Rola e voltar a rolar...

A imagem pode conter: meme e texto

Bom, a brincar, a brincar, desde 1 de Janeiro deste ano já perdi 10 quilos.

Eu não noto assim grande coisa, embora repare que as roupas me ficam mais folgadas e toda a gente me diga que perdi 'uns bons quilos'.

A verdade é que não custou nada, nem me privei de nada. Optei por fazer jejum intermitente em 5 dias por semana (não como entre as 21h00 e as 13h00) e a comer 'normal' (sem ser muitooo excessivo) no período em que posso comer. Aprendi foi mais a compensar... Se abuso ao almoço, ao jantar opto por legumes ou fruta. Se abuso ao jantar, no dia seguinte jejum intermitente sem qualquer falha (muitas vezes, falho, porque tomo um pingo directo de manhã...).

Se vou virar pessoa hiper mega saudável no que toca a escolhas alimentares? Claro que não. As francesinhas, as torradas, os queijos, as lasanhas, os panados e os 'cordon bleus' desta vida são demasiado importantes para mim.


Comentários

  1. Ahahah abriste-me o apetite de cordon bleu :x

    ResponderEliminar
  2. Agora queria uma francesinha para o almoço xD

    ResponderEliminar
  3. 10kg já é uma enorme conquista, embora eu não seja grande fã do jejum intermitente por diversos motivos.
    Já agora, por curiosidade, sendo que no período da manhã não fazes refeições, a tua primeira refeição será o almoço.
    O que costumas comer no almoço? Fazes um almoço dito “normal” ou como primeira refeição fazes tipo um brunch com alimentos entre típicos de pequeno-almoço/almoço?
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Almoço sempre normal. Durante a semana, levo lancheira de casa com comida. Ou opto por um iogurte Skyr e uma sandes. Ao fim de semana almoço sempre muito bem, na mãe ou na tia.

      Sei que, idealmente, deveria quebrar Jejum com algo mais leve... Mas não o faço com frequência.

      Eliminar
  4. Eu também gosto da francesinha que como uma vez por ano. Nothing tastes as good as skinny feels, já dizia a Kate Moss :P

    ResponderEliminar
  5. Até ao final do ano ganhas os 10 quilos que perdeste

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou mais, é obvio que isto é só para o casamento.

      Eliminar
    2. Anónimo das 00:57, não percebo porquê. A S* está a perder peso a pouco e pouco, sem mudanças drásticas de hábitos alimentares. Não é uma "dieta" muito exigente nem restritiva, é fácil mantê-la.

      Eliminar
    3. Pelo contrário, parece-me uma perda de peso perfeitamente sustentável... Com hábitos implementados gradualmente e incorporados na rotina (não necessariamente de forma perfeita, mas ninguém precisa de perfeito tanto como de um 'close enough' sustentável).

      Quando a rapariga disse que queria perder peso e ainda assim comeu amêndoas na Páscoa, disseram que nunca iria emagrecer. Agora que o fez, dizem que não vai conseguir manter. Porquê projetar sempre um insucesso futuro que invalide as conquistas do presente? :P

      Parabéns pela perda de peso, S*!

      Eliminar
    4. Anónimo das 21:36, há gente para a qual qualquer coisa deste blogue é sempre uma coisa má. :D

      Eliminar
  6. Eu tentei o jejum intermitente mas não notei diferença nenhuma. É certo que, fora isso, poucos cuidados tive com a alimentação nesse período, portanto não há milagres.
    A mim o que me ajudou a perder peso de forma saudável e consistente foi ser acompanhada por uma nutricionista. A comer de tudo (obviamente menos doces e fritos e coisas menos boas para a saúde... esses só quando o rei faz anos), com regras, com quantidades específicas e com muita hidratação e exercício à mistura. Já estou quase no meu objetivo, já se foram 15kgs. É impressionante como fazem diferença no nosso dia a dia estes kgs a menos.

    Quanto às pessoas maldosas que dizem que depois voltas a ganhar tudo... desde que continues a ter cuidados com a alimentação e a seguir uma vida mais saudável, não há como ganhar o peso perdido de volta. A não ser quem faz aquelas dietas super restritivas, atinge o objetivo e depois volta aos maus hábitos, as mudanças alimentares quando introduzidas de forma saudável e consistente na nossa rotina, não mudam. Podemos de vez em quando fazer asneira mas sabemos equilibrar, aprendemos a conhecer melhor o nosso corpo e os nossos limites.

    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  7. Acabaste de me lembrar que tenho uma embalagem de Cordon bleus no congelador para comer ahahah

    ResponderEliminar
  8. Mas não dá para ser magra e feliz?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois depende do metabolismo de cada um. Eu adoro comer e, se comer o que gosto, não fico magra. Não pretendo deixar de comer o que gosto, porque me sentiria infeliz.

      Eliminar
    2. Acho que é mais uma questão de hábitos do que de metabolismos... As discrepâncias entre taxas metabólicas basais de indivíduos diferentes não são relevantes ao ponto de justificar ser-se gordo ou magro por "genética". A educação e ambiente importam bem mais

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares