domingo, 3 de janeiro de 2016

2015... xau xau!

O ano que findou foi relativamente calmo. Surgiu um novo desafio profissional, que agarrei com muita vontade e que tenho adorado fazer. Para ele, as coisas também melhoraram, trabalha no que gosta, faz o que merece fazer,. Podíamos estar melhor, mas também podíamos estar pior.

Mas 2015 fica com aquele sabor agridoce. Foi um ano... sei lá... sem concretizações?

Não foi um ano que me tenha marcado por nada em concreto. É verdade, nasceu o meu sobrinho, que é o bebé mais bonito, divertido e risonho de sempre. Não é por ser sangue do meu sangue, é mesmo um menino lindo e bem disposto. Sim, existem crianças feias. Sim, existem crianças que tiram a paciência a um santo. O "nosso" é diferente. 

Mas tirando esse lindo facto, não aconteceu mais nada. Continuei a ter o meu trabalho, a fazer o que gosto, a estar com quem gosto. 

Continuei a ter uma excelente família, mas a ver pouco as minhas amigas portuenses. 

Não viajei. Não tive oportunidade de sair da minha cidade, de conhecer o mundo. Também não tive direito a nenhum desafio ou à concretização de algum sonho.

Foi um ano que pouco me deu. Espero que 2016 seja bem melhor.

37 comentários:

  1. O meu também não foi bom nem mau...foi assim, assim...

    ResponderEliminar
  2. Que 2016 seja muito melhor : )
    Beijinho,
    Mafalda

    http://cucasandcookies.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Ora então que 2016 te traga muitos desafios emocionantes e muitas novidades! Bjs

    ResponderEliminar
  4. Acho que há anos que nos dão essa sensação (ou fases, talvez). Sabes o que comecei a fazer para melhorar isso? Faço uma lista todos os meses das coisas fixes que fiz. Vou à agenda e faço mesmo uma lista. Normalmente publico-a no dia dos meus anos no blog e ajuda muito, porque se por um lado muitas vezes tenho a sensação que em determinada altura não fiz 'nada de especial', depois vejo na lista e afinal conheci um restaurante giro, passeei por um sítio diferente, fui a um museu onde já nem me lembrava de ter ido, vi aquele espectáculo que até pensava que tinha sido no ano passado... :) Experimenta :)

    E bom ano :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a ideia e vou pô-la em prática este ano! Parece-me óptimo, sobretudo para quem (como eu) acha que nunca fez nada de interessante.

      Eliminar
    2. Como eu escrevo quase tudo na agenda ajuda bastante. Assim aos pouquinhos ficamos sempre com a sensação que não fazemos nada de especial (principalmente para quem, como eu, tem uma péssima memória), mas depois quando vemos a lista toda é que percebemos o quanto fizemos :D

      Eliminar
  5. Aproveita ao máximo para que no final deste ano, possas dizer que curtiste muito! Beijinho e um feliz ano de 2016 para todos

    ResponderEliminar
  6. Eu vejo as coisas de forma um pouco diferente. Gostei muito de 2015, como de 2014 e de 2013. Neste ano viajei menos do que gostaria mas estive com a minha família, vi a minha filha crescer, estive com amigos, continuei a fazer trabalhos de que gosto muito, renovei a cara do meu blog e continuei a escrever com uma vontade que nunca tive. Foi um bom ano e, todos os dias foram dias de concretizações. :) Se 2016 for igual será um ano muito bom.
    Para começar o ano, uma dieta como deve de ser e o fim de 2 vícios: café e açúcar. vamos lá ver como corre: http://www.vinilepurpurina.com/2016/01/03/e-a-dieta-recomeca-hoje/
    Ainda não é desta que começo o exercício físico, que sou uma pessoa que gosta de ter metas alcançáveis hehehehe.

    ResponderEliminar
  7. Revejo-me nas suas palavras mas...desde que tenhamos saúde o resto faz-se...

    ResponderEliminar
  8. E o casamento da mana! :)

    Pode dar-se o caso de teres de ser tu a tornar o ano de 2016 memorável, em vez de se esperar que surja algum desafio ou sonho concretizado. Pensa num objectivo (casar, ter um filho, mudar de emprego, viajar até aquele sítio, perder peso, fazer uma corrida) e começa a tratar disso para no fim do ano poderes dizer que "2016 foi um ano especial porque fiz isto!". :)

    ResponderEliminar
  9. Pensamento positivo e que 2016 seja em grande :D

    ResponderEliminar
  10. Mas tens a noção de que achas que o teu sobrinho é diferente apenas porque é teu sobrinho certo?
    Eu acho todas as crianças feinhas chatinhas aborrecidinhas com excepção da minha própria criança porque, lá está, é minha.
    A grande diferença entre eu e as outras mães (neste caso tia) é que eu tenho a noção de que o meu filho só é importante para nós, família chegada, enquanto que todas as outras parecem pensar mesmo que os seus filhos são especiais e que todos se devem curvar perante eles...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. O meu sobrinho é mesmo lindo, simpático e divertido. Toda a gente o diz. Eu não acho as crianças algo de espectacular só por serem crianças. O Miguel é espectacular porque efectivamente o é. ;)

      Eliminar
    2. Eu também não acho as crianças algo de espetacular, por isso tenho a noção de que a minha criança só a mim me interessa e só para mim é realmente espetacular. Mas é claro que todos também mo gabam, ninguém tinha coragem de fazer o contrario, mas mais uma vez, eu tenho esta noção, pensava que também a tinhas, mas parece que não

      Eliminar
    3. Anónimo, falta de noção é você estar a escrever essas coisas sem sequer conhecer o bebé em causa. Passe bem!

      Eliminar
    4. Oi? Por acaso falei mal do bebe? Estou a falar da falta de coerência das pessoas que não querem saber dos filhos dos outros mas acham que os outros são obrigados a ter interesse nos filhos deles.

      Eliminar
    5. Anónimo, onde raio eu disse que deviam ter interesse no meu sobrinho? Eu amo-o. Se você não tem interesse nele, ou se os outros não se interessam, é-me indiferente. Ele também não quer saber dos outros, só de quem gosta dele. :)

      Eliminar
    6. Então porque te ofendeste?

      Eliminar
    7. Eu acho que percebo um pouco o que o anónimo diz e também o que a S* diz. Há efectivamente crianças capazes de tirar a paciência a um santo, que fazem birras 24h por dia, que esgotam os pais e quem os rodeia, que dão trabalho. Pela descrição da S*, o sobrinho é um bebé fácil, bem-disposto e isso torna-o especial por ser diferente destes casos. Por outro lado, há mais crianças assim, há com certeza mais crianças que têm exactamente o mesmo feitio do sobrinho da S* e isso faz com que ele, aos olhos de outros que não façam parte da família encantada, não seja assim tão especial mas sim um bebé normal. :)
      Até porque mesmo sendo um bebé incrível como o descreves S*, a verdade é que sendo tia a tua opinião será sempre um pouco tendenciosa, o que é perfeitamente natural. :)

      Um exemplo: tenho uma bebé de dois meses e meio, sorridente, come bem, pouco chora e dorme 12 horas seguidas, o que é um descanso para mim. Tenho sorte em ter uma bebé assim, é um facto, e aos meus olhos ela é mesmo um espectáculo. Quem convive com ela acha-a um amor. Mas eu sei que para o mundo ela é apenas mais um bebé com bom feitio e que não é mais especial do que os milhares de bebés que devem existir iguais a ela. :)

      Eliminar
  11. 2015 para mim pessoalmente foi um ano de luta e de mudanças... Espero que 2016 seja um ano mais sorridente.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Como se costuma dizer, com o mal dos outros podemos nós bem!! mas considera-te feliz por teres um emprego uma família e saúde.
    Bom Ano S* beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Eu senti o mesmo. Foi mais um ano que passou sem nada de memorável (e eu sou uns anos mais nova que a S*). Sinto que a vida me está a passar ao lado e peço desculpa por vir aqui desabafar, mas sinto-me muito sozinha. E custa muito ver o resto da família já a encaminhar a vida! Claro que lhes desejo o melhor, mas isso só me mostra o meu falhanço. Acho que a minha única solução é emigrar... Que o próximo ano seja melhor para todos.

    ResponderEliminar
  14. Que venha um 2016 bom. ;)
    Beijinhos e muitos sorrisos :)

    ResponderEliminar
  15. Primeiro, estavas muito bonita na PDA. Segundo, que todos os teus desejos se concretizem :)

    ResponderEliminar
  16. Eu entendo o "feeling" mas, se te consolar, mais vale um ano sem concretizações do que um ano negro (para mim foi 2014) :) Tem um 2016 excelente!

    ResponderEliminar
  17. S., respondendo ao teu comentário: sim é uma wok do Gato Preto agora. Com esta ainda não cozinhei porque tenho outra (não troquei porque esta parece-me de melhor qualidade, fica guardada e quando a outra der sinais de fraqueza tenho esta). Para saltear legumes, para as massas e para preparar carne picada é optima (acho k tem mais coisas maravilhosas que podes fazer la, mas sinceramente para mim um tacho é um tacho e serve quase tudo para o mesmo ehehe)

    ResponderEliminar
  18. cabe-nos a nós fazer com que cada ano tenha algo de especial. Basta definirmos objetivos e ir tentando cumpri-los. No final, a sensação de "ter feito alguma coisa" faz com que não achemos que foi um ano sem concretizações. Por mais pequenas que sejam. Desde que cumpramos os nossos objetivos (e que a vida colabore um bocadinho, sem grandes sobressaltos) já será um ano com coisas especiais :) Bom ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente. A responsabilidade é nossa e quando as coisas não correm como idealizamos, somos nós que devemos perceber o que devemos mudar. Temos que ser nós a estabelecer objectivos e a lutar por eles.

      Eliminar
    2. Entro neste comboio.
      Uma coisa são coisas que não controlamos completamente: emprego, saúde, morte de familiares, etc...

      No entanto, de resto cabe-nos a nós decidir e fazer por isso. Se quero viajar, poupo para isso. Se acho que preciso de mudar algo, planeio e mudo. Se quero mudar algo em mim, planeio e concretizo. Se não der no momento, dá depois, se não puder ser tudo de uma só vez é aos poucos mas ficar parada a queixar que não houve nada de mais não dá para mim.

      Eliminar
    3. De acordo também. Há coisas de que não nos podemos queixar se não fizermos nada por elas!

      Eliminar
  19. Não deu mas também não tirou, o que já não é nada mau :)
    Espero que 2016 seja mais generoso contigo!

    nem mais nem menos

    ResponderEliminar
  20. Contas feitas, foi um bom ano para ti e vais ver que este vai ser melhor =)

    ResponderEliminar
  21. que legal! então que venha um 2016 tão bom quanto o 2015 para vc!

    ResponderEliminar
  22. Este vai ser melhor sem dúvida! No entanto olha tens saúde uma família espectacular, amigos isso já é muito bom!! beijo enorme...

    ResponderEliminar
  23. e vai ser muitooo melhor, vais ver que sim!

    ResponderEliminar