Facto


Nunca celebrei o Dia dos Namorados. Minto... Celebrei uma vez, com um ex-namorado, que por acaso me ofereceu um par de galhos como presente. Nunca fui fã do dia, apesar de achar que todos os motivos são bons motivos para celebrar.

No entanto, o facto não é esse. O facto é que o meu conceito de romantismo passa sempre por comida. Ontem, dava comigo a pensar... "Ora bem, no Domingo, às 17h30, o homem quer ver a bola... Até seria boa ideia ir comprar umas pizzas e ficarmos romanticamente na tranquilidade do lar em família".

Também aprecio a ideia de irmos comer um croissant misto ao pequeno-almoço. Ou beber um chocolate-quente à noite.

Depois não quero estar gorda. 

Comentários

  1. Eu, que adoro comer e adoro cozinhar, acho que alimentar alguém é cuidar, é amor. Pelo menos para mim, cozinhar para alguém é um ato de amor, de cuidado, de carinho. Por isso associo comida a amor. Ontem não pudemos jantar juntos, mas ao almoço fiz uma receita diferente e comemos na sala, à luz de uma vela, enquanto víamos as nossas séries. Até vinho abrimos. Às vezes faço assim umas coisas especiais: faço um bolo, as panquecas que ele gosta, uma receita nova. Muitas vezes apetece fugir da rotina corrida do dia a dia e lá faço um almoço mais especial e bebemos vinho. Ontem foi só um pretexto :)

    ResponderEliminar
  2. compreendo tão bem, e concordo!! o meu conceito de felicidade / tempo bem passado / romantismo / conforto, envolve sempre algum tipo de comida... :) tipo "para este domingo ser mesmo perfeito só faltava fazer uns brownies", ou "vamos ao cinema.. pipocas!!", ou "amanhã vêm cá a casa os meus pais, vou comprar uns bolinhos..." eheheh :)

    ResponderEliminar
  3. Haha nada contra, acho bem romântico, se os dois apreciam, porque não? :)

    Ser feliz é isso, partilha :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares