domingo, 18 de março de 2012

Desafio dos 11 (sim, aceitei um desafio!)

A Teresa Santos desafiou-me. Aliás, várias pessoas me desafiaram e hoje resolvi aceitar... finalmente!

As regras a respeitar são as seguintes:

a) Escrever 11 factos aleatórios sobre mim;

b) Responder às perguntas que me foram propostas;

c) Fazer 11 perguntas para as próximas pessoas;

d) Escolher as pessoas que irão responder às questões da alínea c.


11 Factos aleatórios sobre mim

1. Tenho um ar confiante mas sou frágil e vulnerável.

2. Costumo dizer que sou tímida (e sou), mas quando a pessoa me conquista torno-me uma "cesta rota" e falo, falo, falo...

3. Sou um pouco obsessiva, repito rituais um determinado número de vezes.

4. Tenho muito orgulho na minha personalidade e sei que sou muito boa pessoa.

5. Tenho uma adoração pelo meu tio. Escolhi o meu homem ideal à imagem dele: calmo, inteligente, honesto e dedicado à Família.

6. Peco por ser demasiado tolerante. Não me queixo mesmo tendo todas as razões do mundo para o fazer.

7. Arranjei trabalho na minha área por um acaso do destino, visto que nem um currículo enviei (sim, atirem-me pedras, tive sorte).

8. Dou muito mais do que aquilo que geralmente recebo. Felizmente tenho valiosas excepções.

9. Leio a um ritmo louco. Quando começo a ler um livro, não demoro mais que meia dúzia de dias a terminá-lo.

10. Adoro cozinhar. Adoro mimar o meu companheiro. Gosto de cuidar dele. Não o faço porque ele mo pede, faço-o porque gosto de o fazer.

11. A minha irmã é a pessoa mais importante da minha vida.

Questões colocadas pela Teresa:

1 – O que mais te incomoda na sociedade em que vivemos?

O individualismo. As pessoas estão cada vez mais egoístas, mais frias e "umbiguistas". Não se preocupam com os outros, nem com a própria família. Choca-me a facilidade com que os portugueses despacham os velhotes.

2 – Que futuro prevês para Portugal?

Tenho fé no nosso país. Sei muito bem que os próximos anos serão duros mas sei que Portugal é feito de pessoas fortes, cidadãos trabalhadores, cidadãos que não desistem. Infelizmente também considero que somos demasiado conformistas e que aceitámos a nossa "triste sina" com demasiada facilidade... mas orgulho-me do meu país e do forte patriotismo existente, pelo que acredito que nos vamos erguer.

3 – O que pensas da nova geração?

Preguiçosa e mal habituada. Refiro-me à geração que está agora a terminar o liceu e a entrar na faculdade. Mal habituados, individualistas e preguiçosos. Felizmente que há excepções... Mas choca-me ver tantos jovens a gastarem o dinheiro dos papás em bebidas, em jantaradas e em roupa de marca. Se fossem trabalhar podia ser que aprendessem umas coisas sobre a realidade da vida. Nunca percebi bem esta ideia de que "os pais têm obrigação de nos sustentar até acabarmos o curso... e isso inclui darem-nos dinheiro para cinema, jantares, bebidas e discotecas". Trabalho desde os meus 18 anos e orgulho-me disso. Não me revejo minimamente nesta nova geração, mal habituada.

4 – A tua profissão realiza-te?

Totalmente. Foi a profissão que escolhi e apaixono-me por ela todos os dias.

5 – Como defines o “belo”?

Julgo que o que é natural é belo. Adoro o verde, as flores, as árvores, as paisagens naturais. A natureza é grandiosa.

6 – Que interesse vês na blogosfera?

É um meio onde podemos criar laços fortes com pessoas honestas. Gosto de acreditar que no nosso blogue escrevemos aquilo que realmente somos. Felizmente já conheci algumas dezenas de pessoas e posso dizer que fiz meia dúzia de bons amigos por aqui. Sei que existem os maldosos de serviço, que adoram ser visitados e que, para isso, optam por ser venenosos e por incomodar os outros... mas a blogosfera é um local bonito, se a soubermos viver.

7 – Blog ou facebook?

Blogue. Não ligo ao Facebook. Tenho a conta pessoal, onde apenas escrevo sobre trabalho, e tenho a conta do blogue, onde vou abordando os temas do blogue. No entanto, uso apenas por usar esta rede social. O blogue acaba por ser o meu diário pessoal.

8 – Preferes: animais ou pessoas?

Animais. São o meu grande amor. Sinceros, verdadeiros e fiéis. Dão-nos amor de forma desinteressada. Bom... as minhas gatas roçam-se nas minhas pernas quando querem comida... mas é amor desinteressado na mesma. ;)

9 – O teu maior amor é …?

A minha Família. Neste conceito de Família incluo aqueles que são sangue do meu sangue, mas também o meu namorado e os meus animais. O meu namorado já deixou há uns bons meses de ser apenas um namorado... Já faz parte da minha ideia de Família.

10 – E o teu sonho maior?

Evoluir profissionalmente, casar, ter uma casa com jardim e espaço para dezenas de gatos e alguns cães.

11 – És capaz de odiar?

Não. Não sou. De todo. Não esqueço facilmente o mal que me fazem, mas não sou rancorosa e muito menos sou capaz de odiar. Não fui educada assim. O ódio corrói a alma.

As minhas perguntas:

1. Acreditas em Deus?
2. Preferes uma verdade que magoa ou uma omissão que poupa da dor?
3. O que serias incapaz de perdoar?
4. Preferes palavras ou actos?
5. Um amor suave ou uma paixão intensa?
6. Se pudesses mudar algo no mundo, o que seria?
7. Consideras a Guerra um meio aceitável para chegar a um fim?
8. Pena de morte: sim ou não?
9. Casamento ou união de facto?
10. Qualidades que admires nos outros?
11. O que mais gostas em ti?

Os convidados a participarem no desafio?

Sinto-te a falta
Caixa Poeirenta
Cláudia
Eva Luna
Café com Canela
Petra
Confuskos
Cat
Vera, a Loira
Peppy Miller
Maria, do Elementar

21 comentários:

  1. Obrigada pela parte que me toca vou fazer logo que possivel.

    ResponderEliminar
  2. S* adorei conhecer-te um pouquinho mais.
    Bj

    ResponderEliminar
  3. Os desafios tem um lado bom, oferecem uma oportunidade de sabermos um pouco mais sobre os outros.

    Obrigada, vou responder sim.

    ResponderEliminar
  4. Gostei de conhecer mais um bocadinho de ti *

    ResponderEliminar
  5. Também gostei de te conhecer melhor :) (estes questionários dão cabo de mim, mas acabam por ser uma boa maneira de sabermos algo de alguns "companheiros de passeio" que apreciamos, mas só conhecemos pelo que aqui escrevem). Já agora queria-te agradecer as palavras com que te referiste a mim para aí algures :). Acredita que farei por não mais as esquecer porque me tocaram.
    Faz favor de seres feliz

    ResponderEliminar
  6. S* eu aceitá-lo-ei em breve, mas vou fazer um 3 em 1... pois já serás a 3ª pessoa se não me engano a fazer-me o desafio... irei responder ás diferentes perguntas (tipo inquérito) com togo o gosto, é aí que reside a piada da coisa!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Muito bem, só a 8 é que não me revejo nessa resposta, mas compreendo! É bom ficar a saber algo mais...

    ResponderEliminar
  8. Já respondi dear S* :) espero não ter ferido susceptibilidades... Um beijinho e obrigada.

    ResponderEliminar
  9. Eu sempre achei que também tem um irmão, ou não? Mas como nunca fala dele e agora só falou da irmã novamente, confesso que fiquei na dúvida.

    ResponderEliminar
  10. Ana, também tenho um irmão, sim. É um irmão mais velho e a relação não é de perto nem de longe parecida com a que tenho com a minha irmã gémea. :)

    ResponderEliminar
  11. Eu até achei que era muito mais novo. Desculpe.

    ResponderEliminar
  12. Obrigado minha querida. Prometo responder mal tenha um tempinho.

    ResponderEliminar
  13. Gostei das tuas resposta, identifiquei-me com algumas coisas:)

    ResponderEliminar
  14. UFA, livrei-me e boa ;)

    quase que podia responder pela Petra, ela é a minha gémea :)

    ResponderEliminar
  15. Vou responder aqui S* porque já fiz um post com este tag lá no blog.
    Desde já agradeço teres te lembrado de mim. Adoro estas coisas :D

    Ora cá vai:

    1. Acreditas em Deus? Sim e cada vez mais.
    2. Preferes uma verdade que magoa ou uma omissão que poupa da dor? Sempre uma verdade. Doa o que doer. Se há coisa que me deixa louca é imaginar que os outros me escondem alguma coisa.
    3. O que serias incapaz de perdoar? Muitas coisas. Não sou de fácil perdão e não me orgulho disso.
    4. Preferes palavras ou actos? Palavras e actos pode ser? :)
    5. Um amor suave ou uma paixão intensa? Uma paixão intensa. Amores suaves dissolvem-se. Paixões cultivam-se e cuidam-se.
    6. Se pudesses mudar algo no mundo, o que seria? A mentalidade do homem.
    7. Consideras a Guerra um meio aceitável para chegar a um fim? Nunca! Fora de questão.
    8. Pena de morte: sim ou não? Sim. Muita gentinha devia apodrecer na cadeia até ao fim dos seus dias.
    9. Casamento ou união de facto? Tendo em conta os exemplos à minha volta e a minha própria história: união de facto.
    10. Qualidades que admires nos outros? Sinceridade, optimismo.
    11. O que mais gostas em ti? A personalidade :)


    Mais uma vez obrigada. Beijinho enorme.

    ResponderEliminar