terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O cocker atacou de novo...

Atenção: Se não gostam de animais e se estão a borrifar para as aventuras dos patudos cá de casa, não leiam este post. Ou então leiam e não se queixem.

Hoje foi o dia em que o estupor do cão cocker dos vizinhos atacou novamente o meu cão. Fiquei nervosa durante uma hora, ainda estou para aqui meia atarantada, apesar do meu Pirata não ter ficado magoado. Há umas semanas contei que o cão dos vizinhos atacou o meu... E hoje a cena repetiu-se, mas pior.

A meio da tarde, eu, mais-que-tudo e Dom Pirata saímos de casa. O namorado abriu o portão da garagem e entrou para o carro, para o tirar da garagem (a rampa de acesso é a subir, o carro é baixo), eu e o Pirata esperamos por ele no meio do caminho. O Pirata de trela, como sempre.

O meu bicho, coitado, estava a comer umas ervas. Conforme me viro para trás, vejo que a vizinha estava a abrir o portão para tirar também o carro dela da garagem. Vejo o cocker a correr desenfreado para nós. A distância é curta, cerca de 20 metros.

Olhem, conforme chega à nossa beira, ferra logo o meu no rabo. O Pirata ganiu imenso, pensei que o teria magoado a sério. Os dois cães a correrem à minha volta, eu de trela na mão, sem poder largar o Pirata porque ele iria fugir. Puxava-o quanto podia, mas ele já tem 15 quilos e não foi fácil deitar-lhe a mão. Tentei fugir para dentro do portão, mas entretanto o mais-que-tudo reparara que algo estava mal, parara o carro a meio da rampa, e não dava para fechar as portas do portão. O estuporzinho do outro cão corria como um desalmado atrás do meu, ferrou de novo no Pirata, eu já não sabia o que havia de fazer.

Entretanto a vizinha - dona do cocker - aparece aos gritos. O raio chama-se Messi. O bicho não desamparava o nosso quintal nem por nada. O namorado lá conseguiu apanhar o Pirata e pô-lo no colo, todo enroscado. E acham que o Messi se pirou? Pois sim!

Disse à vizinha para não se preocupar e entramos dentro de casa com o Pirata. Aparentemente, nada de mal, nem sequer vimos sangue. A vizinha teve de nos vir pedir para tirarmos o carro da rampa para conseguirmos fechar o portão, pois o cão dela recusava sair do meu quintal. Um espectáculo. Se não gostasse tanto de bichos, não sei o que fazia àquele cocker.

E sabem o que a vizinha me disse? "Ainda por cima não o podemos castigar, porque ele também nos morde". Ah pronto, se morde nos donos, está tudo dito.

49 comentários:

  1. Oh Pirata...Hoje o meu beijinho é todo para ti!!...

    ResponderEliminar
  2. E é por essas coisas dos donos não saberem educar um cão, que este é abatido e outros cães (e pessoas) saem magoados.

    ResponderEliminar
  3. Olha se isso me acontecesse eu acho que me tinha passado, especialmente porque o Pirata estava com trela e o outro cão não.
    Eu tenho uma labradora que é a coisa mais meiga do mundo e anda sempre sempre de trela, eu não percebo essas pessoas que têm cães com problemas de comportamento e não têm cuidado. Nem que a distância sejam 3 passos.
    E depois também adoro esses donos que dizem esse tipo de coisas, até deviam ter vergonha de dizer isso. E quando acontece uma coisa desse género, a culpa é do cão. Há realmente pessoas que não deviam ter animais.

    Enfim, espero que esteja tudo bem com o Pirata :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vanessa, deus me perdoe, mas se visse o meu cão magoado teria dado um chuto no outro cão. Uma violência absolutamente estúpida. :( Já nem se pode estar descansada na rua, chiça.

      Felizmente ele está óptimo. Ficou abalado durante um pedaço, mas está aqui no sofá comigo. :)

      Eliminar
    2. Isto é só virar milho.

      Eliminar
    3. S*,d evias explicar à dona do cocker que ela é obrigada por lei a ter o cão dela com uma trela mal ele ponha uma pata na rua. Ele mordeu o teu cão e nada de grave se passou, mas podia tê-lo deixado ferido a sério (e isso acontecer, espero que não se negue a pagar as contas do veterinário) ou pior, um dia pode morder-vos a vocês ou a uma criança.

