Avançar para o conteúdo principal

Vaidades friorentas

A imagem pode conter: sapatos e botas
As castanhas!

A imagem pode conter: sapatos e botas
As pretas!

A imagem pode conter: sapatos
As amarelas, coisa mais fofa. Ou as cor-de-vinho (que aquilo não é vermelho).

A imagem pode conter: sapatos
As verdes.

Num dia de Verão com aspecto de Inverno, já só penso nas botas novas que gostaria de comprar. Gostaria.

Comentários

  1. "Gostaria." LOL Por isso é que andaste a perguntar pela qualidade, é porque não estás a pensar comprar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um bocado cobardolas ler o que a S* escreve no facebook mas vir sempre aqui comentar onde pode dizer o que quer sem se identificar...É mesmo a mostrar que sabe que aquilo que diz não é educado. O que diz mais do si do que aquilo que escreve sobre a S*...

      Eliminar
    2. Que falta de roupa para passar a ferro. Irei comprar. Quando puder. Não agora.

      Eliminar
    3. A S* postou sobre isto no face do blog, não é nenhum segredo de Estado. Se ser anónimo é ser cobardolas... Já somos dois, Anónimo das 17:35!

      Eliminar
    4. Não é ser anónimo que é cobardolas (é incrível como já esperava que interpretasse mal o que escrevi...). Ninguém é obrigado a ter uma conta para comentar blogues e mesmo que escreva Ana Filipa dos Santos ninguém sabe se este nome é verdadeiro ou não. Coisas da net, não vale a pena ir por aí. O que é cobardolas é ter conta no facebook (onde muito provavelmente está o seu nome e uma fotografia sua, ou pelo menos pessoas reais que a associam àquela conta), usá-la para ver o que a S* escreve mas não ter coragem para escrever lá o que escreve aqui. É que em praticamente todos os posts que a S* aqui escreve lá vem o anónimo comentar algo que viu por lá...Ai, tanta coisa para dizer e vontade de comentar mas tão pouca coragem...

      Eliminar
    5. Nao tenho blog, nem perfil. Sou anonima pq acho um disparate expor a minha vida para os outros saberem o q penso, o q faço, o q quero. Comento aqui tal como noutros blogs sempre em anonimo e nao ofendo ninguem. O meu facebook apenas tem uma foto de perfil antiga p me identificar e uso p contactar antigos colegas de faculdade, nunca o uso p comentar. Portanto eu nao considero o primeiro anonimo cobardolas, e ja somos 3

      Eliminar
    6. Percebo. Dificilmente admitiria sê-lo, não é verdade? Continue portanto a comentar aqui o que vê no Facebook mas não tem coragem de comentar por lá (não vá os seus colegas de trabalho verem o tipo de coisa que diz) e eu continuo a achar que é cobardolas. E a S* provavelmente vai continuar a achar tudo um disparate. E haverá quem ache que cada um de nós tem a sua razão.

      Eliminar
    7. Sou a Anónima das 20:26.
      Não tenho conta em nenhuma rede social porque, ao que o Anónimo das 23:03 chama de cobardia, eu chamo de recato.
      Eu não frisei nada que a S* não tenha dito no facebook associado a este blog. Se eu revelasse algo que ela não tivesse exposto publicamente, eu aceitava a sua crítica.
      Não foi o caso, então o seu comentário é descabido.

      Eliminar
    8. Não sou a anónima a quem chama cobardolas nem nenhum outro aí de cima, mas posso dizer que também eu comento em anónimo porque mesmo tendo redes sociais uso as mesmas para outros fins.
      Não sigo a S* no Facebook, nem sequer sei qual é o face dela, porém, gosto de comentar por aqui de vez em quando e sempre que assim é, vai de forma anónima. E então???

      Eliminar
    9. Para mim, se a S* escreve no facebook (mesmo que seja público) e não o escreve aqui, alguma razão terá. Pelo que parece-me apenas querer embirrar anonimamente ao comentar constantemente coisas aqui que se leu por lá...

      Eliminar
    10. Anónimo das 12:19, ou não percebe ou não quer perceber. Ninguém está a falar do face pessoal da Sónia, e sim do perfil d' "As minhas pequenas coisas" que É PÚBLICO e COMPLEMENTAR AO BLOG. Se fosse para não o lermos e fingirmos que ele não existe, a S* não o tinha criado...

      Eliminar
    11. Quero tanto perceber como o Anónimo das 13h40. Para mim, são dois espaços diferentes,tanto que a S* não escreve a mesma coisa nos dois. Se fosse para que andássemos aqui a comentar o que ela escreve no facebook, ela escreveria aqui o que escreve no facebook. E acalme-se. Ninguém está a dizer que não pode vir para aqui comentar o que é escrito noutro sítio. É livre de o fazer. E eu sou livre de pensar que isso diz muito de si...

      Anónimo das 11h51: eu não sou contra comentar em anónimo (olha eu aqui) nem acho isso cobarde. Também não acho cobarde não querer usar a rede social para comentar páginas de facebook de blogs. O que eu acho cobarde é vir para aqui comentar coisas que muitas vezes a S* só escreveu lá. Às vezes nem comentam o post em si daqui e fazem um comentário sobre outro assunto qualquer que foi abordado no facebook. Como vê não me referia a si...

      Eliminar
    12. Único comentário sobre este assunto que nada tem a ver com as botas: Não me parece razoável ter Facebook, ler o que escrevo no Facebook do blogue e vir deixar aqui comentários anónimos. Até porque, convenhamos, nunca são comentários positivos. Nunca dizem nada de agradável. É sempre para desancar ou criticar, o que só me faz concluir na tal cobardia referida por alguém.

      Se os anónimos têm todo o direito a ter opinião, eu também tenho. Acho que inventam desculpas esfarrapadas para justificar vir comentar aqui em anónimo o que não assumem publicamente no Facebook.

      E bom fim-de-semana!

      Eliminar
    13. Se calhar até é mesmo cobardia ou falta de vontade de ser perseguido e levar com tretas ou então alguém que simplesmente não se quer identificar.

      Não sei qual é o motivo mas efetivamente não vejo diferença entre comentarem no Facebook da página ou aqui. Diferente seria misturassem o que dizes num perfil pessoal e no blog mas na página do blog? Nope... É uma extensão da mesma coisa, devia ser ( na minha opinião) completamente indiferente comentarem lá ou aqui.

      Eu não sigo nenhum perfil de Facebook, excepto para motivos profissionais. Se algum dia fosse ao Facebook da página e quisesse falar sobre algo que lá está era aqui que viria. Nãomisturo trabalho com tempo livre.

      Eliminar
    14. Anónimo das 12h30. Leia o primeiro comentário que originou toda esta conversa. Procure outros comentários do género noutros posts. É como a S* diz: nunca são comentários positivos. São sempre para gozar ou rebaixar. É óbvio que ninguém inteligente acha que são comentários normais e por isso é óbvio que ninguém quer associar a cara e o nome a este tipo de comentários. Até pode só ter Facebook profissional e não querer comentar lá mas isso não é desculpa para vir aqui fazer sempre este tipo de comentários. Podem dizer que é tudo a mesma coisa, que é indiferente comentar aqui ou lá, mas pelo tipo de comentários que são feitos vê-se muito mais alguém cobarde e a querer implicar. Se não for esse caso, então é melhor rever a abordagem porque é a imagem que passa.

      Eliminar
    15. Não me recordo de ler assim tantos comentários sobre o que é supostamente dito no Facebook, talvez me passe muita coisa ao lado porque efectivamente só sei se teve a ver com o Facebook do blog se o disserem explicitamente. Por isso pode dar-se o caso de ser pura implicância mesmo.

      Este comentário até pode não ter sido dito com a melhor das intenções mas por aqui habitualmente o que vai contra a visão da autora é interpretado como sendo um ataque, por isso não sei se efectivamente todas as pessoas que comentam aqui assuntos partilhados no Facebook do grupo realmente o fizeram ou não com más intenções.

      Eliminar
    16. Não consigo concordar completamente. É verdade que há opiniões contrárias que são vistas erradamente como ataques mas eu por exemplo já discordei muitas vezes e não me responderam mal. A maneira como as coisas se dizem também importa....O primeiro comentário acha que é 100% inocente e agradável?

      Eliminar
    17. Não mas também já li aqui coisas que foram desvirtuadas/ retiradas de contexto e situações onde se discorda directamente de coisas expostas pela S* aqui e já assisti a discussões onde pessoalmente não vejo ataque nenhum e é tratado como se fosse.

      Eliminar
  2. Também já dei uma vista de olhos em botas/botins desse género. Mas com este tempo nunca se sabe, ora frio ora calor!

    ResponderEliminar
  3. Por acaso acho todas parolas. Mas gostos nao se discutem! Ate fui ver o site parece tudo calçado da feira com preços estapafurdios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei como consegue achar modelos lisos parolos. As sapatilhas e as texanas entendo, o primeiro e último modelo, não.

      Quanto ao preço, o que é bom, paga-se. Calçado nacional em pele não custa vinte euros. :)

      Eliminar
    2. Já comprei calçado nacional, em pele camurça (modelos simples e atuais tipo Oxford ou ankle boots simples) por 20 a 30 euros

      Eliminar
    3. Não comentei inicialmente, mas também não acho que sejam linhas modernas. Não diria parolo, mas são muito 2009.

      Eliminar
    4. Pois não. Sai de fábrica com custo de produção inferior a 10€/15€.

      Eliminar
    5. Acho um disparate de preço. Calçado deste tipo, bom, compra-se en lojas normais a 30€. Acima disso estamos so a pagar a marca e nao a qualidade.

      Eliminar
    6. Sou o anónimo inicial, e sim S*, lá por ser calçado liso, não quer dizer que não possa ser parolo. E podia até ser mais caro que continuava a achar parolo. São gostos diferentes I guess.
      Outra coisa, dizes "o que é bom paga-se". Mas quem é que define o que é bom? Por ser de pele? Pois para mim já não dava que não compro nada de pele porque acho nojento usar partes de animais mortos. Por ser nacional? Há muita coisa a ser produzida em Portugal que não tem qualidade nenhuma.

