quarta-feira, 25 de abril de 2012

Da ex-melhor amiga

Hoje tomei uma decisão. Vou escrever uma carta à minha ex-melhor amiga. Já falei dela aqui e aqui.

Ontem à noite lembrei-me dela e mais uma vez me senti indignada pela total indiferença dela. Mandei uma mensagem, via Facebook, a uma rapariga que também era amiga dela (e que ela também ignora).

Vou mandar-lhe uma carta. Dizer-lhe tudo o que ela precisa de ler/saber. Se nunca me deu a oportunidade de lhe dizer quão indignada me senti com o afastamento dela, agora vai sabê-lo. Queira ou não queira. Posso ser muita coisa, mas cobarde não sou. Dois anos e meio depois, ainda não esqueci o assunto. Talvez a carta me ajude a ultrapassar.

52 comentários:

  1. ... tb tenho uma cena assim... mas nunca escrevi a carta... e já lá vão mais de 10 anos...

    ResponderEliminar
  2. Já me aconteceram situações semelhantes com grandes amigas e custa muito essencialmente quando só uma parte tenta resolver as coisas. E acho que fazes bem em escrever e enviar-lhe a carta, assim ela fica a saber tudo o que tu sentes. Ficas aliviada e podes estar mais descansada contigo mesma, pois fizeste tudo o que tinhas a fazer. :)

    ResponderEliminar
  3. Ao menos fica tudo dito da tua parte e sabe tão bem deitar tudo cá para fora.

    Ajudará e muito certamente.

    ResponderEliminar
  4. Li o teu post. Li o outro post onde falaste da tua ex-melhor amiga. E abri o Facebook, para mandar uma mensagem à minha própria ex-melhor amiga. É uma situação diferente, porque não houve rancor, só afastamento. Mas mesmo assim, o afastamento só acontece se as pessoas o permitirem, e não vai ser por minha causa de certeza ;)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. Ena, afinal não sou a única a dizer que tenho uma "ex-melhor amiga"! xD

    ResponderEliminar
  6. Eu se fosse ati, mandava pastar o assunto.Morto e enterrado.Há gente que não vale mesmo a pena.

    ResponderEliminar
  7. Assim ficas com a tua consciência tranquila e sabes que da tua parte está tudo feito, desta forma possívelmente é uma maneira de ultrapassares o assunto.
    Escrever uma preocupação por vezes ajuda-nos a percebê-la melhor. “Se a tua dor te aflige, faz dela um poema”

    ResponderEliminar
  8. Vais sentir-te melhor ao escrever a carta, penso que fazes muito bem! Já o fiz e, embora custasse muito, senti-me aliviada.
    Fui correspondida com insultos, desconfiança e arrogância, como se nunca tivéssemos sido nada, mas curou-me. Porque se alguém depois de ler todos os meus sentimentos, a nú, não se dignou a responder bem e sinceramente, também não merece a minha amizade. Custa muito perceber isso, mas melhora, acredita!

    Força nisso :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Joana, ao menos este post serviu para isso. :)

    Neste caso também não há rancor... ela pura e simplesmente desapareceu, deixou de me falar. Ainda lhe mandei umas mensagens mas ou não respondia ou respondia a dizer que estava ocupada. E fez o mesmo com outra amiga (a tal a quem mandei mensagem).

    ResponderEliminar
  10. Vai te ajudar a deitar tudo cá para fora isso vai... Agora se terás resposta já não sei... E isso vai ficar sempre como um nó até que ultrapasses.

    ResponderEliminar
  11. O meu comentário está em forma de imagem, aqui.

    ResponderEliminar
  12. Fazes mt bem.nada como a nossa consciencia estar limpa e descansada!!!
    :-) boa sorte!!

    ResponderEliminar
  13. Petra, amiga, eu não quero saber da resposta. Sei que provavelmente não obtenho resposta. Quero é que ela saiba o que eu sinto. :)

    ResponderEliminar
  14. Como conheço e bem essas palavras de Ex amiga...
    Nunca escrevi carta alguma e já lá vão 11 anos.
    Bjstos

    ResponderEliminar
  15. Já me aconteceu, e não foi só com uma. Tal como tu tentei falar, tentei saber e resolver tudo. Tal como a ti, também me ignoraram. Portanto não esqueci mas caguei no assunto. Acho que escrever-lhes seria dar importancia.

    ResponderEliminar
  16. Sinto que em parte estou numa situação parecida. Tinha uma "melhor amiga" durante 3 anos. Éramos inseparáveis em tudo. desde o Natal que as coisas azedaram, eu queria combinar coisas ela não aparecia, ou "inventava desculpas". Confrontei-a algumas vezes e ela dizia que não se passava nada. Cheguei ao ponto de "desistir" da nossa amizade.
    Deixei de eu a procurar e nunca mais deu sinais de vida. Sei que ela está bem por uma amiga minha. É revoltante parece que nos espetam uma faca no peito.

