Eu não sou rancorosa...

Nem gosto de pensar em assuntos do passado. Mas tenho um odiozinho de estimação tão grande à minha ex-melhor amiga... Ou melhor, eu acho que não é ódio, é rancor, é mágoa, é apetecer-me dizer-lhe que é uma grande cabra.

Passado um ano do seu "desaparecimento", ainda me custa pensar no assunto. A história resume-se, em traços gerais, a:

Ela mandou-me um email. Um email em que falava dos seus problemas, blá blá blá. Na altura, até achei o email enternecedor, por achar que ela me via como alguém digna da sua confiança, mesmo só me conhecendo pelo blogue. Daí a uns tempos percebi que mandara o mesmo email a várias bloggers mulheres. Desapontamento número 1.

Começámos a conversar na internet, ao telemóvel, ficámos inseparáveis. Poucos dias depois conheci-a e a confiança foi logo mútua. Passámos a falar todos os dias, encontrávamo-nos dia sim, dia não, para tomar café, para falar, para trocar confidências.

Ela era uma rapariga com uns problemas de saúde chatos e eu gostava de achar que estarmos juntas a alegrava. E alegrava. Ela gostava genuinamente de mim - pensava eu. Passados três mesitos, ela desapareceu. Evaporou-se durante mais de um mês.

Regressou entretanto, como se nada fosse. A ex-melhor amiga dela deixara de o ser (não me perguntem porquê) e eu passei a ocupar o posto. Às vezes, era até sufocante. Mas como ela tinha os tais problemas, eu fazia questão de ir ter com ela.

Um dia pura e simplesmente deixou de falar comigo. Deixou de mandar sms. Deixou de querer estar junta. Desapareceu. Tentei combinar coisas com ela duas ou três vezes e ela ignorou as mensagens.

Honestamente, cheguei a pensar que lhe acontecera algo. Estive prestes a mandar uma mensagem a amigos dela, no Facebook, a perguntar se se passara algo. Mas mandei-lhe antes uma sms. À uma da manhã. Uma noite em que estava mesmo incomodada com aquilo. Não tardou nem dez minutos a responder. "Olá S*, tudo bem sim. Quando te disse que não podia estar contigo, não podia mesmo".

Fiquei com cara de tacho a olhar para aquilo. Poucos dias depois reparei que voltara ao Facebook. Tinha namorado novo. Amigas novas. Estava num curso novo.

Fiquei tão revoltada, tão magoada com aquilo... Foi quase um ano de uma amizade que, julgava eu, seria para a vida inteira. Uma pessoa a quem contava tudo da minha vida. Uma pessoa em quem eu confiava plenamente. Uma pessoa que me desiludiu como mais ninguém (a não ser o meu pai, vá), me desiludiu até hoje.

Ainda lhe tenho rancor. Admito. E já passou mais de um ano. Precisava de escrever isto. Ela lia o blogue. E se ainda o lê (duvido...), pode ser que tenha vergonha na cara.


Nota: Conheci-a na net mas fui amiga dela, pessoal, ao vivo e a cores, durante um ano. Não confundam as coisas, pessoal. :)

Comentários

  1. Percebo-te tão bem...
    E o que irrita no meio disto tudo, é que mesmo passado um ano, dois, três, continuas a pensar nisso, e ela, de uma forma ou de outra, ainda continua presente na tua vida. Quanto mais não seja na tua cabeça. Acontece o mesmo comigo, e acredita que ás vezes dava tudo para nunca a ter conhecido...

    ResponderEliminar
  2. passei por algo parecido ainda hoje continuo a passar, vá. duas das amigas que eu julgava também para a vida deixaram-me na mão quando eu mais precisava delas.
    Estive lá, sempre apoei, servi de desculpa, sempre ouvi, corri para lá quando foi necessário, dei dormida quando me pediram. E quando precisei (quando continuo a precisar) simplesmente ninguém aparece. Ninguém diz nada. Por isso, compreendo perfeitamente essa mágoa, esse desapontamento. é revoltante, mas é, sobretudo, triste.

    ResponderEliminar
  3. Esta noite, à uma da manhã, sempre pode enviar a seguinte sms: És uma grande cabra (mais esclarecimentos, o MEU blogue), muah ah ah

    :P

    Eu sou cabra o suficiente para fazer isso, se estivesse no seu lugar. Já não é amiga e não... :)

    ResponderEliminar
  4. É desapontante quando damos de nós e nos dão desilusões assim. Os meus amigos são parte de mim, ficaria devastada se isso me acontecesse. Quando gosto, gosto a sério.

