terça-feira, 29 de novembro de 2016

Coisas que me incomodam...


19h45. Eu a entrar na porta do (ainda) meu prédio. Dois jovens, um rapaz e uma rapariga, tocam a todas as campainhas. Os vizinhos vão atendendo. Dizem que são "da luz". Não dizem que são EDP, porque isso seria inadmissível, mas usam esta artimanha para tentar entrar nos prédios para vender sabe-se lá o quê. Vêem-me e resolvem desistir, porque toda a gente lhes recusou abrir a porta. E ainda se riem, enquanto dizem "oh, somos da luz, somos!".

Fico verdadeiramente enojada com estas estratégias empresariais. Pobres jovens, provavelmente só lutam por um salário... A verdadeira vergonha é das empresas que enganam as pessoas para atingir os seus fins.

Mal entro em casa, recebo um telefonema de outra pessoa... em vez de se identificar como sendo da Meo, diz-me que está a ligar da "central de telecomunicações". Mal lhe digo que sou Meo, "ah pronto, fico satisfeito". Ridículo.

23 comentários:

  1. Cá no prédio não entra ninguém, até porque quase ninguém abre a porta (então eu é que não mesmo, faço de conta que nem estou em casa). Isso é super perigoso, eles ficam com o acesso ao prédio inteiro e podem até conseguir assaltar alguma casa.
    Btw, aqui há umas semanas a minha foi roubada por isso mesmo, um homem fez-se passar pela NOS e ela na perfeita ignorância deixou o homem andar por casa roubando-lhe tudo o que ela tinha (a aliança do meu avô, que é o que mais me magoa).
    Logo, pessoal nunca abram a porta e digam aos vossos pais/avós para nunca o fazerem muito menos quando estão sozinhos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por causa dessas coisas assaltaram um apartamento cá no prédio no Verão...

      Eliminar
  2. E uma vez que uma das "minhas" empregadas me ligou a dizer "Está aqui uma senhora da EDP queria falar consigo..." ... Eu estava a 45km de distância da loja. Desloquei-me até lá para perceber afinal o que se passava para estar um agente da EDP na loja... CHEGUEI LÁ! E ERA UMA GAJA DA ENDESA! ENDESA! Não saiu de lá sem ouvir uma valente bronca. A sério. Ainda hoje isto me deixa com um tique nervoso..lol. e já foi há mais de um ano. Obrigou-me a fazer 90km e tirou-me "dos meus trabalhos". Uma coisa é fazerem o seu trabalho, outra coisa é mentirem! Como raio acham que vão arranjar clientes assim???????? -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mesmo incomodada. Na segunda-feira fui mandar ligar a EDP na casa nova... pois nas 24 horas seguintes já recebi TRÊS telefonemas de operadoras sobre a existência de fibra na casa nova. Impossível! Fico chocada com o facto de a EDP dar os meus dados assim, ao desbarato!

      Eliminar
    2. A EDP não dá assim os contactos...

      As pessoas quando assinam o contrato têm de ler as letras pequeninas...

      Eliminar
    3. Anónimo, eu li tudo e não dei essa permissão.

      Eliminar
    4. Eu ao fim de fazer 45 km enganadinha, chamava mas era a polícia para a identificar por crime de burla ou falsas declarações ou algo assim.

      Eliminar
    5. A mim aconteceu-me o mesmo que a ti Su. Fui fazer o contrato na EDP numa casa nova (não tinha dado os contactos a mais ninguém). No dia seguinte, tinha todas as operadoras de comunicações a ligarem-me para colocar o serviço naquela morada. Também coloquei a cruz a não dar permissão para fornecer os dados a terceiros (tenho a fotocópia, fui confirmar, já pensava estar xéxé e lá estava a cruz). Tive vontade de fazer queixa na Comissão Nacional de Protecção de Dados, mas estupidamente não me quis chatear. Estou a ver que é prática reiterada das companhias não ligarem ao que os clientes querem e, pior que isso, violar a lei.

      Eliminar
  3. Infelizmente são formados para fazerem exactamente o que fazem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade. Estive na ERA durante duas semanas e aprendi essas tácticas, na versão imobiliárias...

