sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Das boas pessoas

"Um motorista de autocarro de Viena, na Áustria, após uma ronda ao veículo, encontrou um saco com 390 mil euros atrás do seu banco e entregou-o à polícia. A dona do dinheiro era uma senhora reformada".


Esta é daquelas coisas que, à partida, todos dizemos "eu também entregava o dinheiro". Mas só quem passa por elas é que deve saber o que elas custam. A tentação de "desviar" 5 ou 10 mil euros deve ser enorme, já para não falar no bolo todo. Por isso, grande homem.  :)

41 comentários:

  1. é verdade mesmo!
    Sim, grande homem e pessoa íntegra! Já não existem muitos assim.

    ResponderEliminar
  2. Olha eu à partida ia ficar mesmo muitoooooooooooooooo na duvida se não ficava com ele! Bem sei que o politicamente correto para se dizer é " ai na horinha, entregava sem pestanejar". Pois eu havia de pestanejar muito!

    Agora que raio é que a velha andava a fazer com tanto dinheiro num saco?! Há gente que as pede!

    ResponderEliminar
  3. É um ato altruísta, sem dúvida.
    Dizer que também o faria é muito fácil. Mas às vezes ouço comentários sobre este tipo de situações em que as pessoas alegam que não entregariam algo que encontrassem à polícia porque eles depois ficavam com isso. O que também pode acontecer, já que são humanos!
    Enfim...não é fácil!

    ResponderEliminar
  4. É motorista e basta :)
    São todos boas pessoas.

    ResponderEliminar
  5. Entregou-o porque não viu o "recheio" e, provavelmente, tinha visto uma velhinha sentada e nunca imaginou que o saco tivesse tanto "graveto". ahah

    ResponderEliminar
  6. Mesmo grande homem. Nem todos eram capazes de fazer isso, especialmente na altura em que estamos.
    Boa sexta-feira :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Sem duvida S*.... a tentação do momento pode levar alguem até BOM a cometer erros....
    bjos

    ResponderEliminar
  8. Sinceramente não sei o que faria, mas é de louvar a gente honesta que ainda por aqui.

    ResponderEliminar
  9. Pois, a tentacao é grande! E nesta altura do ano dava para umas boas prendas! :-P

    ResponderEliminar
  10. Um homem bem honesto. Ainda há boas pessoas e merecia ser recompensado.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  11. A lição que eu tiro daí é que vale a pena ser-se reformado na Áustria.
    Aconselha-se vivamente ao Passos e ao Gaspar que botem aí os olhinhos e aprendam.
    Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  12. Que gesto tão nobre.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. Eu guardava-o. Sou mesmo má pessoa, eu sei. Mas seria uma má pessoa rica. lol

    ResponderEliminar
  14. Que a tentação deve ser grande, deve. Mas a consciência é que me deixa dormir...depende do que me dissesse a minha consciência...é óbvio que entregava. Já perdi noites por muito menos!

    ResponderEliminar
  15. De facto, esta temática, só quem passa é que sabe o que sente e o que faz. Não adianta muito estar a mandar bitaites. A conclusão final, é sempre nula.

    ResponderEliminar
  16. É mesmo um grande homem, penso que muito pouco gente teria essa atitude!

    ResponderEliminar
  17. Bolas! Mas o que andava uma senhora reformada a fazer com um saco com 390 mil euros??? OMG!!!
    Espero que a senhora tenha sido generosa com o motorista.

    ResponderEliminar
  18. No Brasil aconteceu algo semelhante! Um casal que morava na rua encontrou um saco com dinheiro que, veio-se a descobrir depois, tinha vindo de um assalto a uma pizzaria que os ladrões na fuga acabaram por perder.
    E entregaram o dinheiro. É incrivel pensar como duas pessoas que moram na rua, que isso no Brasil há ao pontapé, são tão honestas e humildes a ponto de devolver alguma coisa que poderia mudar-lhes a vida mas que no fundo não era delas. Acho muito bonito, faz-me sorrir e pensar que realmente há muita gente boa neste mundo!

    ResponderEliminar
  19. Concordo... não me parece linear que todos tivéssemos a mesma atitude, portanto parabéns a esse homem!

    ResponderEliminar
  20. Foi um ato de um grande homem sem dúvida.

    ResponderEliminar
  21. Eu sou sincera e digo que à partida não entregava o dinheiro.

    ResponderEliminar
  22. Grande homem mesmo. Não sei se faria o mesmo até porque a própria policia muitas vezes também mete ao bolso.

    ResponderEliminar
  23. Mas o mais engraçado é que ninguém questiona onde é que a sra. arranjou o dinheiro. Eu acho estranho. Vê-se logo que não é pensionista portuguesa.

    ResponderEliminar
  24. Com esse valor não faço ideia como seja mas aconteceu-me encontrar uma vez uma bolsa com perto de €7000; a tentação era grande mas o grilo falante falou mais alto. Entreguei-a às autoridades e mais tarde o proprietário contactou-me (através da policia) para me agradecer e contar do susto valente que tinha apanhado.

    ResponderEliminar
  25. Neste momento, 90% da população portuguesa queria ter a sorte do homem.
    Beijoca*

    ResponderEliminar
  26. Mas a senhora era reformada de quê? é que 390 mil Euros não junta quem quer!

    ResponderEliminar
  27. É realmente uma tentação muito grande. Tb n sei como reagiria. É um homem admirável...

    ResponderEliminar
  28. Eu tenho-me como uma pessoa extremamente honesta, e já entreguei algumas carteiras na policia com todo o dinheiro com que as encontrei. Mas sinceramente, não sei como reagiria num momento destes.

    ResponderEliminar
  29. Nos tempos que correm então, deve ser uma tentação ficar com esse mesmo dinheiro. Mas acho que acabamos sempre por pensar que poderia fazer falta ao seu dono e julgo que nunca o aproveitamos bem. eu que acredito no karma então...prefiro nem encontrar

    ResponderEliminar
  30. A reformada era de valor se lhe desse algum :D

    *

    ResponderEliminar
  31. essa velha já devia tar xéxé, eu ficava com ele

    ResponderEliminar
  32. Esqueceste-te dizer que o dinheiro era falso, daí ter entregue á policia...

    ResponderEliminar
  33. Eu pergunto-me é que raio é que a velhota fazia com um saco com tanto dinheiro na rua! Arre gente estúpida...

    ResponderEliminar
  34. Já perdi a carteira numa discoteca e só me apercebi quando o DJ chamou pelo meu nome (discoteca com matinés no tempo de adolescente), não faltava nem um cêntimo, confere há pessoas assim e uma já se cruzou com a minha carteira, pena é que o valor que tinha não fosse esse -.-´

    ResponderEliminar
  35. Esse senhor acabou de ganhar bom karma para 3 gerações!

    ResponderEliminar