Avançar para o conteúdo principal

Aquela frase que ainda só ouvi 13402093058 vezes...



"Ele é a cara do pai".

Se fosse a cara do padeiro é que era preocupante. 

É mesmo a cara do pai, mas em versão infinitamente mais fofa... e eu adoro que assim seja.

Comentários

  1. Ahaha porque nunca dizem que eles têm a cara deles próprios???

    ResponderEliminar
  2. Quando nasceu, sem dúvida. No entanto, consigo agora ver muitos traços teus.
    Quando se ri, os olhos e as bochechas assemelham-se mais a ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Especialmente nesta foto consigo ver e concordar com o k a primeira anónima disse. A genética é ótima por causa destas coisas, as vezes os miúdos tem *feições* de um progenitor mas *expressões* de outro.
      Mas depois há simplesmente fases em que se parecem mais à mãe ou mais ao pai, acho que o Rafael nasceu 100% pai, mas agora será uns 75/80% 😉

      Eliminar
    2. Ainda não vejo nada meu 😱🤣🤣🤣

      Eliminar
  3. Pahahah, quando li o título e vi a foto do Rafa, antes de ler o resto, pensei logo que devia ser isso! Porque acho inevitável pensar isso (mesmo q não digam), já tendo visto o pai! Eu concordo com toda essa gente :P mas sei que é chato... o meu também é uma fotocópia do pai :P

    ResponderEliminar
  4. Muito me ri ! O meu filho e uma mistura de ambos. Ha fases que ate tem mais semelhancas minhas, mas e mesmo uma grande mistura... E mesmo assim ja ouvi varias vezes "E a cara do pai". Comico foi ouvi-lo mesmo quando era recem-nascido e ainda nao se parecia realmente com ninguem em especifico. Mas o que eu acho mais comico e que quem mais me diz isso Sao pessoas menos proximas... 😂 As vezes tenho a sensacao que e so mesmo para chatear ! 😂 Mas eu tambem ja respondi isso: mais preocupante era se tivesse a cara do carteiro ! 😂 Qual a admiracao de ter coisas do pai ? 😁

    ResponderEliminar
  5. Por acaso é mesmo ehehe sempre que vejo uma foto do vosso menino penso SEMPRE isso :P é um fofo esse garoto

    ResponderEliminar
  6. É mesmo a cara do Pai, S*! :D
    Imagina se o Pai fosse padeiro? Podia perfeitamente ser a cara do padeiro.
    Está muito bonito e a crescer a bom ritmo.

    ResponderEliminar
  7. ahahahah é que é mesmo! Carregas o puto 9 meses para ele sair o clone do pai xD

    ResponderEliminar
  8. Que comentário mais parvo,e por carregar 9 meses,não pode ser parecido com o pai? E ainda dizem que os homens são machistas!! Pois saiba que para efeitos de paternidade,o que conta é o Pai..

    ResponderEliminar
  9. Ele está cada vez mais fofo e sorridente!

    ResponderEliminar
  10. Só no nariz ainda não vi a quem saiu, talvez a um avô ou avó 😊

    ResponderEliminar
  11. Talvez quando for mãe eu mude de ideias mas não consigo entender porque é que muitas mulheres têm tantos problemas em aceitar (não parece ser o caso da S*) que os bebés são parecidos com os pais e não com elas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me incomoda minimamente. Acho até ternurento ter um Mini Him.

      Eliminar
    2. Acho que há mães que gostariam que os bebés tivessem também algumas parecenças consigo, uma extensão delas próprias também, acho normal. :) E depois há mães a quem é praticamente esfregado na cara que o bebé é igual ao pai, quase como que a dizerem que o bebé é mais do pai do que da mãe, que a mãe só serviu para o gerar, o que às vezes com as hormonas também não é fácil de gerir (nem todos os comentários são feitos com o intuito de picar, mas há uns que sim, que até comentam o feitio das unhas e as dobras das orelhas).
      Eu tive uma bebé igual ao pai e não me incomodou nada, ele andava orgulhoso por ela ser igual a ele (entretanto mudou e está a ficar muuuuito parecida com a minha mãe, até ele admite, ahah) e eu gostava de o ver assim e de ela realmente ser tão a cara dele.:)

      Eliminar
    3. "quase como que a dizerem que o bebé é mais do pai do que da mãe" Então o contrário já é aceitável? Ou seja, um bebé igual à mãe não irá ter os mesmos comentários mas ao contrário?

      Eliminar
    4. Da mesma forma que os comentários de "é a cara do pai" geralmente agradam ao pai e podem incomodar a mãe pelas razões que referi (e atenção que não estou a falar de todos os pais e todas as mães), os comentários de "é a cara da mãe" geralmente agradam à mãe e podem incomodar o pai. No fundo, não será aceitável em nenhum dos casos a partir do momento em que incomode alguém. :) Não incomodando, até porque acho que a maior parte são realmente ditos sem qualquer maldade, é aceitável em qualquer um dos casos.
      Ainda assim, a postura de uma mãe após o parto não é a mesma que a de um pai e geralmente as mães estão mais sensíveis a críticas, reparos e comentários que o pai, pelo que podem incomodar-se mais mesmo com coisas inofensivas.

      Eliminar
  12. Em (quase) 5 anos de maternidade não consigo olhar para os miúdos e ver a cara do pai e muito menos a minha. Mas as orelhas, o cabelo aloirado e pele branquinha, estão lá a "gritar": PAI. A avó paterna agradece (que me ia fuzilando qdo vê os netos morenos ao nascer, safou-me as orelhas). :D
    Mas giro é quando as pessoas vêm com parecenças: "ai é a cara do pai". Passados 5 min, outra pessoa: "ai é a cara da mãe".
    Acreditamos em qual?
    Já o seu, S*, não engana! ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.