segunda-feira, 27 de maio de 2013

Crianças?!

Lá está, eu sou daquelas pessoas ingénuas que gostam de acreditar que não existem pessoas más - que é a vida que as torna más... ou menos boas.

Mas depois leio estas notícias sobre uma menina de apenas 13 anos que gravou e divulgou um vídeo erótico de uma amiga da mesma idade e fico com sérias dúvidas. Eu bem sei que isto foi imaturidade. Eu bem sei que isto é irresponsabilidade. Mas caramba, isto aqui tem maldade, podem crer que tem. Onde é que eu, com 13 aninhos, fazia uma coisa maldosa destas?

Com essa idade, o máximo que eu fazia era mentir à minha tia e esconder a comida que não queria atrás do lavatório do quarto-de-banho. Claro que, daí a umas horas, ela via que o quarto-de-banho estava cheio de moscas e percebia que algo estava errado.

52 comentários:

  1. E para além da questão da maldade por parte da menina que filmou está "mas porque é que uma miúda de 13 anos faz coisas eróticas?".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já pra não falar nisso. Eu ainda nem pensava em rapazes...

      Eliminar
  2. Sem entrar na questão da criança, porque já disseste tudo muito bem, fizeste-me lembrar um dos meus tios. Não gostava de sopa, então demorava imenso tempo a comê-la. Cansava os pais com isso e, quando tinha uma aberta, ia à casa-de-banho e deitava a sopa pela janela, que dava para o quintal.

    ResponderEliminar
  3. eu acredito que quem tem maldade nasce já com ela. maldade não vem do nada. n se acorda um dia diferente
    e com essa idade não me venham com tretas que era ingenua e não sabia o que estava a fazer porque ja sabia e mt bem
    bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acho que se "saiba muito bem" da vida com 13 anos. Eu sabia que isso era errado. Eu sabia que isso era pura maldade. Eu sabia distinguir o certo e o errado, pelo menos, em grande parte das coisas. Fui crescendo e amadurecendo, mas não mudei muitos nas questões de fundo, nos valores. Mas isto sou eu! Aparentemente, também o era a Katya e, provavelmente, muitos dos leitores. Mas temos que sair do nosso mundo, da nossa redoma, para fazer tal julgamento dos outros. Temos que, para tal, atentar as questões sociais, familiares, culturais e até económicas.

      Não sei se isto é exatamente assim ou sempre assim, mas, quanto à questão da origem da maldade, ela até pode "nascer" com as pessoas, nalguns casos, não sei. Mas acredito que não seja assim, na maioria das vezes, isto é, fora questões patológicas. Acho que todos nascem em branco e a vida é que vai desenhando a personalidade. Nascemos "selvagens" o nosso contexto - familiar, cultural, histórico, económico, social - é que nos determina. Talvez não sejamos exatamente um zero de determinação quando nascemos, mas acredito que o lado biológico dessa determinação seja mais fraco do que todos os fatores supracitados.

      Esta conversa toda para dizer que acho precipitado fazer esse julgamento das miúdas.

      Mas aqui entre nós, imagino que o contexto em que vivem inseridas as crianças as tenham determinado voltadas para a maldade.

      Eliminar
  4. Vidas muito problemáticas, diria eu, que não conheço os contornos da notícia...Não acredito que essa miúda fizesse algo parecido se tivesse crescido num ambiente como deve ser. Nada acontece por acaso. Se calhar a vida fez dela uma pessoa má, muito, muito cedo? Mas é... muito triste.

    ResponderEliminar
  5. Ahahah :p eu fechava a boca e acabou... Mas realmente tens razão. Apesar de não sermos do mesmo ano cheira-me que andamos lá perto, pelo que considero-me do teu tempo. No nosso tempo as coisas eram tão ingénuas... Partir um prato era horrível para mim :p

    ResponderEliminar
  6. não consigo explicar esse fenómeno, tão novinhas e a fazer filmes eróticos? credo... esta canalha é muito precoce, e brincar com as bonecas não ?

    S* respondendo à tua questão, desculpa ando muito sem tempo, mas eu sou tua vizinha [20km nos separam] eu vou ter contigo para uma bola de berlim no Natário, vale?

    beijoca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tá certo q as pitas de hj são mt precoces mas eu c 13 anos n era, mas tb já n brincava c bonecas... lol

      Eliminar
  7. O mais chocante não foi a menina ter divulgado o vídeo... Acho que é mesmo a outra menina já ter um vídeo erótico. Com 13 aninhos eu ainda não sabia o que era ter um namorado quanto mais agradar a um rapaz. Só tenho 20 anos, mas acho que nestes últimos anos algo de muito mau tem acontecido às crianças, têm crescido demasiado rápido sem saberem aproveitar a fase dos 12 13 14 que é a fase da amizade. A fase em que fiz muitos dos meus amigos de hoje. Estas 'crianças' quando tiverem a minha idade em vez de contarem os amigos que tinham, vão contar os rapazes com quem andaram...Enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente!

      Eliminar
    2. Concordo planamente. Há uma vulgarização da relações amorosas! E uma pressa cada vez maior de ter namorados. Acho que é normal ter 5 anos e brincar com os sapatos de salto e com a maquilhagem da mãe. A própria Barbie usa saltos altos e maquilhagem :P Mas depois se não têm um namorado aos 13/14 anos, são gozadas na escola porque nunca deram um beijinho. Wtf?? Há uma tremenda vontade de acelerar as fases e passar pelas idades apressadamente sem realmente as viver. Como disse a coisasmaiscoisas, quando chegarem aos 20 anos não vão ter dedos nas mão que cheguem para contar namorados, em vez de amigos.

      Não admira que se ache estranho se um jovem - rapaz ou rapariga - ainda for virgem aos 18 anos e os pares o gozem! Mesmo que o seja porque ainda não encontrou alguém que seja especial e isso seja importante para o mesmo. E isso importa para?? O que importa é que se está a envelhecer, a entrar na faculdade (!) virgem!!! Credo, que vergonha!

      Eliminar
    3. Não concordo nada. Eu perdi a virgindade aos 14, hoje tenho 23, moro junto com o meu namorado numa relação já desde há 7 anos (e que não foi com quem dormi pela primeira vez), absolutamente saudável e completa como conheço poucas, e amigos não tenho muitos mas os que tenho são verdadeiros e sei bem quem são. Resumindo: era muito jovem mas sabia bem o que estava a fazer, fi-lo com cabecinha e não me arrependo minimamente. Muito pelo contrário: as experiências prévias que tive fizeram de mim uma rapariga quem sou, trouxeram-me sabedoria sobre outros e acima de tudo sobre mim própria. E permitiram fazer de mim uma pessoa confiante com o meu corpo e a minha sexualidade, e não interferiram em nada com o meu restante desenvolviente - quando muito fizeram-no melhor.

      Resumindo: as idades para fazer isto e aquilo são diferentes consoante cada pessoa, o que importa é estar-se bem ciente das implicações das escolhas que se faz.
      Já invadir a privacidade dos outros e trair a confiança alheia é que jamais é defensável.

      Eliminar
    4. Anónima das 13:20, gostei. :) Acho que foi um comentário muito sério. A idade mental importa muito mais do que a idade física, mas obviamente estas meninas eram demasiado crianças para se prestarem a estas coisas. E deu no que deu!

      Eliminar
  8. As crianças de hoje pensam e agem diferente.

    ResponderEliminar
  9. Eu não considero uma garota de 13 anos uma criança. Ela sabia muito bem o que estava a fazer e de certeza que não o fez para beneficio da "amiga". Pode é ainda não ter consciência da dimensão e das repercussões que isso pode trazer para a miúda que foi filmada, mas sabia bem que isso iria prejudica-la.

    No nosso tempo também não havia este livre acesso a meios fáceis de gravação e de filmagem. Hoje qualquer um que tenha um telemóvel ou até mesmo uma máquina fotográfica tem facilidades em gravar e fotografar. E isso dá meios aos adolescentes para fazerem este tipo de humilhações publicas.
    No nosso tempo eram usados os mexericos para difamar alguém (aí já mostra uma certa maldade) agora, estão disponíveis ao bolso de qualquer um, meios mais deflagrantes para o fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claramente já não são crianças, apesar de a lei não as considerar adultas. :)

      Eliminar
  10. A maldade nasce nas pessoas, assim como a bondade e para mim nada tem a ver com as dificuldades ou meio onde a pessoa é criada porque senão todos os pobres seriam maus e todos os ricos seriam bons e penso que há provas mais que concretas para revelarem exactamente o oposto. No máximo dosar a bondade e a maldade depende da vontade de cada um, daquilo que é e quer ser, se bem que a educação e o meio podem ter influência mas não a influência total!

