sábado, 12 de janeiro de 2013

Ah e tal, e a realização profissional?

Não me lixem. Ficava bem feliz se pudesse ficar o resto da vida sem trabalhar. Era só passear, namorar, passear, estudar, passear, ler, passear, conversar com amigos, passear, fazer compras, passear, adoptar animais, passear...

48 comentários:

  1. isso é a tua experiência. eu prefiro trabalhar a qualquer das coisas.

    ResponderEliminar
  2. Só labuto por causa do money!

    ResponderEliminar
  3. Olha que também enjoa...
    De vez em quando fazer qualquer coisinha, mas sem obrigação, só por gosto, isso sim!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo das 21.34, peço desculpa, mas isso é meio infeliz. :/

    ResponderEliminar
  5. podes crer! Desde que mesmo sem trabalhar a minha conta bancária tivesse sempre bem forrada, tornava-me uma dondoca na maior :)

    ResponderEliminar
  6. Concordo! Trabalharia mas de vez em quando, por exemplo a fazer voluntariado ou a fazer coisas que gostasse como cozinhar, fazer bolos. Estar de papo para o ar também só gosto um bocadinho. :)
    Mas raios partam o dinheiro, precisamos dele...

    ResponderEliminar
  7. Eu também! Mas tenho a certeza que ia querer trabalhar alguns dias por ano, de livre vontade, só para fazer alguma coisa diferente. Depois voltava às viagens e coisas que tal. Ai não que não...

    ResponderEliminar
  8. Adoro tudo isso~mas... preciso de desafios.

    ResponderEliminar
  9. eu gosto de me sentir útil, mas pronto. ter mais dinheiro e tempo livre para isso dava jeitaço :D

    ResponderEliminar
  10. Jogo no euromilhões com esse objectivo: fazer népia. Seria tão feliz se me dedicasse só aos animais... Trabalhar é um desperdício de tempo, eh!eh!

    ResponderEliminar
  11. A sério?

    Não tens vontade de ser reconhecida? Das tuas ideias e projecto serem interessantes para outras pessoas? De um dia poderes dizer que trabalhaste e aprendeste com pessoas espectaculares? De saberes que fizeste a diferença em algum sitio ou a alguém?

    A realização pessoal e a intenção de cada pessoa para tal, é fundamental para o desenvolvimento pessoal e relacional de cada um de nós. Conseguimos atingir um equilíbrio exactamente entre os aspectos relacionais e a nossa definição do self.

    Uma pessoa que apenas seja focada num destes pontos, ou só se foca em si ou foca-se em relacionamentos interpessoais, provavelmente terá um desequilíbrio psiocológico e não terá capacidade para responder às perturbações que a vida lhe poderá trazer!

    Provavelmente dizes isso mas na situação irias arrepender-te :) eheh É tão fazer-mos o que gostamos e isso ser valorizado :')

    ResponderEliminar
  12. Olha que chatice que era! Eu também me chateava muito não ter de trabalhar mais. Sim, sim, morria de tédio, tal e qual! Todas as semanas, quando jogo no euromilhões, só fico a pensar na seca que seria. Ainda bem que não me sai nada.

    ResponderEliminar
  13. Concordo! Mas também discordo um bocadinho :p acho que ao final de um tempo deve fazer falta produzir qq coisa, vermos trabalho nosso, sermos elogiados por isso, aprender, sei lá. Se bem que sim, qd o trabalho me corre mal penso sempre, sempre nisso :)

    ResponderEliminar
  14. Sim, os hobbies existem por algum motivo. Agora trabalhar...

    ResponderEliminar
  15. Ora cá está uma gaja com as mamocas no sítio para não entrar em falsos altruísmos nem hipocrisias. :P

    Boa S*. Tou contigo!

    E o anónimo que vá para prostituta a pagar impostos que lhe passa logo o moralismo.

    ResponderEliminar
  16. Trabalho para poder pagar as contas e através desse sacrificio poder aceder a alguns prazeres. Trabalho é trabalho e só isso. O que gosto de fazer está fora do trabalho. É quase como uma prostituição.Só que elas e eles devem ter melhores momentos que eu no meu trabalho.

    ResponderEliminar
  17. Sim.. trabalhar é importante e acho que nos faz ganhar maturidade e responsabilidade..
    Mas também podemos adquirir isso com outras experiências de vida..
    Se pudesse passar o resto da vida a aprender, a amar/partilhar a vida com alguém de quem gostasse, a viajar.. acho que o faria.
    O importante é termos as pessoas que amamos por perto. É sempre isto que conta, no final, o que quer que façamos.. É isso que conta :)

    ResponderEliminar
  18. Ahaha Depois também te aborrecias e sentias-te pouco útil... ;)

    ResponderEliminar
  19. acho que também me fartava dessa vida. trabalhar só assim de vez em quando, às horas que queremos, sem picar o ponto ;p

    ResponderEliminar
  20. Se o dinheiro caísse do céu bem que podia ser assim; mas de qualquer forma que acho que ia continuar a trabalhar mas só quando me apetecesse

    ResponderEliminar
  21. Eu não conseguia passar uma vida inteira sem fazer nada... Peço desculpa mas, é meio infeliz a tua perspectiva (na minha opinião)

    E projectos que te fizessem sentir útil?