    ResponderEliminar
  5. Conhecer uma pessoa via net não é, nem de perto nem de longe, comparável a conhecê-la pessoalmente. Se calhar pensavas que a conhecias melhor do que, na verdade, conhecias.. e enganaste-te :/

    [ deixa, eu também tenho ex-melhores amigas --' ]

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente a minha melhor amiga (de há 5 anos)acabou o curso e foi estagiar para França. Deixou de falar comigo também a 100%...ora se está noutro país há email, msn, facebook, skype, telemóveis...ela não me respondia a nada.
    Dois anos sem contacto algum e um dia bate-me à porta. Que há um ano que estava a viver às custas do namorado francês mas pelos vistos ele cansou-se e mandou-a dar uma curva, sem trabalho e namorado (burro) a sustentá-la teve de voltar para portugal e aí a "velha" amiga já lhe fazia falta. Mandei-a dar uma curva. Ainda hoje (3 anos depois) lhe tenho raiva, enfim...e não é o único caso...

    ResponderEliminar
  7. Não digo que tive algo parecido. Mas tive uma grande amiga que me desiludiu a todos os níveis. Preferia k me deixa-se de falar do que fazer o que fez

    ResponderEliminar
  8. xihhh coisas mais triste da parte dela :/

    ResponderEliminar
  9. e é por isso que eu, e digo isto com grande pena, nao confio nem mantenho grandes amizades. porque é dificil, rarissimo, encontrar uma que seja verdadeira hoje em dia, e eu nao estou para andar a "magoar-me"...

    ResponderEliminar
  10. Cat, eu não a conhecia via net. O ponto de partida foi, de facto, a internet. Mas morávamos as duas na mesma cidade e estávamos juntas todos os dias, praticamente.

    ResponderEliminar
  11. fogo!... Não sei se me consegui ligar a alguém assim via net só. Mas acho estranho. espero que ela leia o teu post.
    um beijinho

    ResponderEliminar
  12. A única coisa que te digo é se desliga disso que não vale a pena. A pessoa em questão mostrou não se importar contigo da mesma maneira. Esquece e toca a vida para frente, não vale a pena remoer esta história e no mais, nada vai fazer voltar como era antes.

    ResponderEliminar
  13. Daniela, eu não fui amiga dela de net. Eu fui amiga dela, ao vivo e a cores, quase um ano.

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente sei bem do k falas.... tb tenho 2 ou 3 casos desses....se me permites um conselho, tenta n pensar nisso... é o k eu faço.... tento fazer, pelo menos...
    :)
    ****

    ResponderEliminar
  15. Eu tinha a minha melhor amiga...já há 12 anos. Ela começou a tentar destruir a minha auto-estima e achava que era boa demais para todos os homens, que não se podia aproximar de nenhum rapaz que eu gostasse sem que ele se apaixonasse por ela (lol). Dizia mal de mim, então deixamos de falar. Ainda ontem vi-a e não me parece uma pessoa feliz, até vira-me a cara sempre que nos reencontramos. Sinto o mesmo que tu, contava-lhe tudo, saímos quase todos os dias..Foi uma desilusão enorme, custou muito. Ela chegou a enviar e-mails, mensagens e a tentar falar com todas as pessoas que eu gostava dizendo que eu era isto e aquilo, para terem cuidado comigo. Eu achei vergonhoso da parte dela. Foi uma cabra. E não tenhas receio de dizer isso a essa tua ex-amiga quando tiveres oportunidade. Pois ela escolheu fazer-te isso, ignorar e esquecer uma boa amizade. Sempre que a vejo eu começo a sorrir e ela sente-se irritada por isso. Essa rapariga não merece a tua amizade, dedica-te a quem gosta mesmo de ti, mesmo que seja só um ou dois. Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  16. Com tanto comentário feminino até me sinto mal, mas cá vai...

    Antes de mais, boa noite!

    Quanto a mim, essas pessoas aparecem e hão-de continuar a aparecer nas nossas vidas, eu, moço viajado não consigo excluir as pessoas e menos ainda queria ficar com a fama dessa tua amiga, sempre que viajo pelo País, pelo menos ligo aos amigos que fiz por aí.

    Ainda vou recebendo convites para fins-de-semana, jantares e casamentos de povo que não vejo há anos, por isso, acho que estou a ser correcto.

    Em relação a essas pessoas, sinceramente o desprezo parece-me uma óptima ideia, claro que um post no blogue não mancha essa ideia de desprezo, afinal se fores um pouco como eu, escrever faz bem e "alivia" a alma!