    ResponderEliminar
  17. Olá S*!
    Fazes bem em lhe escrever uma carta, assim deitas cá para fora tudo o que está aí dentro guardado, e, ao menos, depois não te sentes mal contigo própria, mesmo que ela não responda, tu fizeste o que estava ao teu alcance!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  18. sou completamente adepta de não deixar nada por dizer, muita força :)

    ResponderEliminar
  19. Como te compreendo, como já respondi num desses tópicos em que falaste dela, também eu tenho um caso desses (mas é um ele). Tentei de tudo, e até à data de hoje não obtive qualquer resposta. Não sei o porquê do desaparecimento. Um dia hei-de escrever sobre ele no meu blogue...
    São pessoas egoístas, mal-agradecidas, que só têm amor próprio.

    ResponderEliminar
  20. Como te compreendo, como já respondi num desses tópicos em que falaste dela, também eu tenho um caso desses (mas é um ele). Tentei de tudo, e até à data de hoje não obtive qualquer resposta. Não sei o porquê do desaparecimento. Um dia hei-de escrever sobre ele no meu blogue...
    São pessoas egoístas, mal-agradecidas, que só têm amor próprio.

    ResponderEliminar
  21. dois anos é muito tempo. eu não aguentava sequer um fim de semana.

    ResponderEliminar
  22. a mulher certa além da minha irmã, nunca tinha tido outra melhor amiga (agora, por todos os santinhos, tenho!) e esta gaja aqui foi muito próxima de mim durante um ano. Eclipsou-se de repente. Devia esquecer, devia ignorar, mas não é do meu feitio.

    ResponderEliminar
  23. Eu tive várias, há muitos anos.

    Chega a uma altura em que pensamos que isso não vai voltar a acontecer, mas, quando menos damos por isso, essa pessoa afastou-se... com ou sem razões...

    Enfim, eu acho bem que tomes uma atitude, essa atitude, se bem que por vezes a melhor atitude é mesmo o desprezo, mas nem sempre possível. Entendo-te.

    ResponderEliminar
  24. sinceramente acho que não vale a pena... há pessoas que simplesmente não querem saber. :|

    ResponderEliminar
  25. Margarida, eu sei... eu sei que ela não quer saber e que provavelmente nem me responde. Mas eu tenho o discurso entalado na garganta há mais de dois anos. :)

    ResponderEliminar
  26. tive uma grd grd grd amiga que nos desligamos há uns anos atrás...no domingo passei por ela, ninguém disse nada a ninguém..tornou-se um mal estar quando se ve na rua.

    ResponderEliminar
  27. A carta é uma boa terapia, fazes bem, também gosto de dizer o que tenho a dizer!!

    ResponderEliminar
  28. És das minhas, S*! Não sossego enquanto um assunto me anda a rondar. É que nem avanço sem superar. E gosto de resolver, falar 100x no assunto se me fizer sentir bem.

    ResponderEliminar
  29. Tenho uma ex melhor amiga assim. éramos inseparáveis, até pormenores da vida sexual dela com o namorado eu sabia :) Até que ela se afastou e eu tb me afastei, somos da mesma freguesia e temos até família em comum mas não falamos. Agora sei que o namorado, que entretanto, se tornou marido, está a traí-la e não sei se fico muito triste com isso. Não gosto de ser assim má pessoa, mas ela é que escolheu sair da minha vida... Ainda sonho com ela muitas vezes :)

    ResponderEliminar
  30. Se ela se afastou de ti, e do pouco que percebi no post, se ela se afastou de ti, e nao quer saber das tuas investidas, desculpa a minha sinceridade que nem sequer estou a par da situaçao, mas talvez ela nunca tenha sido tua amiga como tu foste dela..
    Porém acho que fazes bem em escrever a carta e expores todos os teus sentimentos em relação a ela e relação que tinham...
    Força :) besito **

    ResponderEliminar
  31. Se eu fosse a ti não fazia isso. Ela, muito provavelmente sabe o que sentes porque já o deixaste claro no teu blog. Não te humilhes por quem não merece. A decisão de se afastar foi ela, sê superior.

