Avançar para o conteúdo principal

Ver o lado positivo da quarentena #10

Nunca cuidei tanto da casa como agora.

Eu ainda fiz umas piadas sobre não ir dar-me a travadinha e lavar as janelas... Mas EU JÁ LAVEI AS JANELAS. Sim, já me deu para esse nível de loucura. Lavei todas com a minha esfregona/mopa, por isso, para minha defesa, foi muito rápido. Andar a esfregar à mão não é para mim, até porque tenho quatro grandes janelas de chão.

Também já me deu a maluqueira de, com a mesma mopa, lavar os azulejos do quarto-de-banho maior do tecto até ao chão. Estou mesmo no limiar da insanidade.

Já alterei a disposição das coisas da cozinha meia dúzia de vezes. Sempre para melhor, penso eu de que...

Ao fim-de-semana limpa-se o pó. Aspirar, o Roomba aspira todos os dias. O marido diz que vai dar um chuto ao aparelho ou atirá-lo pela varanda, de tanto que ele anda aqui por casa... Mas não se oferece para o substituir, por isso tem mesmo de gramar com o meu aspirador de estimação.

Hoje tratei de mudar a roupa do meu armário, de Outono/Inverno, para Primavera/Verão. Guardei os cachecóis e instalei as écharpes. Guardei as botas de cano alto e instalei as sandálias (depois de lavadas). Arrumei as malas mais de Inverno e colori o meu roupeiro com bolsas de Verão. 

Aproveitei e reorganizei gavetas, tirei umas coisas e instalei outras, procurei novas localizações para as coisas mais importantes. 

E a satisfação que estas arrumações me trouxeram? Tão bom. É mesmo incrível como podemos ficar contentes com tão pouco.

Comentários

  1. A mim essas organizações fazem-me mesmo muito bem ao espírito, mas ando com enorme preguiça para isso.
    Já andava a adiar essas tarefas antes da quarentena e nem durante a mesma consegui por mãos à obra nesse sentido!
    Limpar a casa sim mas arrumar gavetas e armários ainda não foi desta...

    Como é que costumas lavar as janelas com espregona/mopa? Nunca me ocorreu.
    Detesto lavar livros secalhar porque vou lá mesmo com 🧽 esponja e afins e tenho umas janelas/portas grandes em vidro.
    Haja braços... e vontade, diga-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho o Quim das Esfregonas. Pesquisa, é uma mopa que funciona como esfregona, porque se usa molhada. Balde de água fresca, ir molhando e lavando. De cima a baixo, uma passagem, sem parar. :)

      Eliminar
    2. Acho que já sei do que falas. Se for o que eu penso realmente pode dar jeito. Já vou ver isso ao Sr. Google. ;)

      Eliminar
    3. Eu, em dias perfeitamente normais, lavo vidros na boa, com cotonetes e tudo. "Limiar da insanidade", "Quim das Esfregonas"... Pfff... ;)

      Eliminar
    4. Com cotonetes? Madre mía. :P

      Eliminar
    5. Há limpa vidros automáticos, tipo o roomba dos vidros, não é preciso chegar a cotonetes 😜

      Eliminar
    6. S* já vi o que é o “Quim das esfregonas” lol eu ando completamente a “leste” mas definitivamente precisamente de um Quim na minha vida! :D

      Com cotonetes?
      Haja brio e paciência.
      Mas cuidado no desperdício de cotonetes. Se possível optar por outra solução mais ecológica.
      Bem basta já com tudo o que estamos a levar em cima, nós e o Planeta. 😑

      Eliminar
    7. Ainda hoje, no Hospital Particular, andavam a limpar os vidros com uma espécie de Quim das Esfregonas. ahahah

      Eliminar
    8. Eu uso cotonetes para limpeza feitos por mim, com um panito fino e um pauzinho velho de manicure. Mas já há muitas opções para podermos deixar de associar "cotonete" a cosias de plástico, não ecológicos.

      Eliminar
  2. Vou ver essa coisa da mooa :) quanto a arrumar roupa, ainda não tive coragem.

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro fazeras arrumações, organizações e limpeza. Dá-me muitas vezes para essas coisas. Antes de começar tudo isto, já andava a lavar vidros, varandas, cortinados, tapetes. O meu marido até estava sempre a gozar comigo, a dizer que estávamos a fazer limpezas da Páscoa (não somos religiosos). Entretanto meteu-se a quarentena e, nos primeiros dias, ainda aproveitei para mais arrumações. Estava com a pica toda. Também lavei os azulejos da casa de banho e tudo. Agora estou mais calma com as limpezas e ainda não me deu para arrumar as gavetas. Até reciclagem de coisas da faculdade fiz (já acabei o curso há anos, não sei porque mantenho tanta tralha).
    Na sexta fomos às compras e, antes de colocar tudo no sítio, andei a limpar os armários da cozinha, tirei tudo para fora e voltei a organizar. Fizemos uma gallery wall numa das paredes do corredor dos quartos e andei feita doida a pôr e tirar decorações, a arranjar as melhores combinações.

    Eu adoro sentir que a minha casa está limpa e organizada. Adoro mudar as coisas de sítio e procurar novas soluções, melhores que as anteriores. As janelas já precisavam de ser limpas, mas está sempre a chover e eu gosto de ter as persianas abertas. Não vou lavar para ficarem sujas de novo tão rapidamente. Vou ver se esta semana me dedico às gavetas. Mudar as roupas de sítio ainda não senti necessidade. Tenho uma casa muito fria, ainda estou sempre cheia de frio, não temos saído e portanto não preciso já de roupas mais frescas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, por aqui, mal aparecem os primeiros raio de sol, é ver-me de sandálias nos pés. :D

      Eliminar
  4. A propósito da discussão no, Facebook, sobre as máscaras comunitárias e a certificação do citeve aconselho muito a visualização deste excerto do sexta às 9 desta semana:
    https://www.rtp.pt/noticias/pais/sexta-as-9-negocio-de-mascaras-levanta-suspeitas-de-favorecimento_v1223639

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A que discussão é que se refere? Não vi nada no facebook da S* sobre o CITEVE.
      Ela so referiu que comprou mascaras da Daily Day que foi a primeira empresa a vender certificada directamente ao consumidor final.

      Vi a reportagem da Sexta às 9h. Não tirando merito e preocupação ao que é mencionado na reportagem, que a ser verdade pode e deve ser investigado, isso nada impacta o consumidor final. Se a empresa X conseguiu ter acesso às normas do CITIVE mais cedo e com isso ter as suas mascaras no mercado primeiro, o que me interessa é que no fim das contas as mascaras tenham sido certificadas devidamente. E na reportagem não vi nada contra isso.

      Eliminar
    2. Eu não comprei as máscaras da Daily Day, comprei de tecido algodão com filtro TNT, laváveis. Quando encomendei, há cerca de dez dias, ainda não havia certificadas ou teria optado por essas. Mas sinto que fiz uma escolha razoável, tendo em conta que usarei máscaras de tecido apenas para utilização de 1 hora, no máximo. No trabalho terei acesso a máscaras reutilizáveis, mas 'das boas', digamos assim.

      Não vou entrar em discussões sobre certificação de máscaras e o negócio que pode ter por trás... claro que não é coincidência terem certificado e a SONAE estar já a vender das certificadas. Mas nada contra. Quem sou eu? O que importa é que a população esteja protegida.

      Sexta às 9, para mim, é um programa cuja credibilidade deixa muito a desejar. Não vou dar mais opiniões sobre a responsável do programa, apenas direi que não sou fã...

      Eliminar
    3. Não tem a ver com o que a S escreveu, mas com o que algumas pessoas comentaram.
      Entretanto, depois de ver ontem a reportagem, vejo hoje a notícia que a sonae já vai ter máscaras à venda com a colaboração do citeve e a tal Adalberto. Achei no mínimo curioso e conveniente.

      Eliminar
    4. S* fui a anónima que puxou o assunto do sexta às nove e peço desculpa por isso. Eu também não aprecio a Sandra Felgueiras, acho-a até muito tendenciosa e pouco imparcial. No entanto, já muita gente do têxtil se queixou de querer produzir e o citeve parece não dar as informações necessárias. Produtores e empresas pequenas para quem o fabrico de máscaras seria uma bóia de salvação. No entanto, a propria citeve faz parceria com a sonae, que não tem falta de liquidez e vai encher ainda mais os bolsos de dinheiro! Não acho bem.

      Obviamente que a prioridade é a saúde pública, e acho mesmo importante que as pessoas usem produtos de confiança e de qualidade, isso é indiscutível. Mas não deixa ser profundamente triste que seja à custa dos pequenos, há sempre um favorecimento dos grandes em detrimento de quem faria equivalente e a precisar mais.

      Eliminar
    5. Temos exactamente a mesma opinião sobre a senhora. Com a agravante de que já assisti profissionalmente falando à tal imparcialidade. Mas pouco importa, para o caso. Efectivamente lamento que estejam a "fechar" a rede, em vez de certificarem as inúmeras empresas têxteis que certamente se gostariam de juntar à causa. Creio que li que apenas três ou quatro estão certificadas. Têm um avanço de pelo menos duas semanas (que julgo que foi quando começamos a saber desta certificação) em relação a todos os que iniciem agora o processo. Não é justo. Mas, por outro lado, uma das empresas certificadas é de Vila Nova de Cerveira, mesmo no Alto Minho, e suponho que não tenha sido favorecida (quem raio se ia lembrar de uma empresa de uma vila...). Por isso, acho o que não são todas fruto de favorecimento - se é que existiu!! Neste momento, importa mais massificar o uso das máscaras. Não é altura de deitar empresas abaixo. Péssimo timing para a reportagem, até do ponto de vista social e económico.

      Eliminar
    6. Entretanto fui ver o site do CITEVE e, em quatro dias, a lista de empresas certificadas aumentou imenso. Fico feliz.

      Eliminar
  5. Por aqui também já fiz umas quantas arrumações. É aproveitar o tempo o melhor possível 😊

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Já eu tenho 1001 ideias para fazer em casa, mas a Leonor não me dá tempo de executar nenhuma!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.