Nervosismo de noiva?

Quando as pessoas sabem que estou noiva e que faltam menos de 2 meses para o dia, perguntam-me sempre (sempreeeee...) se estou nervosa.

Não. 

Nada nervosa.

Mas deve ser porque namoro há praticamente 9 anos e já vivemos juntos há 7 anos e 8 meses. Já sabemos (quase) tudo o que temos de saber um do outro. Já atravessamos diversas crises. Já sobrevivemos. Já nos desapaixonamos para logo nos voltarmos a apaixonar. 

Estou apenas mesmo muito feliz por saber que vou ter um dia especial junto de família e amigos. Não estou nervosa, porque este foi um passo muito natural na nossa relação.

Ansiosa, ansiosa, estou pelos seis dias de lua-de-mel (vá para fora cá dentro!) que vamos ter depois do casamento. Já não temos férias há sete anos. Há sete anos!! Mesmo sabendo que vamos ter connosco o nosso pequeno e o cansaço que cuidar dele implica, estes seis dias vão saber-me pela vida. 

Venha daí o casamento. Principalmente, venha daí a lua-de-mel!!

Comentários

  1. Legalmente até têm mais dias “de férias” (licença de casamento). Mesmo que fiquem em casa é sempre bom para desligar 😊 felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As coisas não são assim lineares. Mas sim, será óptimo!!

      Eliminar
    2. Ele ou ela disse legalmente, nada mais.

      Eliminar
  2. Eu não estava NADA nervosa e posso dizer-te que na véspera dormi tranquilamente a noite toda, a minha Mãe teve que me acordar a rir-se a dizer "Tu não vais casar hoje?"
    Tomei o pequeno-almoço tranquilamente, fui ao cabeleireiro na paz. Foi um dia memorável e stress e nervos ZERO

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que quando perguntam se estás nervosa é em relação ao próprio dia e não em relação à tua vida a seguir porque essa de facto pouco muda. :) Mas há noivas que ficam nervosas com o dia em si, com medo de algo correr mal, que os convidados não se divirtam, que o noivo se perca, que o padre não apareça, que haja muitos imprevistos (ou apenas um que seja). :D Acho que depende do grau de perfeccionismo e de pormenores mas também da própria personalidade. Eu já fui a um casamento e depois a um baptizado anos mais tarde em que a rapariga andava de mesa em mesa a perguntar aos convidados se estavam a gostar, se tinham achado os convites bonitos, o que achavam da decoração, a contar o que tinha feito ela, o que tinha encomendado, a perguntar se tínhamos visto este e aquele pormenor e se tínhamos gostado. Isto é coisa que nunca me passaria pela cabeça fazer mas no caso dela era importante mostrar e ter feedback de tudo. E por isso obviamente tinha sido uma noiva cheia de stress com o dia. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jesus Cristo é o Senhor. Ahahah

      Não estou nervosa. Com nada. E acho que o facto de vivermos há muito tempo juntos é o que causa esta minha falta de stress. É uma festa, não propriamente uma mudança. :)

      Eliminar
    2. Teté, a mim aconselharam-me a fazer isso de andar de mesa em mesa a perguntar se estavam a gostar, se a comida estava boa, se a decoração era bonita, etc. E eu fiquei naquela, e se alguém me disser que não está gostar faço o quê? Paro a festa e faço outra noutro dia mais ao gosto dos convidados?
      Não acatei o conselho, e quem mo deu levou a mal :D

      Eliminar
    3. Sim, mas independentemente disso (acho que hoje em dia é cada vez mais comum casar após alguns anos a viver juntos - o casal de que te falo acima também já vivia junto há bastantes anos), acho que há pessoas que ficam nervosas com a festa em si. :) Eu lembro-me de recear que as pessoas não gostassem da comida (embora confiasse na empresa mas nem toda a gosta do mesmo) ou não se divertissem (porque é uma festa e ninguém gosta que as pessoas apanhem uma seca numa festa dada por nós :D), ou que ninguém quisesse dançar. Não estava nervosa mas lembro-me de pensar nestas coisas. :) Eu acho muito bem que não estejas nervosa, não vale a pena :D até porque com certeza será um dia muito divertido e bonito para todos, mas acho que geralmente estas perguntas se referem mais ao dia (aos preparativos e à festa) do que propriamente ao "casar" (embora no teu caso, a resposta seja igual seja lá ao que for que as pessoas se estejam a referir). :)

      Eliminar
    4. É simpático perguntar aos convidados se está tudo do seu agrado, sem ser exaustivo. Penso que ninguém aproveitará a deixa para criticar tudo e mais alguma coisa... Se algo incomodar os convidados e poder ser resolvido facilmente (baixar o volume da música ou arrefecer o vinho branco, por exemplo), melhor para todos!

      Eliminar
    5. Não acho lá de muito bom tom andar a perguntar às pessoas se gostam de comida, da música, da temperatura do ar condicionado ou afins. Uma coisa é um genérico "está tudo do vosso agrado? precisam de algo?"... outra coisa é andar tipo inspector. Até porque acho que seria MESMO de mau tom alguém queixar-se de algo no dia. Se quiserem queixar-se, devem ser discretos e contactar os pais dos noivos ou familiares próximos... pelo menos eu preferia que não me 'incomodassem' com questões dessas no dia do Casamento, pois iria ficar nervosa e preocupada...

      No meu caso, se me perguntassem, eu iria sempre dizer bem de tudo. Quem era eu para dizer a alguém que a comida estava assim-assim ou que a música era pirosa? Acharia desnecessário. A não ser que fosse alguém com quem tivesse total confiança a casar, claro. :D

      Eliminar
    6. Conversar com os convidados e perguntar se está tudo bem, é uma coisa. Fazer questionários e quase pedir aprovação para o que se fez é outra. O que a minha tia me aconselhou foi mais neste sentido. Aliás ela puxou-me ao lado numa altura em que as pessoas já estavam mais descontraídas e a dançar para me dizer que eu tinha de ir " de mesa em mesa perguntar". Eu achei aquilo um absurdo. Se alguém tivesse alguma queixa devia ter-me dito, e neste ponto discordo da S porque eu quereria saber, mas andar atrás da pessoas a perguntar? No way :)

      Eliminar
    7. Bem, a minha experiência foi outra, eu e o maridão escolhemos dois "directores de festa" de entre os convidados de cada um de nós, pessoas em quem confiávamos e que nos conheciam bem e conheciam as nossas vontades em relação à festa do nosso casamento . Assim, tudo o que surgiu e que de facto seria incomodativo para nós, como ter pessoas estranhas ao casamento a querer entrar e fazer barulho, pessoas a beber demais e passar dos limites, músicas que não nos agradavam, problemas no parque de estacionamento, todos os convidados sabiam a quem se podiam dirigir e de quem poderiam solicitar ajuda/melhoramento na festa. E sim, nós os dois andámos de mesa em mesa, a perguntar se estavam todos bem (e não se para eles estava tudo bem, é diferente), a tirar as fotografias que alguém da mesa solicitadas, e a agradecer a presença deles no nosso casamento. E gostámos muito de o ter feito. Sentimos que apesar de ser uma festa grande (quase 200 convidados) demos atenção individual a cada um, por alguns minutos. Partilho a nossa experiência apenas para que se possa ver o outro lado da moeda, o porquê e o como certas coisas são feitas nas festas de casamento. Que corra tudo bem com o vosso!
      Cumprimentos,
      Ariana

      Eliminar
    8. Escrevi um comentário mas deve ter dado erro. Eu também andei de mesa em mesa a perguntar se estava tudo bem e dando a oportunidade aos convidados de perguntar alguma coisa ou informar os noivos de algo. Mas não andei exaustivamente a perguntar o que achavam disto ou daquilo. :) E sim, acho que esta volta pelas mesas é simpática, damos um pouco de atenção a cada convidado. Eu cheguei a sentar-me nas mesas dos amigos à conversa e o noivo fez o mesmo. :)