    Margarida

    ResponderEliminar
  22. Eu preciso de trabalhar para viver, e não o contrário. Bem que te podia fazer companhia nesses passeios e afins, lol

    ResponderEliminar
  23. Eu acrescentaria: trabalhar é contra natura:)

    ResponderEliminar
  24. eu nao me importava de trabalhar mas ao meu termo. ter muito mais tempo para fazer as coisas que gosto, viajar, ler livros a beira mar, ouvir musica. e quando digo trabalhar falo em fazer algo que me fizesse acordar da cama com um sorriso nos labios.

    ResponderEliminar
  25. Eu não.. Se for a fazer aquilo que gosto, trabalhar com animais. Sou feliz assim xD

    ResponderEliminar
  26. Eu gosto muito do que faço mas se não tivesse todos as pessoas que amo pertinho de mim que se lixasse a realização profissional.
    Sou muito mais feliz com os meus ao pé de mim do que com o meu trabalho! :)

    ResponderEliminar
  27. Sabes ao fim do tempo davas em doida.

    Eu estou em casa infelizmente por estar desempregada e estou a dar em doida se não fosse a Universidade e os filhos acho que já tinha pirado de vez

    Sabe bem ter um tempo sem ter as obrigações do trabalho e aproveitar a vida mas depois é bom voltar á rotina também

    beijocas

    ResponderEliminar
  28. Eu também. Havendo dinheiro claro. Dizerem que gostam e se fossem milionários passavam o resto da vida a trabalhar como se nada fosse, é atirar areia para os olhos.

    Pode-se ser reconhecida da forma que dizes no post a seguir. =)

    ResponderEliminar
  29. Ao menos alguém que me compreende! Digo isso muitas vezes e sou criticada.
    Enfim. Quando há imensas coisas interessantes para se fazer quando não se trabalha, ainda mais quando se trabalha imensas horas como eu.

    ResponderEliminar
  30. Eu habituava-me bem a essa vida. As pessoas que dizem que se aborreciam de ter uma vida assim, não tem bem noção da infinidade de coisas giras que há para fazer.

    ResponderEliminar
  31. Acho que a chave é substituir realização profissional por realização pessoal. Todas as coisas que indicaste realizam a alma e isso sim é a chave para o equilibrio.

    ResponderEliminar
  32. Tu e toda a gente! A vida era uma maravilha assim;)

    ResponderEliminar
  33. Sério mesmo? Eu não. O vencimento ao fim do mês é um dos motivos pelos quais trabalho, obviamente. Mas a sensação com que chego a casa ao fim do dia não têm preço. Sinto uma realização que não conseguiria sentir de outra forma. Gosto muito muito de trabalhar.

    ResponderEliminar
  34. Concordo! Diferença: adoptava crianças em vez de animais, dizem-me mt mais.

    ResponderEliminar
  35. S, estava a pensar neste tema para um post. :) Eu cá por mim concordo contigo. Quero lá saber disso, queria era dinheiro para ter vida de lontra! :D

    ResponderEliminar
  36. Estou contigo S*, passava bem o resto da vidinha sem trabalhar, claro que no meio disso arranjaria mil e uma formas de ocupar o tempo, mas passava bem, claro que sim!

    ResponderEliminar
  37. Concordo contigo.
    E há mil e uma maneiras de nos sentirmos úteis e realizadas sem significar trabalhar. Eu podia ser bem rica e conseguir tempo e dinheiro para me dedicar à causa animal entre outras :) Acho que conseguia ter o tempo bem ocupado entre aproveitar a vida, acompanhar os filhotes às suas actividades e fazer voluntariado.
    Quem gosta gosta que não gosta não gosta e pronto. Não podemos dizer que achamos as escolhas dos outros infelizes porque é o que gostam e cada um leva a vida como mais lhe agrada ou pelo menos tenta lol

    ResponderEliminar
  38. Se eu ganhasse o euromilhões ou tivesse um gigantesco fundo de maneio uma das coisas que faria seria voluntariado no estrangeiro.
    Seria uma realização pessoal.

    ResponderEliminar
  39. Pronto, já percebi que a maratona blogueira já foi, hehehe!
    Ando muito desatualizada! :S

    Mas pronto, ainda vais a tempo da Maratona Manuela Machado, que é só no proximo domingo!

    Ah, e já agora que se passa aqui que só pensas em deixar de trabalhar? Olha que isso ainda se pega e depois quero ver, hehehe! :)

    ResponderEliminar
  40. Há coisas mais importantes do que uma carreira profissional, e que porventura são tão ou mais gratificantes.

    ResponderEliminar