Avançar para o conteúdo principal

Maravilhas da maternidade (not) #11


Se está mau para vocês, imaginem para mim, que me levanto 7 a 8 vezes por noite para urinar (sendo que em metade das vezes não tenho nada para fazer!) e que parece que carrego o peso do mundo na barriga.

E o bebé está uma elegância, percentil 47 de peso... Ou estava. Com a vontade de gulodices que tenho tido nos últimos dias, vejo este último mês a ser inteiramente para a engorda - dele e da mãe.

Comentários

  1. Aquela vontade incontrolável de doces!! Terrível... boa sorte :P

    ResponderEliminar
  2. Sei bem do que falas querida, mas controla-te, depois do bebé nascer vais agradecer :) Beijinho e força nesta recta final

    ResponderEliminar
  3. Grávida ou não grávida, 3/4 vezes vou sempre á casinha por noite.

    ResponderEliminar
  4. Ai essa parte de levantar tanta vez deve ser optima...so que nao eheh

    ResponderEliminar
  5. Agora é a recta final, força (=

    ResponderEliminar
  6. A levantares-te tantas vezes não deves conseguir descansar nada =/

    ResponderEliminar
  7. Hum S* percentil 47 de peso não quer dizer propriamente que está uma elegancia, quer dizer que existem 47% de bebes com peso abaixo e 53% com peso acima. O percentil do peso deve ser sempre conjugado com o da altura, por exemplo se tover percentil 5 de altura e 47 de peso está bem gordinho....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónima, bem sei... mas confio que os leitores entendam que quem referiu que o bebé está "muito elegante" foi a médica, hão eu. Eu apenas indico o que ela me disse. O pai tem 1,85 metros, o meu pai tem 1,80, o meu irmão 1,90 metros... dificilmente um bebé rapaz, nosso, sairia pequeno. É um bebé alto. :)

      Eliminar
    2. Não.
      Tendo em conta a forma como escreveste não percebo como é suposto nós deduzirmos que foi a médica que disse, muito sinceramente! Mas ok, não é relevante.

      Eliminar
    3. Isso não tem nada a ver, só porque o pai, avô e tio são altos, ele ser alto... Até pode vir a ser, mas não é obrigatório, muito menos por ser rapaz! Ele até pode ser um adulto baixo e o teu próximo bebé ser uma menina e ela ser alta! Eu nasci "alta", fui uma miúda alta até aos 10 anos, e agora sou uma adulta mediana com 1,65

      Eliminar
    4. Considera isso como um treino por outros motivos: levantar durante a noite (no mínimo de 3 em 3h) e a fome (se amamentares continua).
      Quanto à engorda... antes a nossa que a deles, têm tempo para engordar cá fora e nós para emagrecer.
      Está quase! Felicidades!!

      Eliminar
    5. Anónima das 13h35, desculpe, mas a genética é uma coisa real. Se os homens da minha família são todos altos (bem como os homens do lado do pai), dificilmente será um rapaz baixo. Assim como a genética feminina do meu lado tem peito grande, rabo normal e coxas mais estreitas que a zona da cintura. É genética. :) Até ver, nas ecografias "acusa" sempre um bebé grandinho em altura.

      Para mulher, 1,65 metros, em Portugal, é médio. É exactamente a minha altura, também.

      Eliminar
    6. Acredita que não, que há genética sim, mas não necessariamente genética feminina ou masculina. A minha família contraria isso (por exemplo tenho uma irmã com 1,76 e até nasceu mais pequena do que eu, e meu irmão tem 1, 70). Agora que me digas que os homens estão geneticamente mais predispostos a ter uma altura maior do que as mulheres, independentemente da altura dos progenitores, isso é verdade :-)

      Eliminar
  8. Isso é treino para quando o bebé acordar essas vezes todas... ;)
    Eu acordava e depois não conseguia adormecer, uma verdadeira tortura. Passava o dia a cair de sono porque não conseguia dormir de noite...
    Mãe sofre!
    https://livrosepapel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Isso é normal, eu acordava ás 3 da manhã sem sono nenhum ...
    No final da gravidez só me apetecia limonadas e batidos. E ridículo da situação, no momento do parto(e trabalho de parto) não nos é permitido beber agua e eu com uma sede de morte, só pensava nos meus batidos e limonadas :D lol

    ResponderEliminar
  10. Ai opah eu ainda só vou nas 30 semanas, não me levanto tantas vezes. Mas quando me levanto já não consigo dormir! Que coisa...
    Boa sorte!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.