domingo, 27 de julho de 2014

Um ano de Pirata

Faz hoje um ano que adoptamos o nosso cão Pirata. Não vou mentir: foi um ano de muita felicidade mas também de muita frustração. Dei por mim a dizer diversas vezes que "se soubesse o que sei hoje, não o tinha adoptado". E olhem que eu sempre tive animais. Mas este dá uma trabalheira do caraças.

Um ano depois, ainda não aprendeu que o xixi e o cocó são sempre para se fazer na rua e, de vez em quando, aromatiza-me o lar.

Rói tudo o que pode. Telemóveis, carregadores de telemóveis, fios do airbag do meu carro, óculos, livros, coisas variadas. Ultimamente, desenvolveu uma fixação por almofadas e fronhas de almofadas. Desde sempre, e sempre que pode, rói mantas, tapetes, colchas, lençóis. 

Nunca pára quieto, apesar de ser o cão que mais passeia, de todos os cães que conheço (e não são poucos...). Temos de o levar à rua várias vezes ao dia, muito tempo de cada vez, e ele nunca fica satisfeito.

É o cão com mais apetite de todo o sempre. Come a ração, mas delira com arroz branco e massa simples. No que toca à massa, sai à "mãe".

Tem um feitiozinho desgraçado, arreganha os dentes quando é contrariado, e não gosta que mandem nele.

Mas, mesmo sabendo o que sei hoje, teria sempre adoptado este terrorista.

É uma alegria imensa voltar para casa ao fim de um dia de trabalho e ver a alegria nos olhos dele. Arranha-me toda ao saltar-me para cima, estraga-me a roupa, mas é uma alegria.

É uma alegria ver como é feliz com toda a gente. Gosta de toda a gente. Convive com todos os animais. É amoroso perceber como ele anda sempre colado a nós, feliz por fazer parte da nossa vida.

À noite, dorme connosco, na cama, enche-nos de pêlo, deixa-nos cheios de calor, mas é um hábito que adoramos. É a vida, há quem ache nojento, mas nós achamos que é só afecto.

Ele dá trabalho, oh se dá. Mas a alegria, o amor, a devoção... Caramba, isso supera tudo.

37 comentários:

  1. Dorme convosco e não vos acorda durante a noite? Quem me dera poder dormir com a minha cadela, mas ela não pára quieta. É um amor maior que o mundo, não é? :) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um amor maior que tudo. :) Durante meses ele não parava quieto durante a noite. Mas agora está mais adulto e não chateia nada. Apenas faz calor!

      Eliminar
  2. É tão lindo um amor assim :) Vale sempre a pena passar por tudo para chegarmos a casa e vê-los a vir ter connosco. Não acredito que já passou um ano, parece que foi ontem! Que ele continue a dar-vos essas alegrias todas :)

    http://miscelaneathesecond.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. É uma alegria imensa voltar para casa ao fim de um dia de trabalho e ver a alegria nos olhos dele. Arranha-me toda ao saltar-me para cima, estraga-me a roupa, mas é uma alegria.
    Juro que nesta parte fiquei confuso... se estarias a falar do cão, ou do namorado. eheheheheheheheheh

    ResponderEliminar
  4. Olá, identifico-me bastante com os relatos que fazes do teu Pirata, porque também tenho um cão com um ano, fisicamente mt parecido com o teu e com um feitio muito peculiar. É bastante enérgico como o teu, também sofre de ansiedade de separação, mas já não faz nada em casa, nem xixis, nem cocós. Só um xixizito ou outro, de vingança, quando por vezes é contrariado. Eu, porque tenho essa possibilidade, comecei a levá-lo à rua logo após as refeiçóes e, com isto, consegui que ele percebesse que é na rua que tem de fazer as necessidades. Comigo resultou, poucos dias dps de ter iniciado estas rotinas.
    Tenho pena de não morarmos perto, pois tenho a certeza que os nossos cães se iriam dar mt bem, são ambos super activos, mimadões, e gostam concerteza das mesmas brincadeiras parvas para as quais, os cães mais velhos já não têm paciência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ufa, uma alma que me compreende. :D O Pirata adoraria ter mais amigos. Nunca se cansa e é muito sociável.

      A dica de o levar à rua depois das refeições nós já usamos. Mas o manhoso só come quando quer, é difícil criar rotinas.

      Eliminar
    2. Mas aí têm de criar outra rotina. =S Os comem não são como os gatos. Aos cães, crias um horário de dar comida a X horas e a Y horas (não sei quantas vezes dás). Às X horas colocas a comida, se ele não come, retiras. Quando lhe fores a dar a comida às Y horas, já vais ver que ele come porque já tem fome. Tal como os passeios, eles têm de ter rotinas de alimentação. E assim, depois da refeição já podes ir passear com ele.

      Eliminar
    3. Anónimo, tem toda a razão. Já tentei essa técnica de lhe tirar a comida, e realmente funciona. Tenho de voltar a implementar. :) Obrigada!

      Eliminar
  5. sei bem como é, a minha parece que foi ontem e já tem 7 anos! a vida sem animais tem muito menos responsabilidade mas não tem de certeza o mesmo conteúdo, são tudo de bom:)
    beijinhos e parabéns

    ResponderEliminar
  6. Pelas tuas palavras depreendo que o pirata seja um pouco hiperactivo, o que é normal para a idade, por outro lado é um indisciplinado nato, talvez por ter donos que não desempenhem o papel de líderes da matilha, mas o comovente é a afectividade que sentes por ele e que é perceptível pelas palavras escritas. Bo m domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... ele é que é o líder da matilha... :P

      Eliminar
  7. Tal e qual como o meu gato...
    Mesmo com muitas judiarias que me faz eu NUNCA me arrependo de o ter adotado porquê? Sabe tão bem chegar a casa e ele estar à minha espera, ronronar para mim :) Ainda por cima vivo sozinha...

    ResponderEliminar
  8. Um animal dá trabalho mas é sempre uma alegria.
    Bom restinho de Domingo.
    Bjinhos ♥
    http://sarranheira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Como te compreendo... adorava poder ter um animal de companhia aqui por estas bandas mas, infelizmente, como passo muito tempo a viajar e não teria com quem o deixar, não dá mesmo )=

    ResponderEliminar
  10. Parabéns ao Pirata por ter uns donos atentos, preocupados e carinhosos!

    ResponderEliminar
  11. Parabéns ao Pirata e à mamã que apesar do trabalho que tem com ele faz com que o amor fale mais alto e compense tudo :)
    Sei bem o que é ter um terrorista desses em casa, mas não o trocava por nada!

    ResponderEliminar
  12. Com a minha menina foi a mesma coisa, agora pede sempre para ir à rua, no entanto nunca foi assim de roer muito. Os animais são sempre uma alegria apesar do trabalho e de algumas dores de cabeça. :)

    ResponderEliminar
  13. Eles entram na nossa vida e adoramos mesmo com todas as "complicações"

    ResponderEliminar
  14. Ele é um espertalhão super atento a tudo o que o rodeia. Quando passei por ti, quando estavas no multibanco, achei piada ele estar a olhar para todos os carros e a cabeça dele a andar sempre da esquerda para a direita.

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Parabéns aos dois :) Dá trabalho mas é tão bom ver os animais felizes :)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Acredito que se tem que gostar muito para cuidar de um animal doméstico, porque imagino o trabalho, energia e gastos que demanda. Acho que algumas pessoas topam este tipo de vida e que outras não, até mesmo pelo estilo de vida que levam. Mas também imagino que se tenha um companheiro e tanto. Parabéns para os donos do Pirata.

    ResponderEliminar
  17. Não há nada como o amor da nossa Família de 4 patas! São fiéis, carinhosos, amigos, leais, .... enchem-nos os dias de alegria e fazem-nos esquecer os momentos menos bons.
    Parabéns Pirata por seres assim e por teres uma Família tão especial.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Poderia dizer o mesmo exactamente em relação a minha cadela, mas em tamanho ligeiramente mais pequena :)
    Aquela recepção quando chegamos a casa faz nos esquecer as traquinices todas, e olha que a minha já me fez umas traquinices valentes, ate uma mesa nova para a cozinha me fez comprar.
    Mas supera tudo porque quando estamos em baixo, eles estão lá, sem cobranças...

    ResponderEliminar
  19. As nossas bolinhas de pelo são o melhor do mundo. Por mais asneiras que façam, o primeiro ano é sempre mais complicado, com o tempo eles vão acalmando, vejo isso pelo meu, o amor e afecto que eles demonstram sentir supera tudo mesmo :)

    ResponderEliminar
  20. Parabéns para o Pirata :)
    Quanto à "indisciplina" acho que precisam de técnicas novas para "educar" o pirata.
    A Kika também ficava muito ansiosa quando nós chegávamos a casa ou quando tinhamos visitas e conseguimos controlar isso tudo ;) Se deu trabalho? claro, muito mesmo. Mas no fim vale muito a pena, até porque ela está mais tranquila :)
    E quanto aos cocós e xixis tens de adoptar a táctica da recompensa/reprimenda. quando ele faz cocó e xixi na rua dás-lhe um biscoito e fazes uma festa enorme, quando ele faz em casa pões de castigo e "ralhas" com ele. Vais ver que resulta :)

    ResponderEliminar
  21. Q coincidência, ontem fez um mês q adopptei a minha cadela Nina!!
    É parecidíssima com o Pirata de várias maneiras! Assim q organizar as fotos vou mostrá-la no meu blog :)
    Parabéns ao Pirata e aos donos, pela coragem e amor infinitos!!

    ResponderEliminar
  22. O Pirata tem uns donos que são fabulosos!!!

    ResponderEliminar
  23. O que eles nos dão em troca supera tudo mesmo! ;)
    Bj S

    ResponderEliminar
  24. Comecei a ler-te há um ano : )
    Lembro-me que o foram buscar a uma feira em Caminha, certo?
    Foi amor à primeira vista, o que também me aconteceu com o teu blog!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, fez este Domingo um ano. :) Obrigada pelo carinho!!

      Eliminar
  25. Mas tu tens um cão ou um destruidor de casas e afins??lol..
    Fazem avarias mas são os nossos amigos, a nossa famiíia de 4 patas e o melhor de tudo é que lhes podemos contar a nossa maior parvoice que estão lá prontos para nos dar uma lambidela (no meu caso uma turrinha da minha gris)

    ResponderEliminar
  26. aproveita todas essas demostrações de afeto o tempo voa e a vida deles é curta demais para que não os deixemos largar pelos , lambidelas , cocos em casa lol... Sei do que falo ontem perdi o meu companheiro de 11 anos o meu gato uma doença estava a leva lo insuficiência renal cronica tive de tomar a decisão até hoje mais difícil da minha vida de o abater, pois próximos tempos iriam ser mto difíceis pois já ate consultei 2 vets com esperança de um milagre :( que não aconteceu... estou destroçada mas dizem que o tempo ajuda... vamos ver... beijinhos :)

    ResponderEliminar
  27. aproveita todas essas demostrações de afeto o tempo voa e a vida deles é curta demais para que não os deixemos largar pelos , lambidelas , cocos em casa lol... Sei do que falo ontem perdi o meu companheiro de 11 anos o meu gato uma doença estava a leva lo insuficiência renal cronica tive de tomar a decisão até hoje mais difícil da minha vida de o abater, pois próximos tempos iriam ser mto difíceis pois já ate consultei 2 vets com esperança de um milagre :( que não aconteceu... estou destroçada mas dizem que o tempo ajuda... vamos ver... beijinhos :)

    ResponderEliminar
  28. O amor pelos animais é mesmo assim: generoso e compreensivo. Mas eles sabem retribuir!
    Um beijinho

    ResponderEliminar