quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Mimalhices de quatro patas

O Pirata ficou ao cuidado da minha irmã, durante o dia de ontem. Quando os "papás" o foram buscar, nem reagiu à nossa presença. Ignorou-nos. Chegamos a casa, foi enfiar-se na cama, amuado. Não ficou sozinho, não ficou abandonado. Teve companhia, mas amuou por não ter estado com os donos. Ainda dizem que os bichos não têm sentimentos...

21 comentários:

  1. Têm sentimentos e sabem mostrá-los! Bem expressivo o Pirata ;)

    ResponderEliminar
  2. O melhor é ingnorá-lo também. Pelo menos não desandou aos pinotes... e deu-se bem noutra casa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Masterchef, destruiu os brinquedos da cadela da minha irmã... fora isso, aturou-se!

      Eliminar
    2. E fez logo xixi contra uma parede, o malandro :D

      Eliminar
    3. Ah? Como sabe que fez xixi?

      Eliminar
    4. A minha irmã comentou no Fb..

      Eliminar
  3. Quem diz isso é porque nunca teve um ao seu cuidado... ;)

    ResponderEliminar
  4. Tive de sair de Lisboa e virtrabalhar para o interior, de forma que só ía a casa ao fim de semana, a minha gata (no primeiro fim de semana que lá fui) amuou, não me ligou nenhuma, chamava-a e não vinha, não quis dormir comigo... no domingo à tarde ela fez as pazes comigo, no final do dia vim embora... nunca mais amuou, ehehehhehe, coitadinha (faleceu com 19 anos e meio, já era uma senhora gata).

    ResponderEliminar
  5. Quem diz que os animais não têm sentimentos, nunca teve um.

    ResponderEliminar
  6. Foi só um dia, caramba!!!! O Pirata não foi abandonado. Nem ficou com desconhecidos. Ficou com a sua irmã, alguém que ele já conhecerá razoavelmente bem (penso eu). Sinceramente, acho que vocês estão a habituar muito mal o vosso cão. Se ele reagiu assim porque ficou longe dos donos apenas um dia, como será se precisarem de o deixar com alguém durante, por exemplo, uma semana inteira? O Pirata amua, faz a mala e deixa a vossa casa de vez, não? (lol) Gostar dos animais e ser amigo dos animais não é satisfazer-lhes todos os caprichos e deixá-los tomar conta das nossas vidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho louvável que se goste tanto dos animais, mas tenho visto cada vez mais aquilo que considero ser um erro enorme: a humanização dos mesmos. Um cão será sempre um cão, concordo que sinta uma panóplia enorme de coisas, concordo que são sensíveis, mas acho que os donos têm uma enorme tendência a atribuir características e necessidades humanas aos animais, que não ganham nada com isso, pelo contrário. Já vi a S* fazê-lo numerosas vezes mas desta vez nem foi o caso. O cão sentiu falta, parece-me normal. No entanto, também concordo que o cão beneficiaria de uma 'educação' mais activa e estruturada. Achar que gostar por si só basta é um erro. Quem tem animais também tem a obrigação de lhes permitir desenvolver o melhor possível o seu potencial. Potencial esse animal e não humano. E este cão parece-me estar muito amado mas muito mal educado. Pensa que nem para ele serão bons os comportamentos que exibe, a angústia que sente com a separação, a ansiedade, etc. E isso pode ser educado, para ele viver melhor.

      Eliminar
    2. Eu sei que o meu cao tem demasiado mimo. Admito que é verdade.

      Eliminar
  7. Eu acho que eles tem sentimentos. eles percebem tudo!

    ResponderEliminar
  8. A minha amua sempre. Mas depois passa-lhe.
    Agora, dorme aos meus pés. Vendidos por pouco! :p

    ResponderEliminar
  9. Ah pois claro eheheh
    Embora os meus sempre tenham tido uma reacao totalmente diferente :) saltam, ladram, pincham, lambem.... e' uma alegria :)

    ResponderEliminar
  10. E somos duas... após 5 dias fora de casa e com outros gatos, o Eros agora não me "fala". Pela primeira vez nem dormiu comigo nem me deixou tocar-lhe.

    ResponderEliminar