segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Do racismo

Pais espancaram filha por causa de namorado negro

"David e Frances Champion espancaram a filha Jane, de 17 anos, quando descobriram que ela namorava com um jovem negro. O pai, de 50 anos, foi condenado a um ano de prisão, enquanto que a mãe da jovem, de 47, levou uma pena de nove meses de cadeia pelas agressões à filha e insultos racistas a Aflonce Ncube, o namorado de Jane".


Se há coisa que eu não consigo MESMO perceber é o racismo, a xenofobia, esta mania que algumas pessoas têm em considerar uns e outros inferiores ou superiores em função do tom de pele. Estamos no século XXI, caramba.

38 comentários:

  1. É verdade, é muito triste...
    Bj S

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente continuam a acontecer coisas destas. É incompreensível.

    ResponderEliminar
  3. Estamos?! Estamos alguns de nós, outros nem por isso!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. não há palavras não é? são mentalidades de merda, tal como aqueles que não gostam de animais!

    ResponderEliminar
  5. É uma tremenda estupidez!!!

    Infelizmente há muito racismo por aí...e eu lido com ele praticamente todos os dias!

    Enfim...

    ResponderEliminar
  6. È muito feio e maldoso uma filha pôr os pais na prisão.
    Vai carregar isso toda a vida e o passado vai-se colar à pele como uma marca de traição e de maldade.
    Por esta e por outras é que a Europa do Sul se esta a desfazer aos bocados, provavelmente esta situação foi em França que está inundada de estrangeiros e de bairros perifericos cheios de criminosos e deliquentes, em que os gandulos da reboleira, Bairro do Freixo, etc etc são autenticos meninos de coro.
    Obviamente que o comportamento dos pais é incorrecto mas provavelmente deram-lhe uns tabefes, em que os juizes da gauche caviar interpretaram como um atentado à Patria.
    Por esta e por outras é que provavelmente depois da Espanha e da Italia a França tambem vai pedir o resgate.
    Qualquer dia emigro para NY.

    FinKler

    ResponderEliminar
  7. Tens razão tem havido pouca evolução nesse sentido parece que ainda estamos no sec XIX

    ResponderEliminar
  8. Julgo que em muitas coisas ainda existem mentes muito perturbadas por aí :\

    ResponderEliminar
  9. Esta gente está toda tola?? o preconceito, ao que parece, em vez de diminuir, parece aumentar a olhos vistos, tira-me do sério!

    ResponderEliminar
  10. Parece que ainda há gente que não saiu do tempo das cavernas... :S

    ResponderEliminar
  11. Suponho q estarmos no século XXI n significa nada p mt gente, q ainda vive à mts séculos atrás...

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. FinKler nem tenho palavras para lhe responder.

    ResponderEliminar
  13. :( nunca compreenderei...somos todos iguais!!

    ResponderEliminar
  14. ainda há pessoas que tem mentalidade do século passado
    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Não é so triste....é estupidez mesmo!!
    beijinho S*

    ResponderEliminar
  16. Também é algo que me faz uma comichão enorme...
    Porque são pretos (desculpem ser tão directa), não significa que são algo mau. SOMOS TODOS IGUAIS PORRA

    ResponderEliminar
  17. Parece que vivemos num 3 mundo, onde não pode existir a diferença, senão matam-se todos uns aos outros

    ResponderEliminar
  18. Nem sei o que dizer sobre isso, é tão mau :(

    ResponderEliminar
  19. Gente ordinária e reles...... O racismo é ordinário e coisa de gente ignorante.

    ResponderEliminar
  20. FinKler não espere mais, emigre quanto antes para NY ou para outro sítio qualquer. Quanto mais longe da civilização melhor, para nosso benefício.

    ResponderEliminar
  21. E eu adoro tu baby...................... Coitados dos meus pais se lhes desse uma panca dessas.......

    ResponderEliminar
  22. Já eu percebo o racismo muito bem.
    Gostaria de saber se fosse ao contrário o que aconteceria. Um casal de negros a esbofetear a filha por esta namorar com um branco e isso ir a tribunal. Não daria nada, nem mesmo seria notícia em lado nenhum porque isso não venderia, porque isso não é "politicamente correcto". O politicamente correcto é assim como aconteceu, noticiar que o branco é que é racista e que o preto é o coitadinho. O pai vai preso por ser "racista". Este é mais um caso para todos os apologistas do politicameente correcto, como a maioria dos que comentaram aqui, esses que continuam a acreditar que o racismo só existe do branco para o preto e nunca o contrário. Estão muito enganados.

    ResponderEliminar
  23. Não se entende como é que nos dias de hoje ainda há racismo. E não sei se a pena que tiveram chega, é que espancar a filha por esse motivo não é de gente normal.

    ResponderEliminar
  24. Joao Almeida ninguém aqui disse isso. Obviamente que o racismo existe de parte a parte.

    ResponderEliminar
  25. Não percebo essas atitudes, juro que não percebo!

    ResponderEliminar
  26. O mais irritante é que não são só pessoas com mais idade que ainda pensam e agem assim. Continua a haver muito racismo entre a camada mais jovem.
    bjos

    ResponderEliminar
  27. esta gentinha esquece-se que no fundo somos todos iguais! Racism sucks --'

    ResponderEliminar
  28. Concordo em absoluto com o João Almeida. A maior parte das pessoas que comentam aqui não têm conhecimento de causa e algumas ainda pensam que o mundo é cor-de-rosa.