    ResponderEliminar
  32. Ás vezes é necessário expressar tudo o que ficou por dizer para que finalmente possas esquecer e continuar sem que isso te chateie mais. Boa sorte com a carta e espero que tenha o resultado que desejes :)

    ResponderEliminar
  33. Minha querida S asterisco, eu já fiz isso mesmo, numa situação semelhante e o resultado foi que me continuou a ignorar... tu julgas que não queres resposta, que o que queres é que ela saiba como te sentes e como ela te magoou... mas vais ver que se ela te continuar a ignorar mesmo depois de saber como te sentiste magoada, ainda te vais sentir pior... o meu conselho, é que percebas que nunca foi tua amiga e esqueças... Beijo

    ResponderEliminar
  34. Jiggly, não é humilhar-me, pelo menos não o entendo dessa forma... é dizer-lhe o que sinto que quero dizer. Bom, escrevo a carta amanhã e logo vejo se me apetece enviar-lhe. :)

    ResponderEliminar
  35. Eva dois anos e meio depois, garanto-te que não quero a amizade dela para nada. Não sou rancorosa, mas detesto ter assuntos entalados. Sinto que preciso de ralhar com ela, de a confrontar, de lhe dizer que me magoou. Na altura nunca lho disse. Deixei-a afastar-se sem protestar. Amanhã veremos o que me apetece fazer... obrigada. :)

    ResponderEliminar
  36. Eu enviei um mail a uma amiga que do nada deixou de falar comigo. Eu gosto de entender as coisas, e fico demasiado frustrada quando as coisas acontecem e eu não sei o porquê. Escrevi e obtive resposta? Não. Depois pus-me a pensar verdadeiramente no assunto. Não há ex-amigos. A verdadeira amizade dura para sempre. Depois há a amizade passageira, aquela que tem um prazo mas nós não sabemos qual... e fruto da ignorância do momento julgamos que será para sempre. Mas não foi, mas não é. E vamos aprendendo isso com o tempo. Agora que olho para trás, vejo que várias pessoas deixaram de me falar, até parece que o problema é meu, mas o que eu realmente vejo é que apoiei-as quando era preciso, apoiei-as quando mais ninguém estava ao lado delas e elas agradeceram-me com um "vai-te f*d*r". Pois, ora muito bem, elas que se f*d*m que eu quero alguém que goste de mim como eu sou e livre de invejas. Como diz o Dalai Lama, se chegarmos ao fim da vida, olharmos para trás, e virmos que tivemos no máximos cinco amigos, a vida valeu a pena. Com um verdadeiro amigo a vida já vale, imagina com cinco. :)
    "minha ex-amiga" soa tão bizarro, não é?

    ResponderEliminar
  37. É dificil ultrapassar algo que dificilmente esqueceremos, principalmente que nos magoou tanto! Acho que fazes bem escrever essa carta, mas não fiques com expectativas nem à espera de nada! Escreve porque te faz bem a ti e não esperas nada em troca disso.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  38. eu acho que fazes bem... deitas tudo cá para fora, tudo o que lhe queres dizer e talvez consigas, depois, esquecer a situação...
    eu estive a ler os posts que colocaste aqui sobre este assunto e acho que ela se aproveitou claramente de ti, numa fase em que estava mais sozinha... enfim, espero que consigas ultrapassar isto.

    ResponderEliminar
  39. Fiquei triste ao ler este post,porque consigo compreender o que sentes. Julgamos que temos grandes amizades, mas elas,um dia, simplesmente desaparecem. Umas vezes nem sabemos porquê,outras vezes porque nos desiludimos e não conseguimos voltar a confiar na pessoa da mesma forma.
    O que mais me incomoda em situações como esta, é que por causa de certas pessoas que nos usaram e deitaram fora sem uma única explicação, outras (que se calharam valiam a pena) não conseguem ter a nossa confiança e amizade.
    Boa sorte com isso!

    ResponderEliminar
  40. Escreve a carta. Mas eu não a mandaria. Essa miúda já não te é nada, é apenas uma pedra antiga no sapato. Não vai adiantar, atrasar ou servir para nada. Sim, tenho a sensação de que te vais humilhar, de que lhe vais dar de bandeja os teus sentimentos e mostrar-lhe que ela ainda importa. E a probabilidade de ela deitar uma lagrimita ao ler a tua carta e reconsiderar a vida é muito, muito baixa. Ela afastou-se sem protestos, tu também. Deixa-a ir de vez.

    ResponderEliminar
  41. Ajudará com certeza, apoio a tua decisão. Tens o direito de saber porque raio se afastou de ti.

    ResponderEliminar
  42. uff depressiva essa história toda!
    O mais que posso dizer...não existem melhores amigos (para mim que sou muito poucaxinha). Existem grandes amigos, conhecidos e indiferentes!
    Olha espero mesmo que consigas resolver, ou acabar de resolver todo esse "pequeno" problema.

    ;)

    ResponderEliminar
  43. e quando essa ex-melhor amiga mora no nosso prédio por cima de nós? nem te digo a cena que é estar sempre a rezar para que não nos cruzemos no elevador, nos patamares, na garagem ou na rua! chega a dar pesadelos. E comigo acabou com rancor, infelizmente.

