quarta-feira, 29 de julho de 2015

Cecil, o Leão

Depois ainda há quem ache estranho este amor que tenho pelos animais. Depois de saber como o leão Cecil foi torturado, esfolado, decapitado, sinto nojo profundo por todos aqueles que são capazes de fazer mal a um animal, só porque sim.

Nunca neguei a morte de um animal para alimentação humana. Gostaria de ter a coragem de não comer animais, mas não a tenho - falta-me a força de vontade. Mas esta maldade gratuita é das coisas que mais me perturba.

Quão inútil e sem tomates tem um homem de ser para achar divertido espetar uma flecha num leão, vê-lo a sofrer por dois dias, antes de o esfolar e decapitar?

Gente de merda. Se pudesse matar esta gentalha, matava. Não me importava de ser presa, se soubesse que esta escumalha toda deixava de existir.

35 comentários:

  1. Também não percebo esse matar só por matar.

    ResponderEliminar
  2. Que horror! Cambada de imbecis! Não acredito que há pessoas tão cruéis!

    beijinhosss

    ResponderEliminar
  3. Estou cada vez mais perto de abolir carne da minha alimentação. Acho que há qualquer coisa dentro de mim que sente, cada vez mais, que não me é natural. Pelo que conheço de conversas com pessoas que ao longo da vida adoptaram hábitos saudáveis, pessoas bem mais velhas e sábias que eu, todas deixaram a carne, todas sentiram o efeito desintoxicador que essa decisão lhes trouxe para o corpo. Isto, claro, nada tem a ver com teorias de maluquinhos de animais, mas com a minha crescente crença de que estamos a evoluir como espécie no sentido de nos "desabituarmos" a sobreviver através do consumo de carne animal.

    É claro que isto foi o meu pensamento civilizado e centrado numa única frase do texto. Porque quanto ao resto já não sou tão civilizada.
    Portanto, este começou certamente por esfolar gatinhos em pequenino e graduou-se a torturar, esfolar e matar o Cecil. Toda a gente vê que está aqui um sociopata!
    Alguém que me explique que eu nunca hei-de perceber como é que alguém fica feliz com sangue nas mãos?

    Eu gostava, honestamente, de compreender o que é vai na cabeça destas pessoas.

    Mira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mira, só pode ser um grande frustrado.

      Eliminar
  4. A mim faz-me mais confusão a quantidade de mulheres, crianças, homens que são decapitados e torturados todos os dias :'(

    ResponderEliminar
  5. Eu largava-o na selva, sem armas, para ver até onde chegava a valentia do anormaleco. :/

    ResponderEliminar
  6. Matar animais só porque sim é intolerável.

    No entanto, matar pessoas, seja porque motivo for, não me parece muito melhor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja porque motivo for? Pense como quiser e sentir que é melhor. Gentalha de merda não faz falta ao mundo.

      Eliminar
    2. Sim, seja porque motivo for. Gente violenta não faz falta ao mundo, no meu entender. E tanto é violência matar um animal como uma pessoa.

      Eliminar
    3. Pois S* nem tiveste resposta para este comentário.

      Eliminar
  7. Concordo , é uma coisa de outro mundo, e a mim faz-me muita confusão existirem pessoas assim

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente, a tortura não é permitida segundo as leis actuais, pois de bom grado veria este idiota ser empalado e, em a técnica sendo bem feita, ficava a agonizar 1 semana para aproveitar ao máximo a experiência para reflectir no que fez aos outros "troféus". E quem diz empalar, diz qual quer uma das excelentes técnicas desenvolvidas pelos antigos. A lista de animais que este )(/%$#$" possui é vergonhosa: urso polar, rinoceronte, búfalo... bem, são-lhe conhecidos 43 "troféus" por arco e flecha.

    Não pretendo deixar de comer carne nem peixe (e muito menos polvo e bacalhau - sim este último é peixe mas eu ponho numa categoria pessoal) mas reduzi o consumo a 2-3 vezes por mês. Podes reduzir e já contribuis à tua maneira para que menos bichos sofram uma vida miserável e morte indigna em muitos casos porque simplesmente o consumo actual é francamente exagerado. Já dás o teu melhor pelo bem estar dos animais que tens ao pé de ti e essa dedicação é valiosa ;)

    ResponderEliminar
  9. Também foi com pesar que li a notícia mas é neste ponto que perdes a razão, S*:
    "Se pudesse matar esta gentalha, matava." Eles também matam, simplesmente, porque podem - já sei que vais ficar ofendida mas talvez vocês não defiram assim tanto.
    Desejar a morte de um ser humano, por mais vil que seja, não é resposta para nada. Que seja punido, sim; mas cuidado com esse tipo de insinuações que são perigosas. Muito perigosas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sinto que precise de ter cuidado. Matava mesmo esta gente de merda. E não seria porque sim, seria porque merecem.

      Eliminar
    2. Já o caozinho que mata um miúdo, há que salvar e chamar-lhe Mandela.
      Dá nojo o que este homem fez, não o defendo para nada, mas dizer que o matava é descer ao mesmo nível.
      É o mesmo que estar de acordo com a pena de morte, e isso para mim não passa de uma vingança, não uma forma de fazer justiça.

      Eliminar
    3. Não concordo nada com o que ele fez (adoro animais) mas, ao afirmares isso, colocas-te exactamente ao mesmo nível dele.

      Bjs

      Eliminar
    4. Serias tu o júri, juiz e carrasco?

      Eliminar
    5. "ser humano"?????????!!!!!!!!!!!!

      Eliminar
  10. A caça por "desporto", é um crime abominável.

    ResponderEliminar
  11. Tal como tu, não nego a morte de um animal para alimentação humana. Falo de uma galinha, de um porco ou de uma vaca. A carne não vai parar ao talho por obra do Senhor Espirito Santo. Agora...matar só porque lhes apetece? Não tem explicação...mereciam o mesmo.

    ResponderEliminar
  12. Pois, se precisasses de ajuda para torturar o indivíduo, podias contactar-me! Sou vegetariana há quase 10 anos, vegan para aí há uns 5. É verdade que tem de existir uma boa força de vontade, mas, em mim, o consumo de animais, é repugnante, pelo que já está intrínseco e se torna tão natural como beber água. Depois, em relação à criação e abate para consumo, se quiseres dar uma olhada pela diversa informação, verás que acontecem coisas terríveis, que te fariam sentir o mesmo asco que sentes agora por essa psicopata. No fim de tudo, a escolha será sempre tua.

    ResponderEliminar
  13. Acredito piamente que se dois ou três assassinos de animais, ou pessoas inocentes, fossem mortos de forma dolorosa iriam servir de exemplo e que muitos outros iriam pensar duas vezes antes de cometer os mesmos gestos. As coisas chegam a estes extremos porque muitos dos crimes ficam impunes.
    Vale de muito este badameco dizer que está arrependido no conforto do seu apartamento...Por mim soltavam-no na savana, espetavam-lhe uma seta no rabo e perseguiam-no durante três dias até finalmente o matarem. Tenho a certeza que muito riquinhos dados a caçadas iriam pensar duas vezes antes de pagaram 50 mil euros por uma caçada em África.
    Tenho dito!

    ResponderEliminar
  14. Este post é uma baralhacao autêntica.

    O teu amor pelos animais não deve ser só por eles serem torturados ou maltratados. Deve ser porque sim, por gostares...acho muito bonito gostares dos animais e vê-se que é autêntico, e isso é louvável.

    Coragem de deixar de comer carne? Não será essa a palavra certa...pois se te dá tanto ódio do ser humano que faz isso a animais, seria bem fácil deixares de comer carne, mas é natural não o fazeres, mas não uses a palavra coragem, que é mal aplicada neste caso, é uma questão de habito e cultura.

    Mas chocada fiquei ao afirmares que matavas as pessoas, espero que seja um desabafo de raiva, todos temos. Pois eu gosto de animais irracionais, mas gosto da nossa espécie, e estas a ser contraditória...ficas com imensa pena e com razão dos animais, mas terias sangue frio para matar uma pessoa que é da tua espécie? Eu nem uma mosca consigo matar. O único caso que me veria num momento frio, seria de alguém estivesse a fazer muito muito mal a um filho meu, ou a alguém que amo, e no momento.

    Porque não antes querer ver as pessoas presas e a sofrer a privação da liberdade por destruir a Natureza? Sim, pk os animais selvagens são parte fundamental do nosso mundo...

    Oh S. não sabes o que é estar presa, com todo o respeito sabes lá o que falas...

    Compreendo que tenhas muita raiva, mas antes de escreveres tens de pensar, pois é mesmo isto que os teus 'haters' gostam, e tu das trela. As tuas palavras são mesmo perigosas e isso também é uma opinião pessoal de muitas pessoas. Tu não te importas que essas pessoas morram, outras já não acham correto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não teria coragem de os matar, pessoalmente.
      Mas se pudesse escolher eliminava deste mundo pessoas que não merecem habitar nele e que o tornam um lugar pior para todos os outros. Este seria um deles...

      Eliminar
  15. Desta vez assino por baixo o que escreveu!!!!!!

    ResponderEliminar
  16. Tão cruel e macabro como esse caso é o das touradas, cujo massacrado/torturado e depois morto é um touro que não sabemos o nome, nem é considerado o rei da selva, mas para mim o sofrimento por que passa não é menor do que um leão. Tenho muita pena que uma grande maioria das pessoas se acomodem à ideia da existência de touradas, mesmo as que não concordam com elas. Tenho muita pena que o governo, políticos, televisões, autarquias, artistas, e se formos a ver bem, até alguns dos nossos familiares, aprovam e até gostam disso. Já viu se fossemos matar toda essa gente? Há que haver consciencialização das pessoas desde pequenos e os direitos dos animais cumpridos por todos.

    ResponderEliminar
  17. Também fiquei horrorizada com a história. Acho inconcebível que alguém mate um animal por prazer. Entendo que a reação da S. é uma reação de raiva e acredito que não seja literal. Quem abomina o sofrimento de um animal, certamente sentirá o mesmo a respeito de um ser humano, ainda que este seja vil e desprezível. Quando à questão de deixar de comer carne (ou peixe visto que também são animais), nunca foi algo que me fizesse confusão. Consigo separar as coisas. Mas recentemente o meu filho de 9 anos tem-se recusado a comer "animais" porque o incomoda a idéia. Tenho apostado numa alimentação mais à base de vegetais e outras proteínas para compensar porque respeito a escolha dele (pode fazer confusão a muita gente, mas acredito que é legítimo ele decidir que não quer comer carne ou peixe e não o vou obrigar).
    Tudo isto para dizer, que aceitando que se matem animais com o propósito de os comer, este tipo de matança é algo que me deixa repugnada.

    Conceição

    ResponderEliminar
  18. conhece o blog do Sr. professor e filósofo "Ponteiros Parados"? é um blog belíssimo e apresenta ser uma pessoa de grande cultura e para meu meu espanto já confessou no blog que gosta muito de touradas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://ponteirosparados.blogspot.pt/2015/04/a-derrota-dos-porcos.html

      Eliminar
    2. No melhor pano cai a nódoa, não é?

      Eliminar
  19. Não dá mesmo para perceber estas pessoas =\

    ResponderEliminar
  20. Eu não o matava. Presenteava-o com um passeio pela selva com os animais de que ele tanto gosta, mas só isso mesmo: ele, só ele e a sua roupinha (se calhar até sou a ser demasiado generosa) e ele que os encarasse olhos nos olhos e tivesse um final "feliz".

    ResponderEliminar
  21. Eu matar não matava ninguém, mas que estas coisas metem repulsa metem.

    ResponderEliminar
  22. As pessoas deixam-se manipular com tanta facilidade...

    ResponderEliminar