terça-feira, 13 de setembro de 2016

Ensinamentos


Como eu tenho uma irmã gémea, sempre tive uma pessoa que me percebia na perfeição. Se alguém dizia alguma coisa e olhávamos uma para a outra, sabíamos perfeitamente que estávamos a pensar a mesma coisa. Não precisávamos de falar. Percebíamos. Great minds think alike. ;)

Eu bem tento ensinar ao mais-que-tudo esta técnica, mas o desgraçado não tem igual perspicácia. Não entende os meus olhares, os meus avisos silenciosos ou os meus pedidos mudos.

Há uns meses atrás - ele ainda comia carne -, fomos comer a um restaurante do centro comercial cá da cidade. Ele pediu francesinha. Eu fiz-lhe aquele olhar. A minha irmã teria imediatamente percebido "não peças essa merd* aqui, não presta!". Ele não percebeu. Eu não me ia pôr a verbalizar o pensamento, porque ia lá todas as semanas e era um bocado chato. Mal nos afastamos, eu disse-lhe. Ele admitiu que não percebeu o meu olhar esbugalhado. 

Pagou e não comeu. É o que dá ser distraído. Eu percebo praticamente tudo aquilo que ele me diz, mesmo quando não diz nada. Até adivinho o motivo pelo qual ele amua comigo, mesmo quando ele não se queixa e guarda para reclamar uma semana depois. ;)

17 comentários:

  1. ahaha! como te percebo! nao sabia que tinhas uma irmã gemea! que fixe :)

    beijinho
    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  2. Acho que isso depende mesmo da "sensibilidade" da pessoa. :-D eu tenho isso com a minha irmã, e não somos gémeas, e com o meu namorado também temos os nossos códigos ;-)

    ResponderEliminar
  3. Quer dizer que tu agora és uma curgete.
    Toma e embrulha. Vê lá se percebes esta. ahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  4. os homens só com um desenho é que chegam lá!!! ahahahahah
    tadinhos!

    ResponderEliminar
  5. Não acho que é por ser homem, como diz num comentário acima, nem que seja por seres gémea que tens essa relação com a tua irmã. Tem a ver com as dinâmicas de cada pessoa e com a própria sensibilidade e atenção aos pormenores. Eu e o meu namorado nem precisamos de falar para ter esse entendimento mútuo. Basta olhar, como dizes que acontece com a tua irmã. Já com uma grande amiga é a mesma coisa. Acontece mais quando as pessoas convivem muito. No caso do teu namorado, pode simplesmente ser uma pessoa mais distraída (o meu pai é igual, é preciso verbalizar tudo para entender, não vai lá com sinais). Mas lá que é giro quando se tem uma relação deste género com as pessoas, é :)

    ResponderEliminar
  6. Também adorava ter uma irmã gémea ihih

    ResponderEliminar
  7. opá, tb me acontece isso com o marido. Olho-o e ele começa: O que foi...em voz alta. E eu fico lixada....
    Com os meus garotos tb se passa o mesmo...enfim, perdem muitas vezes não me entenderem, por mais que lhes explique.

    ResponderEliminar
  8. O meu namorado provavelmente teria reparado no meu olhar esbugalhado e dito, alto e bom som, qualquer coisa super embaraçosa, do tipo "porque é que estás aí a fazer caretas? Tiveste um AVC ou achas que a comida aqui não presta?"

    ResponderEliminar
  9. Ahahah! Pior para ele, neste caso :P

    ResponderEliminar
  10. Eu acho que o meu deve ser igual. não vieram com manuais de instução... Ele ainda era capaz de mandar vir comigo lol
    Eles não sabem o que perdam nos bem os queremos ajudar...

    http://uma-grande-viagem.blogspot.pt/
    Quem quiser tenho um concurso a decorrer

    ResponderEliminar
  11. Eu bem tento lançar esse tipo de olhares à minha irmã (que não é minha gémea) mas ela não entende, raios a partam. Talvez cheguemos lá eventualmente.

    https://exceptionally-pointless.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Antes de pedirmos os pedidos, comentamos sempre o que vamos comer. Assim não há cá stresses 😁

    ResponderEliminar
  13. É a chamada intuição, há pessoas que não a têm tão aprofundada =D

    ResponderEliminar
  14. Sempre pensei como deve ser divertido ter uma irmã gémea! =)

    www.anafernandes.ch

    ResponderEliminar
  15. Não sabia que tinhas uma mana gémea :D eu também tenho!

    ResponderEliminar