Avançar para o conteúdo principal
Não esqueço os pormenores. Principalmente os pormenores. Cada pessoa tem os seus detalhes, as suas pequenas coisas que a tornam única. Detalhes, coisinhas que parecem insignificantes. Aquele sorriso, aquele jeito, aquelas manias, aqueles tiques. Até aquelas coisas que nos parecem irritantes são inesquecíveis (principalmente essas).

Até as coisas irritantezinhas se tornam queridas-e-fofas quando vindas de alguém de quem gostamos. Pelo menos enquanto gostamos... quando deixamos de gostar tornam-se simplesmente odiosas. :P

Coisinhas insignificantes que nos roubam um sorriso.

... Eu diria que existem pormenores m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-s.

Comentários

  1. A clássica transição sinal - verruga...

    ResponderEliminar
  2. Ena...já n sou so eu q ligo e me lembro de pormenores

    :)

    ResponderEliminar
  3. são uma delícia esses pormenores de "imperfeição";)

    ResponderEliminar
  4. O encanto de muita coisa está exactamente nos pormenores!

    ResponderEliminar
  5. são esses pormenores que fazem da pessoa liinda e maravilhosa.....com o tempo tu consegues ver que é isso que a torna mais bonita, apesar de tudo...;)

    ResponderEliminar
  6. Eu sou super despistada. Mas este tipo de pormenores não me passam ao lado.

    ResponderEliminar
  7. Tanta tanta razão que tu tens:D *

    ResponderEliminar
  8. São os pormenores que transformam a vida em algo de interesse :)

    Seguindo :)

    **

    ResponderEliminar
  9. Eu chamo-lhes as "imperfeições perfeitas". Quando gostamos da pessoa, claro.

    ResponderEliminar
  10. Eu ligo bastante a certos pormenores...e por vezes quando dou por mim a pensar em alguns...lá sai um sorrisinho...;)

    Bj

    ResponderEliminar
  11. Perco-me nos detalhes... nas pequenas coisas... ficam-me gravados até à exaustão.
    E ainda os recordo...
    a cada instante.
    c-a-d-a--b-o-c-a-d-i-n-h-o

    e o tempo congela

    ResponderEliminar
  12. São esse pormenores que nos caracterizam.. sem eles éramos todos iguais.. e isso era uma chatice...

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. hello!

    existem sim, os maravilhosos e os irritantes :-D

    eu sou uma despistada de 1ª, mas há pormenores, que são PORMENORES, que não dá para esquecer!

    xoxo

    ResponderEliminar
  15. Já dizia o Raul Solnado:
    Namoram e vão pela rua fora, debaixo de chuva. Perante uma pequena poça de água ele pega-lhe ao colo e diz:
    - O meu amorzinho não vai molhar o seu pézinho pequenino e delicado.

    Casam:
    Pronto, já pôs a pata na poça, raiosapartam! eheheh

    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Se não fossem os pormenores todos seriamos iguais! seria uma seca!

    ResponderEliminar
  17. Concordo! O mundo sem pormenores seria uma linha recta sem graça nenhuma!

    ResponderEliminar
  18. Eu diria que nos atraímos pelo geral mas é o particular que nos deixa cativos. :)

    ResponderEliminar
  19. Pormenores... ^.^
    São essas pequenas coisas que tornam únicas e especiais as pessoas com quem estamos. Sempre há aqueles pormenores que são dispensáveis.
    Posso dizer-te que me apaixono muito fácilmente por pormenores e sempre por sorrisos =)

    Estas tuas palavras fizeram me andar nas núvens...!

    ResponderEliminar
  20. Adoramos os pormenores das pessoas apenas e só quando adoramos essas mesmas pessoas...adoramos as pessoas com os seus pormenores...não adoramos os pormenores independentemente da pessoa!

    ResponderEliminar
  21. São esses detalhes, que por menores que possam parecer, nos distinguem!

    ResponderEliminar
  22. Esses pormenores fazem sempre a diferença... E quase sempre nos lembramos deles...

    Kisses*
    Fénix*

    ResponderEliminar
  23. são os pormenores que nos marcam xD
    ***

    ResponderEliminar
  24. é tão belo esse teu estado de alma... conserva cada detalhe e cada momento vivido... São promenores que para os demais não interessam, mas que para ti... bem...para ti são pérolas do momento que irás recordar no passado com muita saudade !

    ResponderEliminar
  25. Dizem que são os promenores que fazem a diferença. E a verdade é que já comprovei essa mesma teoria!
    kissKiss*

    ResponderEliminar
  26. Eu cá gosto dos pequenos grandes pormenores, dou sempre importancia aqueles que muita gente se esquece.

    :) Um Beijo*

    ResponderEliminar
  27. Há não há? Concordo plenamente :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.