      Eliminar
  4. Estou contigo nessa dor. :) Faz-me mesmo confusão.
    A minha luta tem sido para me controlar e não disparatar com essas pessoas porque fico mesmo possessa quando me deparo com esse tipo de situações.
    E aquelas excursões onde dizem que levam as pessoas ao Gerês (ou outro sítio qualquer) e enfiam as pessoas numa sala para lhes impingirem todo o tipo de produtos caríssimos? Ainda por cima só conseguem fazer isso a pessoas mais pobres de espírito que, a maior parte do tempo, são também muito pobres de carteira. Vergonha. Muita vergonha pelo que o ser humano é capaz de fazer por dinheiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tento manter-me sempre calma, mas já mete nojo.

      Eliminar
  5. Infelizmente, parece que agora (mais do que nunca) anda meio mundo a enganar a outra metade. Usam-se desculpas e mais desculpas, nomes sonantes, só para conseguir ter um tempinho para convencer mais alguém a cair na esparrela. Que nojo.

    ResponderEliminar
  6. Não tenho paciência para essa gente e às vezes apanham-me de maré e são insultados eheheh.
    Em agosto apareceu-me uma "da luz" e decidi experimentar. Depois de tentar perceber o tarifário, achei tudo tão complicado/desorganizada e cheio de "letrinhas pequeninas", que no mês seguinte a EDP ligou-me a tentar recuperar o cliente e eu mudei outra vez. Já recebi a fatura da ENDESA há quase um mês e ainda não foi descontada... p*t* que os pariu eheheh.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yap. Por causa dessas mentiras estou presa há Gold Energy, no gás natural da actual casa. Graças a Deus, com a mudança de lar vou livrar-me deles.

      Eliminar
    2. ... presa à...

      Eliminar
  7. Ridículo mesmo!
    E concordo, quando diz que a maior vergonha é das empresas. Infelizmente maioria dos colaboradores deles, fazem-no porque precisam de dinheiro, mas não quer dizer que concordem com essas políticas do engano!

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Opá... a sério. Há pessoas com muita lata. Mas é como dizes, o problema está nas empresas. E por mais que uma pessoa diga que não, quando eles ligam, insistem e insistem...
    Beijinho* Confissões de uma Pecadora by Valentina ||
    FACEBOOK ||
    Croquis - Home Decor

    ResponderEliminar
  9. Aqui é igual, e como temos entrada directa para casa não há dia nenhum que não estejam um ou dois à porta. Que chatisse, porque não deixam as pessoas escolher livremente? Eu que já sei nem abro a porta. Tenho receio é pelos idosos que coitados, vão ao engano com duas cantigas. :(
    Bjs, CH
    Bonecas de Papel

    ResponderEliminar
  10. Eu nunca abro a porta do prédio, e quando me tocam à porta do meu apartamento sem ter dado autorização de entrarem na porta principal, digo-lhes logo que vou chamar a polícia por invasão de propriedade privada. É que nem os deixo piar. Sinceramente não entendo como é que em 2016 ainda tentam vender o que quer que seja porta a porta. Estamos na era da internet, da informação e tudo à distância de um clique. Digo-lhes que se de facto representam as empresas que eu tenho contratadas, que me contactem por mail e em última instância por telemóvel. Eu gosto de ir ao encontro dos bens e serviços, e abomino que venham eles até mim, principalmente se me tocarem à campainha. Percebo que isto ainda resulte em sítios maia isolados e com pessoas menos informadas, mas gostava que as empresas acordem e percebam que em 2016 ninguém quer este tipo de abordagem. Usamos apps para tudo, para marcar viagens, marcar hotéis, chamar um Uber, contratar serviços de reparação em casa, para escolher um restaurante, para fazer supermercado etc, e algumas empresas ainda não entenderam que se eu quiser um serviço de gás vou à net e contrato. Simples.

    ResponderEliminar
  11. Geralmente não abro a porta. E, se me telefonarem, despacho o mais rápido que conseguir ("estou a trabalhar, agora não posso falar e também não estou interessada"). As pessoas que fazem esse tipo de trabalhos, no fundo, não têm a culpa, coitados. Mas eu também não!

    ResponderEliminar