    Mas eu não mandaria a carta. Já tentaste falar com ela, mandar msg e ela já "te respondeu" ignorando-te. Para que é que te vais humilhar mais? Dar-lhe os teus sentimentos de bandeja? percebo que te sintas aliviada, mas haverá de certeza outra forma mais soft de te aliviares sem teres de te expôr dessa forma. Protege-te S, gente que não vale a pena infelizmente é o que mais há por aí. Preocupa-te em gostar de quem gosta de ti e de quem te dá valor. Se não te dá, simplesmente desliga a ficha. (eu sei que é fácil falar...eu tb vivo esse tormento, se bem que o meu foi há um mês atrás por isso ainda não ultrapassei completamente).

    ResponderEliminar
  44. ah esqueci-me de te contar uma coisa que pode ser que ajude a perceber que há gente que não vale mesmo a pena: eu estava chateada com a minha ex-melhor amiga. Ou melhor ela comigo, mas pedi-lhe desculpa, tentei conversar, ela não aceitou, etc e tal. Uns dias depois rebentei um pneu com a minha filha no carro e fiquei no meio da estrada com a miúda no colo. Lembrei-me que ela como tem um filho da mesma idade que me poderia ajudar porque tem um carro com cadeirinha. Mandei-lhe um sms aflita. Sabes o que me respondeu "que chato. Deixa lá, pensa positivo, melhores dias virão". Foi o suficiente para, para mim, ter sido "morta e enterrada". E fica aqui um retrato de duas pessoas que eram inseparáveis...

    Portanto S, se ela não quer, não insistas. Gosta de quem gosta de ti, só isso. =)

    ResponderEliminar
  45. Fi, essa de ela ser tua vizinha deve ser mesmo incómoda, lamento. Tens razão, infelizmente tens razão.

    ResponderEliminar
  46. Bem, acho que como toda a gente já passou por essa situação e eu não sou excepção.Já tive boas amigas em várias fases da minha vida que acabaram por se "perderem" do meu caminho, do nosso caminho.
    Mas por acaso e embora fique triste, vejo isso como uma fase e vejo que afinal a amizade que eu julgava ter para a outra pessoa seria e funcionava de forma diferente.
    Quando aconteceu esse afastamento, eu quis logo resolver e lutar contra isso mas quando vejo que as pessoas não tão nem ai, esqueço e bola para a frente.
    Se há coisa que eu detesto a todos os níveis é estar a remar contra a maré e ainda por cima sozinha.Qual o propósito?na altura fez sentido, agora passados anos não vejo o menor.

    * * *

    ResponderEliminar
  47. escreve, diz, liberta, poe uma pedra sobre o assunto, vais'te sentir muito melhor :)

    ResponderEliminar
  48. gosto da tua coragem! admiro a tua coragem! aconteceu-me o mesmo com 2 pessoas, que considerava amigas... um já lá vão uns 4 anos, outra uns 2... já sofri muito por causa dos mal entendidos, tentei aproximação e esclarecimentos e nada... hoje em dia a minha postura, depois de ter sofrido, é de que essas pessoas fazem parte do passado, ponto final. No meu coração estão perdoadas, mas hoje sou eu que agradeço por se terem afastado da minha vida... confirmei que essas amizades nunca foram verdadeiras, sinto que hoje não me fazem falta nenhuma, e com o afastamento delas, outras se aproximaram... estou-lhes eternamente agradecida e desejo-lhes toda a sorte na vida.

    ResponderEliminar
  49. Aconteceu-me o mesmo, tinha uma "amiga" de quem gostava muito, um dia deixou de me falar. Conheço-a a mais de 20 anos.
    Andávamos no mesmo ginásio e vi-a todos os dias e nunca me redigiu a palavra e eu sem perceber o que se passou e ainda hoje não percebo, no natal de 2011 mandei-lhe um mail, até a desejar-lhe festas felizes e ela não me respondeu...Estive um tempo sem a ver, mas agora vejo-a quase todos os dia porque trabalhamos perto, eu para ir para o meu trabalho tenho de passar em frente do dela e quando a vejo fico nervosa e a tremer, fui eu que tive a iniciativa de dizer-lhe olá ela responde-me entre dentes e as vezes ignora-me ou finge que não me vê só para não me cumprimentar, não entendo a única coisa que queria era esquecer que ela existe, não quero voltar a ter nada com ela! Ela não merece a minha amizade, assim como a tua amiga também não! São pessoas mal formadas e não merecem que percamos tempo com elas! Bjinhos e boa sorte!

    ResponderEliminar