      Mas tal como eu disse, não temos todos os mesmos gostos. Eu por estas botas não dava nem 10 euros, aliás nem as queria dadas porque não ia usar. Como alguém disse em cima, parecem muito 2009.

      Eliminar
    7. É pele verdadeira S*? Para quem defende tanto os animais ainda comprar coisas em pele.... espero que não seja pele verdadeira :(
      Susana

      Eliminar
    8. A pele sintética, além de ser menos durável, é muito mais prejudicial ao ambiente (tanto na produção como na destruição). Escolham: ou são ecologistas ou são animalistas. Os dois, não dá.

      Eliminar
    9. Eu acho que a S é animalista.. Mas so para o que convém.

      Eliminar
    10. Anónima das 16h28, está pouco informada. A pele sintética usada pela Inditex, por exemplo, tem de facto pouca qualidade. Mas já há marcas a fazer sapatos duráveis (e sustentáveis) com materiais inovadores (por exemplo o Pinatex). Veja, por exemplo, a marca portuguesa NAE. É um mercado em crescimento.

      Eliminar
    11. É o típico comentário de quem nada faz e ainda critica quem faz alguma coisa, por pouco que seja. Já há alternativas vegans e amigas do ambiente. São caras, mas nestes casos paga-se mesmo a qualidade, não são sapatos de plástico vindos da China.

      Eliminar
    12. As alternativas de sapatos sem origem animal nem são tão caros assim se tivermos em conta o preço habitual daquilo que a S* partilha.
      Tenho 3 pares clássicos há uns 6/7 anos e este ano vou mandar tingir os cinza claros porque estão manchados. De resto estão óptimos e serão utilizados até não dar mais.

      Mas não sou vegan, nem tenho nada contra os sapatos em pele. Acho que a partir do momento em que se come a carne faz sentido aproveitar todos os recursos possíveis.

      Em relação ao comentário sobre ser "tão 2009" desculpem mas isso soa tremendamente infantil.
      Infelizmente estamos a chegar perto de um ponto sem retorno a nível ambiental. O consumo desenfreado de coisas, objectos e afins devia ser muito revisto e este sistema de forçar a seguir modas e a consumir recursos mais "modernos" é, na minha opinião, só estúpido.

      Eliminar
    13. "A pele sintética, além de ser menos durável, é muito mais prejudicial ao ambiente (tanto na produção como na destruição). Escolham: ou são ecologistas ou são animalistas. Os dois, não dá."

      Parabéns pelo comentário tão desinformado e, por arrasto, idiota. Há calçado vegan com muita qualidade e que dura anos e anos. Veja-se por exemplo as botas vegan da marca Dr. Martens. Têm modelos 100% vegan e duram uma vida. Estar na internet e continuar a ser ignorante é uma escolha muito pouco inteligente. Pense nisso.

      Eliminar
    14. De facto, ser ignorante é uma lástima: cita um comentário que nem leu e ainda é ofensiva.
      O que eu disse foi que ser vegan não significa que seja eco-friendly porque muitos produtos vegan contém plásticos (poliéster/poliestireno/poliuretano) na sua composição.
      Umas botas de couro, totalmente biodegradáveis, serão sempre preferíveis a umas de origem vegetal mas cujo impermeabilizante é sintético (já que não podem ser ensebadas com gordura animal nem enceradas com cera de abelha) e a sola vem de um derivado do petróleo (porque a borracha natural, o látex, tem um custo muito superior e a sua exploração, extracção e transporte também são poluentes).
      Além disso, as suas Doc Martens vêm de longe, é muita embalagem e emissão de CO2 até cá chegarem. Se comprasse as tais botas em couro a um artesão português, favorecia a economia nacional e ainda diminuia a pegada ecológica.
      Não sei qual é o seu conceito de durabilidade: tenho umas botas caneleiras de uso frequente, encomendadas a um sapateiro local há mais de 20 anos e que estão impecáveis. Boa sorte para as suas botas de sarja ao longo do mesmo percurso...

      Eliminar
    15. "Em relação ao comentário sobre ser "tão 2009" desculpem mas isso soa tremendamente infantil.
      Infelizmente estamos a chegar perto de um ponto sem retorno a nível ambiental. O consumo desenfreado de coisas, objectos e afins devia ser muito revisto e este sistema de forçar a seguir modas e a consumir recursos mais "modernos" é, na minha opinião, só estúpido."

      Estamos a falar de umas botas que serão compradas em 2019, portanto é tão ecológico comprar umas com ar de 2009 como com um ar mais moderno...

      Eliminar
  4. E pensas bem pq parece que o Outono chega Sábado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duvido é que venha para ficar. Outono com tempo bom ou razoável tal como no ano passado.

      Eliminar
    2. O Outono começa na segunda-feira. 23 Setembro

      Eliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.