    ResponderEliminar
  11. A maldade não escolhe idade. Basta saíres À noite em Lisboa e apercebeste disto: os miúdos de hoje em dia não têm nada a ver com os que saiam quando eu tinha 18 anos. :S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a gente acha isso, estarão os jovens a piorar há décadas? Talvez sim, ou talvez signifique que quem o afirma amadureceu face aos seus, por exemplo, 18 anos e veja agora as coisas por outro prisma. Pelo prisma pelo qual viam aqueles que nessa altura diziam "no meu tempo, nós não éramos nada assim!" :)

      Eliminar
  12. Ao contrário de ti acredito que existem mesmo pessoas más, que a maldade lhes está no "sangue", independentemente da idade que tenham.
    Lux

    ResponderEliminar
  13. WTF? Duas miúdas 13 anos? Uma "actriz porno" e outra "realizadora de cinema"?
    Estou em choque!

    ResponderEliminar
  14. Acho que é mesmo imaturidade e a oportunidade que as novas tecnologias proporcionam.
    A ocasião faz o ladrão.
    E a amiga não devia estar também a brincar com bonecas?

    ResponderEliminar
  15. A sociedade em que vivemos tolda-nos e lima-nos as arestas, assusta-me cada vez mas as futuras gerações, pedem cada vez, exigindo um sem fim de coisas, agem de forma violenta e menos boa perante os outros e são cada vez mais os que não respeitam o próximo.
    Eu com 13 pensava em trepar às árvores e andar de bicicleta, esta malta agora já pensa em sexo... não percebo.
    Abraço doce, adoro as fotos que andas a publicar, sempre gira!!! :)

    ResponderEliminar
  16. Há coisas realmente inacreditáveis... e a verdade é que muitas pessoas desde criança demonstram a má índole que têm...

    ResponderEliminar
  17. Parece que nascem logo maus. Eu na altura delas brincava ainda com bonecas, se bem que já tinha colegas que já saiam à noite e se maquilhavam e fumavam... Eu sempre fui muito inocente...

    ResponderEliminar
  18. Eu fiquei chocada quando a filha de uns conhecidos, com 13 anos começou a ler as 50 sombras...e pior, foi a mãe que lhe deu o livro. Agora com isto...nem sei o que pensar da adolescencia de hoje em dia...

    ResponderEliminar
  19. ola a todas...

    na minha opinião, as adolescentes hoje em dia têm muita liberdade... os pais fazem muito as vontades e não contrariam os miúdos... é verdade que tanto a maldade como a bondade nasce com as pessoas, mas neste caso não seria mais uma infantilidade?? uma brincadeira entre amigas que não têm limites ao ponto de publicarem???? não sei... para mim maldade era se uma delas fosse maior de idade, mas tento elas a mesma idade... deve ter sido brincadeira de mau gosto...

    sabem?, este é um assunto que me preocupa muito, não por enquanto, mas a longo prazo...:) a minha filha vai fazer 9 anos, mais um ano e entra no ciclo e nessa altura é "atirada ás feras"...

    Hoje em dia as adolescentes não têm limites, os pais permitem praticamente tudo.... e aqueles que proibem e tenta fazer com que os filhos tenham uma vida "normal" o que acontece?? os miudos sentem-se discriminados porque os colegas saem e eles não e revoltam-se, entram em depressões e bla bla bla....

    Querem saber??? eu tenho mesmo receio desta juventude e os meus mais dia menos dia entram nessa SELVA................................................

    vamos ver.....

    beijinhos a todas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo e percebo a preocupação com a sua filha! Efetivamente, os pais que ainda tentam por alguma ordem nas coisas em tempo útil, têm do outro lado das coisas a discriminação que os filhos sentem por parte dos colegas!

      Eliminar
  20. A maldade já nasce com as pessoas. Mas além disso, porque carga d'agua é que uma miuda de anos faz um video erótico? :O Este mundo está perdido mesmo.

    ResponderEliminar
  21. não considero maldade no sentido consciente da palavra, é sim falta de acompanhamento, de formação...é fruto da sociedade que temos agora, da abertura...enfim, tanta coisa! é algo que deve ser analisado e seguido por especialistas...aos 13 anos, não há essa maldade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. concordo... é mais má formação do que maldade...