      Eliminar
    4. Téte, tenho de falar com ela com mais calma. Hoje fiquei demasiado nervosa. :/

      Eliminar
    5. Sim, acho mesmo que o deves. Pensa no que acharias se estivesses fora da história e alguém te dissesse que o cão de uma amiga já foi atacado duas vezes, ou um dia essa mesma amiga foi atacada depois de o próprio cão ter sido atacado por duas vezes. Não pensarias logo "Então mas se ele já tinha sido atacado uma vez, ninguém fez nada para que isso não voltasse a acontecer??". É que esperar que não volte a acontecer é simplesmente pateta. Nenhum cão pode (por lei) andar na rua sem trela, e tu podes (e deves) apresentar queixa, principalmente quando já se tornou óbvio que o cão em questão é agressivo. Fala com a dona e explica-lhe que ou as coisas mudam ou terás mesmo de ir à polícia, por uma questão de segurança tua e do teu animal.

      Eliminar
  4. Tenho um amigo que treina cães e donos! Se for preciso....
    Nem imagino a tua aflição e a do Piratinha, coitado.... Um beijinho para vocês e que amanhã quando o Pirata for à rua espero que não fique com medo dos cães que por ele passam... :(

    ResponderEliminar
  5. Normalmente trato bicho como criança, faz asneiras leva duas palmadas no rabo, amuam e olham para mim e lá sabem que fizeram asneiras! Agora nao castiga porque morde... então deixe que o cao morda alguém na rua e lá se vai o cão para o canil...

    ResponderEliminar
  6. O comportamento do cão revela bem a educação que lhe dão. Sim, porque os cães tambem se educam.

    ResponderEliminar
  7. O que vale é que o meu pequeno príncipe é um cão muito sociável... mas amanhã quero ver se não tem medo ao passar na casa do cocker... vejam lá que naquela casa também vive um doberman e o mauzão é o cocker. Obviamente que o doberman não é sinónimo de cão mau, mas é engraçado ver como o rodas baixas do cocker é que é a peste. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um Doberman e ele é tudo menos mauzão :P. É um amor de cão :), infelizmente estão muito associados a cães perigosos, mas perigosos são os donos.
      PS-- daqui a pc tens uma série de iluminados a criticarem.
      M.

      Eliminar
    2. Não é assim tão surpreendente. :) Os cockers têm um feitio danado. A minha mãe é veterinária e sempre a vi desconfiar dos feitios dos cockers. :)

      Eliminar
    3. M., claro que um doberman não é um cão mau... mas é grande e possante. Aquele meio dose do cocker é que é uma peste. ahahah

      Eliminar
    4. Tété, eu sou aquela crente que acha que todos os animais são queridos e fofos. Alguns não são... não sei se foi bem ou mal educado, mas sei que o bicho passa a vida no quintal, nunca o vi a dar um passeio.

      Eliminar
    5. Olha que pela minha experiência é sempre assim, eu tive uma caniche e uma labradora ao mesmo tempo (e em tempos a mesma caniche e uma perdigueira de 45 kg) e adivinha la quem era a peste? costumo dizer (com muito amor, claro) que a caniche viveu 17 anos por ser ruim, naquela do "vaso ruim não quebra" haha

      Eliminar
    6. S*, eu também acho que não há cães "maus" e cães "bons", e que as coisas dependem muito da forma como são educados. Ainda assim, há efectivamente raças com maior aptidão para umas coisas e não para outras. Os golden retriever ou os labradores são conhecidos por serem óptimos cães de companhia para crianças mas péssimos cães de guarda (só falta acompanharem caladinhos os ladrões e indicarem onde está o cofre do dinheiro), porque têm geralmente um carácter simpático. E depois há raças que têm muito mais energia que outras, ou mais pachorrentas. E há raças com maior disposição para serem agressivas. Os cockers têm na sua generalidade um feitio danado. Claro que os haverá muito calmos, muito brincalhões, muito agressivos, e muitas outras excepções, mas na sua generalidade não são um bicho assim tanto de fiar (o que não significa que são maus cães. É simplesmente o feitio complicado. Um pouco como as pessoas: com certeza conheces pessoas mais respondonas, mais ariscas, mas que não são necessariamente más pessoas :)).

      Eliminar
    7. Vanessa, impressionante como os bichos podem ser tão diferentes. :)

      Tété, o cocker é maldoso como tudo, rosna a toda a gente e detesta todos os cães que vêm a minha casa. Terei muito mais cuidado!

      Eliminar
  8. Esse cão (cocker) já ia era para umas aulinhas de comportamento.

    ResponderEliminar
  9. O comportamento do cão tem a ver com a educação que lhe dão (ou melhor que não lhe dão).
    Tem cuidado com o teu Pirata para ele não começar a ter medo de outros cães...
    beijinho**

    ResponderEliminar
  10. Animais criando animais dá nisso. Pasmo em como pessoas se deixam dominar por cães, por bichos de estimação, desse jeito. Teria dito poucas e boas para a dona do cão. Mulherzinha irresponsável. Imagina que esse cão encontra uma criança pequena pelo caminho... Não quero nem pensar, pois se ele ataca outros cães, pode muito bem atacar pessoas também.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais-que-tudo disse-lhe isso mesmo. Os cães dos sogros são grandes... um dia destes podem vir visitar-nos e o cocker acaba em pedaços. :/ Totalmente irresponsável.

      Eliminar
  11. Um cão é a educação dos donos... Força e as melhoras!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Só nome (messi) não podia ser muito amigável!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E pelos vistos tem dois nomes, Messi e Nino!

      Eliminar
  13. Deixa-me só dizer que fiquei curiosa com a tua chamada de atenção. Pensei eu: isto tem história... e fui ver as mensagens atrás (uma pessoa distrai-se um bocadinho e já não apanha nada da conversa...)
    Eu seja cão se consigo perceber o objetivo de fazer críticas destrutivas nos blogues... só lá vai que está interessado, certo? Quem não quer saber ou não gosta disto ou daquilo, tem muito bom remédio: não voltar!!!
    Foi por isso mesmo que eu criei um blogue: não acho piada nenhuma ao facebook porque levamos o tempo a receber mensagens muitas vezes sem interesse nenhum. Não querendo incomodar os outros com as minhas palermices, resolvi criar um blogue justamente porque quem lá for é porque está interessado em saber.
    Quanto ao positivismo, é verdade que também me dizem que vejo o mundo com uns óculos cor-de-rosa, mas evito escrever coisas negativas no blogue... porque se o blogue é o espelho da minha alma, gosto de ver refletidas coisas boas porque quando as leio parece que se tornam ainda melhores. As menos boas guardo-as. Não ganho nada em dar-lhes relevância.
    É pelo teu espírito positivo e bom humor que eu GOSTO muito do teu blogue.
    Às pessoas anónimas que estão a passar por momentos difíceis... este comentário não é um ataque... valorizem o que a vossa vida tem de bom e por favor não critiquem o cor-de-rosinha deste comentário, tá?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tou escondida, comentário muito lúcido. É verdade que só devemos visitar os blogues que apreciamos, mas já percebi que imensa gente gosta é de visitar os blogues que diz detestar para destilar veneno. Eu também não simpatizo com alguns bloggers... e simplesmente não comento - e evito visitar.

      Eliminar
  14. Pois, se o dito morde nos donos parece-me que é merecido, sempre ouvi dizer que a educação vem de casa e está verdade, no meu ponto de vista, aplica-se igualmente aos animais de estimação.

    ResponderEliminar
  15. Dizem que os cães são o espelho dos donos. Espero que com o Pirata esteja tudo bem. Eu tinha desancado a dona do outro. E ninguém chama Messi ao cão....desgosto!!!Por isso é tão parvo e mau.

    ResponderEliminar
  16. Isso é que era bom! Ela que mande ensinar o cão. Ou o traga à trela. Má vizinhança essa...

    ResponderEliminar
  17. Que me desculpem, mas existe realmente gente que não é digna de ter animais.
    xx

    ResponderEliminar
  18. Provavelmente o doberman é o pacífico e o cocker é o dominador, o espertinho que se acha no direito de ferrar. Hoje foi o teu cão amanhã pode ser uma pessoa e depois como é? Ou se houver uma próxima e aleijar fisicamente o teu bicho? Vai continuar a pregar a mesma desculpa? Fizeste muito bem em bater de retirada mas quando fores falar com ela não sejas tão pacífica assim a vizinha fica avisada e não vai querer repetir o mesmo!

    ResponderEliminar
  19. Oferece um açaime ao cão da vizinha
    :)

    ResponderEliminar
  20. os donos têm de tomar alguma atitude... um dia destes o cão magoa alguem [cão ou pessoa], esse cão nesses donos é um perigo. Tadinho do teu doce Pirata

    ResponderEliminar
  21. Oh S*, que chatice, é tão aborrecido termos um cão-inimigo-vizinho! Nós também temos um, que uma vez atacou o meu cão, mordeu-o no pescoço, fez um buraco e tudo e só não aconteceu nada dramático por um triz. Vinha à trela, mas o homem que o passeia não tem mão nele e simplesmente largou-o! Durante uns tempos evitaram trazer o cão para perto da minha porta, mas agora voltaram e ainda hoje o homem voltou a deixar o animal aproximar-se e eu peguei logo no meu ao colo e afastei-me (já estavam os dois a ladrar que nem loucos, prontos para a luta). O pior? O raio do homem a RIR-SE! Tu queres crer? Eu acho que ele tem algum problema de cabeça. Decidi falar com calma e a sério com o filho do senhor, que costuma passear o cão à noite, e dizer-lhe calmamente que aquela pessoa não tem capacidade para andar com um animal na rua - quando o filho o passeia parece um cão diferente, todo calminho - e que se isto continuar a acontecer terei que fazer queixa na polícia por conduta indevida com animais (há leis para isso) e que lhes podem tirar o cão. A ver se se mancam :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nut-ella, passarei a tratar este problema de outra forma... O meu menino não pode estar em risco.

      Eliminar
  22. Este comportamento da dona lembrou-me o meu tio. Um dia fomos na casa dele para almoçar e lá tem cinco cães sendo que três deles mordem. Mas o pior era uma pastora alemã enorme que insistia em mordiscar e derrubar o meu filho. Resposta dele: os cachorros não tem discernimento, quem tem que fazer alguma coisa são as pessoas. Ora e eu vi que cada vez mais a cadela estava ficando agressiva, mesmo o meu menino não a provocando nem nada, por isto nunca mais fui lá.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  23. nota-se que afinal, a culpa não é do cão...mas sim dos donos :S

    ResponderEliminar
  24. Que chatice! Não o podem castigar?! Porque ele também os morde?! Mas que raio de argumento é esse!? Lá que os morda a eles...é lá com eles (se admitem) mas Não Podem deixar que o bicho se solte uma vez que ele ataca! Que tenham mais cuidado então e não abram o portão com ele à solta, não? Será muito difícil???? Não parece ter sido grave mas ganhaste uma pilha de nervos e o Pirata também.... Será que essa gente não entende que "A nossa liberdade termina quando começa a dos outros"??? eles são livres de terem o cão deles à solta só até ao ponto dele não incomodar ou agredir alguém, porque nessa altura já estão a interferir com a tua liberdade e do Pirata de passearem sem serem atacados! Tem uma conversinha com a senhora! E se for preciso ameaça! Se o cão continuar á solta na rua ( e é agressivo) é fazer queixa.... estas coisas são de evitar se as pessoas colaboram e entendem...agora se a senhora acha que não tem nada a fazer.... então quer dizer...tu e o Pirata só podem sair quando o animal não estiver por ali? E além disso, a qualquer momento pode vir para a rua.... Isso tem de ser evitado! Os doninhos que se deixem morder pelo bicho mas não podem deixar o bicho morder terceiros....

    ResponderEliminar
  25. Oh oh que grande chatice,desejo as melhoras do teu pirata!! Beijinhos fofinhos e até breve!!

    ResponderEliminar
  26. Há pessoas que nunca deveriam ter cães. Um cão (e um gato também) precisa de educação, disciplina, exercício, amor, etc. Para mim não existem raças perigosas. Simplesmente quando um caniche morde, não nos arranca a mão; quando um Pit Bull morde, a história já é diferente. Mas experimentem não passear com eles, não lhes dar o mínimo de educação, não lhes dar uma vida saudável quer a nível físico quer a nível psicológico para ver se eles não reagem da mesma forma?
    Espero que não aconteça mais nenhum ataque ao Pirata :(

    http://miscelaneathesecond.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  27. que estranho! os cocker costumam ser tão meiguinhos mas esse é um terror!

    ResponderEliminar
  28. Não querendo fazer falsos juízos de valor, esse cocker deve ser mesmo bem tratado :s

    ResponderEliminar
  29. Essa mulher é parva! O Eros é uma bestinha com imensos problemas de atitude. O problema é meu e dele, os vizinhos não têm porquê ser vitimas! Quando levei o Eros à rua, coisa que ele adora, tentou atacar 3 cães. Resultado: castigo e nunca mais foi à rua. Posso amar o meu bichano mas sei que ninguém tem de levar com o mau feitio dele.

    ResponderEliminar