segunda-feira, 27 de abril de 2015

Mulas da Droga

Ao ver a reportagem sobre as Mulas da Droga, na TVI, só consigo pensar que aquelas pessoas realmente foram estúpidas. Estúpidas, inconsequentes, tontas.

Dinheiro é dinheiro, porra. Não paga a falta de liberdade. Ainda por cima para o Brasil, um país tão massacrado pela droga e que tenta de forma tão forte combatê-la. O dinheiro não paga perderem a família, a mulher, os filhos, amigos... Deu-me certa pena, confesso.

17 comentários:

  1. eu ainda não vi a reportagem mas quero vê-la.
    Bjo

    Maggie

    ResponderEliminar
  2. Eu fiquei com pena daquelas pessoas. Foi, sem dúvida, o desespero que as fez chegar àquele ponto! Mas depois pensamos: será que compensou? Acho que eles nem pensaram o que pesava mais na balança: o que têm agora (por muito pouca que seja) e o que podem vir a perder. É triste =/

    ResponderEliminar
  3. também vi essa reportagem, adorei. os motivos da rep. nao eram os melhores mas é curioso ver o que eles têm a dizer sobre o que lhes acontece: presos por tráfico de droga.

    ResponderEliminar
  4. com esta crise, tanto desemprego... o desespero leva-nos à loucura!

    beijinhosss

    ResponderEliminar
  5. A mim não me dá pena, nem paixão.
    Por dinheiro fazem tudo... menos trabalhar. Que pariu!

    ResponderEliminar
  6. Não vi essa reportagem, mas já vi outras que abordavam o mesmo tema.
    Há escolhas muito insensatas. A mim, nada me faria entrar num esquema desses.

    ResponderEliminar
  7. Não vi essa, mas já vi outras e realmente é uma tristeza...

    ResponderEliminar
  8. S* não julgues... Pelo que percebi havia ali pessoas que estavam na miséria... Quando tens um filho para criar e te oferecem 5000€ tu preferes correr o risco do que deixar um filho a morrer à fome.... :/ Houve la um senhor que disse que correu bem da primeira vez e da segunda e que só à terceira é que falhou. Também me deu pena.... O que as pessoas se submetem por algum dinheiro... Mas não julgo porque não sei o que é o desespero destas pessoas.

    O que mais me assustou foi o casal que a mala foi trocada e quase iam dentro por causa dos palhaços que tratam das malas... Que filhos da mãe. Que medo! Ainda por cima viajo com alguma frequência e isso deixou-me mesmo assustada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não julgo, pois não sei o que faria se acontecesse comigo, mas um facto é que hoje em dia já há tantas soluções, as pessoas estão muito mais solidárias... Se essa pessoa me viesse pedir comida para o filho eu enchia-lhe um carrinho de compras!! E não pensou que poderia ser apanhada e ficar sem esse filho? Inconsequentes...

      Eliminar
  9. Ontem não pude ver, mas hoje vou ver mesmo.

    ResponderEliminar
  10. Uma pessoa desesperada chega a extremos que não são sequer concebíveis.

    ResponderEliminar
  11. " Estúpidas, inconsequentes, tontas". S*, sempre tão cheia de compaixão, piedade, compreensão e nunca pronta a julgar. A não ser que a causa seja animal, claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente há animais sim, mas é aqui neste blog a comentar de modo anónimo! S* Porque não metes os comentários como moderados?

      Bjs

      Eliminar
    2. eheheheh Sérgio, eu modero... mas este deve ter vindo no meio da corrente e escapou-me!

      Eliminar
  12. Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.
    Albert Einstein

    ResponderEliminar