domingo, 20 de março de 2016

Instaweek

Quarta-feira jantei com amigos numa das tascas mais famosas da cidade. Adoro aquele ambiente!

As minhas mais velhas, Blackie e Evita.

Sábado, Dom Pirata teve direito a mais de uma hora no rio. :)

Um amor que não se explica, um companheirismo sem igual.

Domingo, dia de visita ao reino da Mãe. Da esquerda para a direita: Cookie, Fred e Figo.

Panquecas caseiras, com açúcar e canela.


https://www.instagram.com/asminhaspequenascoisas/

Quando vivemos rodeados de amor, esquecemos mais facilmente os momentos menos bons. E as preocupações. E as dores. As minhas têm sido apaziguadas.

31 comentários:

  1. Ai que bela semana! ♥
    Beijinho
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Não sei se será boa opção, gostava muito de ter uma gatinha persa branca e essas nunca estão livres para adoção. Trazer da rua está fora de questão, tenho medo que tragam bichos ou doenças. Além disso, não sabendo quem são os seus pais podem ter problemas comportamentais associados à consanguinidade, como os reis da idade média. Disseram-me que os gatos para adoção das associações são gatos de rua e que normalmente não são muito inteligentes e até são mais agressivos.

      Eliminar
    2. Vou-me intrometer, senhora Secretária o que acabou de dizer é um bocado falta de conhecimento para não chamar outra coisa. Os gato de rua até são bem inteligentes e agressivos tanto podem ser uns como os outros. É mais ou menos como as pessoas, há as inteligentes e as pouco inteligentes, as agressivas e as menos agressivas. Devia informar-se melhor.

      Eliminar
    3. 3 adoptadas,não têm doenças e são doces como mel. E muito inteligentes.
      Isso é preconceito, mas cada um faz o que quer.
      Catarina Andrade

      Eliminar
    4. Senhora Secretária, não leve a mal, mas se pondera comprar um gato, deve informar-se muito melhor sobre os felinos, para não se basear no "diz que disse" - ainda por cima falacioso.

      Eliminar
    5. Se pesquisas bem verá que os animais de raça é que têm problemas genéticos, porque para serem de raça só se podem cruzar entre eles e há muito mais consanguinidade. Nunca ouviu dizer que os rafeiros são os mais rijos? ;-) isto é porque eles sim, têm uma grande variedade genética.
      Se adoptar um gato a uma associação ele vem desparasitado interna e externamente e ou trata das vacinas ou pode a associação tratar, se as pagar (no meu caso gasto cerca de 18 euros por ano na vacinação do gato, uma vacina tripla que protege contra três problemas), de qualquer maneira, saiba que o que eles nos podem passar não se resolve com vacinas, mas com desparasitações internas e externas, se o fizer direitinho eles não ganham "bichos" nenhuns, além de que sendo animais geralmente de interior não têm contacto com os parasitas. Pode adoptar um pequenino que se habitua desde pequeno a si, ou dizer que quer adoptar um gato meigo, mesmo nos adultos não faltam verdadeiros doces!

      Deixe-me apenas acrescentar que os gatos persas são particularmente propensos a doenças geradas precisamente pelo apuramento genético da raça, o focinho é cada vez mais achatado e os olhos sempre a lacrimejar, têm grande tendência para problemas respiratórios e de visão. Conheço quem tem tenha tido um porque sempre quis um persa branco e infelizmente teve uma curta vida..não por falta de cuidados da dona. E também dão um grande trabalho diário na escovagem de um pêlo que constantemente forma nós. Aconselho-a a fazer bem a sua pesquisa, e espero que perceba que dar 500 euros por um animal que pode adoptar gratuitamente como gesto de amor pode até lhe trazer mais problemas diários e despesas de veterinário bem mais avultadas.

      Eliminar
    6. Pois, pode ser que tudo lhe saía ao contrário!

      Realmente devia informar-se melhor do que vir para aqui dizer essas coisas.
      Há associações que só entregam os animais que receberam previamente tratados e vacinados. Assim como os que acabam por lá nascer.

      Pode inclusive ir à associação várias vezes ver como se algum animais a agrada e perceber a personalidade do animal (se é agressivo ou não! normalmente não são veja lá quão curioso... ).


      Eliminar
    7. Quando falei em bichos (parasitas) estava a falar de gatos recolhidos na rua. Não é a toa que as associações que os recolhem desparasitam e vacinam, afinal os perigos existem.
      A S* também desparasita os seus animais, não desparasita? No vosso caso é fundamental já que partilham mesa e cama.

      Eliminar
    8. Secretária, qualquer animal apanha bichos, seja um persa ou um rafeiro da rua. :) Desejo-lhe muita sorte na compra ou adopção.

      Eliminar
    9. Poder apanhar não significa que apanhe. Se tiver a infelicidade do seu persa fugir para a rua (estes acidentes acontecem com mais frequência) ele também poderá apanhar pulgas.
      Fica ainda a seguinte curiosidade: os gatos bebés, enquanto amamentados, estão protegidos dos parasitas intestinais pelo leite materno. E durante o inverno os animais de rua ficam protegidos das pulgas, porque estas não sobrevivem ao frio.
      Os humanos, NÓS PRÓPRIOS, se comermos alface ou outros legumes mal lavados também podemos apanhar parasitas internos e até com sushi de locais de pouca confiança. Os humanos também se devem desparasitar internamente pelo menos uma vez ao ano, de prevenção, independentemente de haver contacto ou não com animais. E a nível de pulgas, elas não existem só nos animais, mas sim nos jardins e é lá que os animais as a apanham. Eu já apanhei uma antes de ter gatos e curiosamente, agora que tenho dois, um adoptado outra tirada da rua, nunca apanhei nenhuma. É como achar que pessoas com mais posses não apanham piolhos!!

      Eliminar
    10. JoanaS, concordo com tudo o que escreveu mas queria fazer só um aparte: já não é recomendada a desparasitação interna de prevenção nos humanos ;) Digo isto porque originalmente vivi no Norte, numa terra pequena onde todos os anos toda a gente da minha família engolia o que chamávamos 'remédio das bichas' e quando entrei na faculdade uma das primeiras coisas que aprendi (sou médica) foi que isso não se devia fazer e que até podia criar resistências ;) Desparasitação interna sim, mas só e apenas se existir algum sintoma ;)

      Eliminar
    11. E quais são os sintomas?

      Eliminar
    12. Obrigada pela informação, Joana :-) Eu também sou do norte, e como convivia com muitos animais que na altura não se desparasitavam (outros tempos), o pediatra mandava a minha mãe dar-me duas vezes ao ano o que efectivamente chamávamos "remédio das bichas". A minha irmã mais velha há uns anos apanhou um parasita porque era uma descuidada a lavar salada (na altura nem tínhamos animais) e tomou o medicamento e na farmácia aconselharam a que todos cá em casa tomássemos.
      Aproveito para dizer que sigo o teu blog e que gosto muito, embora nunca tenha escrito por lá. Gosto muito das receitas e tenho ADORADO os relatos da gravidez :-) Tudo de bom para vocês e os três e, mais uma vez, obrigada pelo esclarecimento!

      Eliminar
  3. As felinas não brigam?
    Peraltices à beira do lago! hahaha
    Panquecas tentadoras! Ai, meu Deusinho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. :) A Blackie é um bocado maldosa para as outras duas, mas dão-se todas bem. :)

      Eliminar
  4. Oh, o Pirata está tão fofo nessas fotos (=

    ResponderEliminar
  5. Qual e a tasca por curiosidade? Tone bento? Necas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tone Bento. Ovas, arroz de marisco, peixe frito, búzios. <3

      Eliminar
  6. Saudades dessa tasca maravilhosa! Onde tudo é bom!

    ResponderEliminar
  7. Olá, Olá. Não sei se sabes mas... Bem, se não sabes, ficas a saber. Eu adoro fotografia e livros!!! Sendo assim, decidi criar um concurso relacionado com isso. Se também gostas, não vais querer perder a oportunidade de ganhar um. Vá, envia um e-mail com uma fotografia original, TUA, alusiva à escrita/livros. Para te habilitares a ganhar o prémio, também deverás seguir o meu blogue e o do Miguel Pereira (autor). No dia 02 de Abril irei publicar todas as participações e aquela que tiver mais votos (comentários relativos à sua fotografia) será o vencedor de um livro, "A Analogia Da Morte".

    dianafilipa.fonseca@gmail.com
    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/
    http://the-twentythird-avenue.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Uma fotinha de frente do Fred, por favor, que assim não dá para ver o focinho tão patusco.E também gostei muito do Figo(nome mais fofo).

    ResponderEliminar
  9. Ai os gatos da mãe que fofos! Adoro gatos e por minha casa já passaram muitos quase todos vindo da rua.Foram todos bem tratados e eram todos eles uma meiguice. Adoptei um persa com oito anos (coisa mais fofa!) porque a pessoa que o tinha deixou de poder estar com ele. Infelizmente veio com um problema renal e só esteve comigo 18 meses apesar de todos os cuidados veterinários. Actualmente tenho uma gata persa que adoptei numa associação há seis anos e um rafeirinho que me deixaram à porta há 2 meses.Lá em casa já não se vive sem gatos...

    ResponderEliminar