    Beijo*

    ResponderEliminar
  17. 2 anos de blog, e fiz sempre questão de não criar "amizades" por aqui.

    Ainda não acho que tenha sido uma má decisão.

    ResponderEliminar
  18. Há pessoas boas e há pessoas más! até agora nunca me arrependi, mas não sei o amanhã... não guardes mágoa, não merece essa importância de ti.

    ResponderEliminar
  19. nunca conhecemos as pessoas a 100%...e na minha opinião se as conheceres a 50% já es uma sortuda... portanto, dá smp o beneficio da dúvvida
    bjs*

    ResponderEliminar
  20. Percebo-te perfeitamente. Um amigo meu dizia-me que eu era a melhor amiga dele, e eu ocupava esse lugar, de facto, no entanto, da noite para o dia deixou de me falar, de dar notícias, de me responder às sms, às chamadas telefónicas, durante meses e meses não soube de nada. Agora surgiu de novo, e trata-me como se nada tivesse passado. Odeio este tipo de situações. Irrita-me perfeitamente.

    ResponderEliminar
  21. dou-me pouco, a minha melhor amiga continua a ser a mesma desde os quatro (há 28 anos atrás) ... espero que assim continue :) :)
    **
    (mais sorte no futuro)

    ResponderEliminar
  22. Percebo perfeitamente o teu lado...

    ResponderEliminar
  23. Às vezes aqueles que consideramos mesmo amigos, são os que mais nos desiludem.

    ResponderEliminar
  24. A minha sugestão, é que se deve dar sempre em proporção do que nos dão... assim, ninguém fica a perder. Se te dão algo bom, retribui. Se for algo menos bom, não há porque não retribuir também.
    Mas, como tudo, os pensamentos também passam... as memórias ficam, mas podes seleccionar o que queres que seja teu. Ao resto, podes fazer um fabuloso Delete. É uma das teclas mais preciosas de um teclado, usa-a nas tuas memórias também.

    ResponderEliminar
  25. Há gente que não merece mesmo os amigos que tem!! S* esquece essa tipa...

    ResponderEliminar
  26. Chega a ser triste, passei pela mesma situação...

    ResponderEliminar
  27. O que eu acho estranho é como em tão pouco tempo as pessoas ficam assim tão amigas e inseparáveis. Para mim as grandes amizades vão-se construindo em períodos bem maiores que um ano, dois ou três. Admiro quem o consegue fazer em tão pouco tempo, pois eu não consigo.

    ResponderEliminar
  28. Eu percebo isso, sinto o mesmo pela minha ex-melhor amiga.
    Só se lembram de nós quando lhes convém e depois descartam, sem pensarem no quanto nos podem magoar.
    Bitches!
    Olha, ela é que ficou a perder, certamente.
    Quando voltar a falar contigo, já sabes que o namorado a largou e as novas amigas de fartaram dela. Aí, podes tentar abrir-lhe os olhos para a vida.

    ResponderEliminar
  29. Sim S*, eu percebi! Mas era isso mesmo que eu queria dizer. Não é igual conhecer uma pessoa na net (mesmo que depois a conheçamos pessoalmente) ou, sei lá, ter andado não sei quantos anos com ela na escola (só a título de exemplo!).

    Beijinho

    ResponderEliminar
  30. Esquece que ela existe. Nem percas tempo a pensar nisso sequer. Ah! E ocupa o espaço do rancor por ela no teu coração com bons sentimentos por outros.

    ResponderEliminar
  31. É muito triste uma situação assim... pensando que não uma pessoa investe tanto tempo e atenção e depois desaparece tudo, como se nada se tratasse. Estás no direito disso...

    Beijooo*****

    ResponderEliminar
  32. Já me aconteceu duas vezes: a primeira foi minha amiga durante 15 anos, a segunda foi minha amiga durante 7 anos. A primeira foi mázinha mas ingénua. A segunda foi sacana e calculista.

    Como não me apetece passar por uma terceira situação, passei a dar na medida em que recebo e estou sempre com um pé atrás.

    Em relação às amizades 'via net' (já sei que não é o teu caso) eu sou super-hiper-mega desconfiada (os gatos são assim!) Eu sei de histórias que, para quem -como eu- gosta de filmes de terror, assustam!

    ResponderEliminar
  33. Foi por ir encontrando pessoas assim, que infelizmente me tornei numa pessoa incapaz de confiar em alguém...

    ResponderEliminar
  34. Esse rancor só te faz mal a ti... a mais ninguém! Não devias andar a consumir-te por dentro por algo que já passou e principalmente quando a outra pessoa está-se nas tintas.

    As coisas só têm a importancia que nós lhes damos :)

    ResponderEliminar
  35. S*,
    só me apetece chamar-lhe cabra, mas tens de ultrapassar isso. Ela não merece sequer que penses no assunto, não foi tua amiga e por isso não merece a tua confiança e o teu tempo.
    Concentra-te apenas em que vale a pena.
    Bj**

    ResponderEliminar
  36. quando pensamos que conhecemos as pessoas, tudo desaba**

    ResponderEliminar
  37. Tive uma situação parecida.... a diferença? não a conheci na net, e fomos como irmãs 4 anos.... o conhecer através da net ou não.... Não tem quaisquer importância, a net as vezes é apenas uma ponte, um meio para.
    O problema é que gente egoísta, oportunista e sem escrúpulos como essa tua ex amiga hé em todo o lado.
    E digo isto pois ja mo contaste ao vivo e a cores, ja falamos muito nisto.
    Custa-me como tua amiga que ainda sofras por causa desta situação, mas entendo-te perfeitamente.... porque por mais que digam que tudo continua e blablabla há sempre marcas que ficam e tantas coisas que custam a cicatrizar....
    Hade passar concerteza.... beijo

    ResponderEliminar
  38. compreendo como te sentes, essa magoa de alguem nosso querido, alguém que nos confiávamos piamente, de repente se revela uma pessoa completamente diferente. acho que sinceramente, ela nunca foi realmente tua amiga, como tu foste dela, podia tar ctg, dar te concelhos, essas coisas, mas amiga mesmo, nao faz dessas coisas. simplesmente devia de se sentir sozinha ou sei lá e prova disso é que mandou esse mail a outra bloggrs mulheres.
    olha querida, apesar da magoa, pensa que ao menos só demorou um ano a revelar-se como é, uma cabra que não merecia se querer que tivesses ficado assim.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  39. Eu tenho 3 amigas que conheci atraves do blog e com quem me dou ao vivo e a cores há uns 5 anos :)
    Mas assim o conceito de "melhor amiga" não gosto la muito, confesso...sou demasiadamente independente e facilmente invadem o meu espaço! E as pessoas que melhor me conhecem sabem isso por isso nunca insistem 2 vezes para marcar coisa qd eu ando mais ocupada, por exemplo....no entanto apesar de ter este feitiozinho anti-social nunca abandono ninguém!Isso nunca! E foi o que aconteceu com essa moça...arranjou divertimento novo e pronto, xauzinho que se faz tarde...é esquecer, não remoer...beijinhos!

    ResponderEliminar
  40. Ah! E não tem nada a ver como se conheceu a pessoa, desenganem-se....tem a ver com o caracter das pessoas, só isso! Não ha sitios certos para se criarem amizades verdadeiras ;) Acontece e pronto, não s epode controlar :)

    ResponderEliminar
  41. é incrivel o número de pessoas a quem acontece isso... eu sou uma delas... tb tenho um ex-amiga a quem só desejo que "vá morrer longe".

    são vidas!

    jts

    Lita

    ResponderEliminar
  42. Eu também conheci uma rapariga por a internet, e no entanto é das pessoas que mais valor dou neste momento (e espero que durante muito mais tempo xD). Podemos encontrar alguém falso tanto aqui como na vida real.
    São pessoas que não dão valor aos outros, muito egoístas, auto-centradas... Mas às vezes enganam tão bem.

    ResponderEliminar
  43. É sempre chato quando isso acontece. As pessoas têm atitudes que não se compreendem. Acho que deves acreditar que há imensa gente como tu. Genuína e pura e desvalorizar quem não é.
    Bjinhos
    :)

    ResponderEliminar
  44. Impressionante ver o número de comentários! Nem me passou pela cabeça que fosse coisa tão comum :/ Também tive uma amiga, de quem gostava como de uma irmã, eramos muito chegadas e conversávamos e riamos imenso. De repente deu sumiço, ao ponto de me deixar preocupada por não saber nada dela. Ainda hoje não sei o que se passou realmente, pois pouco ou nada me disse. Eu sei que é para seguir em frente, mas fiquei muito magoada e estas coisas deixam cicatriz...enfim...

    ResponderEliminar
  45. Essas historias acontecem infelizmente a toda a hora e o triste é que perdemos tempo da nossa vida com pessoas que não valem a pena, um dia uma amigo disse-me uma frase que faz todo o sentido para mim hoje.
    Fica aqui para reflectires.
    "As pessoas apenas t~em a importancia que nós queremos"
    Isto é um exercicio quando posto em pratica consegue-se tenta...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares