Avançar para o conteúdo principal

Super...


Tento ser sempre uma espécie de "super mulher". Bom, não é que tente, é "apenas" o meu feitio. 

No trabalho, nunca me queixo... mesmo que com razões.

Na vida mais pessoal, também não sou pessoa de me queixar (só com o meu rapaz). Posso não gostar de algo, mas costumo guardar para mim e tentar ultrapassar as situações sem discussões.

Na gravidez, idem aspas. Felizmente tenho tido a sorte de estar a ter uma gravidez santa, mas evidentemente que também tenho os meus dias menos bons.

Mas hoje... Oh caramba. Hoje estou morta de cansaço. Arrastei-me todo o santo dia. Sempre que parei, nem que fosse por dois minutos, dei por mim a fechar os olhos e a dormitar. Hoje estou cansada de ser super. Sou apenas uma mulher que está no 7º mês de gravidez, que anda a trabalhar quem nem uma maluca e que está cansada como nunca esteve. Sempre achei que ia aguentar a gravidez a trabalhar até ao fim sem problemas, porque me considero rija, mas começo a duvidar. Super cansada, é o que estou.


Comentários

  1. E és uma super mulher, mas até elas precisam de descansar, especialmente quando têm um super bebé a crescer 😊. Sempre que precisares, descansa miúda. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Talvez esteja na altura de descansar.

    x x x x
    Ana Teles {Telita} | blog: Telita LifeStyleFacebookinstagramblogger
    → posts novos todos os dias às 10:00 e às 15:00
    → comento sempre que visito e sigo sempre!
    novo grupo para divulgação de blogs: https://www.facebook.com/groups/blogsLifestylePortugal/

    ResponderEliminar
  3. Até os mais fortes têm os seus momentos! E o meu conselho é que não te queiras sobrecarregar neste momento, a tua paz e descanso são muito importantes na gravidez, especialmente numa altura em que já vai avançada.

    ResponderEliminar
  4. Sei bem o que isso è! Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Não tens que provar nada a ninguém. Gravidez não é doença mas é, sem dúvida, uma alteração ao teu estado normal e provavelmente já precisas de ficar em casa a descansar.

    ResponderEliminar
  6. As super mulheres têm direito a um super descanso :) Principalmente quando têm uma super barriga! eheh

    ResponderEliminar
  7. Há dias assim e não tens que aguentar tudo :)
    cuida de ti e do teu bebé ;)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Acho que já te tinha dito isto mas volto a dizer :) é importante tentar ir para casa um tempo antes do bebé nascer. O trabalho pode esperar (na maioria dos casos), até porque vai esperar uns bons meses, logo mais um ou meio mês não fará muita diferença e para a futura mamã faz toda a diferença! As primeiras semanas com o bebé são tão intensas e de tão pouco descanso que é mesmo fundamental que estejas no teu máximo quando o bebé vier :) no próximo mês pensa mesmo nisso. Aguarda pacificamente em casa, no repouso, a vinda do teu bebé :) beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Sou igual, mas soube-me pela vida o 3.º trimestre de gravidez em casa, determinado por muito stress no trabalho. está na hora de ir para casa fazer o ninho. cuida de ti e do teu bebé :)

    ResponderEliminar
  10. Gravidez não é doença, mas é um estado que requer descanso e cuidado. Por ti e pelo teu bebé.
    Relaxa, descansa muito e delega tarefas.
    Nesta altura da gravidez podes e deves ficar em casa e aproveitar as últimas semanas de gravidez.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Beijinho S* cuida de ti e do teu bebé

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.