terça-feira, 27 de junho de 2017

Iei!


Foto de As Minhas Pequenas Coisas.

É a minha opinião e vale o que vale... Não experimentei outras marcas, admito-o. 

Comprei biberão e tetina Chicco Natural Feeling para 0 meses e o Rafael adorou. Não estranhou. Mal meteu o biberão à boca, mamou tudo o que tinha (não era muito, 50 ml) até acabar. 

Medela Swing comprovada e aprovada. Biberão Chicco mais do que aprovado, até porque tem forma ergonómica e a tetina é anti-cólicas. 

40 comentários:

  1. Minha experiência da chicco, tirando alguma roupa e brinquedos, nem oferecido! Esse biberão quando o meu filho mamava com mais força, a tetina virava para dentro. Um horror!! Vim a ler em fóruns mais mães a queixarem se do mesmo. Para além que são supostamente anti-cólicas, mas não se fie nessa. Biberões bons são os Dr. Brown. Recomendo de mão cheia! Deixou de ter cólicas em 3 dias de uso. A chicco é mais show off para recem mamas. Quando se começa a usar verdadeiramente vemos que é só fachada. O mesmo se aplica à bomba do leite que comprei na mesma marca... coincidência ou não, o meu filho também nunca gostou das chupetas da chicco. Só conseguiu usar as da philipps avent.
    Óbvio que é a minha experiência com a marca, que não foi positiva, para outras pessoas resultará com certeza!! Boa sorte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Engraçado, também não sou grande fã da Chicco... mas a senhora da farmácia recomendou este biberão, trouxe e o Rafinha adorou. :)

      Eliminar
    2. Eu por acaso sempre usei todos os produtos da Chicco e nºao tenho nada a dizer, com bebé prematuro sempre alimentado a biberão sempre todos da Chicco tal como as chupetas de borracha para os vários tamanhos, bem como outros produtos da mesma marca (trio, cadeira automovel, parque, cadeiras da pápa, etc.)

      Eliminar
    3. Só existem 2 biberões anti-cólicas no mercado: Dr. Brown e Tommee Tippee anti-cólicas, todos os outros não o são (mesmo que digam que sim). E nota-se bem no sistema de cada um. O da chicco não passa de um bico + frasco e não há absolutamente nada que impeça o ar de entrar no biberão ou de ser engolido pelo bebé.
      Infelizmente caí na esparrela e também comprei um biberão da chicco anti-cólicas que infelizmente efectivamente nunca o foi.

      As pessoas que os vendem habitualmente percebem menos disso do que qualquer mãe que passe 5 minutos no google.

      Mas seja como for, se ele se adapta bem e continua sem problemas nenhuns, óptimo. Mas desaconselho a qualquer mãe que tenha o bebé a sofrer com cólicas a comprar um biberão desses a pensar que vai ajudar de alguma forma. Se querem um biberão que ajude pesquisem um pouco e vão ver que até ao momento só existem os 2 referidos com verdadeiros sistemas anti-cólicas.

      Eliminar
  2. Não sou a melhor pessoa para te deixar feedback, mas a Chicco é de confiança. Ainda bem que o teu bebé aprovou.

    ResponderEliminar
  3. Depende dos bebes. O meu nunca gostou. Começou pela dr.brown mas desde que descobrimos os MAM que ainda por cima se esterilizam sozinhos, não quisemos mais nada!

    ResponderEliminar
  4. Também usei desses (ou muito semelhantes, pronto) e a S. sempre se deu bem com eles! :)

    ResponderEliminar
  5. Por acaso cá em casa não gostámos mesmo :P Mas usámos os da Dr. Brown's e os da Avent com óptimos resultados :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em equipa que ganha não se mexe... até ver, estou contente. :D

      Eliminar
  6. Estás a ver se ele deixa de mamar, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando eu quiser que ele deixe de mamar, deixa e ponto final.

      Eliminar
    2. Sabes que oferecer biberão é meio caminho andado para ele começar a recusar o peito, certo? E sabes que a bomba não faz o mesmo que a sucção do bebe, para a produção de leite? E sabes dos benefícios da amamentação,?

      Eliminar
    3. E se estiver? Não percebo nada de bebés, mas fonix, mamam 2 minutos num biberão e já não sabem o que são mamas?? xD

      Boa sorte, S* (com os biberões e tudo o resto ;))

      Eliminar
    4. Mel, todo um exagero que não entendo...

      Anónimo, eu nunca falei em deixar de querer dar de mamar, por isso não seja chatinho.

      Eliminar
    5. Depende do bebé (e da mãe). O meu mais velho nunca foi esquisito. Biberão, mama, leite artificial ou leite materno... ia tudo, menos a chupeta (espertalhão!!).
      Já o segundo filhote, apesar de ser mais esquisito (sai ao pai), não passou a dispensar as mamas quando introduzi o biberão (as mães tb têm direito à vida). Nem deixei de ter leite.
      Prepare-se... a amamentação gera muitas polémicas. :p
      Força S*! Seja a mãe que quiser ser.
      SM

      Eliminar
    6. E se a S* só quiser alimentar o filho com biberão alguém tem alguma coisa com isso? Essa decisão só diz respeito à S* e a mais ninguém, deixem as mães em paz e de achar que estão mal informadas só porque não querem fazer todas o mesmo.

      Eliminar
  7. Não entendo porque compras a bomba que compras e não trazes o biberão da mesma marca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque a farmacêutica aconselhou esta, ora... e já tinha ouvido falar muito bem da mesma. Era obrigatório usar a mesma marca? ahah

      Eliminar
    2. e Qual é a relação de bomba do leite( para a mãe tirar leite) e biberão( para o bebé beber)??? Também gostava de perceber é que eu tive um prematuro que esteve 3 semanas na neonatologia e eu tirava lá o leite com uma bomba desta marca e o leite quando era dado ao bebé por biberão (e não por sonda) era de outras marcas que não tinham nada a ver baseando-se a escolha no fluxo do leite, tamanho da tetina e material...

      Eliminar
    3. Pronto, como a senhora farmacêutica deveria ter explicado, o Calma, da mesma marca da bomba, faz com que o bebé tenha que sugar como faz na mama, para não perder o hábito.
      Tentemos não comparar bebés prematuros com bebés de termo, sim?

      Eliminar
    4. Não estou a ver qual é a necessidade de usar da mesma marca que a bomba. Como disse, o biberão é para "emergências" e para passeios, não para o dia-a-dia. :)

      Eliminar
    5. Ora, para a crianca nao se acostumar e perder o interesse na mama, que e mais dificil de se mamar do que o biberao. Ja se a mae se importa com isso ou nao e la problema so dela, mas a dica foi boa. O supracitado objeto simula o bico do peito e diminiu o risco da crianca passar a rejeitar o peito, nao e porque nao se da biberao todo santo dia que nao existe essa possibilidade. Mas enfim, vai de cada um.

      Eliminar
    6. Depende da vontade/desejo de cada um. Num primeiro filho também segui os "conselhos" de muitas pessoas muito mal informadas e dava-lhe suplemento de um biberão (por acaso foi da chicco mas outra marca qualquer, excepto o calma teria dado provavelmente no mesmo). Aos 3 meses o meu filho recusou completamente a mama porque lhe custava o ter de mamar na mama.
      Foi das piores coisas para mim e isto só aconteceu porque fui mal aconselhada e guiada. O meu filho acabou por mamar o meu leite até aos 10 meses de vida (porque eu queria mesmo dar-lhe o meu leite) mas ele nunca mais pegou na mama (e afinal não precisava de suplemento nenhum).

      Acho que por vezes a forma como as pessoas vão explicando as coisas pode ser mal interpretada ou até bruta mas eu creio que na maioria vem de pessoas com bom fundo.
      Eu neste momento estou grávida novamente, por um lado sei que não quero dar logo suplementos a menos que seja necessário (da outra vez foram-me impingidos) mas mesmo que seja necessário que ele mame novamente de um biberão, seja algo constante ou esporádico eu só pretendo oferecer-lhe o medela e nunca um biberão onde o leite saia sem grande esforço (qualquer outro no mercado).
      Mas isto é porque eu não quero que rejeite a mama, porque pretendo amamentar o mais tempo possível e também pela minha experiência passada.

      E cada um de nós toma essas decisões por si mesma e ninguém tem mais nada a ver com isso.

      No entanto, pessoalmente também não confio em pessoas que vendem os produtos pois habitualmente não conhecem nada do que há no mercado. Já vi farmacêuticos que não conhecem o medela, não fazem a ideia da diferença entre um dito anti-cólicas da chicco (que nada tem de anti-cólicas) ou um biberão do Dr. Brown, por exemplo, porque não vendem os mesmos.

      Mas lá está, cada uma de nós acaba por decidir por si e no futuro até se pode arrepender ou não. Até porque nenhuma de nós é perfeita e não há pais que nunca tenham errado.

      Eliminar
    7. Em alternativa ao calma considere a técnica do copinho ou seringa :) Assim não se habitua mesmo ao calma.

      N.

      Eliminar
  8. E se quisesse deixar de dar de mamar? Qual o problema? Só a S conhece os seus condicionalismos e razões... que chatinho!
    Impressionante como até no mais inocente dos posts tem de levar com estes julgamentos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. C, como diz o ditado, vozes de burro não chegam ao céu...

      Eliminar
  9. S*, Eu sei que estes assuntos estão na ordem do (teu) dia, mas para vosso bem... não comentes por cá, é que gera um sururu que nunca mais acaba. As maníacas da amamentação são cá umas carraças...!!!

    ResponderEliminar
  10. A minha filha mais velha mamou e tomou suplemento desde 1 semana de vida e nunca recusou a mama...
    Mamou até aos 9 meses quando eu quis parar de dar de mamar.
    O meu filho mais novo mamou em exclusivo até 4 meses e nessa altura introduzi biberão algumas vezes e nunca recusou a mama...
    Teorias são o que são...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu filho recusou. Não são teorias são experiências e se há estudos que confirmam que há uma enorme percentagem que rejeita isso faz com que 1 caso esporádico onde corre tudo bem significa que todos os estudos estão errados?

      Eu também ia com essas teorias: a X e a Y davam suplemento, as enfermeiras é que davam nestes biberões...blablabla saiu-me o tiro pela culatra.

      Se quer ou não amamentar é com ela. Se quer seguir as indicações da OMS e outras instituições pediátricas que aconselham o Calma como o único no mercado que faz com que o bebé tenha o mesmo esforço a amamentar e o único que simula a amamentação, é com ela. No entanto, isso não significa que sejam teorias ou coisas pouco provadas. Aliás, bem pelo contrário.

      Eliminar
    2. Teorias porque se calhar não conhece casos de bebés que acabem por rejeitar a mama. Se procurar mais informação percebe que isso efetivamente acontece. Para uma mãe que quer amamentar até o mais tarde que puder, ter este tipo de conhecimento é importante. Para uma mãe que não tem essa intenção se calhar não é tão importante. Sem julgamentos.
      N.

      Eliminar
    3. Caros anónimos, quando digo que são teorias é porque comigo a teoria não funcionou. Sei perfeitamente que há bebés que rejeitam a mama. Tal como há bebes que não gostam de chucha e os meus sempre gostaram...
      Só quis dizer que não são todos iguais e todas as teorias têm excepções!
      Não fiquei chateados que se enchem de rugas :)

      Eliminar
  11. S*, faz muito bem.
    Com o meu filho fiz o mesmo. Habituei-o ao biberon logo de inicio. Mamou até aos 18 meses e bebia perfeitamente do biberon sempre que eu precisava de me ausentar.
    E sempre tirei leite (também usava Medela) para lhe dar quando fosse preciso. Aliás, tinha uma "reserva" no congelador.
    As pessoas complicam muito. Cada mãe sabe sempre o melhor para o seu filho. Siga a sua intuição e vai correr tudo bem (está a correr tudo bem).
    beijinho

    Ana

    ResponderEliminar
  12. S* queria comentar o teu ultimo Post mas está barrado!!
    Só para te dizer que estou de acordo contigo. Da tua vida, do teu bebé e das tuas mamas só tu sabes. E quem diz mamas diz tudo o resto.
    Mas só os anómimos gostam de destilar ódio... Todas os outros partilham experiências. Beijocas

    ResponderEliminar
  13. S*, não consigo comentar o post de puseste hoje, por isso comento aqui. Não ligues, mulher! Tu não ligues. Só há uma lei nesta coisa da maternidade: vocês pais, devidamente informados pelas pessoas a quem dão essa autoridade (médicos, família e amigos próximos, etc.) é que sabem! Mais ninguém!
    Se tu estás feliz, o Rafa está feliz, o teu homem e os teus filhos-animais estão felizes, então ninguém mais interessa!

    E cada bebé é mesmo um bebé: o meu Tiago só gostava das tetinas e das chuchas da NUK. E eu, pasme-se que sou mesmo má mãe, só lhe dava mama em casa que na rua era uma carga de trabalhos entre roupa, fraldas de pano, babetes, mamilos de silicone - era um desconforto tal para mim que na rua era sempre de leitinho Nan. E não, não dei de mamar muito tempo, por opção, mas somos muito felizes hoje em dia obrigada :)
    Cada qual sabe de si! Força!

    ResponderEliminar
  14. Cada um sabe se quer ou não amamentar. Sabendo os beneficios de um face ao outro cada mãe tem de optar por aquilo que é melhor para ela e para o seu filho. Nem todas as situações a amamentação é possível, seja por motivos físicos ou psicológicos ou mesmo sociais/laborais.

    Acima de tudo estás a tentar e acho que isso é o mais importante. Depois é entre vocês os 2 que vão decidir quanto tempo devem/podem continuar.

    ResponderEliminar
  15. Eh pá tantas opiniões sobre como tratar dos filhos dos outros. S* eu se fosse a ti passava a ir todos os dias à manicure e deixava estas supra sumo irem lá para casa para tomar conta do teu filho. Sim, porque elas sabem tudo e tu não sabes nada.

    ResponderEliminar
  16. Também tenho e gosto muito da Medela Elétrica, mas se um dia quiseres levá-la para o trabalho, não tiveres um local privado para tirar leite e te incomodar que toda a gente ouça, a manual deles também é excelente – sempre li que a eléctrica era mais eficaz mas eu não achei nada, achei igual, o inconveniente da manual é que só dá mesmo para um lado de cada vez (eu também nunca consegui usar os dois lados porque preciso de segurar com a mão) e que se precisa das duas mãos, não dá para ficar com uma mão livre a fazer compras na internet 
    Mas fui muito feliz com ela no trabalho, muito portátil e discreta, recomendo.

    (Parêntesis depois de me aperceber do que aqui ia: com a minha filha só consegui aleitamento exclusivo já aos dois meses, depois de uma luta titânica – antes disso bebia fórmula e leite meu tirado com a bomba, ambos em biberon, pelo menos no caso dela a seringa era uma verdadeira tortura. Tem 11 meses, continua a mamar uma vez por dia, mas também bebe fórmula de vez em quando, quando é preciso, e assim como assim bebe água num biberon desde que começou com os sólidos aos seis meses. Nunca confundiu nada, não recusa nenhum dos dois e depois desses dois meses iniciais que foram realmente muito difíceis temos sido as duas muito felizes com a forma como as coisas correm.)
    (Eu sou completamente a favor da amamentação, teria desistido se não fosse assim, mas irra, alguém tem de dizer ao exército de conselheiras de amamentação que atacam caixas de comentários com uma intensidade quase profissional que isso é contraprodutivo, uma pessoa até concordando com elas fica incomodada)

    ResponderEliminar
  17. Também tenho e gosto muito da Medela Elétrica, mas se um dia quiseres levá-la para o trabalho, não tiveres um local privado para tirar leite e te incomodar que toda a gente ouça, a manual deles também é excelente – sempre li que a eléctrica era mais eficaz mas eu não achei nada, achei igual, o inconveniente da manual é que só dá mesmo para um lado de cada vez (eu também nunca consegui usar os dois lados porque preciso de segurar com a mão) e que se precisa das duas mãos, não dá para ficar com uma mão livre a fazer compras na internet 
    Mas fui muito feliz com ela no trabalho, muito portátil e discreta, recomendo.

    (Parêntesis depois de me aperceber do que aqui ia: com a minha filha só consegui aleitamento exclusivo já aos dois meses, depois de uma luta titânica – antes disso bebia fórmula e leite meu tirado com a bomba, ambos em biberon, pelo menos no caso dela a seringa era uma verdadeira tortura. Tem 11 meses, continua a mamar uma vez por dia, mas também bebe fórmula de vez em quando, quando é preciso, e assim como assim bebe água num biberon desde que começou com os sólidos aos seis meses. Nunca confundiu nada, não recusa nenhum dos dois e depois desses dois meses iniciais que foram realmente muito difíceis temos sido as duas muito felizes com a forma como as coisas correm.)
    (Eu sou completamente a favor da amamentação, teria desistido se não fosse assim, mas irra, alguém tem de dizer ao exército de conselheiras de amamentação que atacam caixas de comentários com uma intensidade quase profissional que isso é contraprodutivo, uma pessoa até concordando com elas fica incomodada)

    ResponderEliminar