    Na noticia que eu li dizia que o pai tinha chegado a casa e tinha encontrado a filha de 17 anos despida com esse tipo, esbofeteou-a e expulsou o tipo lá de casa, mas para a comunicação social e para as vozes do "politicamente correcto" só conta o racismo no caso, não conta para nada o facto dela ser menor nem conta nada o facto do pai dela vir a ser preso um ano, só porque não gosta de alguém, como se nós por cá também gostássemos de toda a gente que nos aparece à frente.
    Enfim, se fosse ao contrário, nada aconteceria, como é óbvio. É a Nova Ordem Mundial a atacar em força.
    Que o casalinho seja feliz para sempre, é o que lhes desejo.

    ResponderEliminar
  29. Os rotulos, para muitos, é mais importante que a felicidade alheia.
    É uma tristeza mas uma realidade que tem de acabar!

    Um beijo docinho xxx

    ResponderEliminar
  30. Não não S, vais-me desculpar mas o que está mal aqui não é o racismo!

    O que está aqui é um autêntico atentado à sexualidade da mulher!!! Ao poder de escolha da sua vida! Parece-me que não foi no namorado que eles bateram, foi na miúda mesmo!!! Puritanismo ao mais alto nível

    É um problema histórico e que nunca mais tem solução, esta obsessão dos pais de controlar as escolhas sexuais das filhas!!!
    Desde sempre os pais é que sabiam quem é que se deitava com as filhas na cama, quer elas quisessem ou não!!

    Racismo é outra coisa, e neste caso é apenas uma desculpa que camufla o verdadeiro drama. Isto é um grande abuso aos direitos da mulher, e são os próprios pais que o praticam!!!


    http://oblogdospeixes.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  31. Só gostaria de dizer uma coisa à SEREIA: Você deveria ler essa noticia toda, que não está cá no post porque o que interessava era falar no racismo e não no resto:

    A moça em questão tem 17 anos, logo é menor. Será que isso não pesaria em nada na decisão dos pais dela? Será que agora é a Justiça e os Tribunais, quem deve "educar" e "reprimir" e não os pais? Também poderiam processar o tipo por pedofilia, pense nisso.
    Com quem ela se deita, só a ela lhe diz respeito e conhecendo as inglesas como eu conheço, adianto que são bastante frescas, mas neste caso poderia fazê-lo em outros locais que não a casa dos pais dela, sabendo de antemão que eles não compactuavam com aquela relação, o que veio a provocar aquela reação injustificada por parte do pai dela. Pode ser que no dia em que pense como "pais" e não como "filha" talvez mude de ideias em relação a esta questão. Agora ele vai preso um ano e espero que ela não sinta remorsos (nem precise de €) eles (o casalinho) sejam felizes para sempre.

    ResponderEliminar
  32. Caro Martini Bianco, honestamente pessoas que ainda pensam como você deviam desaparecer da face da terra, ou espero pelo menos que nunca morem na minha vizinhança.

    Sabe porquê? porque depois de ler a notícia completa ainda mais fiquei com a certeza do que eu tinha dito anteriormente.

    "a envergonhar a família", era o que a rapariga estava alegadamente a fazer ao deitar-se com um rapaz.
    Fosse ele preto, branco, amarelo ou às pintinhas, o que está aqui presente é PURITANISMO, simplesmente.

    Quem quer educar EXPLICA, e quanto muito dá umas PALMADAS!

    Puxar cabelos, dar socos na cara e o diabo a sete é TUDO MENOS EDUCAR!!!
    E não obstante o pai já ter esta atitude, a MÂE foi atrás e fez o mesmo, porque também ela não tem respeito pela filha!!! Provavelmente sabe que tinha que ficar do lado do marido para não levar também!!!! Tristeza este sub-mundo em que vivemos.

    No final você ainda sugere que a filha deveria sentir remorsos de colocar o pai em tribunal?? Acho impressionante... Só porque é pai pode usar e abusar da miúda?? Espancar??? Decidir com quem ela se deita?? Só porque a miúda era menor?? Não sei onde vamos parar a seguir... Daqui a pouco diz-me que também pode violá-la, e ela tem o dever de obedecer!

    ResponderEliminar
  33. Que grande tristeza! Minha nossa. Estou embasbacada. Não entendo mesmo a cabeça destas pessoas!

    ResponderEliminar
  34. Sereia, tenha calma que há aqui um mal entendido. Desta vez fui à noticia completa do DN, pois inicialmente tinha-a lido nas fontes inglesas, que não referiram espancamento mas sim bofetadas (slapping) que não sendo a melhor "educação" que se pode dar, também ninguém sabe o que lá se passava para além disso, daí o meu comentário de certa maneira favorável aos pais dela, mas se segundo o DN foram espancamentos, sou totalmente contra, retiro o que disse, pois subentendeu que eu era favorável a este tipo de punição, logo o seu comentário esbaforido, sou totalmente contra, fui educado sem violência e será sem violência quem um dia educarei os meus, para além de que violência não tem nada haver com puritanismo, violência tem haver sim com banditismo, no entanto a sua forma de se dirigir aos outros também deixa a desejar; a mesma violência que critica nos outros é a mesma que usa para atacar, mostrando-se igual, como é o exemplo da sua resposta repleta de maiúsculas. Não havia necessidade.

    ResponderEliminar