Avançar para o conteúdo principal

Do amor peludo


Acredito piamente que os animais nos ajudam a crescer enquanto seres humanos mais altruístas, bondosos e empáticos.

Obviamente que aos três meses e meio o meu Rafael ainda não convive com a família peluda. Gosto de lhe mostrar os manos patudos, mas não tem um convívio aproximado com estes. Há dois dias pousei-o na nossa cama enquanto me vestia. Ficou ao lado da Princesa e da Bella e foi amoroso perceber como elas entendem perfeitamente que aquele bebé é uma criatura frágil. As minhas gatas e o meu cão não se chegam muito ao bebé, mas lá o vão cheirando quando ele está no nosso colo e o Pirata arrisca até algumas lambidelas, muito de vez em quando.

Ansiosa pela fase em que bebé e animais vão começar a interagir. Tenho a certeza de que vão ser os melhores amigos e que, juntos, serão ainda mais felizes.

Comentários

  1. Depois quero relatos dessa interação! E se possível fotos e vídeos! Derreto-me toda a ver crianças com animais *.*
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Por falares em animais, o meu Chihuahua faz hoje 5 meses. :D
    O teu bebé está fofinho. :)

    ResponderEliminar
  3. é um convívio que lhes fica para a vida. è muito salutar para o desenvolvimento das crianças. Tenho pena de não ter tido animais pois o meu marido não gosta nem deixa que entrem algum que seja lá em casa. Acho que teria ajudado em muitas situações. Felicidades. E esse seu garoto está cada vez mais bonito.

    ResponderEliminar
  4. Uma das maiores crueldades que vejo os pais fazerem com os filhos é proibirem-nos de terem animais, mesmo quando têm condições e nenhumas restrições para isso. Principalmente se considerarmos que a lógica de muitos pais nos dias de hoje é dar tudo aos filhos, por que motivo evitam dar a convivência com um animal que dá um amor infinito e que treina a responsabilidade dos miúdos? Há uns tempos, depois de eu dizer que tinha dois gatos, duas meninas de 11 anos responderam-me «Que horror! ISSO larga tanto pêlo!». Imaginem a cantilena que estas miúdas já devem ter ouvido para darem uma resposta destas...

    Fora isto: o bebé está um fofo e as gatinhas muito bonitas também. Só poderão fazer bem uns aos outros. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito muito nisso. Os animais ensinam-nos imenso!!

      Eliminar
  5. É uma convivência linda, boa e saudável :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.