domingo, 14 de abril de 2013

Dos abusos de confiança

Miguel Veloso

"O jogador do Dínamo de Kiev apresentou uma queixa no Tribunal de Oeiras contra António Veloso, numa relação que tem sido conflituosa nos últimos tempos.

Segundo o Correio da Manhã, em causa está uma dívida de 200 mil euros, valor que está ligado a um imóvel que António Veloso (antigo jogador do Benfica) "terá posto indevidamente em seu nome, usando uma procuração do filho.

O mesmo jornal recorda que há muito que a relação entre ambos "estava desgastada", tendo piorado depois de Veloso ter decidido separar-se da mãe de Miguel Veloso, Teresa Pinto. O internacional português, agora a jogar na Ucrânia, até deixou de usar o apelido nas camisolas".


Fico sempre meia chocada quando leio estas coisas. Como é possível um pai fazer isto a um filho? Abusar da confiança, do amor do próprio filho?

Não sei como as coisas aconteceram, neste caso. Mas lembro-me sempre do pequeno Saúl, que agora é um homem feito, e que perdeu milhares e milhares e milhares de euros por causa de uns pais egoístas. Gente reles é outra coisa. 

28 comentários:

  1. A mim parece-me sempre coisas de gentalha, que só se quer aproveitar das situações, não olhando a meios para conseguir os seus fins. A mim choca-me imenso ver pais a aproveitarem-se do sucesso dos filhos!

    ResponderEliminar
  2. Olha S* existe uma coisa muito simples em certos pais, para eles os filhos não são algo que amem é algo que querem para usufruir. Uma tristeza. São mesmo daquelas pessoas que nunca deviam ser pais.
    Beijinhos*

    P.s. estou a fazer um giveaway, participa ;)

    http://garotaembonecada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, muitas vezes, o dinheiro dá a volta à cabeça das pessoas, esquecendo os valores morais.

    ResponderEliminar
  4. Também não entendo.
    Fogo, é mau demais não se poder confiar nem nos próprios pais.

    ResponderEliminar
  5. A Petra disse tudo!!

    Contudo, senhora Jornalista, não esqueçamos o isto é tudo alegadamente verdade, mas tem de ser provado no local devido!!

    ;)

    ResponderEliminar
  6. nunca hei-de perceber... que abuso!

    ResponderEliminar
  7. Por aqui se vê do que as pessoas são capazes.
    Não sabemos as razões, mas um filho é sempre um filho e penso que espera sempre o melhor dos pais. :|

    ResponderEliminar
  8. Essas pessoas não sentem amor nenhum, só olham para o umbigo delas.

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente, nada disso é de admirar. As pessoas são capazes de ... tudo!

    ResponderEliminar
  10. S. também não consigo compreender! Faz-me confusão, mesmo. Até porque ponho as mãos no fogo pelos meus pais... Felizmente tenho a sorte de ter uns pais fantásticos em quem posso confiar a 200%. Pena que não seja assim para todos. E quem diz em relação aos pais diz em relação aos filhos... que já vi/ouvi filhos fazerem coisas contra os pais que me deixam arrepiada... mesmo!

    ResponderEliminar
  11. Quando não se pode confiar no próprio pai, pode confiar-se em quem? Não tenho a mínima dúvida , de que para o filho tomar uma atitude dessas é porque decerto não é a primeira vez que é roubado pelo pai...digo eu...

    ResponderEliminar
  12. pelo que percebo as duas historias tem mt de comum. Em ambos os casos os pais roubaram os filhos.
    Incrivel como o dinheiro pode subir a cabeça das pessoas
    bjs*
    e bom fds

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Nossa que absurdo!! Infelizmente existem pais que só pensam em dinheiro!

    no mais, tem sorteio de uma peça galaxy no meu blog, e vim te convidar para participar!! :)

    xx
    Tali
    nuasecruasblog.wordpress.com

    ResponderEliminar
  14. Eu concordo totalmente contigo, agora não acho correcto ele já não querer Veloso na camisola do club, é uma falta de respeito pelos fãs

    ResponderEliminar
  15. há relações complicadas! Também não percebo!

    ResponderEliminar
  16. Eu tento não julgar sem "ouvir" a outra parte. Mas Se for verdade, é de facto muito triste que um pai faça isto a um filho.

    ResponderEliminar
  17. Também não sabemos como se passaram as coisas, temos só uma versão.A meu ver é sempre importante "ouvir" as duas parte.
    Um beijnho

    ResponderEliminar
  18. E lembro-me também da Romana que pediu a toda a gente para que não lhe pagassem (dos 16 anos aos 18) para poder ser ela a receber e administrar os dinheiros quando finalmente fosse de maior idade.
    Uma tristeza...

    ResponderEliminar
  19. É tudo verdade, ele hoje explicou toda a situação no facebook. :/
    Coitado... Mas, no meio disto tudo, ainda bem que ele é um profissional com uma boa remuneração para ajudar a mãe e a irmã.

    ResponderEliminar
  20. (Não sei se o outro comentário seguiu, sendo assim:)
    É tudo verdade, ele explicou toda a situação no facebook dele.
    Coitado. :s Mas, no meio de tudo isto, ainda bem que ele tem uma boa profissão e remuneração para poder ajudar a mãe e a irmã. Mas o que o "pai" dele fez, não se faz...

    ResponderEliminar
  21. É mesmo, S*. Estas coisas também me fazem confusão. O Sául vivia três casas ao lado da minha, do outro lado da rua, e para mim e outros que cresceram com ela, foi muito triste ver que aqueles pais foram capaz de viver às custas do filho, e deixá-lo sem nada. É muito triste memso.

    ResponderEliminar
  22. Infelizmente, entendo do assunto. Há pais a fazerem coisas incriveis!

    ResponderEliminar