Don't take me for granted

- Vou ao Porto, hoje. Se me vires, não estranhes.
- Mas eu hoje não posso estar contigo pelas razões X e Y.
- Eu também não disse que te queria ver.
- Mas querias. (???)
- Sabes que eu tenho outras coisas que me fazem vir ao Porto... não só tu.
- Eu sei. :) Mas juntava-se o útil da viagem ao agradável do encontro. [é nesta altura que eu começo a irritar-me seriamente]
- Bom fim-de-semana.


É a isto que eu me refiro. E não, não queria estar contigo.

Comentários

  1. É nesta altura que começamos a pensar duas vezes não é? Acham-se sempre a última coca-cola do deserto e ainda não consegui perceber porquê. Mas adorei a parte do "Bom fim-de-semana", coitadinho que deve ter ficado com o ego a sangrar...bem rematado!

    ResponderEliminar
  2. Pois, até parece que quando se faz alguma coisa é sempre por que se está a contar estar com a pessoa e não por outras razões.

    Diria que tens razão para sentir isso!

    ResponderEliminar
  3. Bolas, pá, que mau feitio lol

    ResponderEliminar
  4. Ui.

    Há aí qualquer coisa que falta, pelo menos de um dos lados.

    ResponderEliminar
  5. Adorei o teu blog :) este post em especial. Podia-se usar aquela real expressão: há pessoal que não se manca!

    Já agora faz uma visitinha o meu e diz o que pensas ;)

    http://o-meu-reino-da-noite.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Epah. Odeio quando me fazem isso.

    É risco na coisa, logo.

    ResponderEliminar
  7. também eu me irrito mesmo com essas pessoas!*

    ResponderEliminar
  8. oh, coitado! deve pensar que é muito bom.

    ResponderEliminar
  9. Ai não querias tu outra coisa ... ;)

    ResponderEliminar
  10. ahahah

    Olha que máximo... temos o 3 dias aqui. Um beijo paixão, um beijo.

    ahahah

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares