Avançar para o conteúdo principal

Ver o lado positivo da coisa #8

O senhor meu marido (que é a pessoa mais chata do mundo para ver séries) não gosta de ver nada com mais do que um ou dois episódios... Mas de quarentena até fica mais flexível e lá aceita entrar no mundo Netflix comigo.

Com o miúdo a ocupar-nos todo o dia, é um consolo chegar ao final do dia (lá pelas 23h30...............) e ver um ou dois episódios de uma boa série.

No fim-de-semana vimos "Unorthodox", que é aquela minissérie que me dá mesmo mesmo pena por ter sido tão curta. Agora andamos a ver "Kalifat", que é enervante por ser tão real. Impressionante como conseguem cativar os jovens com tanta facilidade... A ver se ele não desiste a meio, como de costume. Até da "Casa de Papel" desistiu. Que ultraje!

Comentários

  1. Eu entendo perfeitamente o teu marido. Sou igual.
    Mas nem tenho visto muitas séries, confesso.
    Ou livros ou internet ou dar asas à criatividade.
    Até quero ver se aproveito ainda esta semana e a próxima para ver um filme ou outro que estão em lista de espera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me preveni e não arranjei livros antes de vir para casa... Mas também, tenho trabalhado tanto que só tenho mesmo um ou duas horinhas livres ao fim do dia... tenho pena de não ter livros novos, mas aproveito para ver coisas com o marido. :)

      Eliminar
    2. Podes sempre comprar livros online. As editoras agradecem muito, mas mesmo muito. E há promoções boas todos os dias.

      Eliminar
    3. Wook entrega rapido e seguro

      Eliminar
    4. Digamos que não posso fazer despesas extra, neste momento. :) O futuro é incerto para todos, mas aqui por casa é certo que é mesmo incerto.

      Eliminar
    5. Há vários sítios a disponibilizar ebooks gratuitos. A Chiado Editora está a oferecer um por dia; a Kobo tem para todos os gostos; entre outros sítios.
      :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sim, e antes já tinha lido os livros da Svetlana Alexijevich, que também recomendo. Excelente mini série.

      Eliminar
    2. Não... acho que é HBO... não tenho.

      Eliminar
    3. Eu só há um mês tenho HBO e sempre vi centenas de filmes e dezenas de séries por outros meios. Sei que é ilegal, mas a curiosidade não vos fala mais alto?

      Eliminar
  3. S* a Netflix não e gratuita e com a mensalidade consegues comprar pelo menos 2 livros naWook, tem sempre excelentes promoções e portes gratis. Estou fora de Portugal e quase todos meses consigo encomendar livros novos. Se optares por livros de bolso em vez da encadernação bonita consegues comprar 2 ou 3 livros pelo valor da mensalidade da Netflix.Garantidamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pago 6 euros de mensalidade... 6... :) divido com outros familiares. Além de que não vou cortar algo que 3 pessoas vêem por algo que uma pessoa quer ler.

      Eliminar
    2. 2 livros? Consegue 1 de bolso quanto muito.

      Eliminar
    3. Wook ou fnac com -50% desconto.
      E na wook acumulam saldo para compras futuras.

      Eliminar
    4. Eu pago 15chf e desconheço a possibilidade de partilhar a subscrição. Na wook, com 15€(converto 1 para 1 pq não anda longe a realidade) compra 2 ou 3 livros de bolso sim.

      Eliminar
    5. Eu até pago só 3,50 euros por mês para ter Netflix. Divido a subscrição com mais 3 pessoas e voilá! Portanto, não dava mesmo para comprar sequer um livro por mês. E no caso da S* também não daria.

      Eliminar
    6. Esta semana fiz uma compra de 4 livros na wook. O mais barato e de bolso custou 7€., e estava com desconto. Mas também deve depender daquilo que se quer ler.

      Eliminar
    7. Neste momento partilho subscrição com mais duas pessoas. :) fica mais barato para todos.

      Eliminar
    8. E mesmo se a mensalidade desse para pagar 3 livros, a S poderia não querer mudar. Eu gosto de ler mas a Netflix e HBO compensam-me mais pelo preço que um livro.

      Eliminar
    9. Unknown, não sei se percebeu que não é uma partilha oficial. A netflix não tem essa opção. No entanto permite ver varios ecras em simultaneo para que os irmaos, os pais e os filhos, ou seja, as varias pessoas em casa possam ver coisas diferentes em diferentes dispositivos. Entao na pratica a pessoa pode na mesma dar o seu acesso a pessoas que estejam noutras casas e deividirem entre si o custo da mensalidade. Tenho colegas de trabalho que se organizaram assim, um subscreveu e paga à netflix, dá o acesso a outros 2 e estes pagam-lhe a sua parte da mensalidade. Claro que depois em cada casa já não podem usar tantos dispositivos ao mesmo tempo.

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Ainda estou para entender o que a casa de papel tem de tão espetacular. A primeira e segunda temporada foram engraçadas, nada de especial, mas viam-se, a partir daí ficou só mau mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Para onde quer que eu me vire, ele é post sobre La casa de papel; ele é conversas sobre Stranger Things; eles são anúncios para me registar e ter um mês à borla de Netflix e poder ver essas séries todas de enfiada, feliz e contente.
    Mas porquê!? Porque é que toda a gente deu em ver coisas pagantes, quando eu não tenho tempo para aquecer o sofá?E se tenho é para ler, ver um ou outro documentário ou filme que não me faça desperdiçar tempo. Tenho livros que nunca vou conseguir ler.
    Mas porque é que toda a gente deu em elogiar estas e outras séries, num momento em que seguir um carreiro de formigas é só uma das coisas que não consigo? Pago 240 canais na TV.. chegam e sobram para ver se quiser e o que quiser.
    E eu que queria tanto ver isso tudo e mais um par de botas, mas só tenho olhos para o trabalho, para o meu bem estar ( descanso) e para a família.
    Digam-me, vale a pena registar-me no Netflix e enfardar essas séries todas de uma assentada, e não ler, não ocupar o cérebro com atividades mais estimulantes? Cada vez tenho menos vontade de ver TV. Não tenho tempo e de longe prefiro um bom livro. Haja paciência e tempo! Porque dinheiro não é muito, a HBO são 5€ e devorei a Guerra dos Tronos que me "obrigou" a comprar os livros do autor e a devorar todo tipo desta literatura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe, eu acho que é um pequeno investimento... são 6 euros por mês... Mas, tendo possibilidade de ler muito, realmente acho que não lhe faz falta. Eu tenho porque é uma coisa que faço em conjunto com o marido... neste momento, tenho mesmo falta de tempo, porque estou em teletrabalho e tenho o miúdo... por isso, ao final da noite, prefiro fazer algo a dois do que me 'fechar' num livro. Mas já tenho saudades de ler.

      Eliminar
    2. Eu leio 3 a 4 livros por mês, vejo documentários, filmes e ainda vejo muitas séries, filmes e também documentários na Netflix. Há coisas que só existem lá, porque são produção exclusiva deles. Tenho a possibilidade de ver tudo de seguida se me apetecer e não tenho que esperar por um novo episódio. E a melhor parte, posso descarregar e ver offline seja num avião, na praia, etc. Quanto ao tempo, nem toda a gente precisa de dormir 7h.

      Eliminar
    3. Acho lindamente. Adoraria poder fazer o mesmo... Mas em teletrabalho e com um miúdo pequeno, o tempo não dá para tudo. Tenho as minhas séries, que vejo sozinha quando o marido ouve música ou quando ele vai descansar de tarde (e eu tenho de estar alerta, caso surja trabalho). Mas gosto de ver documentários e filmes com ele. Não dá para ver grandes séries a dois, pelos motivos expostos no post. Ahah.

      Livros... Eu estava a requisitar imenso na biblioteca municipal... Entretanto apareceu o vírus e tenho estado parada. O que tenho em casa já li e não acho graça a repetir livros. É aguardar por melhores dias.

      Eliminar
    4. Eu tenho tempo para trabalhar, ler, ver filmes e séries e passear. E já ultrapassei a ideia bacoca de que a literatura é superior e o cinema e televisão inferiores.

      Eliminar
    5. Quem me dera ter tempo para ler tanto.
      Netflix não tenho porque já tenho tantos canais e cheguei à conclusão que vejo mesmo pouca tv. Nem consigo usufruir de todos os canais.

      Eliminar
    6. Anónimo22 de abril de 2020 às 21:47

      é uma questao de gosto. conheço quem nem sequer tenha TV cabo e tenha so Netflix.
      eu concordo que nao me faz muito sentido pagar para ter os 240 canais e adicionalmente pagar para a netflix, acho que é uma coisa ou outra porque nao dá tempo para aproveitar tudo. eu so tenho tv cabo porque há alguns programas na tv que gosto mesmo de ver e depois entre foxlife, foxcomedy, axn, syfy, etc, há tantas series tambem boas que me chega perfeitamente.

      Eliminar
    7. Anónima das 9:25, mas quando quer ver uma série ou filme específicos como faz? A pergunta também serve para quem tem Netflix. Quando querem ver uma série da HBO, tipo Chernobyl, Big Little Lies, Killing Eve... como fazem? Ou só veem as séries que a vossa TV cabo/serviço de streaming apresentam?

      Eliminar
    8. Eu não tenho canais (nem sequer tenho tv). Mas tenho Netflix, HBO e Amazon Prime. E também tenho livros. :)

      Não dá para fazer tudo, todos os dias. Mas vai-se fazendo! Claro que não vejo uma série inteira numa noite, às vezes demoro meses a terminar, mas também não há ninguém a correr atrás de mim.

      Eliminar
    9. Já eu preferia não ter +100 canais ou telefone fixo mas conseguir ter internet ilimitada sem essas coisas por um preço justo é tarefa inglória em Portugal.

      Assim já que pago um pack também não me faz sentido ter Netflix ou outras coisas do género. Acho um desperdício de dinheiro quando vejo tão pouca TV.

      Eliminar
    10. "Anónimo23 de abril de 2020 às 10:59"

      quando vai a uma pastelaria e lhe apetecia dar uma trinca em todos os bolos mas so pode comprar 1 para lanchar como faz? quando vai comprar um vestido para levar a um casamento e vê 3 tao giros para comprar mas so vai levar um , como faz?

      nem percebo a pergunta.... a vida faz-se de situações em que se tem de escolher. eu vou 1x ou 2x por mes ao cinema e nao consigo ver todos os filmes que estao em exibição, vou escolhendo os que gosto mais.

      eu "so" tenho TV cabo. Vou gravando os filmes e series que gostaria de ver e vou vendo sempre da box. neste momento tenho cerca de 50 filmes/episodios de series gravados. muitas vezes acontece eles expirarem e serem apagados pois ja la estão há muito tempo e nao tenho tempo de ver tudo. Se eu pudesse escolher gostaria de ver Chernobyl da HBO e a Casa de Papel da Netflix que tanta gente fala. Mas de resto sinceramente não há mais nada que me deixe assim com tanta vontade de ver. Eu sinto que ja tenho opções suficientes nos canais que tenho que me ocupam, por isso não é um drama não ter acesso a tudo. Tal como se só tivesse Netflix devia estar bem ocupada com as series deles e nao precisar de ver mais nada.

      Eliminar
  7. Não me digas que és uma mulher da comunicação/informação e não compras livros? Revistas? Não tens um escritório onde tenhas uma estante com os clássicos, com os Nobel, sei lá.. livros..No mínimo é preocupante..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não disse isso. Por acaso, comprar, não compro... Oferecem-me... E requisito imenso na biblioteca da minha cidade. Eu sou das que lê um livro em dois dias. Ainda em Dezembro, que estive uma semana de férias, li 6 livros todos de seguida. Prefiro requisitar. O facto de achar "no mínimo, preocupante", vai-me desculpar, é caricato. Hoje em dia existem e-books, existem bibliotecas para requisitar livros... Não temos todos de querer ter uma biblioteca. O meu filho tem uma grande biblioteca. Isso sim, me satisfaz!!

      Eliminar
    2. Uma pessoa da comunicação/informação normalmente também gosta - e muito - de séries e cinema. Seria igualmente "preocupante" (???) se assim não fosse, visto que fazem parte do mundo da comunicação, até mesmo academicamente.

      Eliminar
    3. Já me tinha esquecido que eras mais das colecionadoras de sandálias,vernizes e roupas...sempre poupas em estantes..

      Eliminar
    4. Anónimo das 22:43, escusa, que não vou aceitar mais comentários desse género.

      Anónimo das 22:42, tal e qual. No meu caso, passo o dia a ler... Textos, notícias, jornais, revistas de informação... Nem sempre estou numa fase de leitura. Por acaso, neste momento queria muito ler!

      Eliminar
    5. Outra vez com o tema das sandálias. Deixem a rapariga pá, irritantes.
      Eu, por acaso, gosto muito de livro físico em papel.
      Não consigo adorar ler e-books.

      Eliminar
    6. Eu falei em ter 240 canais na TV mas pago porque vem no pack da NOS e obviamente que não dá para os ver todos.. tenho os meus preferidos, onde vejo ( quando posso) ou gravo documentários e séries. Uso mais a internet e tenho a assinatura de alguns jornais para ler. O que não invalida de comprar e ter DVDs de filmes que nunca passam de moda e ter milhares de livros ( alguns ainda em casa da mãe) por falta de espaço cá em casa- somos dois bons consumidores de livros, onde o escritório é a divisão maior da casa e está do teto ao chão carregado de livros, desde criança que as melhores ofertas que se possam fazer é sempre livros e não me lembro de ir à FNAC e não trazer um ou dois livros. Vou comprando autores que gosto e outros novos que vão aparecendo. Isto é um vício de infância. Agora, cada um é livre de fazer opções, obviamente o preço que a S* paga pela Netflix é um bom investimento.

      Eliminar
    7. Anónimo22 de abril de 2020 às 22:43,

      São escolhas. Em podendo escolher, prefiria ter um closet do que uma biblioteca. Nunca releio um livro, portanto não me faz sentido ter estantes cheias deles. Já a roupa, uso todos os dias.

      Eliminar
    8. "Anónimo27 de abril de 2020 às 10:58"

      concordo totalmente. hoje em dia ter um livro comprado em casa é um luxo.

      Eliminar
  8. Eu adoro séries e o meu marido também, mas também desistimos da Casa de Papel xD

    ResponderEliminar
  9. Desistir da casa de papel não é mau. Spoiler sobre a última season: são todos muito amorosos, andam todos a comer-se e afinal as granadas não matam ninguém.

    ResponderEliminar
  10. Eu acho que a ideia de todos terem de ter uma enorme estante de livros em casa para serem bem versados e muito cultos é extremamente snob.

    E gosto especialmente de me lembrar de um contraste enorme com uma "booktuber" que eu sigo. Para quem desconhecer o contexto é um "nicho" do youtube onde temos pessoas a lerem e a fazerem reviews sobre os livros e a promover a discussão dos mesmos. Ora uma dessas pessoas que eu sigo tem 3 livros físicos, alguns em formato e-book e a maioria lê através da biblioteca. E ela lê largas centenas de livros por ano.

    Portugal tem dos livros mais caros que eu já vi. Eu compro livros em Inglaterra, edição de bolso, de autores extremamente conhecidos por 3/4 libras. Boa sorte para encontrarem livros em Portugal por menos de 6€. Nem um e-book!!
    Na Alemanha encontro livros a 14€ (que também foram traduzidos do original e estão em capa rígida) e que por aqui rondam os 29€/20€ no mínimo. Querem lá ver que os nossos tradutores e editores recebem mais do que um que faça o mesmo trabalho na Alemanha?
    Até Espanha que é logo "ali ao lado" consegue ter preços mais apetecíveis…

    Bem-ditas bibliotecas para os portugueses! Bem-dita biblioteca escolar e municipal que me permitiram ler várias centenas (senão milhares) de livros sem gastar um único tostão durante a minha infâncias e adolescência. Que me permitiu aprender a escrever português de forma minimamente correcta, uma vez que eu tinha zero bases do mesmo.
    Bem-ditas bibliotecas e espaços infantis onde nos permitem não só usufruir dos livros, como de jogos, vídeos, material para pastelaria e mais um par de botas!

    É simplesmente maravilhoso poder ensinar os meus filhos a terem um consumo consciente, a partilhar recursos e ao mesmo tempo conseguir dar acesso a 1001 materiais diferenciados e distintos. Nós não precisamos de ter tudo, nem sequer de uma casa cheia de livros para significar que lemos horrores ou que somos muito cultos.
    Don´t get me wrong. Eu adoro ter livros e prefiro as edições impressas mas não vou dar 20€ ou mais por qualquer coisa, muito menos para ficar a ocupar espaço em casa (eu não vou andar a pagar uma mensalidade para ter mais metros quadrados para alojar coisas que não me satisfazem minimamente).

    ResponderEliminar
  11. Sabem o que eu gostava mesmo? De ter uma aplicação como a Libby APP em Portugal, que permite acesso a e-books de forma gratuita (através da biblioteca, só que em formato digital). Isto é que seria de valor...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.