      Eliminar
  22. É chocante. Definitivamente uma miúda de 13 anos agora não tem nada abolutamente nada a ver com uma miúda de 13 anos nos nossos tempos (God, estamos velhas!).

    ResponderEliminar
  23. medusa, desculpa!! Gostei tanto do teu comentário mas apaguei-o sem querer. :/

    ResponderEliminar
  24. Não sei se tem a ver com idade, se com mentalidade, se com educação, se com falta dela, se com tudo isso e mais alguma coisa. Das duas. Porque o que choca não é só a que expõe, mas também a que o faz...Acho que chegámos a uma fase em que a sexualidade foi demasiado banalizada e parece que tudo é permitido.

    ResponderEliminar
  25. Olha, eu revejo-me bastante nas tuas palavras, sobre como eu era aos 13 anos. Mas a verdade é que agora é tudo muito mais precoce, os putos "já nascem ensinados", como se costuma dizer, e isso reflete-se depois em várias situaões, como esta...
    Enfim...

    ResponderEliminar
  26. Eu acho que a juventude anda a mudar, vejo isso pelo contacto que tenho com os jovens...não entendo certas atitudes deles!

    ResponderEliminar
  27. Hoje em dia parece-me que é tudo diferente. Não há respeito, nem valores, nem educação...

    ResponderEliminar
  28. Não vi e custa-me a acreditar, sinceramente :( Alguém colocar o link da notícia?

    ResponderEliminar
  29. Com 13 anos já não é bem criança... Eu bem digo que a crise não é somente financeira, é sobretudo de valores! E parece que tudo gira à volta do sexo! Depois admiram-se que Portugal seja o país Nº 1 da Europa das gravidezes na adolescência!

    ResponderEliminar
  30. Não li os comentários acima, mas isto de imaturidade não tem nada.
    Sabem bem o que faziam. E aos 13 já não se é criança.

    ResponderEliminar
  31. eu acredito que não há pessoas genuinamente más, as circunstâncias é que as tornam :S

    ResponderEliminar
  32. Os nossos 13 anos não são os 13 anos de agora. E pior é pensar que um dia, quando as nossas filhas tiverem essa idade, isto pode estar ainda pior. Que medo!

    ResponderEliminar
  33. Com 13 anos não são assim tão miúdas e se ela divulgou, sabia q ia prejudicar a amiga, uma catraia de 13 anos n é assim tão pequenina q n saiba q qualquer miúda q se exponha assim se sujeita a determinadas coisas. As miúdas agora com essa idade entendem perfeitamente onde levam essas atitudes, o q não significa q não se arrependam mais tarde.

    ResponderEliminar
  34. Infelizmente os miudos chegam a ser terriveis uns para os outros ... mas muitas dessas atitudes é mesmo por estupidez nada mais. Um dia mais tarde até se arrependem... há que ter pciência para as tontices deles!

    Beijo doce xxx

    ResponderEliminar
  35. A maldade já existe em tenra idade. Os serial killers por exemplo, começam por matar e torturar animais durante a infância. Não te quero chocar mas eis o link perfeito para responder à tua pergunta:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Murder_of_James_Bulger

    ResponderEliminar
  36. É por estas e por outras que o nosso país tem a 3ª maior taxa, do MUNDO, de mortes na adolescência/juventude. Mas cá dentro são considerados acidentes e dá-se prioridade a falar da crise e de futebol!

    ResponderEliminar
  37. Olha que já nem me admiro de uma miúda de 13 anos ter esses comportamentos, embora ,obviamente ,não concorde! Trabalho com crianças e aí sim, acho chocante vê-las com 6, 7, 8 anos a se preocuparem com sexo e aparentemente ser esse o seu principal pensamento. Desde apanhar colegas e apalpá-las até chegar mesmo a tentar ter sexo e vir contar aos adultos que "eu estava a "f$D#r" com a Bia...(depois de uma conversa, viemos a saber que apenas havia se deitado em cima dela e havia feito os movimentos)até dizer numa composição do dia da Mãe onde escrevia que "ainda bem que a mãe fez sexo com o meu pai, para eu nascer"...Eu, também acho que, na minha altura, ninguém dessa idade estava minimanente desperta para esses assuntos...

    ResponderEliminar