer saiu mais cedo do comboio quando este parou no Tunel da Mancha, temos de começar por alguém :)

    ResponderEliminar
  15. Ricos ou pobres num momento destes são todos iguais... Ou agora para salvar gente dos escombros é preciso apresentar o comprovativo de IRS? "ai ai ai tirem-me daqui que só ganho o ordenado minimo. Esse que ai está é rico não precisa de ser salvo"...

    ResponderEliminar
  16. Prefiro dar-me ao luxo de não acreditar. Há instituições muito credíveis, como os médicos do mundo, que estão no terreno e não me parece que se dediquem apenas aos ricos. Já vi muita invenção neste mundo virtual... Acreditemos ou nada fará sentido1 Bjnhs

    ResponderEliminar
  17. Julgo ser normal a ONU (composta por soldados de todos os paises que a compoe) ajudarem primeiro os estrangeiros a voltar aos seus paises, mas n tenho a certeza.

    ResponderEliminar
  18. É triste mesmo. Pensar que, até num momento destes, "valores" (ou a falta deles) desses se impõem!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares