segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Óscares 2017


Resultado de imagem para manchester by the sea

Só tenho duas coisas a dizer:

- Vi o "Manchester by the sea" e achei o filme muito mal aproveitado. História forte, desenvolvimento 'poucochinho'. O Casey Affleck, de facto, fez um grande papel. Como não vi todos os filmes, não posso dizer que foi o melhor actor, mas posso garantir que é um excelente actor.

- "O Vendedor", do iraniano Asghar Farhadi, foi escolhido para melhor filme estrangeiro. Estive a vê-lo no Sábado à noite e - admitindo que o defeito pode ser meu - achei uma seca descomunal. Nem percebi bem a lógica da coisa. Não, não posso acreditar que este tenha sido o melhor filme estrangeiro.

Resultado de imagem para o vendedor asghar farhadi

Eu nem vou comentar a barracada dos Óscares, que sofro de 'vergonha alheia' e até desvio o olhar ao ver o momento. Nem vale a pena bater no ceguinho.

29 comentários:

  1. Apenas vi Hidden Figures, La La Land, Hacksaw Ridge e Arrival portanto não posso opinar muito mas adorei Hidden Figures e Hacksaw Ridge =)

    ResponderEliminar
  2. Estou muito curiosa com o Manchester by the Sea :)
    Um beijinho grande*
    Novo blogue! Crazy Cat Lady

    ResponderEliminar
  3. Não vi esses dois que mencionaste, e depois de ler a tua opinião fiquei sem vontade de os ver. :D

    ResponderEliminar
  4. O salesman é excelente!
    Mas percebo que quando os filmes não têm uma enredo/mensagem objectiva ou metafórica não cheguem a toda a gente, ou nem todos consigam perceber, ou simplesmente prefiram histórias objectivas do estilo "homem fica sem irmão e tem de criar o sobrinho" - não há subjectivismo aqui.
    Outro bom exemplo de outro excelente filme, mas também considerados por muito uma seca por não perceberem a mensagem é o birdman de há dois anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, por acaso não concordo nada consigo. Não achei o 'Manchester by the sea' nada objectivo. Acho que quem viu o filme achou que, a dada altura, o homem que ficou sem irmão ia efectivamente criar o sobrinho... e aconteceu o oposto. :)

      Mas eu também achei o 'Árvore da vida' uma seca e, na altura, foi super elogiado... Este 'O vendedor', para mim, não faz sentido. Creio que queriam indicar-nos algo do género 'nem todos reagimos da mesma forma a um drama e, no final, podemos até ter pena do agressor, porque existem atenuantes', mas eu achei tudo aquilo altamente irrealista. OK que é um filme iraniano e que a parte cultural poderá ter a sua influência na forma de agir na mulher... mas que mulher é que chora pela morte do seu agressor sexual? Na minha cabeça e no meu coração, não faz qualquer sentido.

      Eliminar
    2. Quando digo que é objectivo não é como sinónimo de fácil de adivinhar, mas pelo facto de não ser um filme metafórico.
      Quando dizes que a parte cultural pode ter a sua influência...isso é um grande eufemismo, na sociedade iraniana a cultura não só condiciona, mas praticamente determina uma série de vivências. Por exemplo, sentimentos como a vergonha naquela sociedade são vividos de um modo de tal forma profundo, que nem em pensamentos nos aproximamos.

      Eliminar
    3. Anónimo, mas no filme as personagens não eram assim tão fechadas. O marido queria apresentar queixa. Até os vizinhos se meteram e disseram para apresentar queixa. Só ela parecia estar contra...

      Eliminar
    4. Pura treta. Dificilmente se veria isso no Ira de verdade. A sociedade la no geral e tal e qual disse a anonima.

      Eliminar
    5. Anónimo, só vai de encontro ao que eu disse... o filme não faz sentido exactamente por isso.

      Eliminar
    6. Só vai "ao encontro" e não "de encontro". Obrigado a todos pelos spoilers!

      Eliminar
  5. Dizer ainda que não consigo engolir o affleck... Pode ter feito um óptimo desempenho no seu papel, que fez, mas não o consigo dissociar das acusações de assédio sexual - porque não se ficou por ser acusado, pagou às vítimas para não ir a tribunal, para mim isto é a assunção da culpa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 16h53, embora admita que isso é coisa que incomoda qualquer pessoa, o facto de se pagar a alguém para evitar um julgamento não é assumir culpa alguma - pode ser apenas forma de evitar escândalo.

      Recordo o escândalo com o Strauss-Kahn, que depois se percebeu que tinha sido perfeitamente 'orquestrado' para deitar abaixo o homem enquanto ex-director do FMI e candidato às presidenciais...

      Eliminar
    2. Quem não deve..não teme. Não dei conta da inocência do strauss-khan.
      Lembra-me o outro que alegou não ter violado a rapariga..só teve de o azar de tropeçar e cair com o pénis dentro da vagina da rapariga.

      Eliminar
    3. Eu não disse que o Strauss Kahn era inocente e uma jóia de homem. Disse é que foi claramente conveniente descobrirem as tendências abusivas do homem naquela altura. E tendo em conta que a mulher que o acusou aceitou um acordo... bom... permite-me desconfiar.

      Recordo:
      http://www.sabado.pt/mundo/america/detalhe/a-nova-vida-da-mulher-que-acusou-dominique-strauss-khan

      Eliminar
  6. Eu adorei o Lion e não ganhou nenhum óscar, por isso estou assim a modos que amuada com os óscares. Pareceu-me morninho este ano(e tb sofro imenso com vergonha alheia por isso acredito que seja a única pessoa que não viu ainda a monumental gaffe...)

    ResponderEliminar
  7. Não aprecio a cerimonia, há coisas incríveis que nem sao faladas. Acho que os oscares são um atestado de incapacidade aos restantes artistas!

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que sou a única pessoa que ainda não viu essa cena vergonhosa =P tenho que tratar disso!

    ResponderEliminar
  9. Não vi nenhum...confesso a minha ileteracia...

    ResponderEliminar
  10. Eu tenho muito curiosidade em relação ao Manchester by the sea. Mas confesso qeu agora já vou ver com um pé atrás. Já tenho dúvidas se será o grande filme que imaginava. Mas vou ver :)

    ResponderEliminar
  11. Eu por acaso gostei mesmo muito do Manchester of the sea. Mesmo muito. Da forma como o filme se desenrola, das personagem, da fotografia. :)

    ResponderEliminar
  12. Eu ainda não vi Manchester by the Sea nem Moonlight, mas quero ver.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  13. Não vi a cerimónia mas vi o momento em que se trocam todos, num evento destes não deveriam existir tais situações embaraçosas, vergonhosas e nem sei mais o que dizer...

    ResponderEliminar
  14. Os Óscares são sempre uma boa oportunidade para ver os melhores do mundo. Na Lisbombas também encontra as melhores soluções do mundo para os seus problemas.

    Visite-nos: https://www.facebook.com/lisbombas/

    ________________
    Vivemos a água.

    ResponderEliminar
  15. O Manchester by the Sea foi mal aproveitado. Tem uma história tão impactante, tão intensa, mas foi construído de uma forma tão fria, tão distante... faltou emoção, todo o filme me pareceu apático.

    Moonlight é bom, eu gostei, aquela frase final foi tão tocante. A forma como uma pessoa consegue negar a si própria a felicidade, apenas para ser aceite pela sociedade, é tão triste.

    O Lion, é um soco no estômago. Apesar do filme não mostrar todas as atrocidades que acontecem na India, a história é verdadeira, portanto eles não iriam inventar mais drama apenas para chocar, mas a verdade é que no fundo, o miúdo teve sorte. Porque lhe poderia ter acontecido bem pior. Mas é tão triste aquela realidade... Vale a pena. E eu também fiquei triste por não ter tido Óscar nenhum.

    O La La Land, estou a tentar ganhar coragem para o ver. Eu odeio musicais, e não acredito que vá gostar deste... mas tenho uma certa curiosidade

    AnaC

    ResponderEliminar
  16. Eu gostei bastante do Mancheste by the Sea!

    ResponderEliminar
  17. Eu gostei do "Manchester by the sea", apesar de ser um filme muito parado (sem grande acção), penso que conseguiram fazer com que o filme fosse como a situação real (dramático, com aquela imagem pesada do actor principal). Conseguiram-no muito bem. E, claro está, Cassey Affleck foi enormeeeee! Que actor fantástico! Encaixou no papel que nem uma luva...

    O outro filme, ainda não vi.

    Recomendo muito o Lion, um filme fantástico!
    E gostei também do Moonlight.

    ResponderEliminar