quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Aprender a dizer "Não"

É um dos meus maiores defeitos. Uma das coisas que mais detesto em mim.

Não sei, nunca soube, dizer que "não". Mesmo contrariada, se me pedem algo, digo que "sim". Tenho este defeito (é defeito, acreditem) de gostar de agradar, de ajudar e tudo mais. Mesmo que isso me chateie. Mesmo que o pedido me aborreça.

Sou adulta, mas não consigo ser adulta o suficiente para me impor e dizer que "não". Quando os outros percebem, passam por cima, abusam, pedem mundos e fundos. E a totó vai dizendo que "sim", sorrindo e acenando. 

Sou simpática - e isso é bom -, mas tenho este defeito de ser demasiado simpática. 

52 comentários:

  1. Também era um defeito meu... mas há situações em que já aprendi a dizer que não! Nomeadamente, no trabalho...

    ResponderEliminar
  2. também sou assim, mas já fui pior. Fui aprendendo a dizer que não aos poucos. Tens que te impor às vezes.

    ResponderEliminar
  3. se quiseres, eu ajudo te! Sou muito boa nisso :)

    Paulinha

    ResponderEliminar
  4. Eu também tenho esse problema se bem que ultimamente tenho tentado "aprender" a dizer não e a não querer ser simpática e a ajudar toda a gente.

    ResponderEliminar
  5. Ainda és nova... :-) vais ver que mudas com o tempo e a idade.
    Eu era como tu mas mudei. E agora não consigo é dizer SIM! :-)

    ResponderEliminar
  6. Também sou um bocado assim, infelizmente :/
    (Gostei muito do novo header! Tão lindinho. Também acabei de mudar o meu :P)

    ResponderEliminar
  7. Muitas vezes é preciso dizer não, tens que começar a treinar! :)
    Olha, e o look de natal do blog ficou lindo!!

    ResponderEliminar
  8. Também sou assim.. e não gosto. Mas agora que mudei de "vida", aproveitei para mudar também isso. Tenho conseguido :D
    Já agora, adoro o novo header!!

    ResponderEliminar
  9. Somos parecidas então...

    Um à parte, adorei a nova imagem :D

    ResponderEliminar
  10. Não está sózinha, minha querida - tenho a dizer-lhe que sofro do mesmo defeito. Mas estou a caminho de me curar - acho que vai requerer algum esforço, mas não é impossivel !

    ResponderEliminar
  11. Sem dúvida que dizer NÃO, não é fácil...

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
  12. somos duas então, é mesmo um defeito, ás vezes só nos prejudicamos, e não nos dão o devido valor..

    sabes s*, adoro o teu header, está mesmo riquinho e fofinho

    ResponderEliminar
  13. Tal e qual como eu...só temos a perder, acredita :(

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente também tenho essa fraqueza... não consigo dizer que não especialmente quando sou levada entre a espada e a parede :( ...

    ResponderEliminar
  15. Nop, isso não é um defeito. Também eu pensava assim até que a minha louqueira me explicou. Não é defeito, é medo e insegurança. Receio de desagradar, de deixar alguém zangado, triste ou incómodo. É desejo de agradar a todos, mesmo passando por cima do que nós desejamos. Eu, aos 34 anos, ainda tenho muita dificuldade em dizer que não.

    ResponderEliminar
  16. Isso nada tem a ver com ser adulta. Há quem aprenda a dizer não aos 15 e há quem aos 90 não o consiga fazer. É algo em que, se não nasceu contigo, tens que te empenhar para adquirir. É uma questão de autoconfiança. Receamos dizer não com medo que as pessoas deixem de gostar de nós. Tens que aprender que não deves recear que alguém a quem dizes não (porque sabes que tens razão para o estar a fazer) deixe de gostar de ti, porque se o fizer era porque realmente nunca tinha gostado. E, mais importante do que os outros gostarem de ti, é tu gostares de ti própria o suficiente para saberes valer a tua vontade. Não é fácil, mas é possível!

    ResponderEliminar
  17. Que header novo tão giro. Em Janeiro não vais ter pena de o tirar? Vá, podes treinar o "não". :)
    (Em tempos também sofri dessa maleita. Estou em processo de cura, mas de vez em quando ainda tenho recaídas)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D Vou tirar o header, mas com muiiiita pena.

      Eliminar
  18. Isso pode até ser uma virtude, mas como bem dizes, pode ser igualmente um defeito. O ideal é sempre o meio termo. Eu então é ao contrário, a princípio digo sempre não!

    ResponderEliminar
  19. Temos esse defeito em comum. Eu tb não sou capaz de dizer não e durante muitos anos prejudiquei-me imenso. Hoje em dia, com o passar dos anos, adquiri outro tipo de competências q me permitem não fazer tudo o q me pedem, não ceder sempre, mas sem dizer um não redondo... É q ainda não sou capaz de dizer não com todas as letras, mas já não permito que passem por cima de mim ou abusem...

    ResponderEliminar
  20. É complicado dizer "não", mas é uma das coisas que fui aprendendo com o tempo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Eu às vezes ainda consigo, mas acho que são mais as vezes em que digo que sim...

    ResponderEliminar
  22. Sou como tu tal e qual, até na utilização das luvas, mas realmente já devia de ter aprendido a dizer o contrário.

    Beijos

    ResponderEliminar
  23. É mais fácil dizer que sim, sem dúvida, mas é muito importante saber dizer não e saber quando é que devemos dizer não. Eu sei sempre quando é que devo dizer não, o problema é que tal como tu nem sempre o digo!

    therainbowbyni.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. Gente boa, obrigada pelos comentários queridos e fofos sobre o header. Mais logo escrevo sobre ele. ;)

    ResponderEliminar
  25. Dizer não não faz com que sejas menos simpática :)
    E às vezes é mesmo preciso!

    ResponderEliminar
  26. é um defeito lixado :/ isto é, quem sofre és tu!

    ResponderEliminar
  27. Somos duas...e isso prejudica-nos, mas e mudar????
    Beijinhos
    Ah! e gosto do header!

    ResponderEliminar
  28. Acreditem que é tramado ser assim. :(

    ResponderEliminar
  29. Tambem sou assim, mas quando era mais nova era muito pior!

    ResponderEliminar
  30. Eu sou uma durona mas também nãop consigo dizer não, principalmente às pessoas de quem gosto. Mas às vezes é preciso. Por nós. Para nós.

    ResponderEliminar
  31. Com o tempo, pode ser que consigas começar a dizer não.
    O header está tão giro!!!

    ResponderEliminar
  32. Eu consigo dizer não, com simpatia. Ao menos eu penso que sim. Penso que por manter coerência do que penso e faço, acho que as pessoas compreendem e sabem como sou, e por isso não ficam me pedindo coisas que sabem que vão levar um não. É isso.

    ResponderEliminar
  33. Também considero um defeito. Já fui um bocadinho assim. Hoje em dia sou diferente e, salvo raras excepções, não faço fretes, não faço coisas contrariada só para os outros ficarem contentes e se acho e quero dizer que não, digo e pronto.

    ResponderEliminar
  34. Também considero um defeito. Já fui um bocadinho assim. Hoje em dia sou diferente e, salvo raras excepções, não faço fretes, não faço coisas contrariada só para os outros ficarem contentes e se acho e quero dizer que não, digo e pronto.

    ResponderEliminar
  35. Para quem eu realmente gosto e amo, o não é uma palavra rara... que o diga a minha irmã mais nova...abusa de mim... ela é negativas na escola e depois vou eu comprar um miminho ou outro que ela pediu.
    Mas no geral e no dia a dia, acima de tudo na vida profissional, o não é algo que aprendi a dizer há muito tempo... só custa a primeira vez S*

    ResponderEliminar
  36. Eu também sou assim, e concordo que seja um defeito. Porque ás vezes parece que quanto mais fazemos menos valor nos dão. As pessoas habituam-se a que aceitemos ajudar em tudo e se por acaso em alguma altura somos obrigadas a dizer que não somos criticadas, esquecendo tudo o que fizemos até aí.

    ResponderEliminar
  37. Identifico-me mto com as tuas palavras... mas tenho tentado aprender a dizer não e a não fazer fretes! bjosssssssss

    ResponderEliminar
  38. de facto, cada um é como cada qual. eu gostava de ser mais generosa a dizer o sim como tu, porque a minha língua tem sempre o não à frente até para os de que mais gosto. depois é que me vem a dor de peito e sou capaz de fazer a vontaade

    ResponderEliminar
  39. tal e qual. grr. as vezes fico a moer-me toda mas nao digo que não. buh

    ResponderEliminar
  40. Como te compreendo... e quando lá dizes que não e 'cai o carmo e a trindade?! Tst!

    ResponderEliminar
  41. Sou igual...às vezes fico com vontade de bater em mim própria. Banana, pá! (eu...estou a falar de mim!).

    ResponderEliminar
  42. Nesse aspeto não sou nada igual a ti... temos que saber dizer "não" e ter razões para tal.

    ResponderEliminar
  43. Não tem a ver com idade mas com maturidade. E também com a capacidade para nos respeitarmos e percebermos que somos mais importantes aos nossos olhos, do que aos dos outros. E por vezes um não é muito mais importante para que a pessoa à nossa frente aprenda a crescer e a ser independente. Dizer que sim para agradar aos outros e depois lamentar e achar que devíamos ter dito que não é mau para nós e acredita que, na maioria das vezes, os outros nem valorizam.

    ResponderEliminar
  44. Também sou assim e sei muito bem que é muito mau não conseguir dizer não. :'(

    ResponderEliminar