quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Deus me dê (muita) paciência

O meu cão é o mais lindo do mundo, mas quando entra em modo diabrete, a ferrar tudo e todos (gatas incluídas) e a correr mais depressa que nem uma bala, eu só penso "ai, era tão feliz só com as minhas gatinhas limpinhas, que não comem "trufas", não roubam papel, não ferram, não urinam e defecam na casa toda, não roubam chinelos, não furam toalhas nem rasgam roupa...".


PS: Obviamente que o meu cão é amado daqui até à lua. Ai de quem venha pôr isso em causa. Mas educá-lo exige paciência, lá isso exige. ;)

29 comentários:

  1. ai como eu te perceboooo
    bjs*
    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. O meu cão foi assim durante o seu primeiro ano de vida. Agora está melhor. Mas mesmo assim , de vez em quando, mata as saudades de comer uma planta ou outra.

    ResponderEliminar
  3. Não é fácil, não!
    Tem que ter paciência e alguma inflexibilidade quando o "castiga".

    ResponderEliminar
  4. Eles são crianças e, como todas as crianças, querem/precisam de brincar :)
    Temos que ter paciência ;) Os meus dois gatos (só têm 1 ano) também são terríveis.

    http://miscelaneathesecond.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Mas quando ele já fôr educado como o meu Astérix, e tu estiveres triste e ele se deitar ao teu lado com a cabeça no teu colo, e olhar para ti com toda a ternura do mundo, porque percebe que não estás bem...é tão bom!!!!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. É por essas e por outras que eu prefiro os gatos. :p

    Mas sempre vais treinando a paciência para quando fores mammy eheh!

    ResponderEliminar
  7. Como eu te entendo!! :)
    O meu gato tem 4 meses e tb é um diabrete, salta pra todo o lado, rouba papel, atira ao chão td o q encontra nas mesas, salta às cortinas, morde, ... Enfim, terrível... Mas é adorável mesmo a fazer asneiras :)

    ResponderEliminar
  8. Realmente ele e um diabinho! lolol. Muita muit paciência e a técnica do jornal :)

    ResponderEliminar
  9. Acredito. Mas o amor que eles dão é tão recompensador. :D

    ResponderEliminar
  10. Pois, os cães precisam de ser educados, e logo de princípio, senão depois é muito difícil controlá-los...com as devidas diferenças,tal como as crianças ao fim e ao cabo.

    ResponderEliminar
  11. Educar um canito é dos maiores exercicios de paciência que conheço sobretudo para quem, como eu, tinha (con)vivido apenas com gatunços; a Mel ia dando comigo em doida no seu primeiro ano de vida, mas valeu a pena.
    Quando acalmam e deixam finalmente de fazer tolices é o paraíso!

    ResponderEliminar
  12. eu adoro cães e apesar de estes terem muitas qualidades que aprecio mais do que algumas dos gatos, esta não é uma delas. Os cães são mais brincalhões e mais dados aos donos do que os gatos, mas são também menos asseados :) O que é um grande contra.

    ResponderEliminar
  13. É preciso ter uma paciência de santo, a minha cadela mais pequena chegou a fazer-me chorar de tanta merda que fazia e não havia maneira de aprender. E nunca aprendeu totalmente, se soubesse o que sei hoje talvez a tivesse levado a um treinador! Adoro-a mas há alturas em que me tira completamente do sério.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu a compreendo, tenho uma cadela com 7 meses e dá comigo em doida, até choro de frustração... Mas claro que a AMO!!!

      Eliminar
  14. É como se fosse um filho, não é fácil educar :)

    ResponderEliminar
  15. Ahaha :P percebo perfeitamente o que queres dizer! Eles às vezes, conseguem tirar uma pessoa do sério...

    ResponderEliminar
  16. É preciso paciência e é por isso que eu fico com os gatos.

    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Não arranjaste um já ensinado!

    Como os gatos, há cães limpinhos que nunca chegam (mesmo em cachorros) a sujar ou roer o que seja. Eu já tive dos dois tipos ;)

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  19. Eu também tive esse problema das "trufas" com a minha cadela. O que fiz foi pôr a casa de banho da gata num sítio alto onde só a gata conseguisse entrar e resolveu-me o problema!

    ResponderEliminar
  20. Mas depois olham com aquele ar tão fofo que é impossível não lhes perdoar as asneiras. É muito diferente educar um cão do que educar um gato, mas com o tempo e com a devida paciência tenho a certeza irás conseguir pô-lo em ordem.

    ResponderEliminar
  21. O primeiro passo é darmos casa a um cão cujas características se adaptem facilmente às nossas, porque contrariar-lhe a natureza é o mais difícil (e não é de todo o desejável). :) Eu como sou rapariga de apartamento, arranjei um bulldog francês. Ele gosta de pouco movimento e de brincadeira, eu também. O "ali não tocas" ou o "para ali não vais" acaba por ser o mais fácil. :)

    Vais ver que vai ser fácil e divertido educá-lo. E ele a ti. Sim, porque eles dão-nos cá uma volta quando querem... :P

    ResponderEliminar
  22. Exige mesmo e a caminha ainda é longa.
    Espero que o consigas educar, eu com os meus tive muitas dificuldades o que me valia era que não estavam dentro de casa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Não é para te stressar masssssss a corrida que nem uma bala quando ele está contente e tal nunca e repito nunca vai passar. Se for um cão feliz vai ficar com ele :P

    ResponderEliminar
  24. Embora essa seja uma parte que nos coloca com os cabelos em pé e extremamente desafiante, também é divertida e das melhores partes.. :)

    ResponderEliminar
  25. Custa sempre tratar dos animais,principalmente quando eles são pequeninos,no entanto são sempre eles que nos dão mais atenção. Eu apenas tenho um cão mas tenho por ele o maior sentimento do mundo,ele é um animal super meigo. http://pontodecruzdamafalda.blogspot.pt

    ResponderEliminar