      Eliminar
  4. O nervosismo ou falta dele não tem a ver apenas com o facto de já teres um relação de muitos anos. Acho sim que já depende da pessoa.
    És uma pessoa mais tranquila e despreocupada (no bom sentido), pois tenho a certeza que se fosse casar em breve estaria nervosa e muito ansiosa não só com os preparativos mas com o momento “H” mesmo estando rodeado de quem mais gosto e de relações de muitos anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu sou relaxada e não estou preocupada. Sei que irá correr tudo bem. Claro que não irei ficar tão relaxada se vir que algo na comida não está bom... Mas creio que tudo correrá bem porque tenho muita confiança na quinta que escolhi.

      Eliminar
  5. O meu pouco nervosismo apenas se prendeu com o facto de querer que tudo corresse bem. Que a cerimónia fosse bonita e não uma seca, que a comida e o serviço fossem bons e que toda a gente se divertisse, que toda a gente achasse que estava bonita, confesso. Chamem lhe vaidade mas foi assim. Felizmente correu tudo lindamente e a festa rola foi das boas. Tanto que ainda é falada pelos nossos amigos.

    ResponderEliminar
  6. Acho que, hoje em dia, ninguém está preocupado com o casamento, mas com o dia de casamento em si. É que deve ser raro alguém casar sem saber bem ao que vai. Conheço quem não tenha tido festa sequer, mas sentiu aquele nervosismo na barriga, a antecipação do dia, mesmo sendo apenas o acto de deslocar-se à conservatória. Depende do que esse passo significa para cada um, suponho.

    No entanto, pessoalmente, duvido que qualquer pessoa que investe em serviços não fique "preocupado" com a qualidade dos mesmos. E não é um investimento equivalente a qualquer outro do dia-a-dia - pelo menos, para quem não é socialite. Quando as coisas não dependem de nós, espera-se sempre que o serviço contratado corresponda totalmente ao acordado e, no caso de um casamento, muitas vezes é preciso gerir mais que um serviço (espaço + catering + decoração + música e por aí fora). Não há ninguém que trabalhe para ganhar o seu dinheiro que não fique "nervoso" com este investimento.
    É claro que a dois meses dum único dia não estás nervosa, só se não tivesses mais com que te preocupar neste momento e estivesses sempre a pensar nisso. Há gente que sim, pensa demasiado nisso, mas acho que nesses casos é porque estão demasiado focados em aparências e em ter um casamento como o da "Maria" ou melhor que o do "João" (ainda que inconscientemente, se calhar).

    Um acontecimento importante gera sempre ansiedade, quer seja um ir falar em público, ir fazer uma viagem de carro longa, ir buscar quem se ama ao aeroporto, etc. E acho que é a isso que as pessoas se referem quando falam em estar nervosas ;) um nervosismo bom + o receio que alguma coisa tenha sido dinheiro-deitado-ao-lixo.

    Irritava-me que alguém comentasse isso de noivas relaxadas ou que eu nem estava nervosa nem nada (era irritante tanto antes e continua a ser depois de casar) porque eu acho que fui simplesmente uma pessoa normal. Afinal, a maior parte das coisas foram contratadas MESES antes, depois é ir tratando duma coisa ali e outra acolá quando há tempo para isso ao longo dos MESES que antecipam o dia. Se alguém deixa tudo para a última hora, naturalmente, stressa.

    De resto, vamos a ver e as pessoas é que tentam convencer noivas de é esquisito não estarem preocupadas a ver se as deixam nervosas!! :)

    O que se quer é que seja um dia à tua medida com muitos sorrisos sinceros e que acabe de coração cheio para quem interessa. E vai ser tão bom!!

    Mira

    ResponderEliminar
  7. Ai eu já namoro há 11, quase 12 anos, vivo junta há 5 anos e estou nervosa e ainda faltam 11 meses ahahah mas pronto eu sou uma pessoa de nervos portanto já seria de esperar 😂😂😂

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares