Avançar para o conteúdo principal
Recentemente Viana do Castelo (que orgulho!) tornou-se a primeira cidade do país declaradamente anti-touradas. Tinhamos "apenas" uma tourada no ano, e mesmo essa era alvo de protestos.

A maioria socialista na Câmara Municipal de Viana, decidiu não permitir a realização de qualquer "espectáculo" tauromáquico no espaço público ou privado do município, sempre que este dependa de qualquer autorização da autarquia.

Como se lê no Público, segundo o Presidente da Câmara Defensor Moura, a medida faz todo o sentido por ir de encontro ao perfil de cidade saudável. "Para além do respeito pelos direitos humanos, preservação do património natural e promoção dos valores ambientais, o executivo socialista considera que o espírito, de cidade moderna e progressista, deve estender-se ao respeito pelos direitos dos animais", cita o jornal.

“A defesa dos direitos dos animais não é compatível com a realização de espectáculos de tortura, que provocam sofrimento injustificado”, disse Defensor Moura. E eu fiquei contente por ler.

Espero que brevemente mais cidades tenham a mesma atitude, em defesa de um mundo melhor.

Ok, dizem que isto não é fruto só da bondade do presidente. Pelo que investiguei, existem fortes interesses económicos no terreno da Praça de Touros, que se localiza junto ao rio e ao parque da cidade. Óbvio que isto tem fortes possibilidades de ser verdade, mas não me interessa muito. Se deitarem abaixo o mamarracho da Praça de Touros para construirem casinhas para ricaços, não tenho pena nenhuma.

Por outro lado...

"São cada vez mais os bracarenses que entregam, no canil de Braga, cães e gatos para abate, por não conseguirem suportar os encargos inerentes à criação desses animais", diz o site do Jornal de Notícias.

Como é possível alguém despachar assim um animal? Eu entendo que as pessoas têm problemas e às vezes têm de optar. Mas abandonar um animal, atirá-lo para um canil, não me parece (de todo) a melhor opção. Esgotem-se todas as hipóteses antes de se enveredar por medidas drásticas.

Anabela Veloso, vice-presidente da Associação Bracarense Amigos dos Animais (ABRA), disse ao JN que a maior parte das vezes o destino deste animais é a morte.

"Cerca de 90 por cento dos animais que se encontram no canil são entregues pelos donos e os restantes são recolhidos nas ruas. Com estes últimos a lei obriga a um período de oito dias, para ver se o dono aparece a reclamar. No caso das entregas, implica que o dono pague a taxa de abate e o destino é certo".

Como é que alguém é capaz de pagar uma taxa para abaterem um animal que lhe pertence?

Há coisas que eu não consigo entender, por mais que me esforce.

E agora vou trabalhar, que não é para isto que me pagam. Não sei se deu para reparar, mas era uma piada. Não me pagam mesmo. Regalias de estagiário. :D

Comentários

  1. gosto de te ver mais animadita...

    abaixo as touradas de uma forma geral, mas são uma tradição e defendo que devem existir algumas porque existem pessoas que disso dependem. é um negócio é certo, mas outros negócios dependem dele!

    por outro lado, antes entregarem os animais para abate do que abandona-los numa auto-estrada onde ficam completamente perdidos e com os segundos contados (é verdade, eu vi isto acontecer).

    ResponderEliminar
  2. muito boa sua materia.

    bjosss...████
        █▓▓▓▓█  ██████  █▓▓▓▓██
       █▓▓██▓▓██▓▓▓▓▓▓██▓▓██▓▓▓█
      █▓▓██▓██▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓██▓██▓▓█
      █▓███▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓███▓█
      █▓██▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓██▓█
      ███▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓███
        █▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
        █▓▓▓▓▓▓▓██▓██▓▓▓▓▓▓▓▓█
        █▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
        █▓▓▓▓▓▓▒█████▒▒▓▓▓▓▓▓█
         █▓▓▓▓▓▒▒███▒▒▒▓▓▓▓▓█
          █▓▓▓▓▒▒▒█▒▒▒▒▓▓▓▓█
           ██▓▓▓▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█
         ██▓▓▓██▓▓▓▓▓▓▓████
        █▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
       █▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
      █▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
     █▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█▓▓▓▓█
     █▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█▓▓▓▓█
     █▓▓▓▓█▓▓██████▓▓███▓▓█▓▓▓█
    █▓▓▓▓█▓▓█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓█▓▓█▓▓▓█
    █▓▓▓▓█▓█▓▓▒▒▒▓▓█▓▒▒▒▓█▓█▓▓▓█
    █▓▓▓▓██▓▓▒▒▒▒▒▓█▒▒▒▒▒▓██▓▓▓█
    █▓▓▓█▓▓▓▒▒▒▒▒▓▓█▓▒▒▒▒▒▓▓█▓▓█
    █▓▓▓█▓▓▓▒▒▒▒▓▓█▓▓▒▒▒▒▒▓▓███
     ████▓▓▓▒▒▓▓██ ██▓▒▒▒▓▓██
         ███████     ███████

    ResponderEliminar
  3. Eu não gosto nada de touradas!!
    bjs
    _malinha

    ResponderEliminar
  4. loooooooool boa piada final xD

    Quanto às touradas, sou ABSOLUTAMENTE contra...e dou os meus parabéns a Viana do Castelo :)

    Relativamente ao animais nos canis.. é de facto lamentável...as pessoas não entendem que ter um animal de estimação implica despesas, sacrifícios... não é só um mar de rosas...É uma pena as pessoas decidirem terem animais de ânimo leve..enfim..é a geração de consumo do "já e agora"

    ResponderEliminar
  5. Que bom que já se começa a fazer sentir este sentimento "anti-touradas" pelo país! *

    ResponderEliminar
  6. Eu sou completamente contra as touradas. Pode ser uma tradiçao, mas é uma tradição retrógada e desumana. Pelo menos, no neu entender. :)

    ResponderEliminar
  7. Eu adorava ver as touradas banidas em todo o mundo. Só em Espanha e na América Latina é um massacre de dimensões bárbaras! O problema é que a merda das touradas dá dinheiro a muita gente. Não fora isso e acho que já não havia....

    Quanto aos cães e gatos... nem sei que te diga. É todos os anos a mesma desgraça. Um nojo!

    O ser humano não poderá evoluir enquanto não deixar de ser cruel. Seja com os animais, seja com as pessoas. A crueldade é algo primitivo. Portanto.. sem nos vermos livres da crueldade, não poderemos ver mais além... é o que sinto cada vez mais!

    ResponderEliminar
  8. Só quem gosta de animais e é sensível pode como nós 2 abominar as touradas!

    bjo

    ResponderEliminar
  9. Deste-me a notícia em primeira mão! :)) Fiquei muuuuuuuuuuuuuuito contente, sou contra qualquer tipo de ofensa aos animais para puro entretenimento humano. E quem diz entretenimento diz futilidade.

    Independentemente das verdadeiras razões que levaram à decisão, estou orgulhosa da nossa cidade:))

    ResponderEliminar
  10. Lá se vai o barracão dos touros!!

    AnaMel

    ResponderEliminar
  11. Eu não sou contra a tourada. Sou contra a crueldade. É possível tourear sem inflingir dores horríveis e stress incomensurável aos bichos: bastava colocar-lhes umas peças almofadadas no lombo (o mesmo sistema das selas nos cavalos mas com uma superfície que recebesse os espigões ou seja lá qual for o nome daquelas merdas que espetam nos touros). O que provavelmente já não é possível é tourear sem oferecer o sangue aos espectadores pois é esse espectáculo de barbaridade que quem defende as touradas realmente quer e não a defesa das tradições como apregoam...

    ResponderEliminar
  12. Não posso deixar de partilhar contigo um dos meus sonhos recorrentes de criança/adolescente (sim, sim, sempre tive sonhos recorrentes, não sou bom da pinha):

    eu montando um cavalo e "toureando" um toureiro numa arena cheia de gente, espetando-lhe as bandarilhas (acho que é esse o nome).

    ResponderEliminar
  13. Parabens a Viana. O resto do país devia fazer o mesmo.

    ResponderEliminar
  14. Valter Ego, costumo dizer isso. Divertido seria se fosse o touro a picar o homem. Ou se fosse um homem o bobo da corte.

    ResponderEliminar
  15. Esperemos que mais cidades sigam o exemplo de Viana do Castelo!
    Sou de Braga, e já agora deixo o site da ABRA (ainda que não pertença à associação): http://www.abra.org.pt/html/. Pode ser que mais alguém queira e possa ajudar a dar uma nova oportunidade aos animais que não tiveram a sorte de ter uns bons donos à primeira...

    ResponderEliminar
  16. http://mp3.rtp.pt/mp3/wavrss/at1/261414_42221-0903111418.mp3

    :) não sei se ouviste, mas acho que deves ouvir a primeira parte deste spot...

    ResponderEliminar
  17. Acabei de ouvir Puzz. ;)

    Ai que a minha Viana anda muito comentada. Ok, é no gozo, mas ao menos todos ficam a saber que nós, vianenses, somos anti-touradas.

    "(os ambientalistas fazem) Coisas parvas, como observar passaros com binoculos"... "homem que é homem gosta de ver touradas, cuspir no chão e proibir a mulher de ir ao café". lol

    ResponderEliminar
  18. quase dá vontade de dizer: "barrancos a capital!" ... nã!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.